Comunicação

24

Jan

Comunicação

Sebrae, CDL e parceiros lançam cartilha vai explicar benefícios da Lei Geral para empreendedores

Esclarecer de forma didática e simples os principais pontos da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, aprovada em Natal no ano passado, que pode facilitar a abertura de um pequeno negócio ou fomentar o desenvolvimento dos já existentes na capital potiguar. Esse é o principal objetivo da cartilha ‘Um Ambiente Empreendedor Construído a Várias Mãos’, elaborada pela Câmara dos Dirigentes Lojistas de Natal (CLD Natal) e parceria com o Sebrae, Prefeitura de Natal e outras órgãos. A publicação será lançada no dia 17 de fevereiro, em solenidade que ocorrerá na sede do Sebrae.

Aprovada no ano passado, a Lei Complementar 185/19 prevê uma série de regras na capital do Estado para reduzir a burocracia para abrir ou fechar empresas, licenciar negócios, entre outras que refletem na redução dos custos operacionais. Por isso, a cartilha traduz com uma linguagem simples os principais tópicos da legislação de forma a conscientizar os empreendedores sobre os seus benefícios.

O material explica quem são os principais beneficiários da lei, como ocorre a desburocratização, trata da licença unificada, esclarece sobre o direito a fiscalização orientadora e não punitiva, as regras para adoção de estacionamento e quantidade de vagas obrigatórias com o chamado Relatório de Impacto de Trânsito Urbano (Ritur). Além disso, explica ainda a obrigação do município de priorizar os pequenos negócios nas aquisições públicas feitas pela prefeitura e órgãos municipais, benefícios no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e o estímulo ao jovem empreendedor.

A cartilha foi apresentada na última quinta-feira (23), durante encontro entre diretoria do Sebrae e CLD juntamente com representante da prefeitura. “Essa cartilha vai ajudar o empreendedor a entender melhor os principais dispositivos previstos na legislação e que pode beneficiar a sua atividade, seja na abertura ou mesmo funcionamento do negócio”, diz o diretor superintendente do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto.

Também participaram da reunião o presidente CDL Natal, José Lucena, que destacou a importância da iniciativa para conscientizar os empreendedores acerca dos diretos garantidos pela legislação. “Essa cartilha vai ajudar a quebrar várias barreiras e encurtar o caminho trilhado por quem quer empreender”. A vice-presidente da CLD Natal, Maria Luísa Fontes, também participou da reunião.

O secretário municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Fernando Fernandes, esteve presente e comentou sobre a publicação. “Acho importante essa cartilha porque lei é algo muito árido e muitas vezes o empreender acha que o contador é que deve ter esse conhecimento. A cartilha facilita a compreensão, com as ilustrações, e torna a leitura mais agradável e interativa, esclarece o que ele poderá cobrar com mais veemência da prefeitura”, destacou o secretário.

 

23

Jan

Comunicação

2º Vivenciar: evento debaterá os autismos e as diversas interfaces para os tratamentos

Assim como cada ser humano é único, tem suas características e comportamentos individuais, os pacientes inseridos no Transtorno do Espectro Autista também. Diante disso, os especialistas da área não estudam mais o “autismo”, mas os “autismos”, garantindo melhores tratamentos e resultados aos pacientes. O tema “Autismos: leve, moderado e grave”, será o foco do 2º Vivenciar, evento que acontecerá em Natal (RN), entre os dias 13 e 15 de fevereiro, na Escola de Governo, e reunirá os principais nomes que atuam na área no Brasil e Estados Unidos.
 
Aberto ao público em geral, como familiares de portadores do espectro autista, profissionais da área médica, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, estudantes e pessoas interessadas no tema, o Vivenciar abordará de maneira única as diversas interfaces e as evidências científicas na condução dos tratamentos em pessoas portadoras do TEA, além da condução da integração família/sociedade. Para isso, agregará palestras, painéis e bate papo, proporcionando a plateia interação total com os participantes. Assim, além de se atualizar com o que há de mais novo nos tratamentos, os participantes poderão tirar dúvidas e conversar com os profissionais.
 
Dentre os profissionais participantes estão, Dr. Guilherme Polanczyk, psiquiatra da infância e juventude, pós doutor e professor livre docente da USPO; o neuropediatra Erasmo Casella, professor livre docente da USP e Coordenador do ambulatório de Distúrbios do Aprendizado do Instituto da Criança do HCFMUSP; a psicóloga Meca Andrade, mestre em análise do comportamento aplicada, doutoranda em Análise do Comportamento pela pela New England University,m Springfield Massachusetts (EUA) e diretora do Grupo Método Intervenção Comportamental de São Paulo.
 
Os assuntos a serem tratados pelos especialistas serão diversificados, como “Diagnóstico e tratamento com evidências”, “Implicações práticas das classificações diagnósticas em autismo”, "Formas naturalísticas e estruturadas de intervenção precoce”, “Currículo de sexualidade para pessoas com TEA”, “Inserção de pessoas com TEA no mercado de trabalho” e “Impacto na vida escolar”. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas através do site: http://verboeventos.com.br/vivenciar/. Informações pelos fones 3201 7429, 99634 3774 e pelo email: vivenciar@verboeventos.com.

21

Jan

Comunicação

Maternidade Escola Januário Cicco está entre as 10 instituições federais mais elogiadas do país

A Controladoria Geral da União (CGU) divulgou um ranking com as instituições federais que mais receberam elogios no ano de 2019. A Rede Ebserh, formada por administração central e 40 hospitais universitários federais, registrou mais da metade de todos os elogios recebidos por todas as instituições do Poder Executivo Federal no decorrer do ano, das 7.844 manifestações positivas, 51,75%, ou seja, 4.060 são voltadas a alguma unidade da Rede Ebserh.

Das 20 instituições mais elogiadas, 13 são unidades da Estatal, dentre elas a Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC-UFRN), que ficou em 4º lugar no ranking Nacional. Foram avaliadas 350 ouvidorias que utilizam o portal Fala.BR, plataforma integrada de ouvidoria e acesso à informação administrada pela CGU. O portal recebe denúncias, reclamações, solicitações, sugestões e elogios.

O ouvidor da MEJC, Antonio Sérgio, explica que vem desenvolvendo um trabalho mais intenso de divulgação da Ouvidoria e do portal Fala.BR. “Divulgamos o serviço da ouvidoria em contato direto com o usuário do SUS, no corpo a corpo. Em anos anteriores, tínhamos muito mais reclamações, hoje, atingir esta colocação é prova de que estamos no caminho certo e prestamos um serviço assistencial de qualidade”, afirma.

Resolveu?

Ferramenta desenvolvida pela Controladoria-Geral da União (CGU) que reúne informações sobre manifestações direcionadas à Ouvidoria (denúncias, sugestões, solicitações, reclamações, elogios e pedidos de simplificação) que a Administração Pública recebe diariamente pela Plataforma Integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação (Fala.BR).

O painel visa a dar transparência e a fornecer dados que auxiliem gestores e cidadãos no exercício do controle por meio da participação social. Acesse aqui as informações referentes a MEJC, clique no botão ‘ESFERA FEDERAL’ e depois digite no campo ‘NOME DO ÓRGÃO/ENTIDADE’: EBSERH – MEJC- UFRN – Maternidade Escola Januário Cicco.

21

Jan

Comunicação

Detran retoma aplicação de provas teóricas online em Parnamirim

A  população de Parnamirim pode utilizar o sistema online de provas teóricas de direção veicular do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran). O sistema online de monitoramento foi instalado numa sala específica na unidade do Detran localizada na Central do Cidadão do município.

Com a prova online, o candidato saberá se foi ou não aprovado logo após o término da avaliação. O exame é a primeira etapa após a conclusão do curso teórico realizado pelo usuário nos centros de formação de condutores. As provas passam a ser aplicadas de segunda a sexta-feira, no horário das 7h às 13h.

Os candidatos à CNH passam agora a fazer a avaliação teórica numa sala específica monitorada por sistema de câmeras, onde são utilizados computadores individuais que exibem a prova de conhecimento teórico versando sobre legislação e prática correta de conduzir veículo no trânsito. Os procedimentos de realização da prova são simples e o usuário precisa apenas utilizar o mouse para selecionar a resposta correta de cada questão.

O candidato ao clicar no botão que finaliza a prova, já tem acesso automaticamente ao resultado da avaliação, como também os dados são lançados no Registro Nacional de Carteira de Habilitação (Renach) e no site do Detran, no espaço com informações específicas do usuário.

A partir do resultado positivo do provão, o aluno poderá prosseguir para as aulas práticas de volante. No caso de nota abaixo de 7,0, o aluno é considerado inapto e pode repetir a avaliação após 15 dias, pagando a devida taxa. Na prova constam 30 questões e para ser aprovado o candidato precisa acertar no mínimo 21 perguntas.

16

Jan

Comunicação

Tribunal Regional do Trabalho do RN conquista selo de 100% digital

O Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região e as Varas do Trabalho do Rio Grande do Norte alcançaram a marca de 100% digital. Agora, todos os processos que tramitam no âmbito da Justiça do Trabalho da 21ª Região estão no sistema PJe, gerando economia de papel, de insumos, de tempo de tramitação, além de maior segurança e sustentabilidade.

A marca é resultado do empenho dos servidores e magistrados que participaram de mutirões para migrar os últimos processos físicos em tramitação nas unidades judiciárias para o digital e, assim, cumpriram determinação da Corregedoria Geral da Justiça do Trabalho (TST). “Ficamos muito contentes que o nosso Tribunal tenha sido um dos poucos que conseguiu cumprir a meta designada pela Corregedoria Geral da Justiça do Trabalho no sentido de não existir mais processo em papel”, disse o presidente do TRT-RN, desembargador Bento Herculano Duarte Neto.

De acordo com dados da Corregedoria do TST, em novembro de 2019, havia no 1ª grau da 21ª Região 543 processos físicos e 33 processos no 2º grau. Dessa forma, foi realizada uma mobilização, entre novembro e dezembro, que garantiu ao TRT-RN a migração de todos os processos pendentes para o sistema Pje. “Então não há mais qualquer processo, nem mesmo os antigos, que ainda estejam no papel. É um passo importante dentro do aperfeiçoamento da Justiça do Trabalho do Rio Grande do Norte”, garantiu o presidente Bento Herculano. Com o feito, o TRT-RN receberá da Corregedoria Geral do TST o selo “100% PJe”.

16

Jan

Comunicação

2019 foi o 2° ano mais quente já registrado, diz Organização Meteorológica Mundial

As mudanças climáticas vem afetando o clima do mundo não é de hoje. Recentemente, os principais países do mundo assinaram o Acordo de Paris, tentando reduzir a emissão de gases estufa a partir de 2020 e readequar seus modelos de desenvolvimento para um modelo mais sustentável.

Apesar desse esforço, a situação continua piorando. Como reporta a Reuters, a Organização Meteorológica Mundial afirma que, dentro de seu registro, só houve um ano mais quente do que 2019, que foi 2016. A organização utiliza dados próprios e também de fontes como a NASA e o UK Met Office, que é a organização meteorológica do Reino Unido.

A temperatura média global foi de 1.1 Cº. “A Austrália teve seu ano mais quente e seco em 2019, o que explica o cenário atual de incêndios devastadores na região, que afetam a população e prejudicam ecossistemas e todo o meio-ambiente”, afirma Pettery Taalas, secretário-geral da Organização Meteorológica Mundial.

As previsões são desanimadoras. O ano de 2020 e as próximas décadas devem ser tão intensos quanto 2019 ou ainda piores, principalmente pelo acúmulo de gases na atmosfera. Anteriormente, o ano mais quente havia sido 2016, muito por conta pelo El Nino, fenômeno atmosférico-oceânico caracterizado por um superaquecimento das águas do Oceano Pacífico.

Fonte: B9, disponível em: https://www.b9.com.br/119862/organizacao-meteorologica-mundial-2019-segundo-ano-mais-quente-ja-registrado/

16

Jan

Comunicação

Pedido de renovação da Carteira de Habilitação pode ser feito pela Internet

Os motoristas que precisam renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) agora podem fazer o agendamento online e concluir todo o processo sem precisar ir ao Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran). Com o novo recurso, o usuário inicia o processo em casa e finaliza na clínica médica para onde será direcionado pelo sistema, podendo agendar dia e horário para o atendimento.

Quem fizer o pedido de Renovação pela Internet, vai conseguir emitir o boleto para pagamento e saber para qual clínica médica será encaminhado. Na própria clínica, será realizada a captura de imagem e das impressões digitais dos condutores. O serviço está disponível inicialmente em Natal e será expandido para todas as unidades do Detran no Rio Grande do Norte.

O Chefe de Gabinete do Detran, Osmar Paiva Filho, explica que o novo serviço vai utilizar a tecnologia para facilitar a vida dos cidadãos. “Essa opção de atendimento evita a necessidade de se dirigir a uma unidade física do Detran para fazer o pedido de renovação da CNH, o que vai colaborar no nosso planejamento de desafogar as unidades e reduzir as filas, proporcionando cada vez mais comodidade para realização dos serviços”, comentou o chefe de Gabinete.

Ao acessar a página do Detran, logo na página inicial o usuário encontra um banner para Renovação da CNH, clicando nesse link vai preencher todos os dados solicitados. Em seguida, receberá o boleto para pagamento das taxas e será direcionado para a clínica onde fará os procedimentos. Ao concluir essa etapa, é preciso se dirigir à clínica médica para coleta de imagem, assinatura e impressões digitais, levando comprovante de pagamento, CNH vencida e comprovante de residência.

Cerca de cento e trinta mil processos de Renovação de Habilitação foram realizados no Detran/RN em 2019, é o que mostram os dados contabilizados pela Subcoordenadoria de Informática do órgão. A renovação da CNH é necessária ser feita a cada 5 anos para quem tem menos de 65 anos, acima dessa idade, a renovação deve ser feita a cada 3 anos. O condutor precisa ainda passar por exames médicos para continuar conduzindo o veículo.

15

Jan

Comunicação

Rádio do Grupo Tribuna deverá ter o selo da Jovem Pan News

Depois que havia sido anunciado que a rádio da Tribuna do Norte seria afiliada à Band News e do insucesso da negociação, o grupo agora está de olho em outra grife nacional, com o negócio quase fechado.

 O namoro da vez é com a marca Jovem Pan News. Representantes do grupo estarão em São Paulo nos próximos dias para assinar o contrato, na corrida contra a o tempo para lançar a nova emissora.

15

Jan

Comunicação

Instituto Radar Nordeste, de Flávio Azevedo e do ex-Ibope Maurício Garcia, dá início a atividades no RN com pesquisas de opinião pública

A Tribuna do Norte está lançando nesta semana uma série de pesquisas que foram feitas durante o Enem em três capitais do Nordeste – Natal, Recife e Fortaleza – com a intenção de investigar a “cabeça dos jovens”. As pesquisas são a primeira empreitada, exclusiva para o jornal, do instituto Radar Nordeste, empresa criada a partir da sociedade entre o empresário potiguar Flávio Azevedo, acionista majoritário do jornal, e o ex-diretor do Ibope Maurício Garcia. 

O projeto de contar com um instituto de pesquisa genuinamente potiguar que servisse não somente para levantar números eleitorais, mas também informações nas áreas de economia e comportamento, foi elaborado – durante mais de um ano –  pelo publicitário e jornalista Ricardo Rosado, ex-sócio de Flávio no Portal NoAr. A ideia era fortalecer o jornalismo impresso da Tribuna com conteúdo exclusivo, conseguido a partir de base científica. A ideia original era ter uma espécie de “Datafolha” da Tribuna. 

Com o fechamento da Certus, haviam restado no RN dois ou três institutos de pesquisa. A percepção de que havia uma nova oportunidade no mercado atraiu Maurício Garcia, que topou vir a Natal investir neste novo instituto. O entendimento do grupo era de que, até então, institutos de pesquisa no Estado só investiam em pesquisas políticas, de mercado imobiliário e avaliação administrativa. A ideia é que o Radar Nordeste venha contribuir com pesquisas de opinião pública, que contribuam para o comércio e para os meios publicitário e jornalístico.

15

Jan

Comunicação

Tribunal Superior Eleitoral promoveu diversas ações em 2019 para combater a desinformação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem se dedicado ao enfrentamento da desinformação disseminada acerca do processo eleitoral e da Justiça Eleitoral (JE). Diversas iniciativas foram lançadas com o objetivo de conter esse fenômeno, que teve seu ápice nas Eleições Gerais de 2018, provocando efeitos negativos à imagem e à credibilidade desse segmento especializado da Justiça. O TSE decidiu debater o assunto e preparar o terreno em 2019, estabelecendo defesas contra as informações falsas que eventualmente terão de ser enfrentadas no pleito municipal de 2020.

Na opinião do juiz auxiliar da Presidência da Corte Ricardo Fioreze, que também é coordenador do grupo gestor do Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020, a atuação preventiva capacita a Justiça Eleitoral para conter a desinformação de forma mais efetiva. Segundo ele, como esse fenômeno alcança várias camadas e setores da sociedade, com antecedência, é possível reunir um maior número de parceiros a fim de se executarem ações conjuntas.

“A atuação preventiva também garante maior tempo para a execução de ações voltadas a conscientizar a população, em especial, os eleitores, sobre a desinformação e seu significado, bem como sobre os riscos e os prejuízos que ela pode causar tanto para o cidadão como para a democracia. A ideia é mostrar os cuidados e os recursos de que o cidadão pode se valer para não ser enganado por práticas de desinformação”, completa o juiz. 

Seminário

Em maio do ano passado, o TSE realizou o Seminário Internacional Eleições e Fake News, com o apoio da União Europeia, que reuniu alguns dos maiores especialistas no tema para debater estratégias de combate à proliferação de notícias falsas no processo eleitoral.

O evento contou com a participação de dirigentes do Facebook, do Google, do Twitter e do WhatsApp e de especialistas do FBI (Departamento Federal de Investigação dos EUA), da Polícia Federal, da Organização dos Estados Americanos (OEA) e do Poder Judiciário, além de representantes da imprensa, de universidades e de institutos de checagem nacionais e internacionais, entre outros convidados.

 Enfrentamento à desinformação

No segundo semestre de 2019, a Corte lançou o Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020, que conta hoje com 47 instituições parceiras, entre partidos políticos e entidades públicas e privadas. A iniciativa tem a finalidade de enfrentar os efeitos negativos provocados pela desinformação à imagem e à credibilidade da Justiça Eleitoral, à realização das eleições e aos atores envolvidos no pleito.

Na ocasião do lançamento do programa, a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, anunciou a veiculação de uma página na internet que reúne dados sobre a desinformação e, também, de um livro que é fruto dos debates ocorridos no Seminário Internacional. A obra está disponível no Portal do Tribunal na internet.

Para 2020, serão priorizadas ações de educação midiática e informacional, com a finalidade de conscientizar os cidadãos acerca da desinformação, bem como de informar os eleitores sobre pontos importantes do processo eleitoral.

“Também serão priorizadas ações de identificação e checagem de práticas de desinformação e, se for o caso, de divulgação da informação correta, tanto pela própria Justiça Eleitoral como pelos parceiros do programa”, explica o juiz Ricardo Fioreze.

Fato ou Boato?

Em outubro de 2019, o TSE lançou a página “Fato ou Boato?”, que reúne, em um só espaço, todos os conteúdos produzidos para rebater as informações falsas sobre a Justiça Eleitoral.

O site é uma evolução da ferramenta disponibilizada em 2018, dentro do rol de ações da campanha de esclarecimento ao eleitor daquele ano, intitulada “TSE contra Fake News”. A campanha rendeu à Corte a indicação como finalista da 16ª edição do Prêmio Innovare, na categoria “Tribunal”.

O espaço conta também com materiais produzidos pelas instituições parceiras que aderiram ao Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020.

Com um layout mais moderno, no formato onepage (todo o conteúdo é disposto na mesma página), o novo espaço foi dividido em oito áreas: Passo a Passo, Esclarecimentos, Quiz, Mitos Eleitorais, Agências, Posts, Candidatos e Fake News.

Para visitar o site, basta digitar o endereço www.justicaeleitoral.jus.br/fato-ou-boato ou acessar o Portal do TSE, no centro da página, e clicar no banner“Fato ou Boato?”.

Mais ações

O Núcleo de Rádio e TV do TSE também produziu diversos vídeos e spots de rádio sobre o tema. Veiculou ainda, no canal da Justiça Eleitoral no YouTube, uma série de vídeos com depoimentos de especialistas nacionais e internacionais que participaram do Seminário Internacional Fake News e Eleições. 

Além disso, o Núcleo produziu a série Minuto da Checagem, com o objetivo de mostrar ao eleitor a importância de checar as informações antes de compartilhá-las. Com duração de aproximadamente um minuto, os vídeos são veiculados uma vez por mês no canal da JE no YouTube e também no intervalo da programação da TV Justiça e das demais 500 emissoras parceiras do TSE. 

As redes sociais do Tribunal também foram atuantes no enfrentamento da desinformação. Além de replicar todo o conteúdo produzido pela Assessoria de Comunicação (Ascom) da Corte, o Núcleo de Gestão Web produziu diversos posts e campanhas para esclarecer o cidadão.

Outra ação que merece destaque é a campanha “Turma da Democracia”. Em várias animações de 30 segundos, personagens divertidos e parcialmente humanizados estimulam a conscientização dos cidadãos a respeito da democracia e do papel de cada um em uma sociedade. Suas mensagens também despertam a atenção do público para os inimigos da democracia, como a desinformação.

15

Jan

Comunicação

Geração Z está disposta a pagar mais por produtos eco-friendly

*Deu no Meio & Mensagem

O grupo de consumidores com idade até 22 anos está mais disposto a pagar mais por marcas sustentáveis em comparação com outras faixas demográficas, de acordo com estudo da First Insight. O levantamento realizado pela empresa de pesquisa digital indicou que 73% dos entrevistados pagariam mais por produtos sustentáveis — a maioria está disposta a pagar um preço 10% superior.

“Com a geração Z em vias de se tornar a maior geração de consumidores neste ano, varejistas e marcas devem impulsionar as práticas sustentáveis agora se quiserem manter o ritmo. A cada geração a sustentabilidade está mais inserida nas decisões de compra”, explica Greg Petro, CEO da First Insight.

O varejo tem se movimentado para atender a crescente demanda dos consumidores por produtos sustentáveis ou eco-friendily. O setor de vestuário, por exemplo, é uma indústria que gasta grandes quantidades de água e descarta roupas com facilidade. Para combater essa realidade, marcas como GAP e Everlane investiram em práticas de negócio sustentáveis, enquanto outras criaram modelos de negócio em torno do tema. O mercado de roupas de segunda mão, composto por empresas como RealReal e ThredUP, que compram e vendem roupas usadas de alta qualidade estão ganhando popularidade à medida que as preocupações ambientais ganham força.

O estudo, que ouviu mil pessoas nos Estados Unidos, indica que os representantes da geração Z superam os antecessores millennials e geração X em termos de preferência por produtos sustentáveis. Os baby boomers, geralmente os avós da geração Z, são os “resistentes”. Ainda assim, a sustentabilidade está se tornando o item mais importante na decisão de compra no geral e a maioria dos respondentes espera que as marcas e o varejo se tornem mais sustentáveis.

Fonte: Meio & Mensagem, disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/2020/01/15/geracao-z-esta-disposta-a-pagar-mais-por-produtos-eco-friendly.html

14

Jan

Comunicação

Anatel lança site que permite consulta de linhas pré-pagas por CPF

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) lançou na última semana o Portal de Consultas de Linhas Pré-Pagas. Nele, os usuários brasileiros poderão consultar a existência de linhas de celulares pré-pagos cadastrados em seu CPF em cada uma das operadoras brasileiras: Algar, Claro, Oi, Sercomtel, TIM e Vivo. Atualmente, a modalidade de telefones pré-pagos contam com mais de 122 milhões de números cadastrados.

O site já está disponível para os usuário da região Norte do país. As regiões Centro-Oeste e Nordeste serão incluídas no dia 15 de janeiro e, para o Sul e o Sudeste, em 22 de janeiro. A solução foi apresentada pelas empresas no Plano de Ação Setorial e aprovada pela Anatel no âmbito do Projeto Cadastro Pré-Pago.

De acordo com a Anatel, a medida possibilitará que o consumidor verifique se há alguma linha vinculada a prestadora estranha ao seu conhecimento e, sendo o caso, ele poderá solicitar o seu cancelamento. Essa requisição deverá ser atendida em até 24 horas, caso a solicitação seja executada por meio de atendente. Caso ela seja feita automaticamente no call center ou no portal da prestadora, sem intervenção humana, o prazo é de 48 horas.

Na área de “Perguntas Frequentes” do portal, estão relacionadas respostas aos principais questionamentos sobre o assunto, além da lista com sites e centrais de atendimento das prestadoras para contato, em caso de solicitações de cancelamento de linhas que foram indevidamente vinculadas a um determinado CPF. Eventualmente, as prestadoras poderão entrar em contato com os detentores de linhas sem titularidade reconhecida para solicitar a atualização cadastral, sob pena de cancelamento das mesmas.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/governo/anatel-lanca-site-que-permite-consulta-de-linhas-pre-pagas-por-cpf-158986/

13

Jan

Comunicação

 Comitê Olímpico Internacional proíbe manifestações políticas de atletas nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Comitê Olímpico Internacional proibiu os atletas de fazerem qualquer manifestação política durante os Jogos Olímpicos de Tóquio, que acontecem em julho. De acordo com as regras divulgadas pela instituição, estão vetados todos os gestos com significado político, como ficar de joelhos ou levantar o punho, assim como mensagens políticas escritas em placas, faixas ou outros meios, além do uso de qualquer símbolo “militante”, como um broche ou uma braçadeira, por exemplo.

Segundo o COI, as diretrizes foram desenvolvidas para que os atletas possam participar dos jogos “sem nenhuma interrupção divisória“. As regras se estendem a todos os locais olímpicos, incluindo cerimônias de medalhas, a Vila Olímpica, os locais de disputa dos jogos e as cerimônias de abertura e encerramento.

Na introdução do documento, o comitê declara: “Acreditamos que o exemplo que damos ao competir com os melhores do mundo enquanto vivemos em harmonia na Vila Olímpica é uma mensagem exclusivamente positiva a ser enviada a um mundo cada vez mais dividido. É por isso que é importante, tanto a nível pessoal como global, manter os locais, a Vila Olímpica e o pódio neutros e livres de qualquer forma de manifestações políticas, religiosas ou étnicas”.

O não cumprimento das regras pode gerar punições disciplinares por parte do COI. Os casos serão avaliados individualmente pelo comitê e por outros órgãos envolvidos.

Manifestações políticas sempre aconteceram ao longo das edições das Olimpíadas, especialmente através de gestos carregados de significados. Em 1968, por exemplo, durante os Jogos Olímpicos do México, os norte-americanos Tommie Smith e John Carlos – medalhas de ouro e bronze nos 200 metros rasos, respectivamente – abaixaram a cabeça e ergueram o punho, usando luvas pretas, enquanto o hino dos Estados Unidos tocava. A saudação dos Panteras Negras foi o símbolo utilizado como protesto pelos dois atletas contra a violência policial nos bairros negros do país, num ato que entrou para a história do esporte mundial.

Chamar a atenção para o racismo presente nos EUA também foi o que levou o jogador de futebol americano Colin Kaepernick a se ajoelhar durante as execuções do hino nacional na temporada de 2016 da NFL. Desde então, o movimento se espalhou por outros esportes, como o basquete.

Durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, o COI proibiu a entrada de quaisquer itens para fins de protesto nos locais oficiais dos jogos. As manifestações políticas não foram muito representativas entre os atletas nessa edição. Já a torcida – especialmente a brasileira, teve placas, cartazes e camisetas que expressavam posicionamentos políticos confiscados. A orientação pedia para o torcedor-manifestante guardar os objetos e, no caso de recusa, o mesmo era expulso do jogo.

O Comitê Olímpico afirma que os atletas poderão expressar suas opiniões políticas em entrevistas coletivas oficiais e também em suas redes sociais particulares. Ainda assim, o presidente do COI, Thomas Bach, mostrou que nem essas manifestações serão “bem-vistas” pela instituição: “A missão dos Jogos Olímpicos é unir e não dividir. Somos o único evento do mundo que coloca o mundo inteiro junto numa competição pacífica”, declarou.

Fonte: B9, disponível em: https://www.b9.com.br/119673/coi-proibe-manifestacoes-politicas-jogos-olimpicos-de-toquio/

13

Jan

Comunicação

Sesc RN está com matrículas abertas para novos alunos das modalidades esportivas

A prática de atividades esportivas regulares faz parte das recomendações médicas para quem quer ter uma vida saudável. Para ajudar nesta meta de 2020, esta semana o Serviço Social do Comércio (Sesc RN), uma entidade do Sistema Fecomércio RN, iniciou o período de matrículas destinado aos alunos novatos que desejam praticar esportes em uma de suas unidades.

O período de inscrição acontece por tempo indeterminado, enquanto houver disponibilidade de vagas nas unidades onde as modalidades são ofertadas. Para fazer a matrícula, o interessado deve portar o cartão de associado do Sesc RN, as cópias e originais de documento de identificação e comprovante de endereço, além do atestado médico de aptidão física, validado nos últimos 11 meses. Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo pagam preço diferenciado, assim como seus dependentes.

São ofertadas as modalidades de natação, hidroginástica, musculação, dança, ginástica, karatê, bike indoor, esporte kids, entre outras. Para saber qual unidade Sesc dispõe do esporte, assim como horários e valores, o interessado deve entrar em contato com a Central de Atendimento ou acessar o site (www.sescrn.com.br).

A novidade é que a partir de fevereiro será oferecida aulas de Pilates de Solo, nas unidades Cidade Alta e Zona Norte, em Natal, e a ampliação das turmas dedicadas à terceira idade, de dança e ginástica, na unidade Sesc Mossoró. Além disso, o incremento das aulas especiais para os alunos matriculados na musculação, como a possibilidade de frequentar a modalidade do aerocombat.

13

Jan

Comunicação

Veja o que esteve em alta no Google no mundo em 2019

As notícias mais pesquisadas no mundo no principal buscador em 2019 reuniram desde esportes como a Copa América (primeiro lugar), a igreja francesa de Notre Dame, em segundo lugar, que ficou em evidência após incêndio no começo do ano, e a Copa do Mundo de Cricket, esporte muito comum na Índia, país com mais de 1 bilhão de habitantes.

O Furacão Dorian, que atingiu as Bahamas em setembro e seguiu para os Estados Unidos, ficou em quarto lugar nas buscas de notícias disponibilizada pelo Google Trends, a ferramenta do buscador que indica o que tem sido mais pesquisado pelos usuários de acordo com a localização em um determinado período. Em quinto lugar o destaque foi a Copa do Mundo de Rugby.

Dentre os assuntos mais procurados apareceram, em primeiro lugar, Índia X África do Sul, seguida do ator americano Cameron Boyce (que morreu em julho de 2019) , Copa América, Bangladesh X Índia e o celular iPhone 11. Todas as principais buscas realizadas em 2019 podem ser conferidas no link.
 

Com informações da Agência Brasil