Comunicação

22

Ago

Comunicação

Detran trabalha palestras de direção defensiva na área empresarial

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) vem desenvolvendo diversas atividades educativas direcionadas a conscientização do motorista com foco na redução dos acidentes de trânsito. Ações de conscientização foram empregadas nesta semana nas unidades da empresa Teleperformance situadas nos municípios de São Gonçalo do Amarante e Parnamirim, ambos na região metropolitana de Natal.

A atividade educativa trabalhou palestras onde foi abordado o tema Direção Defensiva. Dezenas de funcionários da empresa assistiram os dois encontros onde o instrutor do Detran, Luiz Felipe, trabalhou informações importantes para a condução de veículos automotores dentro das regras de segurança e obedecendo a sinalização viária determinada ao longo do trajeto.

A palestra focou em medidas práticas que devem ser utilizadas por motoristas e motociclistas cotidianamente para prevenção de acidentes no tráfego urbano. Os procedimentos são empregados de modo a evitar imprevistos, apesar das ações incorretas de outros condutores e das condições adversas comumente encontradas nas vias de trânsito. Itens importantes como conhecimento da legislação, atenção na condução, previsão de crise, habilidade e decisão foram apontados e explicados pelo técnico do Detran.

No momento foi mostrado que medidas simples como averiguar a situação mecânica do veículo, conduzir de acordo com as situações presentes de luminosidade, tempo, estrada, trânsito e condições apresentadas pelo condutor são elementos primordiais que podem reduzir amplamente o risco do motorista se envolver em acidentes de trânsito.

Pela doutrina defensiva, a direção perfeita é aquela em que o condutor trafega sem ocasionar acidentes, sem cometer infrações de trânsito, não abusa do veículo e age com gentileza e respeito à vida. Atualmente, o estado do Rio Grande do Norte conta com 1,32 milhões de veículos cadastrados no sistema do Detran e aproximadamente 900 mil condutores habilitados.

22

Ago

Comunicação

Seleção pública de apoio financeiro ao segmento do audiovisual é lançada em Natal

A Prefeitura do Natal, através da Secretaria de Cultura (Secult/Funcarte), lançou a 4ª edição da seleção pública Cine Natal, para apoio financeiro ao segmento do audiovisual, como previsto dentro do Plano Municipal de Cultura, Lei nº 6.758, de 05 de janeiro de 2018.  A Seleção Pública vai fomentar e apoiar os diversos elos da cadeia produtiva do audiovisual, através de apoio complementar a projetos de difusão e divulgação, cineclubismo, desenvolvimento de projetos e realização de pesquisas no âmbito do áudio audiovisual. As inscrições vão até 30 de agosto e os documentos necessários estão disponíveis no Blog da Funcarte www.blogdafuncarte.com.br e www.natal.rn.gov.br.

O edital Cine Natal 2019 dispõe de um valor total de R$ 29.000,00 (vinte e nove mil reais) distribuídos nas categorias “Difusão e Divulgação” para apoio financeiro complementar a projetos de mostras de cinema e outros produtos audiovisuais, exibição e/ou lançamento de produções audiovisuais inéditas e a distribuição e/ou prensagem de produções audiovisuais independentes, visando a democratização do acesso aos conteúdos. Deverão ser apresentados projetos de apoio financeiro entre R$ 1.000,00 (um mil reais) e R$ 5.000,00 (cinco mil reais). Não serão aceitas propostas para difusão e divulgação de filmes, que já foram contemplados em outras edições do Cine Natal. Para esta categoria, será disponibilizado o valor total de R$ 11.500,00 (onze mil e quinhentos reais).

22

Ago

Comunicação

Incubadora da UFRN oferece oportunidade para novas empresas

A incubadora Tecnatus, sediada no Centro de Tecnologia (CT) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), está com edital aberto para novas empresas ou empreendedores que tenham ideias de produtos ou processos inovadores nas áreas de Engenharia, Arquitetura ou Ciências Exatas e da Terra e que necessitem de apoio para desenvolvê-las e transformá-las em negócio.

O mecanismo de apoio oferecido por uma incubadora por vezes é o diferencial que determina o fracasso ou sucesso de um novo empreendimento, fato que explica a importância da oportunidade para novos empreendedores. Uma incubadora de empresas como a Tecnatus, por exemplo, funciona como um desses mecanismos de estímulo e apoio ao empreendedorismo, à inovação e ao desenvolvimento de pequenas e microempresas nas primeiras etapas de suas trajetórias.

A gerente geral executiva da Incubadora, Carla Maitelli, explica que, assim como em outras incubadoras de empresas, na Tecnatus é oferecido o acompanhamento para as novas incubadas, e temas relacionados a orientação e planejamento em marketing e propaganda da empresa e sobre os processos produtivos e de contabilidade. “Além desse suporte, também realizamos reuniões regulares com a empresa, através de workshops e palestras”, destaca.

Importante salientar que esta incubadora não e direcionada para empresas de quaisquer áreas de conhecimento. Futuros empreendedores devem conferir o edital específico antes de submeter uma proposta para admissão. Por ser de base tecnológica, a incubadora prioriza o desenvolvimento de produtos ou processos inovadores nas áreas de Engenharia, Arquitetura e Ciências Exatas e da Terra. É importante lembrar que se você já possui uma empresa legalmente constituída e tem uma ideia inovadora, também pode participar da seleção.

As ideias aprovadas terão o apoio da equipe multiprofissional especializada da Tecnatus pelo prazo de até 24 meses, que podem ser prorrogados por mais 12 meses, caso seja necessário. A etapa de pré-incubação tem um prazo menor de até 12 meses, prorrogáveis por mais seis meses. As novas empresas também podem, caso seja necessário, compartilhar do espaço físico da incubadora, além usar as instalações de alguns laboratórios e equipamentos da Universidade. Outras informações podem ser obtidas através do site da Tecnatus, pelo e-mail tecnatus@ct.ufrn.br e pelos dos telefones (84) 3342 2265 (ramal 608) e (84) 9 9229-6454.

21

Ago

Comunicação

Detran retoma leilões na próxima terça-feira com veículos para lances

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) retomou o cronograma de leilões de veículos apreendidos e não reclamados por seus proprietários do prazo de 60 dias, como determina a lei Federal 13.160/2015. A nova hasta pública está programada para acontecer na próxima terça-feira (27), às 10h, no Rifóles Praia Hotel, situado na Praia de Ponta Negra, na Via Costeira de Natal. Serão leiloados 326 lotes compreendendo carros, motocicletas e sucata.

Na sexta-feira (23) e segunda-feira (26), os interessados podem visitar os veículos que vão a leilão no horário das 8h às 14h, no pátio do Detran, localizado na Rua Bom Pastor, 1222, no bairro da Quintas, em Natal (Antigo galpão da Viação Guanabara). A visitação é permitida exclusivamente para avaliação visual dos lotes, sendo proibido quaisquer outros procedimentos como manuseio, experimentação e retirada de peças dos veículos.

Nos primeiros quatro meses deste ano o Detran levou a leilão 800 veículos, sendo um total de 521 motocicletas, 27 carros e 252 automóveis destinados a sucata. O valor dos arremates chegou próximo de R$ 1,3 milhão, sendo esse montante utilizado para custeio com a realização do leilão, despesas de remoção e pátio, para pagar impostos atrasados e multas, e havendo saldo remanescente é repassado ao proprietário do automóvel leiloado.

Para participar do leilão o cidadão deve se cadastrar bastando comparecer ao local do evento levando a documentação exigida, sendo pessoal física, deve apresentar RG, CPF e comprovante de residência, e sendo pessoa jurídica, o contrato social e CNPJ da empresa. A participação também pode ser feita de forma online, bastando que o interessado tenha seu cadastro validado antes de iniciar o leilão, devendo ainda obedecer às exigências cadastrais especificadas no endereço eletrônico: http://www.lancecertoleiloes.com.br/cadastro.

O Edital com todas as informações do leilão, inclusive com a relação completa dos carros e motocicletas com imagem e as especificações de marca, placa, ano de fabricação e valor inicial do bem podem ser conferidas clicando no link: https://www.lancecertoleiloes.com.br/leilao/270819VE.

21

Ago

Comunicação

Sebrae oferece capacitações em marketing digital orientado para resultados

Para capacitar esses empresários e profissionais ligados ao setor, o Sebrae no Rio Grande do Norte estruturou um pacote de capacitações para estimular a presença digital das empresas que atuam nessa área. Denominado Trilha Turistech, o programa começa com um diagnóstico de presença digital e outras capacitações, como um fórum e oficinas práticas. A série de oficinas será ministrada em Natal nos dias 2 e 3 de setembro e, no dia 5 do mesmo mês, em São Miguel do Gostoso, levando os conceitos, técnicas e ferramentas de marketing digital para donos de pequenos negócios ligados à atividade turística. 

A proposta é que esses empresários sejam capazes de implementar estratégias de divulgação e comercialização de seus produtos e serviços de forma eficaz, conquistando novos clientes e melhorando a sua rede de relacionamentos. Nas oficinas, os participantes aprendem mais sobre as tendências das principais ferramentas digitais, construção de audiência e elaboração de estratégias para redes sociais com exemplos práticos do setor. 

Entre os conteúdos  repassados estão, o planejamento de marketing digital; otimização do site e landing pages; funil de vendas (captação de leads e taxa de conversão), Inbound Marketing; Instagram para Turismo; WhatsApp, Marketing 4.0 e o Google Ads. “O setor do turismo é um dos mais voláteis, e é inundado, constantemente, por novas ferramentas e recursos tecnológicos capazes de mapear comportamentos de consumo de produtos turísticos. Entender esses recursos e usá-los a favor do empreendimento é essencial para empresário da cadeia produtiva do turismo”, explica o gestor da Trilha Turistech, Yves Guerra, analista da Unidade de Desenvolvimento Setorial do Sebrae-RN. 

Além das oficinas de Marketing Digital, a Trilha Turistech também oferece o diagnóstico de presença digital - que avalia os sites, redes sociais e Tripadvisor – com devolutivas presenciais ou a distância - e a participação no Fórum Turistech, previsto para ocorrer no dia 5 de novembro. A terceira edição do Fórum vai reunir em Natal palestrantes de renome nacional, abordando temas como uso de tecnologias, sustentabilidade, experiência e governança no turismo. As inscrições podem ser feitas pelo link http://bit.ly/2HbFARc 

19

Ago

Comunicação

Cinemas têm até janeiro para garantir acessibilidade a cegos e surdos

A partir do dia 1º de janeiro de 2020, todas as salas de cinema do país serão obrigadas, sob pena de multa, a oferecer aparelhos de acessibilidade para deficientes visuais e auditivos. A determinação está na Instrução Normativa 128/2016, da Agência Nacional do Cinema (Ancine). Até o dia 16 de setembro deste ano, os exibidores precisam ter atingido a meta de 35% das salas dos grandes complexos e 30% das salas dos grupos menores.

Segundo o secretário-executivo da Ancine, João Pinho, o dia 16 de junho foi o primeiro prazo para o cumprimento das metas, com a exigência de 15% das salas de grandes complexos oferecendo os recursos de legendagem, legendagem descritiva, audiodescrição e Língua Brasileira de Sinais (Libras) para quem solicitar.

“Agora a gente entrou efetivamente na segunda fase, que é monitoramento do cumprimento em si. Ainda tem um pouco de orientação, mas já começa com a fiscalização pelos complexos. Estamos acompanhando semanalmente pelos sistemas internos da agência e de acordo com o plano de fiscalização, que envolve visitas técnicas quando necessário. Estamos divulgando a lista dos cinemas que se declaram acessíveis”.

Segundo o último levantamento feito pela agência, divulgado no fim de junho, a meta de 15% havia sido cumprida. A lista das salas com os recursos pode ser consultada na internet e o próximo levantamento deve ser divulgado no início de setembro. Pinho explica que as exigências de acessibilidade para o setor de cinema no Brasil começaram em 2014, com a obrigatoriedade de todos os filmes produzidos com recursos públicos oferecerem os recursos para audiência de cegos e surdos.

E desde 16 de junho todos os filmes, inclusive estrangeiros, já estavam adaptados. “Se a gente colocasse a obrigatoriedade logo, o exibidor não ia ter conteúdo acessível para oferecer ao público alvo. Isso era para criar um estoque de filmes e também de séries, porque vamos começar isso depois para a TV. Então a gente já teve 100% dos filmes nacionais, agora 100% dos filmes de qualquer nacionalidade e em 1º de janeiro 100% dos cinemas”.

Segundo Pinho, o Brasil é pioneiro na área, sendo o único país que exige exibição cinematográfica com língua de sinais. “Temos recebidos feedbacks qualitativos, muito emocionantes, de pessoas com deficiência que nunca tinham ido ao cinema na vida, pessoas que nunca viram ou asistiam filme sem entender. A gente vê que está impactando positivamente a vida dessas pessoas”, explicou.

Fonte: Agência Brasil

19

Ago

Comunicação

Especialistas e pais comentam aspectos da alienação parental na Assembleia

A relação entre pais e filhos - vítimas da alienação parental - gerou pronunciamentos que revelam um desafio para a sociedade: como conviver com a alienação parental.  O tema da campanha institucional da Assembleia Legislativa levou centenas de pessoas ao debate nesta sexta (16). Um deles foi o arquiteto Henrique Xavier que - em um discurso emocionado sobre a experiência de alienação parental.

Representando os que passam pela questão da alienação parental, o pai contou que é divorciado há 8 anos e a pelo menos 7 anos é proibido pela ex-esposa de visitar o filho. “Tive meu direito de visita dado pela justiça, mas minha ex-cônjuge vem descumprindo desde então. Perdi de acompanhar a infância do meu filho por causa de processos que se arrastam e não são julgados, isso é lamentável”, desabafou. Henrique explicou que à época do divórcio a criança tinha 4 anos e agora está com 12 e, na presença de todos os ouvintes da audiência pública, afirmou que a criança tem trauma do assunto pai.

“Ele me ama, mas segue as diretrizes de quem tem a guarda”. Seguiu fazendo um alerta às pessoas que hoje passam por uma situação semelhante, de que os pais devem ter maturidade suficiente para saber ‘aparar as arestas’ das incompatibilidades, já que elas podem existir e são comuns entre pessoas que começam a conviver e viram pais de uma criança. “Mas, é preciso entender que a criança é a pessoa nesse meio mais importante que devemos preservar”, destacou. Proposta pelo presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira (PSDB), a audiência contou com à participação de membros do judiciário, executivo e associações que atuam no tema.

Edu Ferret, do Instituto Conviver, destacou as questões emocionais. “Toda vez que uma criança passa por uma condição desnecessária de escolher a quem amar, e me refiro a pessoas do convívio dela, da sua família, do seu meio, mesmo que veladamente, o mundo de alguma forma perde um grande potencial dessa criança fazer algo positivo. Eu digo isso não só para ela, mas para a humanidade. Falo isso por muitos que estão presentes aqui, que acreditam que uma única pessoa consiga fazer a diferença na vida de muitos. Quando nos engajamos em algo, é porque sabemos que aquilo que é importante para mim pode ser passado para outros”. A Organização Mundial da Saúde (OMS) enquadra os efeitos da alienação como doenças. Entre eles a depressão, automutilação e até o extremo do suicídio.

15

Ago

Comunicação

Alienação parental será debatida em audiência na Assembleia Legislativa do RN

”Seu pai tem outra família, ele não liga pra gente”. ”Sua mãe nunca vai ser boa pra você”. Frases como essas são ouvidas constantemente por mais de 20 milhões de crianças vítimas da alienação parental em todo o mundo. Dados apontam que 80% dos filhos de pais separados sofrem algum tipo de alienação parental. Consciente da importância de debater esse assunto, a Assembleia Legislativa promove, nesta sexta-feira (16), 10h, audiência pública e campanha institucional “Alienação Parental: os mais prejudicados são os filhos”.

O presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), propositor da audiência e da campanha, apresentará, durante o evento, um conjunto de ações e projetos de leis – como a Campanha Estadual Permanente de Conscientização e Combate e o Dia Estadual de Conscientização e Combate a Alienação Parental. “O bem-estar das crianças deve ser prioridade dos pais, avós ou responsáveis. Estamos trazendo o debate para que todos entendam que essa prática deve ser evitada e que sejam tomadas medidas corretas para a proteção à saúde e direitos das crianças e adolescentes”, afirma Ezequiel Ferreira.

 Estudos apontam que a alienação parental desencadeia a síndrome da alienação parental, reconhecida como doença pela Organização Mundial de Saúde – OMS, que gera transtornos de comportamento e psicológicos e podem ter sequelas gravíssimas na sociedade e quando não tratados causam patologias como depressão; casos de automutilação; baixa autoestima; transtorno de ansiedade; crises de pânico, além do aumento no índice de uso de drogas e álcool como forma de aliviar a dor e culpa, como explicado pelas psicólogas Helga Torquato e Lyssa Dantas.

No Brasil, a Alienação Parental é definida por lei (nº 12.318, de 26 de agosto de 2010) como a interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente promovida ou induzida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança ou adolescente sob a sua autoridade, guarda ou vigilância para que repudie genitor ou que cause prejuízo ao estabelecimento ou à manutenção de vínculos com este. Além de "interferência na formação psicológica", outra lei, nº 13.431 de abril de 2017, identifica o ato de alienação parental como tipificação de violência.

15

Ago

Comunicação

Comissão da Câmara e Semtas anunciam implantação das Centrais de Libras

Nesta quarta-feira (14), a Comissão em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Câmara Municipal de Natal se reuniu para tratar das Centrais de Libras que deveriam ter sido implementadas desde 2013, mas ainda não aconteceu, mesmo com o recebimento dos equipamentos necessários para o funcionamento. Todavia, a espera está perto do fim, conforme previsão dos participantes do encontro. As Centrais de Libras são estruturas públicas desenvolvidas dentro do Plano Nacional da Pessoa com Deficiência para dar suporte aos surdos no acesso a serviços básicos como saúde, educação e transporte. 

A vereadora Júlia Arruda (PDT), presidente da Comissão, elogiou o debate promovido pela Casa e adiantou que o grupo temático vai continuar trabalhando no sentido de solucionar entraves burocráticos e colocar as Centrais de Libras em plena atividade. "Essa pauta foi uma das primeiras a serem abordadas nesse colegiado ao longo de anos de debates acerca das questões coletivas de Natal. Fizemos audiências públicas, conversamos com diversas autoridades e peregrinamos às secretarias municipais/estaduais e outras instituições em busca de soluções para a situação. Trata-se de uma vitória dessa comissão e dos movimentos sociais que estiveram na luta desde o início".

Está prevista a formatação de duas Centrais de Libras na capital potiguar: uma na Zona Norte e outra na Zona Leste, que atenderão também as demais regiões administrativas da cidade. Por enquanto, a tendência é que oito intérpretes de libras sejam contratados para prestar atendimento às pessoas com deficiência auditiva. Os recursos serão provenientes do Governo Federal. O Rio Grande do Norte é o 2° estado do Brasil em número de surdos.  

Auricéa Xavier, coordenadora técnica da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), explicou como anda o processo de criação das Centrais. "No passado, ocorreram algumas orientações da Secretaria Nacional dos Direitos Humanos que prosperaram. Pois bem, com a chegada da nova gestão da pasta de Assistência Social e do prefeito Álvaro Dias, que nos deram abertura para expandir os serviços, começamos a pensar em estratégias para, enfim, abrir essas instituições. Em resumo, posso informar hoje que a minuta do decreto está pronta e semana que vem acontecerá a solenidade de assinatura do prefeito que implantará duas Centrais em Natal", anunciou.

14

Ago

Comunicação

Investir em valores intangíveis é essencial para conquistar clientes

Mais de 250 participantes, entre empresários e empreendedores da região do Seridó norte-rio-grandense, estão conectados no Seminário Seridó Digital, que se encerra na noite desta quarta-feira (14) no Aeroclube de Currais Novos. Nesse segundo dia de evento o consultor e especialista em tráfego pago, marketing de conteúdo e funil de vendas, Glebe Duarte, falará sobre uma das mídias sociais de maior destaque na área digital, “Instagram Marketing: técnica e estratégias para vendas com o Instagram”. Em seguida o palestrante internacional e especialista em novas tecnologias, Tony Ventura, falará sobre a criatividade e as novas tecnologias.

Na manhã de hoje aconteceu na sede da CDL de Currais Novos um Workshop, que atraiu boa parte dos participantes do Seridó Digital.  Foram apresentados dois temas simultaneamente. O consultor e palestrante internacional, Tony Ventura, abordou a “Tecnologia na Prática: atualização e prática de ferramentas tecnológicas úteis para o dia a dia das empresas”, enquanto que o  diretor da Velty Soluções Digitais, Raphael Guedes, fez uma abordagem sobre “Introdução à Mídia Performance: como mensurar e obter bons resultados no digital”.

O seminário foi aberto na noite de ontem pelo gerente do Escritório Regional do Sebrae, em Currais Novos, Célio Vieira, e pela analista técnica do Sebrae, Edinete Nascimento, coordenadora do evento. Um dos temas que despertou maior interesse do público de mais de 250 participantes da primeira noite do Seridó Digital foi “Como vender pela Internet”. O especialista em marketing digital Fred Rocha afirma que o primeiro ponto para se investir na internet é romper com a cultura dos antepassados de que os negócios devem ser montados lastreados em tijolos e que “tem que pegar para acreditar”. A primeira providência é deixar de lado esses conceitos antigos e jeito de vender. “É preciso investir em valores intangíveis para conquistar esse novo cliente, que virou um fantasminha e não entra mais na loja fisicamente. Ele está em todo os lugares”, compara Fred.

Segundo Fred Rocha, eleito profissional de marketing digital do ano de 2019, existe uma escada de valores intangíveis que começa pelo propósito, passando pelo investimento em pessoas, inovação, tecnologia e comunicação até alcançar esse novo cliente. Para tanto, é essencial a busca do conhecimento. Para se conectar a esse cliente é primordial ter presença no digital e tentar resolver o problema dele. Isso acontece em qualquer âmbito.  Ao invés de vender produtos e serviços, o empresário deve se preocupar com o problema dos clientes e ver como o seu produto ou serviço pode ajudar na vida das pessoas.

Para o autor do livro “ManUAU do Novo Varejista”, atualmente todas as gerações estão conectadas, independente da faixa etária e do que está acontecendo. A internet é só um meio. O propósito está relacionado a servir a algo ou alguém, além de si mesmo. As pessoas são fios condutores para seu propósito chegar ao cliente. “A gente ganha mais dinheiro resolvendo os problemas que as pessoas não sabem que têm”, ensina.

13

Ago

Comunicação

Ênio Sinedino ministra Aula Magna gratuita em Universidade de Natal

Os alunos dos cursos da área de Comunicação da Universidade Potiguar têm um encontro marcado, hoje (13), com o jornalista e Diretor Executivo da 96FM, Ênio Sinedino, que ministrará uma aula magna de comunicação com o tema 'A transformação dos meios de comunicação: a adaptação do rádio'.

''Será um bate papo sobre a minha história na comunicação, mais especificamente no rádio. Já se vão quase 40 anos de janela. A implantação da primeira emissora de rádio FM do estado, desafios, mudanças e evolução do meio'', revela ao Blog da Juliska, Ênio Sinedino.

O evento acontece nesta quarta-feira às 19h, no auditório da UnP, unidade Roberto Freire. As inscrições podem ser realizadas gratuitamente pelo site www.unp.br/eventos

13

Ago

Comunicação

Detran implanta melhorias na sinalização vertical e horizontal da Via Costeira

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) iniciou um trabalho da revitalização do sistema de sinalização vertical e horizontal de toda a avenida que compreende a Via Costeira da capital. A medida busca ampliar a visibilidade das informações de trânsito da área, repondo o material desgastado e contribuindo com a segurança dos condutores e pedestres que circulam na localidade.

A determinação da Direção Geral do Detran é para que a Coordenadoria de Operações atue substituindo as sinalizações vertical de advertência e de regulamentação, sendo que a primeira compreende as informações que alertam o condutor de condições que podem ser perigosas durante o tráfego da via, e a segunda englobando as regras de circulação imposta para a avenida, a exemplo de proibições, limites de velocidade e restrições de fluxo.

Um ponto importante informado pelo engenheiro do Detran, Mizael Gadelha, é no tocante a sinalização horizontal que compreende as faixas de pedestres situadas ao longo da Via Costeira. A ação vai contemplar a revitalização de todos esses pontos com a repintura dos espaços destinados a travessias de pedestres.

Nesse sentido, é importante que esses locais sejam utilizados corretamente pelo cidadão, já que são responsáveis por conceder segurança na travessia de um lado para o outro da rua. O trabalho da revitalização do sistema de sinalização vertical e horizontal da Via Costeira foi iniciado da última sexta-feira (09) e deve ser finalizado até a próxima quarta-feira (14).

12

Ago

Comunicação

Revista Época não será mais distribuída com O Globo

Deu no Portal Meio e Mensagem:

A Época não será mais distribuída junto ao jornal O Globo. A mudança foi divulgada em 2 de agosto, em texto da edição 1.100 da revista. Assinado pela diretora de redação Daniela Pinheiro, o comunicado explica que a fase se tratou de um “período de apresentação” já que a revista havia acabado de passar por uma reformulação gráfica e editorial.

Daniela também afirmou que a estratégia fez com que a revista triplicasse sua circulação e atingisse um público novo. A Época foi encartada junto com o jornal O Globo durante quase um ano e meio. A diretora de redação concluiu o comunicado convidando os leitores a assinarem a revista.

Nos próximos três meses, o público do jornal ainda poderá ler a versão digital e acessar os conteúdos exclusivos de Época se cadastrando no site da revista. Em fevereiro de 2018, a Época anunciou um novo projeto gráfico e editorial com a proposta de trazer olhares diferentes sobre assuntos cotidianos nas reportagens da revista.

Fonte disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2019/08/08/epoca-nao-sera-mais-distribuida-com-o-globo.html

9

Ago

Comunicação

Alienação parental será tema de campanha da Assembleia Legislativa

Em busca de equilíbrio para as relações entre as famílias, soluções para uma geração que cresce sob pressão com alienação parental, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte lançará a campanha “Alienação parental - os mais prejudicados são os filhos”, que abre espaço para o debate na sociedade sobre o assunto. Estima-se que mais de 20 milhões de pessoas sofrem alienação parental no mundo.

No Brasil, a alienação parental é definida por lei (nº 12.318, de 26 de agosto de 2010) como a interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente promovida ou induzida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança ou adolescente sob a sua autoridade, guarda ou vigilância para que repudie genitor ou que cause prejuízo ao estabelecimento ou à manutenção de vínculos com este. Além de "interferência na formação psicológica", outra lei, nº 13.431 de abril de 2017, identifica o ato de alienação parental como tipificação de violência.

“A Assembleia - mais uma vez - volta os seus olhos para a sociedade, alertando, informando e criando espaço para o debate de assuntos como o da alienação parental. São diversas famílias que sofrem com alienação e muitos não identificam e não sabem como agir diante do comportamento do alienador ou vítima. Essa campanha é inédita no legislativo e assim como a campanha do (Autismo, Doação de Órgãos, Adoção de crianças) queremos que os resultados contribuam para uma geração de crianças protegidas e livres desse mal”, afirmou o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira (PSDB).

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece a síndrome da alienação parental como uma doença, inserida em 2018 na 11ª edição da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde, conhecida como CID. A alienação parental é identificada quando há prejuízo entre o vínculo da criança ou do adolescente com o genitor (a), ferindo o direito fundamental da criança à convivência familiar saudável e que pode ter como sequela a síndrome da alienação parental.

Os efeitos comportamentais nas vítimas da síndrome da alienação parental vão desde a depressão até suicídio. “O desencadeamento de transtornos de comportamento e psicológicos - efeitos da síndrome da alienação parental – tem gerado sequelas gravíssimas na sociedade e quando não tratados causam patologias como depressão; transtorno de ansiedade; crises de pânico, além do aumento no índice de uso de drogas e álcool como forma de aliviar a dor e culpa”, destaca a psicóloga Lyssa Dantas. Acompanhando o raciocínio, a psicóloga e servidora da Assembleia, Helga Torquato lembra ainda dos casos de automutilação; baixa autoestima; preconceito em relação a gênero (em função da desqualificação do genitor atacado); dificuldades de relacionamento interpessoais e até suicídio.

A audiência pública sobre o tema será na próxima sexta-feira, 16 de agosto, às 10h no auditório da Assembleia e contará com a presença de responsáveis nas pastas de proteção à infância, direito de família, entidades e instituições que militam sobre o tema.

9

Ago

Comunicação

Maioria das empresas não tem como atender à Lei de Proteção de Dados

A maioria das empresas ainda não está pronta para atender às exigências da Lei de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), revela pesquisa divulgada nesta quinta-feira (8) pela Serasa Experian. A LGPD disciplina como empresas e entes públicos podem coletar e tratar informações de pessoas, estabelecendo direitos, exigências e procedimentos nesses tipos de atividade.

De acordo com o levantamento, 85% das empresas brasileiras afirmaram que ainda não estão preparadas para garantir os direitos e deveres em relação ao tratamento de dados pessoais, que começará a vigorar no Brasil em agosto de 2020. A maioria pretende estar pronta em até um ano. A pesquisa foi realizada em março deste ano e ouviu executivos de 508 companhias de 18 ramos de atividades, com diferentes portes e segmentos, em todas as regiões do país.

Os resultados mostram ainda que 72% das companhias com mais de 100 funcionários pretendem contratar uma pessoa de mercado especializada, uma consultoria ou assessoria para atender à primeira lei federal voltada exclusivamente à proteção de dados . Ainda segundo a pesquisa, com a chegada da lei, quase 73% das empresas esperam algum impacto, ou um impacto muito significativo, na atual infraestrutura de tecnologia de informação.

De acordo com a Serasa, outro aspecto evidenciado pela pesquisa é a maneira como as empresas coletam dados e permissões de uso de informações pessoais de consumidores e usuários de serviços. Na média de todos os segmentos, as companhias preferem investir mais no relacionamento pessoal (reuniões, feiras, eventos etc.) e nas mídias sociais.

Fonte: Agência Brasil