Uma recente contratação feita pela Apple indica que a companhia está acelerando seu desenvolvimento de uma ferramenta de busca para tomar o lugar da Google no iOS, macOS e iPadOS. A empresa pode estar impulsionando o projeto para fugir das ameaças antitruste do governo dos EUA sobre a gigante das pesquisas.

Recentemente, como aponta o Financial Times, a Apple incluiu o ex-líder da divisão de Busca do Google, John Giannandrea, ao time da companhia para catalisar o desenvolvimento da própria ferramenta de busca. O site também menciona diversas outras vagas relacionadas a mecanismos de pesquisa no escritório da Apple, sinalizando que há um projeto em construção às escondidas.

Atualmente, a Amazon recebe de US$ 8 a US$ 12 bilhões anualmente da Google, para torná-la a ferramenta de pesquisa padrão de dispositivos Apple. Essa negociação não foi bem vista pelas autoridades reguladoras do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, que considerou o acordo como “anticompetitivo” durante a investigação contra a gigante das pesquisas, e mesmo que a Apple não seja a principal acusada, é vista como “cúmplice” ao aceitar os termos da negociação.

Sendo assim, o quanto antes a empresa adotar uma ferramenta de pesquisa própria, maior a chance de não se tornar alvo das investigações dos órgãos regulatórios dos EUA. Além disso, se a justiça norte-americana tomar a decisão de limitar o alcance das ferramentas da Google, a Apple precisaria de outro mecanismo de pesquisa para substituí-lo nos seus aparelhos.

Fonte: Tecmundo, disponível em: https://www.tecmundo.com.br/internet/205932-apple-criando-ferramenta-busca-substituir-google.htm