Publicidade e Propaganda

15

Out

Publicidade e Propaganda

Cannes Lions Road Show: Sindicato das Agências de Propaganda do RN traz evento a Natal pelo segundo ano consecutivo

Conferir as tendências internacionais do universo da propaganda, comentadas e analisadas por especialista, em um evento anual de alto nível com a assinatura do mais prestigiado festival de comunicação mundial. Essa é a oportunidade que o Sindicato das Agências de Propaganda do RN (Sinapro/RN) proporciona ao mercado local pelo segundo ano consecutivo, com a realização do Cannes Lions Road Show, no próximo dia 24, às 19h, no auditório da UNP da Roberto Freire.

Natal vai receber as produções vencedoras do mais importante e prestigiado festival de comunicação mundial, o Cannes Lions 2019, que serão exibidas, analisadas e comentadas pelo diretor superintendente da Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro), Alexis Pagliariani.

As inscrições são gratuitas e estarão abertas ao público a partir de hoje, dia 15 de outubro, pelo endereço bit.ly/InscricaoCannes19. As vagas são limitadas. “A primeira edição do Cannes Lions Road Show em Natal, no ano passado, foi um verdadeiro sucesso. Por isso, decidimos trazê-lo mais uma vez para o nosso estado. O público potiguar vai poder, novamente, ter esse contato com os cases vencedores, com as tendências do Festival de Cannes. É um evento de alto nível para o nosso mercado de comunicação”, afirma o presidente do Sinapro/RN, João Daniel Vale.

O diretor da Fenapro, Alexis Pagliarini, participa anualmente do Cannes Lions, na França, e depois segue na missão de levar o melhor do festival para as principais capitais brasileiras com o Cannes Lions Road Show. No festival deste ano, os jurados selecionaram os trabalhos que, em sua opinião, indicam os novos caminhos e tendências para a indústria publicitária de todo o mundo.

8

Out

Publicidade e Propaganda

Estudo: Publicidade digital deve se igualar à tradicional até 2023

Deu no Portal Meio e Mensagem: 

A consultoria PwC divulga esta semana a 20ª edição da Pesquisa Global de Entretenimento e Mídia. O estudo, feito em cerca de 53 países, mapeia a evolução de hábitos de audiência e investimento publicitário do setor. O estudo faz também projeções para o segmento para os próximos quatro anos. Globalmente, estima-se que o investimento das empresas em publicidade digital deve chegar a US$ 468 bilhões até 2023. Segundo a consultoria, no Brasil, esse investimento foi de US$ 3 bilhões no ano passado, valor que deve subir para US$ 6 bilhões até lá.

O investimento em publicidade tradicional, no entanto, deve se manter relativamente estável, subindo de US$ 332 para 333 bilhões mundialmente, e de US$ 7 para 8 bilhões no Brasil. “Hoje o investimento em publicidade digital representa 30% da verba total de publicidade e deve alcançar 50% em 2023, como já acontece no primeiro mundo, onde o investimento em digital já superou o da publicidade tradicional”, conta Carlos Giusti, sócio da PwC no Brasil. 

Os formatos que mais crescerão em investimento publicitário no País são podcasts, cujo investimento deve crescer 43% anualmente; vídeo online, com 27% de crescimento; e games online e eSports, com 22%. Os formatos que não apresentarão crescimento no volume total de publicidade são jornais e revistas impressos, além do rádio. O mercado de mídia e entretenimento como um todo, por sua vez, crescerá 5,5% ao ano no País nos próximos quatro anos, segundo a consultoria, índice maior do que a média global, de 4,3%.  A região com maior crescimento no setor é o Oriente Médio e Africa, onde o crescimento esperado é de 8,5%.

O Estudo mostra ainda que 83% das receitas globais de entretenimento e mídia estão distribuídas em 12 países, sendo que a maior parte do crescimento está concentrada em países como Estados Unidos e China. No Brasil, o segmento movimentou US$ 36 bilhões no ano passado, um aumento de 33% em relação a 2014. O maior acesso dos brasileiros à internet e banda larga móvel está no centro desse processo. Apesar do crescimento, o Brasil caiu algumas posições no mercado global de mídia e entretenimento, da 9º para 11º posição. A queda se deve principalmente à crise econômica e grande variação cambial no último ano.

Os resultaos e projeções da PwC foram preparados através da análise de dados quantitativos e qualitativos de diferentes fontes, modelagem estatística e entrevistas com grandes players de mídia, reguladores e associações do mercado. A consolidação das informações foi feita em parceria com a empresa Ovum. O estudo leva em consideração todo o valor movimentado pelo mercado de mídia e entretenimento, como publicidade em diferentes formatos, assinaturas de serviços de vídeo, consumo de revistas e jornais, acesso a games, compra de ingressos de cinema e shows até assinaturas de serviços à cabo. 

 Fonte disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2019/10/08/publicidade-digital-deve-se-igualar-a-tradicional-ate-2023.html

6

Set

Publicidade e Propaganda

Google fica atrás apenas dos EUA em receita publicitária

Um estudo realizado pelo portal de dados Statista apontou que o Google teve um faturamento publicitário maior do que o gasto em propaganda em países como China, Japão, Reino Unido, Alemanha e outros.

De acordo com a pesquisa, a empresa de tecnologia fica apenas atrás dos Estados Unidos quando se trata de movimentação com investimentos em publicidade. Os EUA somaram US$ 229 bilhões em investimentos no ano passado. No mesmo período, a receita publicitária do Google foi de US$ 116 bilhões.

Na China, o volume investido em publicidade no ano foi US$ 87,1 bilhões. Em 2017, o relatório Top Thirty Global Media Owners já constatava que o Google, junto com o Facebook, concentrou 20% dos investimentos globais em publicidade dos anunciantes em 2016.

Fonte: Portal Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2019/09/06/google-fica-atras-apenas-dos-eua-em-receita-publicitaria.html

5

Set

Publicidade e Propaganda

Magazine Luiza reestrutura marketing e divide departamento em duas diretorias

O  Magazine Luiza dividiu a área de marketing da companhia em duas. Ana Paula Rodrigues foi promovida a diretora de marketing e Rafael Montalvão será diretor de marketing e-commerce. As mudanças acontecem após a saída de Ilca Sierra, diretora de marketing que cuidava das duas frentes e atuou na rede por quase dez anos. Ilca deixou a operação recentemente, passando a ocupar, em 1º de julho, o cargo de diretora de marketing multicanal e comunicação da concorrente Casas Bahia (da Via Varejo), sendo responsável pelos canais físico e e-commerce.

Quando a saída de Ilca foi confirmada pelo Magalu, a rede anunciou que a então gerente de comunicação e marca Ana Paula Rodrigues assumiria o posto interinamente. Trabalhando na companhia há 16 anos, ela é formada em publicidade, com MBA pela ESPM. Na nova posição, sua missão envolverá aquisição de clientes, entrada em novos mercados, inaugurações de lojas, campanhas de performance e desenvolvimento da frente de mídia online to store.

Rafael também é prata da casa: está no Magalu há quase 16 anos e antes de assumir o cargo de diretor era gerente de marketing de e-commerce. Também formado em publicidade, pelas Faculdades COC, tem MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação pela UniSEB. Segundo o Magazine Luiza, Rafael irá apoiar iniciativas digitais, tendo como foco o super app da companhia (a promoção de venda e interação no aplicativo), performance de mídia e ganho de audiência online.

Fonte: Meio e Mensagem, disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/gente/acontece_no_meio/2019/08/12/magazine-luiza-reestrutura-marketing.html

5

Set

Publicidade e Propaganda

Estudo detecta 38 estereótipos utilizados pela publicidade brasileira

Deu no Portal B9

Em parceria com o Facebook, a agência de consultoria criativa 65|10 lançou recentemente um novo estudo sobre o histórico recente de representação do brasileiro na publicidade nacional. Criado para ajudar o mercado a buscar um meio mais representativo e diverso, o relatório detectou a presença de 38 estereótipos de gênero, raça, classe, sexualidade e corpos que a publicidade do país ainda hoje perpetua em suas peças e campanhas.

Intitulado “Dados, diversidade e representação”, a pesquisa conduzida por especialistas tanto da agência quanto da rede social envolveu a análise de milhares de campanhas publicitárias veiculadas em plataformas espalhadas em toda a América Latina sobre os temas citados acima, e junto de confirmar a presença destes estereótipos também reafirmou o valor positivo da representatividade no meio. 

Além de no geral alcançar 90% da audiência, campanhas e peças que se preocupam com uma representação livre de chavões danosos viram as vendas de seus produtos divulgados aumentar em até 9,2%. Mas o que são os estereótipos tão citados pelo estudo? De acordo com o relatório, os estereótipos são as histórias únicas que contamos sobre algo ou alguém, umas que apesar de nem sempre serem mentiras ajudam a limitar a representação em torno de visões rasas e mesmo preconceituosas. A pesquisa da 65|10 com o Facebook divide estes “atalhos mentais” em cinco categorias: Gênero, Raça, Orientação Sexual, Corpos dissidentes e Classe. 

Você pode ler o estudo da 65|10 e do Facebook na íntegra na página oficial do projeto, que em breve deve ser lançado também no México e na Argentina. Além do estudo, o site ainda conta com uma ferramenta que permite testar os protagonistas de campanhas publicitárias recentes para averiguar se elas não estariam perpetuando estereótipos ao invés de promover diversidade.

Fonte disponível em: https://www.b9.com.br/113538/estudo-detecta-38-estereotipos-utilizados-pela-publicidade-brasileira/

 

24

Ago

Publicidade e Propaganda

Google absorve 32% da publicidade digital mundial, mais que o investimento de todos os países exceto os EUA

O Google controla 32% da receita líquida global de anúncios digitais e 38% da receita de anúncios digitais nos Estados Unidos, segundo dados compilados pelo site Statista. A receita publicitária da empresa totalizou US$ 116,3 bilhões em 2018, superando o gasto publicitário total em todos os países, exceto nos Estados Unidos.  

A companhia, que na prática é hoje a maior empresa de publicidade do mundo, detém o duopólio das vendas de anúncios digitais ao lado do Facebook (20% da receitas publicitárias norte-americanas). Logo atrás está a Amazon. A Adweek projeta que os gastos com publicidade digital superarão os gastos com publicidade off-line nos Estados Unidos em 2019, o que pode trazer ainda mais oportunidades para os três gigantes de tecnologia.

Fonte: ANJ, diponível em: https://www.anj.org.br/site/component/k2/73-jornal-anj-online/21934-google-absorve-32-da-publicidade-digital-mundial-mais-que-o-investimento-de-todos-os-paises-exceto-os-eua.html

5

Ago

Publicidade e Propaganda

Banco dos EUA começa a criar publicidade com inteligência artificial

Inteligências artificiais podem começar a escrever linguagem de marketing para clientes. O banco norte-americano Chase fechou um acordo de cinco anos com a Persado para usar sistema de IA em relacionamento com cliente. O banco já havia começado testes com a nova parceira em cartões de crédito, mas agora expandiu a função para sistemas financeiros mais complexos.

A Persado já informou que realizou testes de criação de peças publicitárias com IAs, que tiveram melhor desempenho que as criadas por seres humanos. O resultado foi medido pela taxa de cliques dos usuários nestas peças. Em alguns casos, a IA conseguiu fazer com que usuários clicassem até duas vezes mais que nas criações por humanos.

“A tecnologia da Persado é incrivelmente promissora. Ela reescreve textos e títulos de comunicadores, usando um julgamento subjetivo e suas experiência“, disse Kristin Lemkau, chefe de marketing da JPMorgan Chase, companhia detentora do Chase. A tecnologia será usada para criar versões “ideais” com base nas criações de publicitários da empresa, dentro de peças de publicidade direta para o cliente, além de Facebook e e-mail.

Será que a máquina vai substituir o ser humano? Questionado sobre o isso, o CCO da Chase disse que não haverá mudança na estrutura da empresa. Portanto, até o momento, não há previsão de cortes na companhia. A Persado, por sua vez, já informou que há outras empresas interessadas nesta movimentação, entre elas Dell, William e Expedia.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/inteligencia-artificial/banco-dos-eua-comeca-a-criar-publicidade-com-inteligencia-artificial-145695/

2

Ago

Publicidade e Propaganda

Pesquisa revela que publicidade é mais efetiva em sites confiáveis

No momento em que o mercado ainda discute a disseminação de fake news e a motivação comercial por trás de notícias dispostas a caçar cliques, um estudo encomendado pelo World Media Group (WMG) mostra que a publicidade realizada em sites de grandes veículos, tidos como confiáveis, tem o desempenho acima da média para o padrão da indústria.

A pesquisa foi realizada pela Moat Analytics no terceiro trimestre de 2018 e mediu o envolvimento da audiência em portais como Bloomberg, The Economist, Forbes, Fortune, National Geographic, Reuters, The Wall Street Jornal e The Washington Post. A análise captou o comportamento dos leitores nos formatos desktop e mobile, incluindo as plataformas de vídeo.

Os anúncios exibidos no inventário dos veículos do WMG atingiram um tempo de permanência de página ativo de 66 segundos, 39% acima da média do setor. Já a taxa de visualização das peças (quando 50% do anúncio é visível por pelo menos um segundo) é 27% maior, enquanto o tempo de visualização também supera em 25% a média na comparação. No celular, os anúncios da lista de sites confiáveis também tiveram taxas de visibilidade 32% superiores e estimularam 35% mais interação.

O cenário não muda muito de figura para os anúncios exibidos nos vídeos proprietários desses veículos. Na pesquisa, o inventário da WMG atinge 22% mais do que as taxas médias de visibilidade. A maior disparidade está nas taxas de conclusão audível e visível do vídeo, que nos sites confiáveis apresentam números 144% maiores na comparação com a média geral.

Para Alex Delamain, presidente do World Media Group e vice-presidente sênior de vendas e serviços ao cliente, o impacto do jornalismo de má qualidade e das notícias falsas nos últimos anos tornou os consumidores muito mais experientes na busca de informações, incluindo a interação com os anúncios. “A pesquisa ressalta o que há muito acreditávamos, que os consumidores são mais receptivos à publicidade quando elas estão apresentadas em um ambiente de conteúdo de alta qualidade e credibilidade”, explica.

Fonte: Meio & Mensagem, disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2019/08/01/publicidade-e-mais-efetiva-em-sites-confiaveis.html

26

Jul

Publicidade e Propaganda

Publicitária experiente no mercado de Natal reforça equipe comercial da Elemidia

A publicitária potiguar Rayssa Pinheiro é a mais nova integrante da equipe comercial da Elemidia Natal, empresa de mídia digital que transmite notícias e anúncios por meio de telas em locais de grande circulação, elevadores de prédios residenciais e comerciais. 

Rayssa também é contadora por formação e tem pós-graduação em marketing. Ela vem somar à equipe com uma vasta experiência no mercado: durante dez anos esteve à frente da TP Publicidade, foi gerente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do RN (ABIH-RN) e gestora da Mais Fios micropigmentação. 

"Após quase 2 anos afastada do mercado publicitário, envolvida em outros projetos, me reencontrei agora na Elemidia, empresa que me deu de volta não só o calor da propaganda, das vendas, como a oportunidade de lidar com um produto de excelente qualidade. Estou feliz e empolgada em fazer parte de uma equipe que atua em 16 estados, leva inovação e tecnologia aos clientes e garante retorno quase que imediato. Espero me dedicar à altura desse desafio e crescer cada vez mais", disse Rayssa. 

A Elemidia está entre as principais empresas de mídia digital da América do Sul, dominando o mercado no Brasil e na Argentina, com 16 mil telas instaladas em 53 cidades, com alcance de mais de 22 milhões de pessoas por semana em todo o continente. A Elemidia Natal, atualmente, tem mais de 100 telas instaladas em edifícios comerciais e residenciais, clínicas e hospitais da capital, chegando a um público de mais de 125 mil pessoas por semana. É possível conhecer mais sobre a Elemidia Natal e os clientes que anunciam nesse veículo nas redes sociais da empresa @elemidianatal.

8

Jul

Publicidade e Propaganda

Executiva Agência emplaca campanha do Detran em portais internacionais

A Agência Executiva é destaque em portais internacionais de propaganda. A nova campanha do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) foi registrada nos sites Ads of the World e Adeeve. Os anúncios da organização não-governamental intitulada 'Não deixe o trânsito lhe transformar' visavam impactar os motociclistas de forma direta e criativa, mostrando o perigo de cometer infrações de trânsito no Brasil, como o número fatal de vítimas que aumenta a cada dia.

''Nós obtivemos a ideia de um ditado popular - Não importa o quão rápido você aja, as consequências sempre permanecerão. Trouxemos essa expressão para o assunto que abordamos a fim de facilitar a compreensão das pessoas. Sintetizamos perfeitamente causa e consequência de maneira criativa, objetiva e didática. Afinal, um milésimo de segundo pode ter consequências em você pelo resto da sua vida'', explica ao site Commarts, Cortez Pereira, diretor de arte da Executiva Propaganda.

8

Jul

Publicidade e Propaganda

3Rios: agência de publicidade se consolida no mercado potiguar com inovação e experiência

Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro. Três estados brasileiros bem diferentes entre si, mas com algo em comum: o Rio no nome. Foi dessa semelhança que nasceu a agência de publicidade 3Rios, em 2008. Cada um dos três sócios era nascido em um desses lugares. E a agência já nasceu grande no quesito experiência: todo o quadro de fundadores e funcionários tinha, pelo menos, mais de uma década no mercado de comunicação em Natal. A maioria vinha de agências grandes e famosas. E esse foi o diferencial que fez a empresa se firmar no mercado local. “Quando a gente entrou no mercado, os clientes sentiam segurança na criação, nas negociações, por que a gente já sabia que essa parte era a espinha dorsal dos negócios”, disse Rafael Bezerra, sócio fundador da 3Rios, junto com Vânia Aurélio e Renata Aguiar.

Logo nos primeiros anos, a empresa mostrou a que veio, atendendo clientes de fora do Rio Grande do Norte. Durante o boom imobiliário no país, no final da primeira década dos anos 2000, a 3Rios foi a agência de publicidade da Colorado Empreendimentos, uma empreiteira com sede em Recife e com capilaridade em todo o Nordeste. “A empresa gostou do trabalho da gente, da nossa identidade, da honestidade, do nosso empenho, e nos fez o convite para atender a conta deles em toda a região. Isso foi um grande desafio pra gente. Deu tão certo que até hoje eles estão com a nossa empresa. Isso nos deu know-how para atender qualquer cliente, em qualquer lugar”, constatou Rafael Bezerra.

A partir daí vieram mais e mais clientes, de vários ramos diferentes, como empresas de turismo, clínicas, restaurantes, lojas do segmento do varejo.  Uma variedade de clientes que fez com que a agência se firmasse no mercado e enfrentasse, com tranquilidade, a crise no setor imobiliário. “Se o cliente estava com a gente na hora do topo, por que a gente ia abandoná-lo depois? A gente manteve toda a nossa capacidade de atendimento, em todos os departamentos. Até hoje, o mercado imobiliário ainda não se recuperou totalmente, mas eu tenho esperança que ele volte a ser o que já foi um dia”.

Tríade do Sucesso

Com 11 anos no mercado potiguar, a 3Rios buscou consolidar a credibilidade e o sucesso com uma combinação de três elementos: agilidade, preço e criatividade. “O cliente não espera. E a propaganda potiguar tem uma diferença da propaganda de fora. O mercado daqui é de resposta mais imediata, com prazos mais curtos do que em outras estados. Aqui, a gente trabalha com essa velocidade. Se o cliente pediu ou se a gente detectou a necessidade, já levamos uma solução para ele com alternativas, tanto da parte criativa, como da parte de investimento”, detalhou Rafael Bezerra.

A criatividade é reforçada pela equipe jovem que trabalha na agência, o que ajudou oxigenar a empresa, com novas ideias e conceitos. O sócio da 3Rios ressalta que essa ebulição de ideias inovadoras é cercada de muita responsabilidade, observada de perto por quem já traz a experiência de anos de vivência no mercado. “É uma troca, é uma coisa mútua. Eles trazem a juventude, a novidade, e a gente adequa à necessidade do cliente. Não fazemos experimentalismo. A nossa experiência mostra até onde essas ideias criativas podem ir, sem colocar em risco os investimentos dos clientes”.

E o preço? Como oferecer um custo atraente para um cliente com um produto de qualidade, em um mercado competitivo, com contas até de regiões do sul e do sudeste do país, onde há uma infinidade de agências de publicidade? “Os custos de produção no Sul, Sudeste e, particularmente, em Recife são bem mais altos que os daqui.  A gente consegue fazer mais barato sem perder a qualidade. A experiência de vários anos de mercado faz com que a gente conheça fornecedores, o pessoal do meio. Esse network facilita muito pra gente oferecer um custo acessível pra quem nos procura”, garantiu Rafael Bezerra.

Pioneirismo nas mídias sociais

Um outro diferencial da 3Rios foi o pioneirismo em relação às redes sociais. A agência se adiantou a um universo que seria explorado logo mais à frente e foi uma das primeiras empresas de publicidade da capital a criar um núcleo voltado para esse tipo de mídia. “A gente achava que era importante sair na frente. E surtiu efeito. Ao invés de contratar diretor de arte, redator, contratamos pessoas ligadas às mídias sociais, também formamos pessoas entre comunicação publicitaria e mídias sociais. Quando a gente tinha 3 anos trabalhando nesse segmento, outras empresas começaram a criar seu próprio núcleo. Foi uma forma da gente enxergar lá na frente o que ia acontecer no mercado”, concluiu Rafael Bezerra.

O interesse por esse universo novo da comunicação não ficou restrito a isso. Rafael Bezerra resolveu mergulhar ainda mais fundo e voltou a sentar no banco da universidade. O empresário fez o ENEM em 2016 e atualmente cursa Comunicação Social, com habilitação em Audiovisual. “Pra entender o que tá acontecendo com a comunicação”, pontuou.

A iniciativa de voltar à universidade também foi uma forma de tentar enxergar o mercado mais à frente, principalmente em relação a influência que os jovens têm na escolha de produtos e serviços. “Eu detectei nesses anos todo de internet que a juventude estava passando a ser um fator preponderante na decisão de tudo na casa dos pais. Desde a compra da tv, até a escolha do carro. Então, eu tenho que caminhar junto com eles para entender esse comportamento. Eu passei a enxergar certas coisas no mercado com outros olhos”.

Rafael disse que com esse conhecimento consegue orientar melhor os clientes que chegam à agência, sedentos pelo uso das redes sociais. "Todo mundo quer trabalhar com as mídias sociais. Elas são indispensáveis. Mas a gente conversa, orienta que essa ferramenta, sozinha, não vai trazer o resultado que ele almeja. Várias fontes de estudo que eu tenho acesso na universidade, trago aqui para a agência e utilizo diariamente. Quem busca conhecimento está sempre um passo à frente”, sentenciou.

Uma ideia na cabeça

A  mudança nos hábitos de consumo, provocada pelas redes sociais, também trouxe consequências para o trabalho de uma marca. O acesso imediato a internet, por meio dos smartphones, fez de cada um de nós consumidores em potencial, abertos para novas possibilidades a todo instante. “A nossa grande busca é que o cliente não tenha apenas uma venda. A gente busca que o nosso cliente esteja na mente do consumidor na hora que ele quiser comprar determinado produto ou serviço. Temos uma preocupação de fazer uma boa comunicação para que aquela marca fique na mente do consumidor o máximo de tempo possível. Na hora da decisão, prevalece aquela ideia que está na cabeça do consumidor”.

Para isso, é necessário muito estudo, também auxiliado pelas mídias sociais, que oferecem ferramentas capazes de oferecer informações importantes para saber onde investir de acordo com o perfil do público.  A participação do cliente nesse processo também é imprescindível. “Hoje, muitos dos nossos clientes já chegam com conhecimento nessa área e participam do processo de criação. A gente sempre conversa e chega num denominar comum, sempre pensando no melhor para o cliente”.

Crescer com metas

Para o futuro, os sócios fundadores da 3Rios, Rafael Bezerra, Vania Aurélio e Renata Aguiar, planejam um crescimento orgânico da empresa, pautado na busca pela inovação e por resultados. “Definir metas é uma coisa importante em uma empresa. Você não pode definir metas inatingíveis. Esse é o nosso princípio. O cliente da 3Rios crescendo, a gente cresce junto com ele. A satisfação dele é o nosso maior prêmio”, definiu.

Segundo os diretores, uma prova desse crescimento da agência já pode ser constatada com a recente filiação ao Sindicato das Agências de Propaganda do Rio Grande do Norte (SINAPRO/RN). “Nós sentimos essa necessidade para mostrar que a agência estava mais amadurecida no mercado. Estar filiada ao SINAPRO é uma forma de mostrar que fazemos uma boa propaganda, que usamos de boas práticas e estamos entre as maiores empresas do segmento no Rio Grande do Norte”.

5

Jul

Publicidade e Propaganda

Campanha publicitária da Art&C é destaque na Ads of the World

Mais uma das campanhas da Art&C Comunicação Integrada - referência no mercado local e Nordeste de comunicação - foi selecionada pelo site Ads of the World, a maior plataforma indicadora de campanhas publicitárias criativas pelo mundo. Dessa vez, o cliente foi a loja Miranda Computação falando sobre a importância de manter as relações interpessoais no mundo offline. O destaque pode ser conferido aqui

 

17

Jun

Publicidade e Propaganda

Começa hoje o Festival Internacional Cannes Lions de Criatividade, principal evento mundial de publicidade

Teve inicio hoje, na França, o Festival Internacional Cannes Lions de Criatividade que anualmente premia campanhas publicitárias pelo mundo, além de colocar em pauta discussões sobre inovação e tecnologia. O evento acontece até sexta-feira (21), sendo Festival mais importante numa escala global na área de publicidade, pois antecipa tendências de mercado.

O Brasil está concorrendo em todas as categorias, somando 88 finalistas: 29 em Outdoor, 23 em Print & Publishing, 13 em Design, 9 em Health & Wellness, 8 em Film Craft e 6 em Pharma. São cinco dias de palestras, wokshops e eventos, entre os gigantes que participarão do Festival estão Google, Apple e Facebook.

Segundo dados do Cannes Lions, foram 30.953 inscrições de 89 países.  Para ter acesso a todos os concorrentes acesse https://www.canneslions.com/

 

24

Mai

Mídias Sociais

WhatsApp prepara publicidade para 2020

Nesta semana, durante o evento Facebook Summit Marketing 2019, em Roterdã, na Holanda, o WhatsApp confirmou que terá anúncios a partir do ano que vem. As lâminas de publicidade vão aparecer conforme o usuário navega pela área de Status de seus contatos.

A nova ferramenta representa mais uma possibilidade de monetização para o aplicativo de mensagens gratuito. No início do ano passado, a primeira aposta nesse sentido foi o WhatsApp Business, que tem se desenvolvido desde então e ganhado mais features. No evento alemão foram anunciadas soluções de atendimento mais complexas, por exemplo.

A publicidade no app será semelhante àquela mostrada nos Stories do Instagram. O usuário poderá clicar e ser levado ao perfil ou à página do anunciante ou simplesmente passar direto. Chris Daniels, VP do Facebook para o WhatsApp, já havia antecipado no início deste ano que esse seria um movimento natural, com a expectativa de impactar os cerca de 450 milhões de pessoas que utilizam o Status (no total, são mais de 1,5 bilhão de usuários ativos mensalmente).

O WhatsApp não comunicou se  planeja também outros formatos, como na lista de contatos ou na troca de mensagens regular. Até agora, o aplicativo era o único produto do Facebook que ainda não tinha receita publicitária.

Fonte: Portal Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2019/05/23/whatsapp-prepara-publicidade-para-2020.html

16

Mai

Publicidade e Propaganda

Exposição de Publicidade realiza ações promocionais em Universidade de Natal

Chegando à sua 21ª edição, a Exprom (Exposição de Promoção de Vendas e Merchandising) – um dos maiores eventos da área no Rio Grande do Norte – já tem data marcada para 2019. Em 21 e 22 de maio, sete agências formadas por estudantes de Publicidade e Propaganda apresentam seus clientes: empresas e instituições potiguares com grandes ações abertas ao público, das 18h30 às 22h, na Área de Eventos da Unidade Roberto Freire da UnP, integrante da rede Laureate.

A XXI Exprom conta com a presença das seguintes empresas: Algobão, Casa da Ribeira, Curva do Vento, Delbom Sorvetes, GGCON, Jessy Studio Tattoo e Nemo Sushi. A campanha teaser, feita para criar expectativa no público, provocando a curiosidade foi lançada no dia 14 de maio, na praça de alimentação da Unidade Roberto Freire e ficará até o início do evento, com muitas estratégias promocionais.

Ação de extensão promovida pelo Curso de Publicidade e Propaganda da UnP, a Exprom é espaço de prática acadêmica, onde agências formadas por alunos do 7º período apresentam ações promocionais criadas para os clientes reais do mercado. A criatividade é a marca desse que é conhecido como o maior evento do segmento no RN.

O público-alvo é diverso indo além da Universidade: alunos das disciplinas envolvidas com o evento e de outros cursos de Comunicação de diversas Instituições de Ensino Superior; anunciantes, veículos e agências de publicidade; e todos que de alguma forma se interessam pelo tema. Para saber mais sobre o evento e participar das promoções acesse: www.exprom.com.br