As empresas inovadoras de base tecnológica do Rio Grande do Norte têm até o dia 15 de agosto para se inscrever e concorrer aos recursos do terceiro edital do Programa Conexões para Inovação, promovido pelo Sebrae e Petrobras. As inscrições foram prorrogadas para a primeira quinzena de agosto e os valores chegam a R$ 22 milhões, dinheiro que será investido especificamente em startups de todo o país.

O objetivo do edital é estimular a geração de inovações com alto potencial de impacto e ganho de eficiência na cadeia produtiva do óleo, gás e energia do Brasil. O edital está disponível no endereço https://www.worldlabs.org/opportunity/petrobras-conexoes-para-inovacao-modulo-startups/about

Este é o maior edital de inovação já aberto no setor de óleo gás e energia, voltado para startups e pequenas empresas. As selecionadas terão oportunidade de desenvolver soluções e modelos de negócios já acessando uma fatia relevante do mercado: a demanda da Petrobras, com potencial de escalar na indústria nacional e internacional. Para isso, a companhia investirá em projetos de até R$ 500 mil e de até R$ 1,5 milhão, a depender da categoria do desafio (soft ou deep tech).

De acordo com o gestor do projeto Petróleo & Gás do Sebrae no Rio Grande do Norte, Robson Matos, o edital representa uma oportunidade para empreendedores locais com ideias inovadoras nesse setor. “Temos no estado uma grande expertise na indústria de óleo e gás, tanto através de empresas do setor, quanto através de instituições científicas e tecnológicas credenciadas à ANP, que juntas podem desenvolver soluções para desafios que estão sendo propostos no edital. Essa iniciativa pode ser uma grande oportunidade para que micro e pequenas empresas possam se beneficiar com a promoção de soluções para a indústria do petróleo”.

O Módulo Startups faz parte do objetivo da Petrobras de estimular a geração de inovações com alto potencial de impacto e ganhos de eficiência em áreas de interesse do setor. Durante e após o processo de seleção, os empreendedores contarão com assessoria da Petrobras e do Sebrae para que os projetos finalizados com sucesso tenham a oportunidade de implantação do cabeça de série ou serviço pioneiro na Petrobras.

Este ano há desafios nas áreas de eficiência energética, tecnologia de segurança, robótica, redução de carbono, modelagem geológica, tecnologia de inspeção e tecnologia digital. As startups vencedoras recebem suporte financeiro para o desenvolvimento dos projetos de inovação, têm interação com o corpo técnico da Petrobras, capacitação empresarial para posicionamento de mercado e estruturação de planos de negócios, além da participação em Demo Days (Sebrae) com as tecnologias desenvolvidas. O projeto poderá ser selecionado para uma etapa de implantação e teste do lote piloto na Petrobras ou em qualquer outra empresa.