Tecnologia

6

Jul

Tecnologia

Estudo: preços de smartphones subiram até 266% no primeiro trimestre brasileiro

Os preços dos smartphones subiram bastante no primeiro trimestre do mercado brasileiro e, como consequência, as vendas caíram. É o que diz o estudo Brazil Mobile Phone Tracker Q1 2020, publicado pela firma de consultoria IDC nesta semana. De acordo com o levantamento, o preço oficial dos aparelhos no cenário nacional subiu 15,1% em janeiro, fevereiro e março em relação ao ano passado, devido à alta do dólar, com média de R$ 1.473.

Os mais vendidos, com 5,1 milhões de unidades, foram os intermediários premium, com preços entre R$ 1 mil e R$ 1.999, o que representas valores 53% mais caros do que em 2019. Os flagships tiveram 1,2 milhão de unidades comercializadas e ficaram entre R$ 2 mil e R$ 2.999, com aumento de 266,5% na comparação com o primeiro trimestre de 2019. Os feature phones, os mais simples, ficaram 62,1% mais caros, custando em média R$ 177.

No primeiro trimestre de 2020 foram comercializados oficialmente no Brasil 10,4 milhões de celulares, 8,7% a menos do que no mesmo período do ano passado. Do total, 9,8 milhões foram smartphones (queda de 7,8% em relação a 2019) e 544 mil foram feature phones (-22,4%). O aumento geral de negócios de 14% em janeiro até animou setor, mas a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) começou a causar um impacto no mercado nacional já em fevereiro, com queda nas vendas de 4%. Em março, o desabastecimento do comércio também ajudou a diminuir ainda mais o consumo, com baixas de 27% em relação a 2019.

No mercado oficial, a receita dos smartphones no primeiro trimestre deste ano foi de R$ 14,5 bilhões, enquanto a de feature phones ficou em R$ 96 milhões — 6,2% e 25,9% maiores, respectivamente, do que no mesmo período de 2019. Já nas vendas paralelas não oficiais, de janeiro a março foram comercializados 1,1 milhão de celulares, com alta de 135% em relação ao primeiro trimestre de 2019 — a queda de 10% no preço ofertado no mercado cinza contribuiu para esses números.

As contas do segundo trimestre ainda não foram fechadas, e o levantamento prevê uma queda de 32%, mesmo com datas importantes, como o Dia das Mães e o Dia dos Namorados. O fechamento do comércio deve trazer um grande impacto na receita geral. A busca dos consumidores por mais serviços de streaming e ensino à distância, contudo, teria aumentado a busca dos brasileiros por celulares com mais recursos, o que pode amenizar um pouco a crise no setor nacional.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/smartphone/precos-de-smartphones-subiram-ate-266-no-primeiro-trimestre-brasileiro-167536/

3

Jul

Tecnologia

Com volume total de 53 milhões de toneladas, produção de lixo eletrônico bateu recorde em 2019

Com o avanço tecnológico e o estreitamento da relação da sociedade com gadgets como smartphones e tablets, é inevitável também que a produção de lixo eletrônico acompanhe o crescimento vertiginoso no consumo tecnológico. O reflexo disso acaba se ter exposto em um relatório internacional, que aponta que em 2019 a humanidade produziu mais lixo eletrônico do que em qualquer outro período da história.

Ao todo, foram mais de 53 milhões de toneladas de lixo, que inclui celulares, computadores, tablets e demais lixos eletrônicos. O índice fica ainda mais preocupante quando constatamos que apenas 17% desse total foi oficialmente reciclado. Os outros 83% foi simplesmente despejado, empilhado ou sequer há registro de seu destino.

O relatório aponta também que a tendência é uma piora no cenário. Em 2030, por exemplo, a previsão é de que a humanidade já esteja produzindo o dobro do que produzia em 2014, por exemplo. A situação fica ainda mais preocupante se lembrarmos que boa parte desse lixo é não só danoso para o meio ambiente, mas tóxico também para seres humanos.

“Nós estamos no início de uma explosão, devido ao aumento da eletrificação que vemos em todo o mundo”, diz Ruediger Kuehr, um dos responsáveis pelo relatório e diretor do Programa de Ciclos Sustentáveis da Universidade das Nações Unidas. “Esse processo começa com brinquedos: se você observar o que acontece no Natal, por exemplo, tudo vem acompanhado por um plug ou bateria. E isso se estende aos celulares, televisões, computadores e demais produtos do tipo”, completa.

Fonte: B9, disponível em: https://www.b9.com.br/128486/com-volume-total-de-53-milhoes-de-toneladas-producao-de-lixo-eletronico-bateu-recorde-em-2019/

2

Jul

Tecnologia

Petrobras abre inscrições para projetos de animação para crianças

A Petrobras abriu ontem (1º) as inscrições para o edital de financiamento a projetos de curta e média metragens de animação, dentro do Programa Petrobras Cultural para Crianças 2020. O patrocínio atingirá R$ 4 milhões e será destinado a iniciativas que tenham como público-alvo crianças de até 6 anos de idade, podendo ser também voltadas aos pais e educadores.

Essa é a segunda chamada do programa Petrobras Cultural para Crianças 2020, que tem investimento total de R$ 10 milhões. A primeira seleção, voltada para as artes cênicas, foi lançada em março e recebeu 938 projetos de todas as regiões do Brasil.

As inscrições para o novo edital poderão ser realizadas pela internet no site https://gestaodepatrocinios.petrobras.com.br/pt/ até o dia 24 de agosto, informou a Petrobras, por meio de sua assessoria de imprensa. A previsão é que o resultado da chamada seja divulgado em novembro. Os projetos selecionados deverão ser concluídos em até 18 meses, a contar da assinatura do contrato de patrocínio.

Fonte: Agência Brasil

2

Jul

Tecnologia

Google terá evento para desenvolvedores com foco em casa inteligente

O Google terá um evento focado em casa inteligente em julho. Chamado de "Hey Google" Smart Home Virtual Summit, serão dois dias de apresentações com novidades para a comunidade de desenvolvimento de tecnologias, principalmente, do Google Assistente.

"Junte-se a nós na apresentação em que Michele Turner, diretora de gerenciamento de produtos do ecossistema Smart Home, vai compartilhar as iniciativas recentes voltadas para produtos de cada inteligente e como os desenvolvedores podem se beneficiar disso”, afirmou Toni Klopfenstein, responsável pela relação com desenvolvedores.

A companhia também disse que vai apresentar novas ferramentas para desenvolvimento voltado ao Google Assistente. O evento será totalmente digital e gratuito, necessitando somente de um registro no site do Google.

A empresa tinha agendado para maio o seu Google I/O, quando geralmente apresenta novidades para desenvolvedores e tecnologias a serem lançadas no ano. Contudo, devido à COVID-19, o evento foi cancelado sem uma nova data. O "Hey Google" Smart Home Virtual Summit acontece entre 8 e 9 de julho pelo site do Google.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/casa-conectada/google-tera-evento-para-desenvolvedores-com-foco-em-casa-inteligente-167332/

1

Jul

Tecnologia

Estudo: brasileiros preferem autenticar transações com impressão digital

Muitos bancos brasileiros já utilizam a biometria, especialmente as impressões digitais, para a autenticação de segurança para transações. Por armazenar as informações no dispositivo e checar os dados de maneira criptografada, essa tem se mostrado um dos acessos mais seguros ultimamente, segundo os próprios desenvolvedores e clientes. E, agora, uma pesquisa confirma isso, ao mostrar que a maioria dos correntistas nacionais aceita ceder seus dados biométricos para as instituições financeiras.

O levantamento foi realizado entre fevereiro e março deste ano pela empresa Dynata, a pedido da empresa de análise de informações FICO. A coleta foi feita junto de 5 mil pessoas em dez países: Brasil, México, Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Canadá, Malásia, Filipinas, Turquia e Suécia. Como resultado, 86% concordam em liberar sua biometria para verificações de contas e 89% em ceder para análise de comportamento.

Impressão digital (83%), leitura facial (54%) e varredura ocular (35%) são os recursos favoritos pelos entrevistados. Já sobre as alternativas de acesso ao banco digital: 

53% desejam receber senhas via SMS a cada acesso;
50% preferem usar o scanner de impressão digital;
45% preferem login e senha próprios;
36% preferem scanner facial;
34% preferem código de acesso via e-mail;
24% preferem um código gerado pelo banco;
19% preferem acesso falado único ao celular;
15% preferem reconhecimento de voz;
14% preferem código de acesso único entregue falado via telefone residencial.

Essa análise revela também as senhas estão perdendo força entre os consumidores, pois 37% disseram ter deixado de comprar um produto por esquecer a combinação em uma plataforma de e-commerce e 13% não conseguiram avançar com a negociação de um fornecedor pelo mesmo motivo. E a pesquisa encerra com uma constatação já conhecida sobre os hábitos pouco seguros dos usuários: 29% usam uma senha para cinco ou mais contas e 23% costumam escrevê-las em cadernos ou em arquivos no celular.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/mercado/brasileiros-preferem-autenticar-transacoes-com-impressao-digital-diz-pesquisa-167324/

1

Jul

Tecnologia

Adidas e Volkswagen se unem a boicote de empresas contra o Facebook

A onda de anunciantes que pretendem boicotar o Facebook por conta de suas políticas de conteúdo continua crescendo. Nesta terça-feira, 30, mais nomes foram confirmados, entre eles estão Adidas, Volkswagen, Honda, VF (fabricante dos tênis da marca Vans), HP e a Pfizer.

O movimento já tem a adesão de nomes como Unilever, Coca-Cola e Verizon - na segunda, 29, nomes como Ford e Microsoft também revelaram que não pretendem gastar com anúncios os serviços da rede social. Segundo uma pesquisa da Federação Mundial de Anunciantes, um terço dos 58 principais anunciantes do mundo pretendem aderir ao boicote - no total, eles investem US$ 100 bilhões em marketing.

Até agora, mais de 240 organizações já teriam aderido ao movimento. Um representante da Volkswagen disse que a companhia vai reavaliar a adequação das plataformas do Facebook como um canal de comunicação da empresa. O movimento de boicote, relacionado à campanha Stop Hate for Profit, foi iniciada por grupos de direitos civis dos Estados Unidos.

Em uma carta aos anunciantes na quinta-feira (25) a Liga Anti-Difamação disse que o Facebook se recusou repetidamente a remover anúncios políticos que continham "mentiras flagrantes" e demorou a responder a pedidos de retirada de conteúdo conspiratório. Na visão de analistas, o efeito de eco dos anúncios poderá afetar a empresa num futuro próximo.

"Dada a quantidade de ruído após o posicionamento da empresa, haverá impacto significativo no negócio do Facebook", disse Bradley Gastwirth, da corretora Wedbush Securities, em nota a investidores. "O Facebook precisa cuidar desse assunto rapidamente antes que ele entre numa espiral fora de controle."

Fonte: CNN Brasil, disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/business/2020/06/30/adidas-e-volkswagen-se-unem-a-boicote-de-marcas-contra-o-facebook

1

Jul

Tecnologia

Aplicativo de transporte doa vouchers para profissionais de saúde no RN

O Governo do RN recebeu a doação de 3 mil corridas no aplicativo de transporte “99” para serem utilizadas pelos profissionais de saúde no combate ao Covid-19.

A empresa já doou R$ 4 milhões em corridas para todo o Brasil e no Rio Grande do Norte serão beneficiados os profissionais que trabalham nos hospitais da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), servidores do nível central e também os profissionais que estão hospedados no Hotel Barreira Roxa, por meio do projeto Acolhe Saúde.

Para dúvidas de como utilizar o app, basta acessar o endereço eletrônico: https://99app.com/coronavirus/governos/rn/. Para receber o código promocional os servidores devem procurar o setor de Recursos Humanos de cada unidade.

Antes de solicitar a corrida a pessoa beneficiada deverá inserir o código promocional na aba “Cupom de Desconto” no 99app. Cada voucher terá o valor de 25 reais e será válido para 1 deslocamento realizado na categoria 99POP. A parceria tem validade até o dia 31 de julho.

30

Jun

Tecnologia

DNA Center oferece teste sorológico com tecnologia avançada para diagnóstico da Covid-19

O laboratório DNA CENTER está investindo no que há de mais moderno em tecnologia de diagnóstico da Covid-19, contribuindo para a avaliação da imunidade da população diante da pandemia. Nesse contexto, os testes de sorologia são exames para detecção dos anticorpos IgG e IgM que oferecem vários benefícios, entre eles permitem confirmar se há infecção aguda ou recente, se o paciente tem resposta imune ou está em estágio de recuperação da doença.

São importantes instrumentos para triagem e auxílio no diagnóstico da Covid-19, desde que acompanhados por avaliação médica com base nos dados clínicos do paciente e em outros exames auxiliares. Eles são úteis não somente a pacientes que precisam de auxílio ao diagnóstico, mas para pessoas que precisam avaliar, por exemplo, o retorno ao trabalho.

Para reforçar a segurança desse tipo de teste, o DNA trouxe a Natal a sorologia Vitros Anti-SARS-CoV-2 IgG que detecta a glicoproteína Spike (S1), encontrada somente neste tipo de coronavírus.

Essa sorologia garante um resultado mais preciso para a avaliação médica quando comparado a um teste rápido. Além disso, existem estudos que comprovam que os anticorpos ditos neutralizantes estão sendo considerados os anticorpos anti Spike 1. O exame é realizado pela metodologia de Quimioluminescência Amplificada (CLIA).

Requisição médica e prazo dos sintomas

O DNA Center exige requisição médica para a realização de todos os exames, por entender que cabe somente ao médico a avaliação mais precisa do teste adequado e a orientação da conduta recomendada a cada paciente, em cada situação.

A pesquisa de anticorpos, por exemplo, deve ser realizada após o décimo dia de sintomas, quando o teste passa a ter uma sensibilidade maior, sendo portanto necessária a avaliação de um médico.

“Nossa preocupação está em oferecer ao paciente o que há de mais avançado em testes para detecção da Covid-19. O diagnóstico preciso é uma ferramenta essencial no combate à pandemia”, afirma a diretora técnica e de inovação do DNA Center, Andrea Fernandes. O exame de sorologia para a Covid-19 não exige jejum, e pode ser realizado em qualquer unidade do DNA Center.

30

Jun

Tecnologia

Cabo Telecom: eleita por seis vezes consecutivas pela Anatel como a melhor rede de call center do país

Em seus 20 anos de história, a Cabo Telecom sempre se diferenciou no mercado pela prestação de um atendimento personalizado, por isso, faz questão de manter seu próprio telemarketing. No início, eram poucos colaboradores atendendo às demandas dos clientes. Atualmente, a equipe conta com 180 atendentes. O serviço é composto por dois setores: SAC Relacionamento e SAC Atendimento: o som mais ouvido por lá certamente é a voz do cliente. E o papel de quem escuta essa voz é atuar como ponte interligando os setores responsáveis, para que a demanda apresentada seja resolvida o quanto antes. Por conta da pandemia, parte do serviço está sendo prestado em home office.

Para manter o nível de qualidade no atendimento, a empresa oferece treinamentos e capacitações permanentemente para seus colaboradores. Não é à toa que a Cabo foi eleita, por seis vezes consecutivas, a melhor rede de call center do país, avaliada pela Agência Nacional de Telecomunicações - Anatel.

Juliana Amorim trabalha no setor há 11 anos. Ela, que já foi da operação de atendimento, passou pelo processo de liderança e já foi encarregada, hoje é a supervisora de telemarketing do SAC Relacionamento. Para Juliana, o atendente é mais do que um simples funcionário, é a voz e o ouvido da Cabo, “Diante do trabalho desenvolvido por eles, conseguimos estruturar os nossos serviços internos, e até mesmo detectar possíveis falhas”, destaca.

A Cabo Telecom preza pela permanência e crescimento do seu colaborador dentro da empresa. Larissa Dantas compõe o quadro dos promovidos ao longo de sua jornada. A bióloga, que decidiu traçar novos rumos após descobrir o que é fazer parte da Cabo Telecom, chegou no call center como operadora de marketing e hoje supervisiona o SAC Atendimento. “Depois de me encantar com o mundo do telemarketing decidi fazer disso a minha carreira profissional. Sou pós-graduada em gestão estratégica de pessoas e sigo firme em contribuir positivamente no que diz respeito à administração e supervisão dos serviços de atendimento”, planeja ela.

Formada em RH, Alinne Moura é uma das vozes ouvidas pelo assinante, a quem atende com toda atenção. Há três anos, ela atua nos serviços de telemarketing e, assim como Juliana, também passou pela liderança temporária do atendimento. Alinne afirma que trabalhar na Cabo foi a solução para sua vida: “a remuneração é boa, a carga horária é adequada ao meu dia a dia e o ambiente de trabalho é excepcional. O meu maior aprendizado diário é ser paciente e tolerante com o próximo”.

30

Jun

Tecnologia

Depois de fones, novo iPhone pode ser vendido sem carregador

A caixa do novo iPhone vai estar bem mais leve neste ano. De acordo com o analista de tecnologia Ming-chi Kuo, conhecido por antecipar novidades de produtos da maçã, a Apple pretende comercializar os novos iPhones sem fones de ouvido ou carregadores. Ou seja, quem comprar o aparelho terá que adquirir os acessórios separadamente.

No relatório de Kuo, reportado pelos sites AppleInsider, MacRumors e 9to5Mac, o especialista aponta que o modelo que perderá o carregador como acessório padrão será o iPhone SE. Já os fones de ouvido EarPods não serão mais ofertados em todos os novos celulares da Apple. Desta forma, a empresa passa a impulsionar ainda mais a venda dos AirPods, seus fones de ouvido sem fio. O conjunto custa a partir de R$ 1.349 no Brasil.

Segundo Kuo, a fabricante continuaria fornecendo o cabo Lightning, mas não entregaria mais o carregador com porta USB para ser utilizado na tomada elétrica. Na versão de 5W, ele custa R$ 149.

Kuo explica que a estratégia da Apple é diminuir os custos crescentes da produção do iPhone. Os gastos aumentaram por conta dos componentes necessários permitir conexões em redes 5G. Para isso, além de não fornecer itens “gratuitamente”, a companhia desenvolveu embalagens menos e mais leves para os celulares, o que diminui os custos de logística.

Por ora, tudo ainda não passa de rumor. Porém, o assunto está sendo ventilado com cada vez mais frequência entre os principais especialistas em produtos da Apple. Algumas semanas atrás, Dan Ives, da consultoria americana Wedbush Securities, também havia afirmado que os novos iPhones não seriam vendidos junto com os fones de ouvido EarPods.

Fonte: Exame, disponível em: https://exame.com/tecnologia/depois-de-fones-novo-iphone-pode-ser-vendido-sem-carregador/

29

Jun

Tecnologia

Android agora diz motivo da ligação que você recebe no celular

A Google iniciou a implementação de um novo recurso no aplicativo de ligações telefônicas em celulares Android. Trata-se do "Chamadas Verificadas", um identificador avançado de ligações comerciais que exibe o nome, o logotipo e até o motivo do contato por parte de uma empresa.

A função opera na totalidade apenas com empresas que participam do programa e tem como objetivo reduzir o número de fraudes e até evitar que você atenda vendedores em horários indesejados, por exemplo.

O sistema não adivinha nada: a marca é que envia para os servidores da Google o motivo de querer contatar você no momento de fazer a chamada, para que o usuário seja devidamente avisado. Ela então realiza a ligação e, se as informações baterem, exibe o aviso de verificação na tela de ligação recebida — como se fosse uma conta oficial em rede social. A companhia garante que dados do usuário não são armazenados nesse processo.

A tela das configurações em que você liga ou desliga o recurso.

O identificador inteligente será ativado por padrão no Android e ainda não foi liberado para todos os usuários. Se você já tem o recurso e deseja desativar a função, abra o app de Telefone e vá em Configurações > Identificador de chamadas e spam. Lá, desative o item "Chamadas Verificadas".

Fonte: TecMundo, disponível em: https://www.tecmundo.com.br/software/154626-android-diz-motivo-ligacao-voce-recebe-celular.htm

29

Jun

Tecnologia

Pesquisa: exposição excessiva a telas pode reduzir capacidade motora de crianças

Pesquisa realizada pelo Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), sobre a exposição excessiva às telas de computador, televisão, celular tablet ou videogame mostrou que mais de 55% das crianças avaliadas faziam as refeições assistindo televisão, e 28% passavam longos períodos utilizando mídias de tela. Além disso, o uso excessivo de mídia de tela aumentou o risco de as crianças apresentarem habilidades motoras pobres, acentuou a inatividade física e diminuiu as horas de sono. O estudo abrangeu 900 crianças em idade pré-escolar, de 4 a 6 anos.

Para a pesquisa foram entrevistados pais ou responsáveis que responderam a questionário para determinar o perfil de atividade física e duração de sono da criança. As perguntas englobaram informações sobre os níveis de atividade física das crianças, número de horas de sono durante a noite e o dia, uso da mídia de tela e hábitos de uso. Para o tempo de uso das mídias de tela havia quatro opções de resposta: menos de 1h por dia; mais de 1h por dia até menos de 2h por dia; 2h por dia; ou mais de 2h por dia.

“As crianças realizaram uma avaliação motora completa, com testes como manuseio de objetos, andar em linha reta, pular, ficar na ponta dos pés, imitação de gestos, noções de direita e esquerda, repetir frases e reprodução de estímulos visuais e auditivos”, explicou a fisioterapeuta e doutoranda do Departamento de Psiquiatria da EPM/Unifesp, que conduziu a pesquisa, Erika Felix.

De acordo com Érika, o aumento do risco de comprometimento das habilidades motoras em função do uso excessivo das telas se justifica pelo fato de que a infância é um período crucial para o desenvolvimento motor e cognitivo e é significativamente influenciada pelo ambiente.

“Assim, recomenda-se que crianças de até 11 anos realizem pelo menos 60 minutos de atividade física por dia, tenham 2 horas ou menos de uso de mídia de tela de lazer por dia e durmam de 9 a 11 horas por noite”, disse.

Com a chegada da covid-19 no Brasil e a necessidade do isolamento social, as atividades ficaram limitadas e as crianças aumentaram o uso desses equipamentos. Segundo o levantamento, crianças de todas as idades passavam, em média, cerca de 3 horas de seus dias nas telas antes desta crise, período que passou para 6 horas, número que pode ser até maior, de acordo com a pesquisadora.

“Temos que fazer o que é prático e possível no momento para sobreviver, e isso inclui, também para as crianças, em ter mais tempo de tela. Mas a supervisão dos pais é de extrema importância, enfatizando que o tempo na tela não deve substituir a atividade física e o sono suficiente para todos”, concluiu a fisioterapeuta.

Fonte: Agência Brasil

29

Jun

Tecnologia

Cidadãos poderão avaliar serviços públicos digitais pela internet

Os cerca de 2 mil serviços públicos federais fornecidos pela internet poderão ser avaliados em um clique. A Secretaria de Governo Digital criou uma página onde o cidadão poderá avaliar e sugerir melhorias nos serviços digitalizados oferecidos pelo portal www.gov.br/pt-br.

Os interessados deverão inscrever-se no endereço gov.br/pesquisacomusuarios. Pessoas de todo o país podem participar. Os voluntários serão entrevistados remotamente. Após a conclusão da pesquisa, os participantes receberão um certificado online e serão informados de novidades e de melhorias no serviço avaliado.

Segundo o Ministério da Economia, a pesquisa é essencial para tornar os serviços públicos digitais mais simples e acessíveis à população, ao permitir ao governo verificar eventuais dificuldades na interação com o meio digital. Na avaliação da Secretaria de Governo Digital, as chances de recomendação do serviço aumentam à medida que o cidadão está satisfeito com a qualidade.

Fonte: Agência Brasil

27

Jun

Tecnologia

Empresas adotam videomonitoramento inteligente como aliado importante para o combate à disseminação da COVID-19

A tecnologia tem colaborado na prevenção e combate ao coronavírus. Inteligência artificial, drones, robôs, impressoras 3D e a telemedicina tem auxiliado profissionais da saúde e autoridades públicas no Brasil e no mundo inteiro.

No Rio Grande do Norte, uma lei aprovada esta semana determina a instalação de sistema de monitoramento coletivo de temperatura corporal nos estabelecimentos de grande circulação no RN. A iniciativa busca prevenir a disseminação do vírus, uma vez que a ferramenta é útil para proteger o público em geral e colaboradores.

O texto aprovado exige que os estabelecimentos com grande fluxo de pessoas instalem nas entradas principais um sistema de monitoramento de temperatura corporal, com o objetivo de detectar pessoas com possíveis sinais de febre. Pela lei, as pessoas que apresentarem temperatura superior a 37,5°C, devem ser orientadas a procurar autoridades médicas.

A medição de temperatura corporal através do videomonitoramento térmico é relativamente recente no Brasil, mas já tem sido utilizada e considerada bastante eficiente para ambientes de grande circulação em outros estados do país, a exemplo de vários lugares do mundo que estão conseguindo se adaptar à nova realidade provocada pela pandemia.

Para o empresário Erich Rodrigues, CEO da Interjato Soluções, essa é uma tendência mundial devido à Covid-19, mas que deve seguir sendo utilizada a partir de agora. Os diferentes recursos dos equipamentos se tornam aliados no combate à doença. “A Interjato Soluções oferece tecnologia de ponta através do videomonitoramento inteligente com câmeras térmicas que detectam com alta precisão se a pessoa está com a temperatura elevada, fazem o reconhecimento facial e alertam em caso de ausência de máscara de proteção. Podem ser verificadas até 30 pessoas ao mesmo tempo e esse pode ser um grande aliado nesses locais de grande circulação”, destaca Erich.

O método é ideal para aeroportos, shoppings, universidades, bancos, hospitais e também para edifícios comerciais e residenciais, uma vez que diminui filas que se formam para medição e reduz o contato que aconteceria em caso de verificação manual. “São diversas possibilidades e com diferenciais de acordo com a necessidade e cliente”, reforça o empresário.

 

25

Jun

Tecnologia

Apple aposta em novo design parecido com o Android para o iOS 14

O primeiro dia da conferência WWDC 2020 teve como um de seus grandes anúncios o novo sistema operacional para celulares da Apple. Realizada pela primeira vez de forma virtual, a WWDC é a conferência anual da Apple com foco em informar, para desenvolvedores, as novas atualizações de seus sistemas operacionais.

O iOS 14 foi divulgado na última segunda-feira, 22, e tem como grande destaque uma nova forma de organizar os aplicativos na tela inicial. Com a função Library, os usuários conseguem ter seus aplicativos organizados de forma mais coesa — e o sistema faz isso de forma automática. E a App Library é apenas uma das melhorias que a Apple anunciou para a futura atualização.

Com isso, o usuário tem a possibilidade de ter, em uma página só, todos os aplicativos que foram instalados em seu aparelho. O sistema também sugere recomendações de organização, divide os aplicativos em categorias e também permite ocultar páginas — o que facilita na procura de apps e melhora a acessibilidade. Veja, abaixo, uma representação da App Library:

App Library

Outra novidade são os widgets, aplicativos que podem ficar “flutuantes” na página inicial. O usuário pode acessar informações sobre temperatura, clima, notícias e o que mais desejar, entre os serviços considerados essenciais, diretamente da página inicial — sem que seja necessário acessar um aplicativo. Chamada de Widget Gallery, essa interface é personalizável pelo usuário.

Os ícones dos aplicativos também poderão ser personalizados em tamanhos diferentes, ocupando, por exemplo, uma faixa horizontal, ou o espaço em que antes “cabiam” quatro ícones. Com isso, eles poderão trazer informações “de dentro” para a tela. No caso do calendário, os compromissos do usuário poderão aparecer dentro do próprio ícone, na tela inicial.

E, assim como já existe em smartphones com o sistema Android, usuários Apple agora poderão assistir a vídeos enquanto navegam em outros aplicativos. Com o modo picture in picture, ou PiP, é possível deixar o vídeo de aplicativos como YouTube e Twitch em algum local da tela enquanto mexem em redes sociais. O vídeo fica em um tamanho reduzido e pode ser deslocado para onde o usuário preferir.

Outros aplicativos que receberão uma nova aparência com o iOS 14 serão a Siri e o Mensagens. No caso da assistente de voz, ela poderá ser exibida tanto na parte de cima como na parte inferior da tela, além de receber uma atualização que a torna mais inteligente e ágil. Ela poderá, também, enviar mensagens de voz para os contatos e escrever textos recebidos por fala.

Siri

Já o Mensagens permitirá que o usuário fixe conversas importantes no topo do aplicativo — algo similar ao que o WhatsApp já realiza. Além disso, assim como no WhatsApp, o usuário pode ter a opção de apenas receber mensagens de um grupo quando seu contato for mencionado por algum dos participantes. Dentro do aplicativo, os Memojis também estarão de cara nova: o usuário poderá, entre outras funções, adicionar uma máscara facial para o seu avatar.

Memoji

O app Mapas também receberá novas funções — como um guia que sugere locais para turistas —, assim como o GPS da Apple, que incluirá informações sobre como diminuir as emissões de carbono.

Fonte: Exame, disponível em: https://exame.com/tecnologia/apple-aposta-em-novo-design-parecido-com-o-android-para-o-ios-14/