As redes sociais são constantemente criticadas por não serem tão efetivas no combate à desinformação e ao discurso de ódio. Recentemente, o jogador inglês Bukayo Saka chegou a cobrar plataformas como o Twitter e o Instagram por não conseguirem prevenir ofensas racistas. Para Mark Zuckerberg, a questão é um pouco mais complexa: o CEO do Facebook Group acredita que racismo e desinformação nunca serão completamente erradicados da plataforma.

Em conversa com o The Verge, Zuckerberg comparou a situação com a criminalidade na vida real: “É um pouco como combater o crime em uma cidade. Ninguém tem a expectativa de que em algum momento, vamos resolver todos os crimes da cidade. O objetivo do departamento de polícia não é erradicar a criminalidade. Se essa for a sua expectativa, a polícia está falhando”, afirma.

Zuckerberg ainda desenvolveu mais a analogia: “O que nós esperamos, geralmente, é que haja uma integridade de sistemas, e que a polícia faça um bom trabalho para ajudar a deter e impedir que coisas ruins aconteçam e manter os índices de criminalidade o mais baixo possível, e continuar levando a tendência em uma direção positiva”.

Pesa também o fato de não haver como impedir totalmente que os termos de uso da plataforma sejam quebrados. É claro que o Facebook e as demais redes sociais sempre podem monitorar suas plataformas e agir o mais rápido possível, mas as pessoas sempre encontrarão formas de burlar o sistema e cometer crimes e irregularidades. O que não justifica, claro, que o policiamento das plataformas permita que haja, por tanto tempo, grupos que espalham discurso de ódio e desinformação atuando nos principais espaços da internet.

O caso de Alex Jones e do InfoWars é um bom exemplo. O extremista passou anos compartilhando desinformação nas redes sociais sem ser banido, chegando até a dizer que o massacre de Sandy Hooks havia sido armado em prol do lobby desarmamentista. Somente após anos atuando, enriquecendo e cooptando pessoas para seus ideais, que Jones e o InfoWars foram expulsos das redes sociais.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/147962/facebook-desinformacao-racismo-nunca-serao-totalmente-erradicados-plataforma/