Tecnologia

6

Ago

Tecnologia

Startup potiguar é a única empresa do RN na fase final do Programa IA² do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

O gerenciador inteligente de jornada de trabalho, Faceponto, é uma das 100 startups que foram selecionadas no ranking do Programa Inteligência Artificial/Inovação Aberta (IA²), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), do Governo Federal. A única representante potiguar que foi selecionada para esta fase final, disputou vaga com as 736 empresas aptas para a seleção, majoritariamente localizadas no Centro-sul do país. Seis empresas da região Nordeste foram classificadas.

Segundo o CEO da Faceponto, o advogado Cássio Leandro, o programa vai apoiar diversos projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), que apresentam soluções em Inteligência Artificial (IA). “O programa tem alcance nacional e é uma importante oportunidade de apoio e investimentos em projetos de P&D, como o nosso Faceponto. Temos uma política de reinvestimento focada na inovação e cocriação junto ao mercado, atendendo demandas reais de nossos clientes. O reconhecimento do MCTI é uma prova que seguimos no caminho certo”, diz.

Dos 125 selecionados, 100 participantes e 25 na lista de reserva, o programa vai selecionar 30 projetos que poderão conquistar um aporte de até R$ 500.000,00. “A avaliação elegeu os 100 melhores. Estamos orgulhosos de representar o RN nesse programa e, também, o Nordeste, já que apenas seis empresas chegaram entre os classificados. Estamos bem qualificados nesta fase, pois alcançamos 75% da nota máxima”, afirma Cássio Leandro. “Figuramos a seleta lista das 18 ‘scaleup’ selecionadas do Brasil. Ou seja, nosso nível de evolução tecnológica está na fase escalar da startup”, complementa. 

Sobre o Faceponto
Utilizado por mais de 300 empresas do Rio Grande do Norte e de Estados vizinhos e mais de 10 mil colaboradores acessando diariamente, o Faceponto oferece solução para gestão da jornada de trabalho e ponto digital inteligente por georreferenciamento, independentemente da quantidade de funcionários que se tem. São computados mais de um milhão de pontos batidos por mês. 

Com o aplicativo é possível registrar o ponto do trabalhador, gerenciar férias e faltas e auxiliar aqueles que tem uma rotina de trabalho em trânsito. As soluções ofertadas pela startup potiguar podem ser contratadas por grandes corporações com milhares de funcionários ou uma residência com apenas uma secretária do lar, por exemplo. 

“Conseguimos transformar um dispositivo móvel em um sistema mobile de ponto, que substitui relógio de ponto tradicional com eficiência, qualidade e respaldo jurídico, ou seja, simplificamos o setor de RH de uma empresa de forma transparente entre empregador e empregado, pois as informações coletadas ficam acessíveis para os dois com segurança digital”, explica o CEO do Faceponto, Cássio Leandro.

5

Ago

Tecnologia

Mercado de tablets registra ótimo desempenho durante pandemia

O mercado mundial de tablets apresentou um crescimento considerável durante o segundo trimestre de 2020. Os dados são de um relatório preliminar da IDC.

Ao todo, foram enviadas para comercialização neste período 38,6 milhões de unidades de tablets — um aumento de 18,6% em relação ao desempenho do mesmo período no ano passado.

De acordo com o documento, a principal explicação para a disparada nas vendas é a continuidade das medidas de isolamento social (ou até mesmo lockdown em algumas localidades) por causa da pandemia do novo coronavírus. O motivo seria a busca de lazer ou de um dispositivo mais portátil para trabalho remoto e aulas online. No começo do ano, o crescimento do setor já era detectado na China, país onde a pandemia começou.

As marcas

O ranking de líderes do segmento permanece o mesmo. A Apple é a líder soberana (32,2%) e foi beneficiada pelo lançamento de um iPad mais acessível de 10,2", além do modelo Pro que passou a aceitar um mouse. Entretanto, ela foi a que menos cresceu no período, com as vendas aumentando apenas 1,3% neste trimestre.

Em seguida, estão Samsung (18,1%), Huawei (12,4%), Amazon (9,3%) e Lenovo (7,3%).

A Amazon foi a mais beneficiada pela pandemia, crescendo 52% neste ano e voltando ao quarto lugar. Já a Lenovo teve ótimos resultados globais, mas ainda perde na própria terra natal por causa da competição com a também chinesa Huawei. A Samsung pode se distanciar ainda mais em breve, já que está prestes a revelar mais dois modelos de tablet: os Galaxy Tab S7 e S7+.

Fonte: TecMundo, disponível em: https://m.tecmundo.com.br/mercado/155835-mercado-tablets-registra-otimo-desempenho-durante-pandemia.htm

2

Ago

Tecnologia

Microsoft Family Safety, aplicativo que ajuda pais a criarem hábitos digitais mais saudáveis para seus filhos, está disponível para iOS e Android

A Microsoft anunciou nessa semana a disponibilidade do aplicativo Microsoft Family Safety para os sistemas operacionais iOS e Android. Por meio do aplicativo é possível obter um resumo da atividade digital da família, incluindo o tempo de tela, os sites visitados e os termos de buscas feitas pelas crianças e adolescentes, permitindo que os pais possam orientar seus filhos sobre suas atividades online.

Aqui estão os 5 principais benefícios para a família com o aplicativo Microsoft Family Safety:

  1. Usar o relatório de atividade semanal como um início de conversa

Toda semana, pais e filhos recebem um e-mail com as principais atividades digitais da criança ou do adolescente. Isso cria um mecanismo interessante para iniciar uma conversa entre pais e filhos sobre quanto tempo eles estão gastando em seus dispositivos e quais sites e conteúdo estão visualizando.

  1. Limitar o tempo de tela de jogos e liberar mais tempo para 1

Nos últimos meses, passamos muito mais tempo em casa. Isso significa que as crianças e adolescentes naturalmente passam mais tempo em seus dispositivos. No entanto, grande parte desse tempo é necessária para outras atividades, pois a escola e demais atividades passaram a ser realizadas remotamente. Um recurso do aplicativo é a capacidade de definir limites de tempo de tela de aplicativos e jogos. Esses limites dão aos filhos a flexibilidade de estarem mais tempo em seus dispositivos estudando, enquanto ajudam a mantê-los focados limitando o tempo que eles gastam em outros aplicativos e jogos. Os pais também podem dar a eles mais tempo de tela se o tempo se esgotar e eles pedirem tempo adicional, garantindo o nível certo de flexibilidade em uma agenda cheia e com necessidades de mudança.

Abaixo está um exemplo de como os pais podem configurar os limites de aplicativos.

  1. Estabelecer limites saudáveis com filtros de web e de 2

Com o aplicativo Family Safety, é possível usar filtros de web e de pesquisa para bloquear conteúdo adulto e definir a navegação apenas para sites amigáveis para crianças, com uma lista de sites permitidos e outra lista de sites bloqueados. Este recurso funciona de forma integrada no navegador Microsoft Edge executado no Windows, Xbox e Android.

Abaixo está um exemplo de como os pais podem configurar filtros de conteúdo e ajudar a garantir uma experiência mais segura de navegação na Web.

  1. Receber e-mails de solicitação de compras para evitar gastos surpresa3

Por meio do aplicativo, os usuários recebem um e-mail de solicitação de compras, o que evita gastos desnecessários e acidentais que as crianças possam fazer, além de permitir o diálogo entre pais e filhos sobre as compras antes que elas aconteçam, gerando hábitos de consumo mais responsáveis.

  1. Saber onde está sua família quando as coisas começarem a retornar ao normal.4

Quando as coisas eventualmente começarem a retornar ao normal, o Family Safety também irá ajudar os usuários a permanecerem conectados no mundo real. O compartilhamento de localização permite que os pais vejam o último local em que seus filhos estiveram em um mapa e salvá-lo como um de seus locais favoritos, como "Casa". Esse recurso ajuda a visualizar rapidamente se todos estão sãos e salvos.

O Microsoft Family Safety ainda fornece controle total sobre como e porquê os dados são coletados e usados. Ao contrário de outros aplicativos de rastreamento de localização, os dados de localização da família não serão vendidos ou compartilhados com companhias de seguros ou corretores de dados. Baseado em feedbacks de usuários da versão prévia do aplicativo, a Microsoft implementou mais alguns benefícios como:

  • Novo recurso para bloquear ou desbloquear aplicativos específicos.
  • Atualização dos projetos para serem mais acessíveis e inclusivos (ou seja, com um melhor contraste visual para ajudar deficientes visuais e com contexto adicional para usuários de leitores de tela).
  • Adição de mais opções de tempo para os pais responderem rapidamente às solicitações de tempo de tela (ou seja, agora você pode facilmente adicionar 15 minutos, 30 minutos, 1 hora, 2 horas ou 3 horas a mais de tempo de tela).
  • Adição de um recurso de agrupamento de localização, para a visualização quando vários membros da família estiverem no mesmo local (ou seja, quando várias pessoas estiverem em um único lugar, você poderá ver que são 4 pessoas e ampliar a imagem para ver quem são).

Nos próximos meses, a Microsoft planeja introduzir dois recursos premium que farão parte da assinatura do Microsoft 365 Family: (1) dirigir com segurança5 para ajudar a construir melhores hábitos ao volante, com insights sobre o comportamento na direção e (2) alertas de localização para notificá-lo quando um membro da família chega ou parte de um local específico, além de  fornecer recursos de segurança digital ao iOS, para a definição do tempo de tela e de filtros de conteúdo em iPhones.

  Avisos de isenção de responsabilidade

1 Apenas para aplicativos e jogos para Windows, Xbox e Android.
2 Permite o SafeSearch com o Microsoft Edge no Windows, Xbox e Android.
3 Aplica-se a aplicativos e jogos baixados nas lojas Xbox e Microsoft ;essas configurações podem ser gerenciadas em family.microsoft.com.
4 As permissões de localização devem estar ativas.
5 Os recursos de Direção Segura estarão disponíveis apenas nos EUA, Reino Unido, Austrália e Canadá.

31

Jul

Tecnologia

Pesquisa: Brasil é o país da América Latina que mais produz ataques cibernéticos, e 5° no mundo

A indústria de mídia sofreu 17 bilhões de ataques de “credential stuffing” ou em português, preenchimento de cadastros, entre janeiro de 2018 e dezembro de 2019, de acordo com um novo relatório da Akamai Technology, rede de distribuição de conteúdo da Internet (CDN) e líder em segurança online. O relatório Akamai 2020 - State of Internet/Credential Stuffing (Estado da Internet/Preenchimento de dados cadastrais) constatou que 20% dos 88 bilhões de ataques desse tipo, observados durante o período do relatório foram direcionados para empresas de mídia.

As empresas de mídia são um alvo atraente para os criminosos. De acordo com o relatório, houve um aumento de 63% ano a ano nos ataques contra o setor de mídia de vídeo. O relatório também revela aumentos de 630% e 208% ano a ano em ataques contra sites de TV e transmissão de vídeo, respectivamente. Ao mesmo tempo em que os ataques direcionados aos serviços de vídeo aumentaram 98%, os ataques contra plataformas de vídeo caíram 5%.

Esse tipo de ataque é conhecido por alguns nomes diferentes: verificação de conta, abuso de credenciais, preenchimento de credenciais (e-mail, senhas, nomes de usuários) ou preenchimento de senha. No entanto, a premissa é a mesma; indivíduos mal-intencionados usam combinações de nomes de usuário e senhas roubadas de usuários, na tentativa de efetuar login em determinados sites alvo, baseando-se no fato de que as pessoas geralmente utilizam as mesmas senhas e nomes de usuários em vários sites.

Como a maioria dos sites usa o endereço de email das pessoas como nome de usuário, por padrão, essa acaba sendo uma receita para tirar proveito da prática de reutilização de credenciais. Esse aumento acentuado nos ataques direcionados aos sites de transmissão de TV e vídeo parece coincidir com a explosão de conteúdo on-demand em 2019, além dos dois importantes serviços de vídeo lançados no ano passado com forte apoio de promoções ao consumidor.

Esses tipos de sites e serviços estão bem alinhados aos objetivos dos criminosos que os atacam. Entretanto, sites de vídeo não são o único foco de ataques de stuffing credentials na indústria de mídia. O relatório observa um aumento impressionante de 7.000% nos ataques direcionados ao conteúdo escrito. Jornais, livros e revistas ficam à vista dos cibercriminosos, indicando que todos os tipos de mídia são alvos quando se trata desses tipos de ataques.

Os Estados Unidos foram de longe a principal fonte de ataques de credential stuffing contra empresas de mídia, com 1,1 bilhão em 2019, um aumento de 162% em relação a 2018. França e Rússia ficaram em segundo e terceiro, com 393 milhões e 243 milhões de ataques, respectivamente. Em 2019, o Brasil ocupava o 6º lugar, com cerca de 152 milhões de ataques, um aumento de 71% em relação a 2018.   

A Índia foi o país mais atacado em 2019, suportando 2,4 bilhões de credential stuffing. Seguido pelos Estados Unidos em 1,4 bilhões e o Reino Unido em 124 milhões. "Enquanto tivermos nomes de usuário e senhas, teremos criminosos tentando comprometê-los e explorar informações valiosas", explica Steve Ragan, pesquisador de segurança da Akamai e autor do relatório State of Internet/Security.

“O compartilhamento e a reciclagem de senhas são facilmente os dois maiores fatores que contribuem para ataques de credential stuffing. Embora educar os consumidores sobre uma boa escolha de dados cadastrais seja fundamental para combater esses ataques, cabe às empresas implantar métodos de autenticação mais fortes e identificar a combinação certa de tecnologia, políticas e conhecimentos que podem ajudar a proteger os clientes sem afetar de a experiência do usuário", finaliza. 

29

Jul

Tecnologia

Nova atualização do iPhone avisa usuário sobre espionagem de apps

A nova atualização do iPhone, o iOS 14, está disponível na versão beta para os usuários já há algumas semanas e uma de suas novas funções é mostra quando um aplicativo tenta usar a sua câmera mesmo depois de fechado. O Instagram, do Facebook, entrou para a lista de apps que tentam te espionar durante o dia na nova atualização dos produtos da Apple.

Segundo um usuário no Twitter, que está usando a versão beta da atualização, quando um aplicativo está usando a câmera mesmo sem a sua permissão, um ícone verde aparece na tela de controle do dispositivo. Foi o que aconteceu com ele enquanto ele usava o Instagram, apenas rolando o feed para ver as fotos de quem ele segue.

Nos comentários do tuite do usuário @KevDoy, outras pessoas comentaram que passaram por situações semelhantes enquanto usavam o iOS 14. Um deles, inclusive, afirmou que o mesmo aconteceu durante o uso do YouTube.

Em um comunicado enviado à EXAME, um porta-voz do Facebook afirmou que “somente acessam a sua câmera quando você solicita — por exemplo, quando você desliza de Feed para Câmera”. “Nós descobrimos e estamos corrigindo um bug no iOS 14 Beta que indica, erroneamente, que algumas pessoas estão usando a câmera quando não estão. O Instagram não acessa sua câmera nessas instâncias e nenhum conteúdo é gravado”, concluiu.

Essa não é a primeira vez que um aplicativo do Facebook é acusado de roubar dados dos usuários sem permissão prévia. No ano passado, a empresa contratou pessoas para ouvirem e transcreverem mensagens de áudio enviadas no Messenger. À época, a justificativa era a “aprimoração dos recursos de Inteligência Artificial do aplicativo”.

Mas, além do YouTube e do Instagram, outros aplicativos também foram denunciados pela nova atualização do iPhone. É o caso do TikTok, do LinkedIn e do Reddit. O iOS 14 avisa quando um aplicativo faz uma cópia dos conteúdos do dispositivo.

Fonte: Exame, disponível em: https://exame.com/tecnologia/nova-atualizacao-do-iphone-avisa-usuario-sobre-espionagem-de-apps/

28

Jul

Tecnologia

Empresa potiguar aposta na qualidade do atendimento ao cliente

Um bom atendimento garante o sucesso de qualquer empresa. Não é à toa que em todo o mundo, as grandes instituições apostam no relacionamento com os clientes para se destacar no mercado. Em solo potiguar temos um exemplo desse perfil de empresa, a Cabo Telecom, que aposta alto no treinamento dos seus colaboradores para que cada atendimento alcance o resultado esperado. Tanto o atendimento pelo call center quanto o técnico apresentam números bastante positivos na resolução das demandas.

De acordo com Carlos Siqueira, coordenador de atendimento técnico, 96,7% das solicitações de suportes técnicos são resolvidas durante as visitas, os outros 3,3% se devem a problemas externos (de redes ou tecnologia da informação). “O atendimento técnico chega no local do suporte em até 3 horas, pois é fundamental que o cliente tenha uma previsão de tempo mínimo para a  resolução do seu problema. Assim, poderá usufruir o serviço contratado com satisfação”, explica o coordenador. 



Atualmente, os cidadãos resolvem quase tudo pela internet. Contas a pagar, marcação de consultas, operações bancárias, compras e tantos outros serviços online estão na rotina de milhares de brasileiros e brasileiras. O mundo está conectado, dessa forma, perder o sinal de internet pode atrapalhar toda a rotina do dia a dia. Com foco nisso, a Cabo Telecom preza pela rapidez no atendimento e na resolução do problema. “Nos preocupamos com os usuários, por isso, quanto mais rápido o cliente for atendido, mais rápido terá o serviço normalizado e conseguiremos garantir sua satisfação”, conta Carlos Siqueira.

Nesse período de isolamento, a Akamai, plataforma de armazenagem em nuvem, registrou um aumento de 112%, em relação a 2019, na utilização de internet no Brasil. Outra pesquisa, realizada pela Ericsson, empresa de tecnologia sueca, apontou um crescimento de 5.069% no tempo de usos em plataformas de reuniões virtuais, como Hangouts, Teams e Zoom. Assim como acessos a sites educacionais, que subiram 340%. Já em relação aos serviços de saúde, a alta foi de 171% e nos deliverys de mantimentos, 51%.

A empresa, pioneira em TV por assinatura e internet banda larga no Estado, segue realizando atendimentos presenciais na pandemia: “sabemos que agora, mais que nunca, a população precisa dos nossos serviços e estamos à disposição para atendê-la com a excelência como sempre fizemos. Este período, no entanto, requer mais cuidado e, por isso, ampliamos os nossos canais digitais e realizamos diversas medidas para proteger o nosso colaborador durante esta pandemia: disponibilizamos álcool 70º, máscaras e luvas, aferimos temperaturas, tudo isso para garantir a segurança da nossa equipe e dos clientes”, afirma Cláudio Alvarez, diretor presidente da Cabo Telecom.


O Dexter, lançado durante a pandemia, é um serviço de atendimento humanizado via Whatsapp, realizado por um dos nossos colaboradores. Segundo os dados do call center, foram realizados 20.913 contatos por esse novo canal de atendimento e 50% dos usuários conseguiram solucionar as suas demandas no formato online, sem necessitar do presencial. “Considerando que o cotidiano dos cliente é corrido, proporcionar uma boa experiência nesse contato significa deixá-lo ainda mais satisfeito com a nossa marca e atendimento, e, consequentemente, conseguimos fidelizá-lo”, comenta o diretor presidente da Cabo Telecom.

28

Jul

Tecnologia

Startup será a primeira de alta tecnologia em metais especiais no RN

A RN Materiais é o primeiro passo para o Rio Grande do Norte desenvolver alta tecnologia aplicada ao seu mineral mais importante, a Scheelita do Seridó, como também a Tantalita-Columbita, depois de décadas de exploração apenas mineral. É o que destaca o professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Uílame Umbelino Gomes, ao falar sobre a importância da RN Materials, startup selecionada na etapa final do Projeto Centelha no Rio Grande do Norte, iniciativa promovida pelo Sebrae.

“A ideia do projeto é o desenvolvimento tecnológico dos metais refratários Tungstênio, Molibdênio, Nióbio e Tântalo, além de seus carbetos e nitretos, através de uma nova tecnologia que permite a obtenção desses materiais particulados em escala nanométrica. E numa etapa mais avançada, aplicações na produção do chamado metal duro (WC-Co), ligas especiais, capacitores elétricos, como Nióbio e Tântalo, além de catalisadores. A RN Materiais será a primeira startup de alta tecnologia em metais especiais e seus compósitos no Rio Grande do Norte, agregando valor a nossa matéria prima mineral”, explicou o docente. Junto à Umbelino, compõem o grupo os cientistas Carlson Pereira de Souza, André Moriyama, Camila Pacelli e Maria José dos Santos Lima. 

Eles integram um grupo de pesquisa vinculado a dois programas de pós graduação: o de Ciência e Engenharia de Materiais (PPGCEM), único na UFRN com conceito máximo na Capes, e o de Engenharia Química (PPGEQ).

Lembrando que a tecnologia desenvolvida que é objeto dos serviços da startup foi patenteada junto a UFRN, Umbelino Gomes frisou ainda que os principais laboratórios condutores dessa pesquisa são o Laboratório de Materiais Cerâmicos e Metais Especiais, do Departamento de Física, coordenado por ele, bem como o Laboratório de Termodinâmica e Reatores do Departamento de Engenharia Química, coordenado pelo professor Carlson Pereira. 

27

Jul

Tecnologia

Sebrae abre credenciamento para consultoria na área de inovação

O Sebrae no Rio Grande do Norte abriu um novo processo de credenciamento de pessoas jurídicas para prestarem serviços nas áreas de ciência, pesquisa, tecnologia e inovação às pequenas empresas atendidas pela instituição. O período de inscrição vai de hoje (27) até o dia 28 de agosto próximo e a seleção será conduzida pela Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino, Tecnologia e Cultura (Fapetec). O credenciamento não se constitui na contratação dos serviços das empresas selecionadas, mas no cadastro de tais serviços, que poderão ser solicitados conforme demanda. A proposta do Sebrae é assegurar aos gestores de pequenos negócios o acesso a serviços tecnológicos para inovação, promovendo a melhoria de processos, produtos e serviços ou a introdução de inovações. Informações podem ser obtidas por e-mail (sebraetecrn@fapetec.org). 

Segundo o analista técnico do Sebrae-RN, Antônio Carlos Liberato, poderão participar desse processo de credenciamento, instituições científicas tecnológicas (ICT’s) e pessoas jurídicas legalmente constituídas no país há pelo menos um ano e que atuem nas áreas descriminadas pelo edital do Sebrae. "A empresa precisa comprovar essa atuação, que deve constar nos atos constitutivos, com competências devidamente comprovadas nas áreas de ciência, pesquisa, tecnologia e inovação e serem capazes de prestar serviços às pequenas empresas atendidas pelo Sebrae que necessitem aprimorar produtos, processos produtivos, tecnológicos e sustentáveis", avisa Antônio Carlos. 

O processo será dividido em duas etapas. A primeira é a de inscrição, que envolve o preenchimento completo e correto dos cadastros eletrônicos da pessoa jurídica e da equipe técnica (consultores), com a devida movimentação para análise e envio, através do sistema informatizado de inscrição de toda documentação listada no edital. A segunda etapa é a de habilitação, quando será feita a análise documental da pessoa jurídica e dos documentos do profissional indicado para a equipe técnica.  

Cada profissional precisa ter ensino superior, experiência profissional comprovada e registro ou inscrição na entidade profissional da categoria. Já as empresas necessitam estar em dia com as obrigações jurídicas e fiscais, além de ter capital social compatível com o número de empregados (mínimo de R$10 mil), registro na Junta Comercial do Estado, comprovação de Capacidade Operacional e de Capacidade Técnica.  

As empresas e profissionais terão de executar os seguintes serviços: 

Consultoria Tecnológica - Serviços que visam orientar os pequenos negócios para definirem e adequarem seus processos, produtos e serviços, com vistas à inovação. 

Serviços Metrológicos - Serviços de natureza laboratorial, abrangidos pela Metrologia Científica e Industrial e pela Metrologia Legal, que considera investigação por meio de análises, determinação de uma ou mais características da amostra, conforme procedimento especificado, além do conjunto de operações que estabelecem a relação entre os valores indicados por um instrumento de medição e os valores e as incertezas de medição correspondentes aos padrões utilizados. 

Avaliação da Conformidade - Serviços utilizados para demonstrar que os requisitos especificados relativos a um produto, processo, sistema ou organismo são atendidos. 

Prototipagem - Serviço que visa a produção (física ou digital) de projeto/modelo de produto ou serviço, com a finalidade de experimentar/testar algum aspecto do produto final (funcionalidade, formato, características, entre outros).  

25

Jul

Tecnologia

Estudo recente aponta que 67% dos brasileiros opta por compras digitais como novo normal

O isolamento social mudou a forma de consumo dos brasileiros. Mais de dois terços (67%) dos consumidores pretende manter as compras digitais como o "novo normal" pós isolamento social e mais da metade (52%) planeja aumentar a compra de mantimentos online e incorporar esse hábito de consumo. Estas são algumas das conclusões de um estudo recente feito pela Criteo, empresa global de soluções de tecnologia para publicidade.

Realizar compras online e pedir refeições por serviços de delivery estão entre os principais comportamentos adotados pelos brasileiros durante a pandemia do coronavírus. O estudo, correspondente ao comportamento de consumidores nas duas últimas semanas de maio apontou que para os brasileiros, o isolamento social redefiniu os hábitos de consumo pessoal e expectativas a longo prazo.  

No Brasil, alguns shoppings e centros comerciais iniciaram suas primeiras fases de reabertura dos serviços considerados não essenciais, mas seguindo as devidas restrições, pois o país ainda enfrenta o avanço de casos da doença em ritmo acelerado. O estudo mostra que uma grande parcela dos consumidores irão demorar para frequentar lojas físicas. Cerca de 4 entre 10 brasileiros estão prontos para voltar aos shoppings daqui a 2 meses. 16% afirma que só voltará aos estabelecimentos comerciais depois de passados mais de 9 meses.

A pesquisa também revela que a velocidade de entrega nas compras online é o item mais importante considerado pelos consumidores ao fazerem suas compras online, com 62% dos votos. Diante disso, a Manhattan Associates, líder em soluções de tecnologia para supply chain e comércio omnichannel, anuncia uma série de inovações que ajudarão  os varejistas a ganhar a agilidade necessária para obter sucesso com seus clientes nesse ‘novo normal’.

Confira 3 dicas dos especialistas da empresa para obter sucesso em seu negócio online:

Transforme todo o inventário em um ativo

Para ajudar a melhorar a integridade do inventário de uma loja, é necessário realizar uma contagem de ciclos, auditorias aprimoradas de inventário e transferências iniciadas pela loja. Obviamente, quando você sabe qual inventário possui e onde está localizado, é muito mais fácil vender.

Agora a coleta na calçada é um recurso possível de ser realizado por aplicativos. O fechamento de lojas ou as preocupações com a saúde do cliente não precisam mais atrapalhar uma venda. A tecnologia orquestra todo o processo na calçada.

O app envia uma mensagem para o cliente quando um pedido está pronto para a retirada. O cliente indica quando chegou e onde está estacionado, e a entrega é realizada com facilidade e segurança. A velocidade da inovação e da mudança resultam em adaptabilidade omnichannel, levando a um melhor atendimento ao cliente e um aumento das vendas.

Adapte-se ao novo engajamento no novo normal

Pontos de venda estão sendo transformados digitalmente, para ajudar as empresas a se envolverem com os clientes a cada passo de sua jornada - e saber exatamente o que eles estão procurando. Agora, os varejistas podem se comunicar diretamente com os consumidores por e-mail ou texto - nos termos dos clientes - sem sair do aplicativo. Os membros da equipe e os consumidores podem visualizar e trocar catálogos. Os clientes também podem agendar suas visita às lojas, , aumentando ainda mais seu valor .

Enfrente os desafios

Os efeitos do COVID-19 irão repercutir no varejo nos próximos anos. Mas uma certeza é que as empresas que podem se adaptar às mudanças nessas circunstâncias e oferecer maiores experiências aos clientes, são as mais bem posicionadas para ter sucesso. 

24

Jul

Tecnologia

Pesquisa: Brasil já teve pelo menos 100 milhões de celulares roubados ou furtados

Uma nova pesquisa realizada pelo site Mobile Time em parceria com a Opinion Box revela uma estatística alarmante: mais de 100 milhões de celulares já foram roubados ou furtados no Brasil. No total, pelo menos 64 milhões de cidadãos com mais de 16 anos já foram vítimas desse tipo de crime.

O estudo levou em consideração as respostas concedidas por um total de 2.074 entrevistados com acesso à internet e um telefone móvel pessoal. Metade dos participantes confirmaram que, em algum momento de suas vidas, já tiveram um aparelho roubado e furtado.

Os dados foram então cruzados com aqueles apresentados pela pesquisa TIC Domicílios para estimar um número absoluto de gadgets subtraídos ao redor do país, atingindo a incrível marca de 102,4 milhões de dispositivos. Para piorar, a proporção da população que já foi vítima desse tipo de violência subiu três pontos percentuais em relação ao ano passado, atingindo 50% em comparação com 47%.

Ademais, também assusta que, na nova edição do estudo, é possível observar diferenças nas proporções de vítimas dentro do conceito de classes sociais — um fenômeno inexistente até então. Os internautas da classe A e B foram os mais afetados (55% deles já tiveram um celular subtraído), com as castas C, D e E ficando logo após (com participação de 49% das vítimas).

Analisando a faixa etária, brasileiros com 30 a 49 anos são os que mais sofrem com roubos, totalizando uma fatia de 54% dos casos; em seguida, temos a faixa de 16 a 29 com 51% e 50 anos ou mais com 39%. Geograficamente falando, os estados do Centro-Oeste são os mais violentos (51% de incidência), seguidos pelo do Sudeste (49% dos casos) e do Sul (40%).

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/seguranca/brasil-ja-teve-pelo-menos-100-milhoes-de-celulares-roubados-ou-furtados-168659/

21

Jul

Tecnologia

Robôs auxiliam em tarefas de enfrentamento da Covid-19

A tecnologia já faz parte do nosso dia a dia e durante os últimos meses a robótica, assim como, o ser humano, passa por um grande avanço, já que os robôs podem ajudar nas tarefas de enfrentamento à Covid-19. Seja para entregar medicamentos com drone, realizar cirurgias médicas e diagnósticos, ou desinfectar e limpar locais de forma mais eficiente. Esta tecnologia já é realidade em vários hospitais e fábricas do mundo e agora unida a radiação ultravioleta (UVC) é um poderoso e eficiente aliado na desinfecção de ambientes, roupas e objetos. 

Diante da eficácia da união destas tecnologias a UVTronic criou um sistema móvel de desinfecção rápida de ambientes que une a tecnologia de inativação de vírus e bactérias por radiação ultravioleta (UVC) por meio de robôs. Os números demonstram a seriedade dessa tecnologia, o mercado global de equipamentos de desinfecção por UV foi avaliado em US$ 1,1 bilhão (cerca de seis bilhões de reais) em 2018, e deve atingir US$ 3,4 bilhões (aproximadamente 19 milhões de reais) até 2026, de acordo com a Allied Market Research. 

Eduardo José Lima II, professor da Universidade Federal de Minas Gerais na área de mecatrônica, controle e robótica acredita que quando utilizada de forma consciente a robótica só tem a acrescentar em segurança e bem estar do ser humano. “Historicamente, a robótica veio para auxiliar o ser humano principalmente em tarefas perigosas ou insalubres, inicialmente no ambiente industrial. Por meio da robótica móvel, com o passar dos anos os robôs passaram a ser aplicados em outros ambientes.”, complementa o especialista.

Atualmente a UVTronic através da linha Hygis, conta com 12 produtos robóticos, que custam a partir de R$5 mil que podem ser utilizados em hospitais, quartos de hotéis, shoppings, fábricas, restaurantes, escritórios, aviões, aeroportos, entre outros ambientes e possuem simples manuseio e complementam a higienização que ocorre no dia a dia. Os robôs mapeiam o ambiente utilizando um sensor LIDAR (Light Detection And Ranging), possuem alertas de voz e luminosos durante sua operação e quando a bateria está baixa, o equipamento se dirige automaticamente à central de recarga. 

Evandro Cerqueira, fundador e diretor executivo da UVTronic salienta que existem 3 tipos de raio ultravioleta semelhantes, mas apenas o UV-C é capaz de inativar bactérias, fungos e vírus em superfícies e ambientes. “Outro fator importante é que os vírus não desaparecem instantaneamente cada aparelho tem seu tempo certo de utilização que varia entre 1 e 15 minutos, no caso da torre com lâmpada, a Hygs Pro, uma torre UVC Robotizada 100% Autônoma para Desinfecção Rápida de Ambientes com tecnologia Autonomous Mobile Robot - Robô AMR, alimentado por baterias que pode ser utilizado para desinfecção de máscaras e ambientes.”, finaliza Evandro Cerqueira.

20

Jul

Tecnologia

Empresa potiguar de tecnologia aposta em expansão de redes

Mais do que nunca o mundo reconhece a importância dos serviços essenciais de telecomunicação. Desde 2015, a Cabo Telecom, empresa com DNA potiguar pioneira no serviço de fornecimento de TV por assinatura e internet banda larga aqui no Estado, está em processo de expansão da Cabo Fiber. Atualmente, são mais de 1.000 km de rede de fibra óptica instalados em Natal e região metropolitana. Mesmo em meio à pandemia, o serviço de ampliação continua com todos os cuidados necessários.

No ano passado, foram investidos cerca de R$ 38 milhões em novos equipamentos e estrutura para aprimorar o serviço já oferecido pela empresa. De acordo com a Anatel, esta é uma tendência de toda a região Nordeste, que é a que mais tem recebido investimentos em fibra óptica. Além disso, segundo Giovanni Santos, supervisor de projetos da Cabo Telecom, “a expansão da fibra óptica já atinge a região metropolitana de Natal, como Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Extremoz e Macaíba, sendo que nesses dois últimos municípios com atendimento a clientes corporativos”, explica.

A fibra óptica se diferencia por oferecer uma troca de informações mais rápida e eficaz, principalmente por transmitir os dados através da refração de luz e, ainda, pela sua composição com materiais isolantes que impedem interferência eletromagnética. A transmissão veloz e sem perdas de dados, além de ser um avanço no serviço, também se mostra como uma das soluções para atender a alta demanda surgida em razão da pandemia do novo coronavírus, quando um grande volume de usuários precisa trabalhar e estudar de casa, aumentando o fluxo de internet, o que exige mais da conexão.

O serviço de internet tradicional da Cabo Telecom segue suprindo as demandas dos usuários, enquanto a empresa busca incrementar a tecnologia ofertada a cada dia, como reforça o diretor presidente da empresa, Cláudio Alvarez: “temos bons resultados com a rede já instalada na cidade e que ainda tem muito tempo de vida útil pela frente. Intensificamos a instalação da fibra óptica para proporcionar ao nosso cliente cada vez mais velocidade e qualidade no atendimento, ampliando as redes de conexões e fornecendo tecnologia de ponta. Por isso estamos, mesmo em meio a este cenário de pandemia, trabalhando incessantemente para que o mais breve possível a cidade seja toda atendida por fibra óptica”, comenta Claudio Alvarez.

20

Jul

Tecnologia

Apple pode ser multada em bilhões de euros por causa da Siri

Depois de escapar de uma multa de 13 bilhões de euros na última quarta-feira (15), a Apple está novamente sob a mira da União Europeia (UE). Desta vez, a investigação, que também atingirá outras companhias, é sobre eventuais práticas de monopólio em relação ao mercado de assistentes de voz.

Segundo a Reuters, os reguladores da concorrência da UE estão analisando informações de 400 empresas de tecnologia, com o objetivo de verificar se existe algum tipo de má conduta em relação às assistentes virtuais, como a Siri, uma das ferramentas mais populares do segmento.

O interesse em investigar este mercado teve como motivação a enorme quantidade de dados envolvidos nos dispositivos de internet das coisas. Para o órgão executivo da União Europeia, é essencial que os envolvidos nesta área não utilizem o controle das informações obtidas para prejudicar os concorrentes ou impedir a entrada de novos participantes.

Investigações semelhantes a esta já ocorreram em outros setores, como comércio eletrônico, serviços financeiros, produtos farmacêuticos e energia, resultando em multas pesadas, em alguns casos.

Google e Amazon também serão investigadas

Além da Apple, outras gigantes da tecnologia e fabricantes de hardware também são alvo desta nova investigação. Entre elas, estão a Amazon, responsável pela Alexa, e a Google, com o seu Google Assistente.

De acordo com a vice-presidente executiva da Comissão Europeia Margrethe Vestager, a investigação “envia uma importante mensagem para as operadoras poderosas deste mercado, de que estamos observando e que elas precisam fazer negócios de acordo com as regras de concorrência”.

Se for encontrada alguma irregularidade referente à concorrência, as empresas podem enfrentar uma acusação antitruste e serem multadas em até 10% da sua receita global. No caso da Maçã, a multa chegaria a 23 bilhões de euros.

Fonte: TecMundo, disponível em: https://www.tecmundo.com.br/mercado/155308-apple-multada-23-bilhoes-causa-siri.htm

20

Jul

Tecnologia

Sistema Fecomércio RN oferece capacitação gratuita para preparar escolas em tecnologias digitais e biossegurança

Em mais uma ação de parceria e atuação reforçada em virtude da Pandemia, o Sistema Fecomércio RN, por meio do Sesc e Senac RN, abre, na próxima segunda-feira, 20, as inscrições para os cursos gratuitos do seu Programa de Assistência Educacional. A ideia é oferecer um pacote de serviços gratuitos para orientação e capacitação, com foco nas tecnologias e biossegurança no ambiente escolar. O pacote inclui consultoria, cursos on-line, lives e aula experimental.

Nesta primeira etapa, o programa irá disponibilizar 300 vagas em cursos de aperfeiçoamento em ferramentas e aplicativos para a realização de aulas on-line; formação tecnológica para docência e capacitação de boas práticas de prevenção à Covid-19 para creches e escolas.

“Desde o início da crise instalada pela pandemia Covid-19 o Sistema Fecomércio RN vem investindo em ações e medidas que atendam todos os profissionais e também empresas. O Programa de Assistência Educacional é parte dessas ações. Uma iniciativa construída pelas equipes do Sesc e Senac RN, com o objetivo de auxiliar os educadores e escolas nesse novo ambiente educacional”, disse o presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz.

As aulas dos próprios cursos serão ministradas no ambiente virtual, com toda a estrutura de apoio aos alunos. O curso básico de aperfeiçoamento em tecnologias digitais para sala de aula, por exemplo, é voltado preferencialmente aos educadores de escolas públicas e privadas, conduzida pela equipe pedagógica do Sesc RN, por meio do Google Meet, Classroom e WhatsApp. São 50 vagas e os conteúdos abrangem a plataforma Google e seus principais aplicativos como atividades remotas e sala de aula on-line.

As interações em tempo real serão de duas horas, com aulas de segunda a sexta-feira, respectivamente nos horários das 8h às 10h e das 14h às 16h. Inclusive, o ensino on-line foi destaque no Censo de Educação realizado pelo Sesc RN com os pais e responsáveis dos alunos das escolas Sesc. O índice de aceitação das aulas virtuais foi de 92%, o que indica a satisfação com a nova metodologia adotada.

Os outros dois cursos oferecidos dentro do programa são o de Formação Tecnológica para Docência, com 150 vagas, e o de Boas Práticas de Prevenção à Covid-19 em Creches e Escolas, com 100 vagas. Ambos os cursos serão on-line e ao vivo, por meio da Sala de Aula Virtual do Senac RN, através da plataforma Microsoft Teams. As escolas também terão acesso a um serviço de consultoria, que orientará as tecnologias adequadas a cada realidade.

As vagas são limitadas. O período de inscrição é de 20 a 27 de julho, por meio dos sites www.sescrn.com.br e www.rn.senac.br. Os participantes recebem o certificado digital após conclusão do curso, mediante o cumprimento de carga horária estabelecida.

No dia 21 julho será realizado uma live de lançamento, às 18h30, com o tema “Os desafios das escolas e dos educadores para enfrentar as mudanças em virtude da Covid-19”. O bate papo será transmitido nos canais do Sesc e Senac no Youtube e que conta com a mediação da jornalista e educadora, Érika Zuza, com participação dos diretores regionais do Sesc e do Senac, Fernando Virgilio e Raniery Pimenta.  Já no dia 23 de julho haverá uma aula experimental, aberta ao público e também virtual, na qual qualquer pessoa poderá conhecer melhor o programa e os cursos.

17

Jul

Tecnologia

Alunos do Instituto Metrópole Digital desenvolvem conteúdo didático sobre tecnologias digitais

Computadores, smartphones, softwares e sistemas de informação cada vez mais fazem parte das dinâmicas utilizadas no processo de ensino e aprendizagem em ambiente escolar. Pensando nisso, alunos do Programa de Pós-Graduação em Inovação em Tecnologias Educacionais (PPgITE), do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), desenvolveram uma série de materiais sobre o uso das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDICs), ferramentas cujos dados são representados e transmitidos em ambiente digital.

Intitulado Metodologia de projetos – Uso seguro das TDICs, o material, elaborado neste mês, funciona como um guia para professores do Ensino Fundamental que estão ministrando aulas remotas, sobretudo docentes de Língua Portuguesa. Disponível em grupo do Facebook, o guia possui uma proposta interdisciplinar e oferece sequências didáticas e planos de trabalho relacionados à área de Linguagens, congregando temas voltados ao uso seguro das tecnologias digitais dividido em quatro eixos: ética e cidadania, fake news, assédio sexual e cyberbullying.

Elaboração

Os conteúdos dispostos no guia são elaborados pelos próprios alunos do PPgTIE, que, em grande parte, também são professores ativos do ensino fundamental.

“Somos uma equipe mista, que carrega bem a proposta do mestrado. Por causa desse perfil, conseguimos elaborar produtos para outros professores, e desenvolvemos todo esse processo por meio de atividades remotas, utilizando as TDICs. O que estamos fazendo é adaptar o desenvolvimento de software para o contexto da produção de materiais didáticos”, explica a mestranda Soraya Medeiros, uma das alunas envolvidas.