Comunicação

26

Jun

Comunicação

Diretoria Geral da Assembleia Legislativa ressalta avanços do teletrabalho

O foco no incremento da eficiência e da efetividade dos serviços prestados à sociedade é regra básica do trabalho remoto. Para o Diretor Geral da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Augusto Carlos Viveiros, o sistema de teletrabalho desenhado desde 2015 e adotado pela Casa Legislativa em razão da pandemia do novo coronavírus tem tido resultados positivos em razão da produção satisfatória na atividade laboral. “O sistema de teletrabalho já é uma realidade no Legislativo Estadual e a aplicação durante a pandemia está aprovada por índices de produtividade no trabalho dos servidores”, comenta Viveiros.

O processo de implantação foi estruturado como meta do Planejamento Estratégico desde 2015. “No início da gestão do presidente Ezequiel Ferreira, em fevereiro de 2015 atuamos na implantação do sistema moderno de trabalho, mas precisávamos antes avançar com sistemas digitais que garantissem a produtividade e comprovassem a eficácia do formato de trabalho. Aos poucos, sempre em busca de uma gestão moderna, a Assembleia Legislativa implantou novos formatos de atuação laboral reafirmados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 2017 como modelo estrutural. Na época, entendemos que ainda não tínhamos condição de supervisionar os números e que ainda não era a hora, por uma série de motivos. E hoje, três anos depois, estamos vivenciando a experiência exitosa do modelo aplicado no teletrabalho”, salientou Augusto Carlos Viveiros.

Historicamente, no serviço público brasileiro, a partir da criação do processo eletrônico judicial iniciou a modernização do trabalho permitindo o trato dos procedimentos à distância, com carga horária e índices alterados, correlacionados com eficiência. “Por isso, legislativos de todo o país adotam modelos de teletrabalho em áreas consideradas possíveis de atuação remota, sem obrigatoriedade de atividade presencial”, destaca o coordenador de Gestão de Pessoas, Thyago Cortez.

O avanço dos sistemas digitais e a ampliação do acompanhamento da atividade legislativa - através do processo eletrônico - atestam o bom rendimento do teletrabalho. A modalidade é uma realidade na iniciativa privada e em esferas do Poder Público. No Brasil, o teletrabalho tem desempenho comprovado no Legislativo dos estados de Mato Grosso, Espírito Santo, Ceará, Amazonas, Rio Grande do Norte, Goiás, entre outros.

O teletrabalho visa aumentar a produtividade e incentivar a ampliação das atividades desempenhadas pelos servidores; além de motivar o comprometimento nas atividades laborais e contribuir para a redução do consumo de água, esgoto, energia elétrica, papel e de outros bens e serviços. “O aprimoramento da gestão de pessoas é um dos macrodesafios desta Casa - desenhado pelo Planejamento Estratégicos desde 2015 - com novas metas e ações para os servidores”, comenta a diretora Administrativa, Dulcinéia Brandão.

Especialistas em Gestão Pública apontam a instituição do teletrabalho como propício na administração pública com resultados diretos e indiretos durante consolidação do trabalho. “Nos gabinetes parlamentares, as atividades desenvolvidas por servidores da área jurídica, de comunicação e assessoramento parlamentar (a maioria) são virtuais, como a ingresso em requerimentos e projetos de lei na plataforma do E-legis; produção de releases e pronunciamentos listados nos relatórios de comunicação apresentados à chefia de gabinete ou chefia imediata”, argumenta o coordenador de Gestão de Pessoas, Thyago Cortez. Na área administrativa, setores como: Financeiro; Ouvidoria; Diretoria Legislativa, por exemplo, também se enquadram.

A modalidade de trabalho remoto tem fatores positivos como a economicidade; redução de gastos; incremento da produtividade e qualidade dos serviços prestados, visto que há uma maior concentração dos servidores nas tarefas laborais a ele atribuídas. Um dos exemplos exitosos são os tribunais de justiça de todo o país, que elevaram suas produções após adotarem o sistema de trabalho virtual. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o Judiciário acumula mais de 4 milhões de decisões proferidas em julgamentos virtuais. “O formato do teletrabalho se enquadrada no novo mundo (pós-pandemia do coronavírus) em que novos valores; hábitos e resultados irão ditar o novo ciclo”, argumenta o coordenador de Gestão de Pessoas, Thyago Cortez.

A experiência do trabalho remoto nos mais de 3 meses de atuação apresenta bons números que falam por si. Desde o início do teletrabalho - em 19 de março deste ano quando as atividades presenciais foram suspensas - mais de 700 novas proposições foram apresentadas, além das que já tramitavam na Assembleia, com resultado de 54 proposituras aprovadas, sendo 37 leis ordinárias, 3 leis complementares, 3 resoluções e 11 decretos legislativos, que decorreram do exame de 119 Decretos de Calamidade Pública dos Municípios.

De acordo com Augusto Carlos Viveiros o resultado destes 100 dias de teletrabalho é a concretização dos novos tempos. “O avanço tecnológico faz parte do futuro, que hoje já é nosso presente. Tecnicamente, o aprimoramento de mecanismos como esse, do teletrabalho, torna mais eficiente o Poder Público, inclusive, na produtividade como atestam , há décadas, o Judiciário e Executivo em todo o País. No mundo, especialistas em Gestão Pública apontam há décadas que a otimização do trabalho e tempo na modalidade remota gera bons resultados”, detalha o diretor Geral, Viveiros. “A Assembleia não parou um dia sequer é vem cumprindo deveres constitucionais e melhorando a cada dia”, acrescentou.

Segundo Augusto Carlos Viveiros, a Assembleia Legislativa vem nos últimos cinco anos ganhando notoriedade nos modelos modernos de gestão. “O Legislativo Estadual vem se destacando há um bom tempo na área da inovação e eficiência, que tem como carro chefe, o investimento em tecnologia. Ano passado, inclusive, a Assembleia Legislativa venceu em 1º Lugar do Brasil o prêmio Unale na Categoria Gestão, com trabalho apresentado pela equipe de Tecnologia da Informação que teve como banca julgadora uma comissão formada por representes do Tribunal de Contas da União, Ouvidoria Geral da União Defensoria Pública, Escola de Administração Pública e Ordem dos Advogados do Brasil”, exemplifica o gestor.

E por falar em Gestão Pública, Augusto Carlos Viveiros destaca que desde 2015, com a gestão do presidente, Ezequiel Ferreira, uma página da história do Legislativo Potiguar foi virada instaurando uma nova era, em que a transparência e a comunicação têm papel fundamental. “Além do Planejamento Estratégico com processos burocráticos formalizados em todos os setores, destacamos a atuação da Diretoria Legislativa; setor Financeiro; Procuradoria; Diretoria de Comunicação; Tecnologia da Informação; Diretoria de Relações Institucionais; Escola da Assembleia; Recursos Humanos e outros que colecionaram reconhecimentos nacionais, prêmios e pedidos de compartilhamento de conhecimento e destaques que reafirmam que estamos no caminho certo. Agradecemos o empenho de toda equipe de servidores que tem contribuído para alcançarmos índices, prêmios e títulos que são pra nós atestado de eficiência”, agradece.

Augusto Carlos Viveiros comentou ainda a prática vivenciada por ele no teletrabalho. “Tenho no teletrabalho uma rotina, sem abrir mão do cumprimento de todas as atividades. É importante destacar que precisei me adaptar ao moderno mais fortemente nos últimos anos quando implantamos meios eletrônicos no legislativo que precisam ser entendidos por todos e explicado por nós. Hoje, deixo de lado o apego aos velhos mecanismos para modernizar minha atuação no teletrabalho. Senti a mesma experiência quando anos atrás, substituí a máquina de escrever que era manual pela elétrica. Mas, assim, como as máquinas, estou evoluindo nessa área também, no mundo digital”, explica.

Teletrabalho, homeoffice, trabalho remoto são sinônimos também atribuídos à atividade não presencial implantada nos três poderes e que tem exemplos em pastas do Executivo e de forma pioneira,  também no Judiciário constatado no Tribunal Superior do Trabalho; na Procuradoria Geral Federal; no Ministério Público da União; na Secretaria da Receita Federal e ainda na Justiça Federal.

26

Jun

Comunicação

Entrega Digital dos Correios está disponível para recebimento de doações e consulta às importações

Os Correios disponibilizaram mais uma solução que fará a diferença em tempos de pandemia: a expansão do serviço de Entrega Digital para clientes que captam doações de recursos, por meio de Mala Direta. Instituições religiosas, ONGs, hospitais, entre outros, utilizam esse modelo de postagem para mobilizar a captação de recursos financeiros ou materiais, que auxiliam na manutenção dos projetos realizados por estes entes.

A ação beneficia os clientes, que agregam a multicanalidade na comunicação com seu público: os captadores de recursos enviam correspondências e peças físicas que expõem suas atividades, detalhando sua contribuição para a sociedade. Juntamente com esse material, são enviados boletos para doação de recursos, com o objetivo de manter esses trabalhos. Com o Entrega Digital, o captador e o seu doador terão acesso ao “espelho” do boleto enviado, por meio da plataforma digital Minhas Mensagens, no aplicativo Correios.

Pelo Entrega Digital, clientes que realizam compras no exterior também podem obter informações sobre importações. A funcionalidade permite vincular o CPF à encomenda internacional, antes de sua chegada no Brasil, mediante cadastro no IdCorreios.

 Novos serviços on-line -  No contexto da pandemia, muitos comerciantes começaram a recorrer às vendas on-line para manter suas atividades. Atenta a essa tendência, a estatal lançou o programa AproxiME, que oferece um conjunto de soluções para empreendedores que buscam fortalecer e desenvolver seus negócios on-line.

Na página do programa é possível acessar vídeos e conteúdo relevantes para quem quer dar os primeiros passos no e-commerce. Informações sobre o Correios Log+; remessas Mini Envios, Logística Reversa; Coleta Gratuita, entre outras soluções, podem ser conferidas, de forma clara e dinâmica, por meio dos vídeos produzidos pela empresa.

As iniciativas fazem parte da série de soluções que os Correios lançaram este ano, para propiciar novas formas de comunicação digital, minimizar os impactos na continuidade dos negócios e serviços e facilitar a vida das pessoas, neste momento em que todos precisam ficar em casa, mas necessitam resolver questões do dia a dia.

Assim, a empresa reforça seu compromisso de fornecer respostas efetivas de comunicação e logística à sociedade, de forma física, digital e com segurança, conforme requer o caráter essencial dos seus serviços. Mais informações na página dos Correios https://www.correios.com.br/.

25

Jun

Comunicação

Assista ao Blog da Juliska Debate sobre "Comunicação Persuasiva: como convencer e engajar"

Como levar sua mensagem de forma a engajar pessoas? Em um ano eleitoral, como fortalecer a comunicação e convencer também pelos meios digitais?  

O Blog da Juliska Debate desta quarta (24) discutiu esses assuntos com o tema “Comunicação persuasiva: como convencer e engajar”, pelo canal Blog da Juliska TV no YouTube. Para debater o tema com a jornalista Juliska Azevedo, convidamos o publicitário João Maria Medeiros, que reúne vasta experiência em marketing político e eleitoral, colecionando vitórias em campanhas por todo o Brasil; e a jornalista Renata Passos, mestranda em Estudos da Mídia pela UFRN, professora e mentora de Mídia e Oratória Persuasiva e especialista em Gestão Estratégica de Pessoas. 

25

Jun

Comunicação

Ferramenta da ALRN disponibiliza à população vídeos da produção Legislativa

A população do Rio Grande do Norte ganhou mais uma ferramenta para acompanhar os trabalhos da Assembleia Legislativa. A partir desta semana, estará no ar o "Legis Vídeos", desenvolvido pela equipe de Tecnologia da Informação da Casa e que disponibilizará todos os vídeos de sessões, audiências, pronunciamentos e demais atividades realizadas no Parlamento. O foco é dar ainda mais transparência ao trabalho desenvolvido pelos deputados estaduais.

"A administração pública voltada para o cidadão é caracterizada pela busca constante de ferramentas de excelência com o objetivo de ampliar a proximidade com a população. Na Assembleia, essa nova ferramenta vai ajudar o Parlamento a prestar contas com o povo sobre o seu trabalho, viabilizando, de forma simples e rápida, o acompanhamento por parte da população das atividades do Legislativo", explicou o presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB).

O Legis Vídeo é um acesso digital que armazena e disponibiliza todas as sessões ordinárias, extraordinárias, solenes, audiências públicas, frentes parlamentares e reuniões de comissões. A ferramenta também conta com um recurso de edição, que permite ao internauta separar e fazer o download somente do trecho que tiver interesse. Além disso, a busca também é facilitada e intuitiva, sendo de fácil acesso a qualquer usuário.

De acordo com o diretor de Gestão Tecnológica da Assembleia, Mário Sérgio Gurgel, no primeiro momento serão liberados todos os vídeos referentes às sessões ordinárias e de todas as comissões do período de pandemia, realizados de forma remota. Em um segundo momento, a expectativa é disponibilizar não apenas o acervo das sessões remotas, mas todo o acervo legislativo anterior, dos últimos dois anos. Ele afirma que os vídeos serão disponibilizados em até 24 horas após a sessão.

"Outras casas legislativas já se interessaram em receber o sistema sob forma de cessão. Você pode pausar, recortar e distribuir para as mídias sociais. O próprio sistema já se encarrega de cortar e enviar para onde o usuário tiver interesse. Acreditamos que seja de um interesse imenso, principalmente nessa época de pandemia, em que os deputados estão trabalhando bastante, mesmo que de forma remota", explicou Mário Sérgio.

Para utilizar a ferramenta, basta o internauta acessar o site oficial da Assembleia Legislativa (www.al.rn.gov.br) e clicar no ícone disponibilizado para direcionar ao Legis Vídeo.

25

Jun

Comunicação

Sebrae inscreve para cursos de capacitação na área de empreendedorismo

O Sebrae, através do Programa Educação Empreendedora, está com oportunidades de cursos de capacitação abertas para estudantes de universidades, servidores e docentes. Os interessados devem acessar o endereço bit.ly/educacao-empreendedorasebrae, realizar o cadastro e acessar os cursos disponíveis. 

Neste momento, o Sebrae está com as seguintes opções: Palestra empreendedorismo em dois tempos; Disciplina de empreendedorismo para a educação superior; Projeto de extensão em empreendedorismo social e negócios de impacto; Disciplina de empreendedorismo e inovação; Maratona de empreendedorismo e inovação; Como reconhecer características empreendedoras; Como agir de maneira empreendedora; Empreendedorismo como opção de carreira; Identidade empreendedora; Conceito de empreendedorismo e características do comportamento empreendedor; Fundamentos básicos para a criação de negócios; e Como criar um modelo de negócio de impacto social.

A UFRN está em parceria com o Sebrae, contribuindo na divulgação das ações. O diretor da Agência de Inovação, Daniel de Lima Pontes, pontuou que, dentro dos conteúdos das ações, os participantes verão, por exemplo, técnicas e métodos de ensino na área de empreendedorismo. “Outras atividades estão sendo prospectadas junto ao Sebrae pela UFRN, com conteúdo mais específico às necessidades dos membros da comunidade universitária, para que sejam viabilizadas também através do Programa Educação Empreendedora”, acrescentou.

24

Jun

Comunicação

Vida digital: evento gratuito da Caio Fernandes traz especialista para falar das transformações atuais

Como as mudanças na sociedade, nas empresas, no ambiente de trabalho e no aprendizado, estão impactando as decisões? Como a aceleração da presença digital em todas as ações pessoais e profissionais devem influenciar o nosso dia a dia? Essas e outras perguntas fazem parte da vida de todos, empresas, famílias e profissionais. Para promover uma reflexão útil e aprendizado sobre esses temas, a imobiliária Caio Fernandes realiza o evento on-line “Sociedade Digital – Mudanças e Transformações”, com o palestrante e formador de executivos Romeo Busarello.

A palestra é voltada para todos que desejam compreender melhor as mudanças mundiais, independente da área de atuação, e será transmitida ao vivo pelo canal do YouTube da imobiliária Caio Fernandes (aqui o link), no dia 09 de julho, a partir das 17h. Além de Busarello, o evento digital contará com convidados especiais para um debate pós-palestra, que será mediado pela jornalista Juliska Azevedo.

O evento será também uma oportunidade única de se informar e ouvir, gratuitamente, um dos principais analistas brasileiros do momento que vivemos, listado entre os executivos mais inovadores do Brasil, segundo a revista Meio&Mensagem. Formado em administração com pós-graduação em Marketing, Romeo Busarello  tem 32 anos de experiência em empresas nacionais e multinacionais nas áreas de consumo e digital business e mais de 5 mil executivos brasileiros já passaram por suas aulas.

Busarello fez carreira internacional na China e nos Estados Unidos e é professor com mais de 20 anos de docência nos cursos de MBA e Pós-Graduação da ESPM, INSPER e USP. “Vamos falar sobre a época de mudanças, as novas competências, as oportunidades óbvias versus as oportunidades ocultas. A mudança favorece a mente preparada”, resume Busarello.

O empresário Caio Fernandes explica que o evento é uma retribuição da sua empresa à toda sociedade potiguar, pelos quase trinta anos de atuação no mercado local. “Todos estamos sentindo uma vertiginosa mudança em nossas vidas. Tenho ouvido isso de amigos, recebido relatos de clientes que administramos os imóveis. Essa é a percepção dos mais diversos profissionais”, relata. “Resolvermos realizar este evento digital com um profissional altamente qualificado e habituado já há muito tempo com esse tipo de vida digital para nos trazer um pouco de luz nas nossas dúvidas nesse momento”, explica.

Caio Fernandes afirma que as mudanças chegaram na vida de todos, em praticamente todas as ações, pessoais ou profissionais, o que faz com que temas como o que será abordado no evento digital sejam de interesse de todas as esferas da sociedade. “Seja na forma quase obrigatória do trabalho em home office, nas crianças em casa trocando as salas de aula pela tela do computador, seja substituindo os restaurantes por delivery, nos aniversários comemorados em lives familiares, nas transações bancárias 100% a distância, entre muitos outros exemplos”, menciona. “Será uma oportunidade para reflexão e aprendizado, urgente e necessária”, afirma.

22

Jun

Comunicação

Estudo revela aumento do consumo de notícias durante pandemia

A pandemia de covid-19 levou sete a cada dez pessoas a consumir notícias diariamente e a se manter atualizadas sobre os acontecimentos por meio da televisão. Para 65% dos 831 participantes do levantamento da pesquisa Coronavírus, Comunicação e Informação, elaborada por docentes da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), outras fontes centrais de informação foram a versão online de jornais e os blogs. Os voluntários, oriundos de 24 estados e também de outros países, responderam questionário on-line, entre os dias 12 e 19 abril.

Por meio dos resultados, observa-se que o que mais se privilegiou foram a atuação do governo federal (81,46%), a divulgação de descobertas científicas (73,89%) e o que se recomendava como medidas de prevenção contra a doença (72,32%). Outros tópicos que despertaram interesse foram a reação de outros países frente ao problema (65,7%), números relativos ao total de óbitos e casos confirmados da doença (59%), causas e sintomas de covid-19 (52,5%) e redes de solidariedade que se formaram com o objetivo de prestar ajuda a pessoas que estivessem passando necessidades (51,3%). 

Compartilhamento

A maioria dos entrevistados declarou compartilhar conteúdos referentes à pandemia. A periodicidade variou. Enquanto mais da metade (57,2%) afirmou divulgar às vezes;  22%  fizeram diariamente e 1,4% com outra frequência. No total, cerca de um quinto (19,4%) disse que não publicou nada.

Teor de conteúdos

Em relação ao teor dos conteúdos compartilhados, o que mais se viu foram alertas de autoridades (54,8%), reportagens e artigos jornalísticos (49,9%), áudios e vídeos de especialistas (44,5%) e informações sobre causas e sintomas (28,2%). Na outra mão, nota-se que 58,4% receberam reportagens e artigos jornalísticos, 53,4% memes e 52,3% áudios e vídeos de especialistas. Aqui, ficaram praticamente parelhos as fake news e os alertas de autoridades, com 47,7% e 47,4%.

Mudança de rotina

Segundo a professora Daniela Zanetti, uma das autoras da pesquisa, assinada com Ruth Reis, a preferência pelos formatos televisivo e online de noticiários tem a ver com a mudança de rotina que foi promovida durante a pandemia. "Quando a gente fez essa pesquisa, foi exatamente quando houve maior isolamento social. A média no Brasil era maior. Todos os veículos vêm noticiando que vem caindo essa taxa, meio que voltando a uma normalidade que não existe. Então, realmente, aumentou o consumo de meios de comunicação jornalístico. Se a gente estava em uma via de menos consumo de televisão, tudo migrando para as redes [sociais] ou fonte de informação variada, percebemos que nesse período a televisão e esses canais mais institucionalizados voltaram a ter mais força, e também começou mais o consumo multitelas", pontua.

"Se se pensa em uma rotina de estar sempre na rua, em vários ambientes, mas não estar em casa para ligar a TV, você vai acessar o dispositivo que está mais à mão, que é o celular. Então, ficando em casa, a televisão fica com mais uma tela, que pode estar facilmente sendo usada enquanto você faz outras coisas. Isso foi uma coisa que nos ocorreu", acrescenta.

Perguntada sobre a possibilidade de se considerar os resultados obtidos pelo levantamento como um sinal de que parte da população tornou a confiar mais na imprensa, após desacreditá-la, Daniela diz que não há como se fazer tal afirmativa. "Acho que é preciso agregar mais pesquisas em relação a isso. Agora, com certeza, os meios de comunicação têm tido esse papel importante de esclarecer com dados mais fidedignos."

Fonte: Agência Brasil

20

Jun

Comunicação

Há três meses em trabalho remoto, Assembleia Legislativa mantém produtividade acelerada

A experiência do trabalho remoto na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) marcou 100 dias ontem (19) com bons resultados. O teletrabalho por parte da equipe de servidores que atuam no “home office” mostrou-se um método bem sucedido em termos de produtividade e revelou uma Assembleia Legislativa moderna, adaptada à tecnologia e preparada para o novo período. “A urgência do isolamento social motivado pela pandemia do coronavírus, também alterou o método de trabalho, em que os setores administrativos e gabinetes parlamentares se reinventaram, com novas rotinas sem prejuízos na produção legislativa, assegurando andamento e aprovação de projetos; reuniões de comissões e deliberações dos parlamentares, assegurando o apoio fundamental ao Estado na aprovação de lei e legalidade de atos como decretos e mobilidade na área financeira, diante da urgência na saúde em salvar vidas”, destaca o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB).

Os números falam por si. Desde o início do teletrabalho, mais de 700 novas proposições foram processadas, além das que já tramitavam na ALRN. Entre 17 de março e 18 de junho, foram 54 proposituras aprovadas, sendo 37 leis ordinárias, 3 leis complementares, 3 resoluções e 11 decretos legislativos, que decorreram do exame de 119 Decretos de Calamidade Pública dos Municípios.

Os setores administrativos também atestam a proatividade dos servidores do legislativo estadual. “Continuamos com nossas metas e cumprimento do planejamento estratégico. As Diretorias Geral e a Administrativa instalaram diretrizes em que verificamos a possibilidade que todos os setores desenvolvessem suas funções como se todos estivessem presencialmente cumprindo suas atividades”, norteou Dulcineia Brandão, diretora Administrativa e Financeira da Assembleia Legislativa, ressaltando que a atual experiência demonstrou que os servidores do Poder Legislativo mantêm-se motivados e criativos para superar os obstáculos.

Um dos destaques no trabalho remoto foi a consolidação da tecnologia no ambiente legislativo. Para o Diretor de Gestão Tecnológica, Mário Sérgio Gurgel o desafio foi ampliar para todos os setores e gabinetes o teletrabalho. “Não tivemos dificuldades em adaptar a equipe, o que houve foi a necessidade de direcionar a todos”, disse Mário Sérgio. E projetos não faltaram. Atividades que estavam programadas não sofreram atrasos e outras, como o aplicativo para deliberação, teve que ser ajustado ao regime do Sistema de Deliberação Remota (SDR) instituído pela Mesa Diretora e publicado em ato em março. “Este seria um projeto para o futuro e tivemos que antecipar a instituição e desenvolvimento colocando em prática desde o período da pandemia”.  Mas a Gestão Tecnológica da ALRN teve que agir para a liberação de alguns sistemas para acesso externo, possibilitando o pleno funcionamento dos setores de Recurso Humanos; folha de pagamento de pessoal; setores administrativo e financeiro, além de patrimônio, compras e Memorial Legislativo.

Outro destaque foi a implantação do processo legislativo eletrônico resultando na continuidade das atividades nos gabinetes, Diretoria Legislativa, Presidência, Comissões e demais setores em trabalho remoto.

A Diretoria Legislativa é um exemplo. De acordo com Tatiana Mendes Cunha, durante a pandemia do coronavírus, para atuar remotamente e dar continuidade a prestação do serviço da Diretoria Legislativa, o Poder Legislativo avançou rapidamente na melhoria organizacional do setor com algumas redefinições de fluxos e agilidade no processamento das demandas relativas à situação emergencial (Covid-19). “Entre os novos procedimentos internos, por exemplo, estão a comunicação remota com Prefeituras, entes governamentais, Legislativos municipais e demais poderes”, destaca. Tatiana Mendes Cunha acredita que com as adaptações ao trabalho de modo virtual, que já está consolidado, foi obtido um marco na gestão do Processo Legislativo e um desenvolvimento nas atividades do setor. “As pilhas de documentos tramitando em mãos, aguardando a ida e a volta ao plenário para o processamento ainda manual, emissão de cópias, coleta de assinaturas manual, anexação de despachos para o andamento físico; foram substituídas, hoje, com o recebimento e envio de expedientes internos e externos por meio de e-mail, do sistema SEI e, principalmente, do e-Legis. Tudo integrado ao Plenário, Presidência e aos deputados”, detalhou. Com tantas mudanças, sem prejuízo para o trabalho, Tatiana Mende Cunha se mostra orgulhosa da equipe que integra a Diretoria Legislativa e pelo êxito que vem obtendo nesse processo. “O apoio do presidente, da Mesa Diretora, deputados, diretores administrativos e servidores empenhados consideramos esses bons resultados”, ressaltou.

A Coordenadoria de Gestão de Pessoas - desde os primeiros dias da suspensão das atividades presenciais - montou estratégia para dar suporte aos servidores. A primeira medida foi reforçar o atendimento ao servidor através do Whatsapp da COGEP (84) 98807-4270, e pelo e-mail institucional da coordenação cogep@al.rn.leg.br. Através dos canais virtuais de comunicação os servidores obtêm informações funcionais, solicitam informações sobre férias; dados cadastrais; certidões e andamento de processos funcionais.

E com as reuniões remotas, ferramentas internas e aplicativos usados nas reuniões entre servidores da Casa, definindo metas e estratégias adotadas para esse período também foi destacado no período de pandemia. Com reuniões, o RH da Assembleia consolidou regras expostas em cartilha com informes e dicas para amenizar os impactos do isolamento social; amparar servidores na rotina de teletrabalho; apoio e prevenção em acidentes domésticos. “A mudança nos setores já é evidente, digo que estamos em uma revolução, estamos nos transformando completamente. A produção dos servidores do legislativo nunca mais será o mesma, visto que estamos vivenciando um processo de modernização da gestão. E, agora com essa pandemia, onde tivemos as atividades presenciais suspensas, e com a ascensão da tecnologia, permitiu o desenvolvimento e acesso virtual aos sistemas, estamos nos adaptando para termos uma mistura do teletrabalho com rotinas presenciais”, explica o coordenador de Gestão de Pessoas, Thyago Cortez.

Setores e gabinetes parlamentares também estão em teletrabalho, permitindo a continuidade dos trabalhos administrativos e legislativos, onde cada servidor, segundo Thyago Cortez, vivencia o futuro no presente, e isso permite pensar as tendências atuais como estão impactando na vida profissional dos servidores. “O isolamento social acarretado pelo coronavírus fez com que repensássemos de forma ágil uma nova rotina de trabalho. O home office foi um verdadeiro desafio, sair de uma sala movimentada, com contato físico, abraços e trabalho em conjunto para quase um silêncio absoluto em casa, sem ter o contato com as pessoas, foi inicialmente bem estranho, confesso. Minha estratégia para não perder o ritmo de trabalho foi preestabelecer uma rotina, separando os horários para trabalho e para minha vida pessoal, e depois de meses assim, acabei me acostumando”, disse Aline Almeida, chefe do núcleo de planejamento e controle de pessoal.

Do dia 19 de março até ontem, a Coordenadoria de Gestão de Pessoas respondeu mais de 170 e-mails e 380 atendimentos via WhatsApp institucional do setor. “Estamos trabalhando com presteza e excelência, para uma resposta ágil aos nossos servidores”, disse Thyago Cortez.

O Brasil tem mais de 116 milhões de usuários de internet e neste período de pandemia, o uso de redes sociais e aplicativos em busca de informações também aumentou. Os setores de comunicação da Casa também mesclam atividades presenciais e virtuais, com destaque para canais de internet. A Diretoria de Comunicação, a Tv Assembleia, a rádio Assembleia, a Diretoria de Representação Institucional e todo trabalho de divulgação das ações da Casa, cumprem os requisitos de transparência e comunicação, fundamentais no período de pandemia.

19

Jun

Comunicação

Estudo: mulheres ganharam mais do que homens no marketing em 2019

Apesar de terem menos mulheres trabalhando na área de marketing, elas estão sendo mais bem pagas do que seus colegas do sexo oposto, de acordo com o estudo anual de remuneração do CMO Council, rede global de executivos de marketing com mais de 16 mil membros em 110 países. O levantamento constatou que em 2019 as mulheres que ocupavam altos cargos na área de marketing ganhavam em média US$ 212.898, com bônus de US$ 56.229, em comparação aos homens que ganhavam US$ 209.525, com bônus de US$ 53.388. Esta é a primeira vez que o salário feminino ultrapassa o masculino, segundo porta-voz do conselho.

O aumento salarial segue um relatório do final do ano passado da empresa de recrutamento executivo, Russell Reynolds Associates, que mostrou uma alta no número de líderes de marketing femininas no primeiro semestre de 2019. Esse recorde, em que 48% dessas nomeações foram para mulheres, fez com que o levantamento observasse a proximidade da igualdade de gênero.

Porém, enquanto as mulheres estão obtendo ganhos, o CMO Council alerta que 2020 provavelmente será um ano difícil para os profissionais de marketing. A organização constatou que 84% dos principais profissionais da área afirmam que sua remuneração está ligada às melhorias no desempenho dos negócios em 2020. Com a pandemia da Covid-19, que esviscerou orçamentos, equipes e vendas para uma variedade de profissionais, essas melhorias, sem dúvida, serão impactadas.

“Não é de se surpreender que o pagamento provavelmente seja menor devido ao grave impacto econômico da pandemia global”, diz um comunicado sobre o estudo do CMO Council, que identificou que mais de 65% dos profissionais da área esperavam um aumento em 2020.

O relatório também revelou que 15% dos profissionais de altos cargos na área de marketing disseram não ter atingido as metas e objetivos no ano passado. Além disso, 57% dos CMOs afirmaram não estar satisfeitos com sua remuneração atual.

Fonte: Portal Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/2020/06/18/mulheres-ganharam-mais-do-que-homens-no-marketing-em-2019.html

17

Jun

Comunicação

Segundo dia do Conexão CMKT debate inovação, inteligência emocional e publicidade em evento digital e gratuito

O Conexão CMKT entra hoje no segundo e último dia de palestras on-line com discussões voltadas para o planejamento e inovação nos negócios, inteligência emocional e publicidade. O evento começa às 15h no canal no Youtube da Agência Comarket. Ontem (16), o seminário contou com mais de 1.100 visualizações na internet. 

O primeiro dia do seminário digital que trata sobre comunicação, marketing e varejo foi um verdadeiro sucesso. Ontem, foram tratados temas ligados às redes sociais, associativismo on-line e tendências de mercado. 

“Foi um dia bastante produtivo e de discussões de alto nível, com muita relevância para quem participou junto com a gente. Tivemos cerca de 500 inscritos, superando nossas expectativas. Os debates continuam hoje com muito conteúdo e informações valiosas”, comemorou Augusto Catônio, CEO da Agência Comarket. 

Hoje, o seminário será aberto com a discussão sobre “Planejamento e Inovação: como manter a relevância do seu negócio”. O painel terá as participações da presidente da rede de farmácias Conviva, Janne Félix e do empresário seridoense Alci Neto. A mediação ficará por conta da diretora de atendimento da Agência Comarket, Verônica Azevedo. 

Às 17h, o tema em debate será “Inteligência Emocional: mantendo o equilíbrio em meio a tantas mudanças”, que será discutido pelas psicólogas Elaine Macedo e Daiani Brilhante, com mediação do diretor de criação da Agência Comarket, Alysson Adi. 

Para encerrar o evento, a partir das 19h, o tema debatido será “Criatividade na veia! O papel da publicidade em tempos de crise”, com as presenças do presidente do Sinapro/RN, Odemar Neto, e do diretor-geral da InterTV RN, Dirceu Simabucuru. A mediação será de Augusto Catônio.

17

Jun

Comunicação

UERN lança edital com vagas para especialização em Mídias na Educação; saiba como se inscrever

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), por meio da Diretoria de Educação a Distância (DEaD), vai ofertar novamente a Especialização em Mídias na Educação na modalidade a distância através de uma parceria com a Universidade Aberta do Brasil (UAB). As inscrições vão de 20 de junho a 20 de julho e a previsão de início das aulas é 31 de agosto.

Ofertado pelo Departamento de Comunicação Social, o curso disponibilizará 400 vagas, sendo 80 em cada um dos polos presenciais: Grossos, Caicó, Pau dos Ferros, Lajes e Natal. A carga horária é de 465 horas com conclusão em até 18 meses.

Do total de cada polo, 50 vagas são destinadas a professores da educação básica das redes públicas municipais ou da rede estadual de ensino; 26 vagas para ampla concorrência de portadores de diploma de licenciatura e quatro para pessoas com deficiência.

A especialização é voltada principalmente para capacitar professores da educação básica nas mídias utilizadas no ensino, a especialização oferece uma formação continuada em pós-graduação pública e de qualidade para esses profissionais.

Além de professores das redes públicas de ensino municipais e da rede estadual do Rio Grande do Norte, esta edição também é voltada para quem tenha concluído curso de graduação em licenciatura de qualquer área do conhecimento.

Especialização

Mídias na Educação é um programa de formação continuada de educadores para o uso pedagógico das mídias integrado à proposta pedagógica. Tem como uma de suas principais características a integração das diferentes mídias ao processo de ensino e de aprendizagem, promovendo a diversificação de linguagens e o estímulo à autoria em diferentes tipos de programas (softwares) e mídias.

Esta será a quarta edição do curso oferecido pela UERN. Apesar da finalidade primária de qualificar os professores da educação básica, egressos de outras áreas também poderão participar da qualificação. Confira o Edital Nº 10/2020–DEAD/FUERN clicando AQUI.

16

Jun

Comunicação

Startup Futebol Interativo oferece vagas para novos membros; saiba como se inscrever

startup Futebol Interativo (FI), empresa incubada do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), realiza seleção de novos membros da equipe para a área de marketing, sendo uma vaga para Direção de Arte e outra para Produção de Conteúdo. As inscrições seguem até o dia 19 de junho, no site do Futebol Interativo.

O processo seletivo será composto apenas por um desafio online. O candidato para a Produção de Conteúdo terá 3 dias, contados a partir do dia da inscrição, para finalizar o desafio. Já para Direção de Arte serão 4 dias. Os aprovados serão entrevistados entre os dias 24 e 25 de junho. Os inscritos não precisam ter graduação na área.

A Futebol Interativo, além de promover capacitações e cursos profissionalizantes, também tem parcerias com diversos times nacionais bem consolidados, dando oportunidade aos alunos de seguir carreira no futebol. Para conhecer melhor o trabalho da FI, é só acessar o site da startup.

15

Jun

Comunicação

Pesquisa registra queda no marketing de influência durante isolamento social

Que a pandemia do novo coronavírus afetou a rotina das empresas e funcionários do mundo inteiro, isso não é novidade. O período de isolamento social resultou em situações jamais ocorridas antes, como os cinemas brasileiros não receberem nenhuma estreia pela primeira vez na história. A adaptação se tornou algo tão urgente para as pessoas, que alguns pais precisaram recorrer às babás virtuais para lidarem com os filhos em casa e até aplicativos de transporte sob demanda estão cumprindo medidas de segurança.

Pensar que serviços que dependem da internet estão lucrando com todo mundo em casa é praticamente inevitável. A Netflix, por exemplo, confirmou que o período levou a um aumento da audiência na plataforma, assim como o e-commerce, que dobrou o número de vendas no Brasil, consequentemente dando mais força a serviços, documentos e assinaturas digitais durante a pandemia.

Porém, esse pensamento pode ser um pouco precipitado, principalmente pensando nos Digital Influencers, a nova carreira que depende 100% do tamanho do retorno de suas curtidas, seguidores, comentários e afins. Uma pesquisa realizada pela Socialbakers observou uma queda de 41,9% no uso de hashtags como #ad e #publi pelos influenciadores brasileiros nas redes sociais em relação ao trimestre anterior.

O levantamento liga o baixo resultado à pandemia mundial. Em março, 11.341 influenciadores do Instagram usaram hashtags para indicar conteúdo pago/publicidade em seus posts, o número mais baixo desde agosto de 2019. No primeiro trimestre de 2020, os principais influenciadores foram propensos a serem mais naturais e autênticos com foco em situações do mundo real.

O estudo revela ainda um aumento significativo no tempo em que as pessoas ficam conectadas nesse período, bem como uma queda no custo de anúncios nas redes sociais.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/redes-sociais/pesquisa-registra-queda-no-marketing-de-influencia-durante-isolamento-social-166234/

12

Jun

Comunicação

Uma história de amor: Casal de paratletas comemora Dia dos Namorados e chegada do primeiro filho

O ano era 2013, e o campeonato escolar nacional era pra ser mais uma competição entre tantas na vida de Júnior França, paratleta da Sadef – Sociedade Amigos do Deficiente Físico do RN. Mas longe de casa, em SP, ele conheceu Maria Clementino, também paratleta, de outra associação potiguar. E mais do que a prata no campeonato, Júnior trouxe na bagagem de volta a certeza de que tinha encontrado o grande amor de sua vida. “Lá mesmo começamos um 'namorico'. E quando voltamos pra Natal, pedi ela em namoro aos pais. Nossa história de amor já tem quase sete anos”, conta orgulhoso.

Júnior é cadeirante, por causa da artrogripose, uma malformação congênita que lhe tirou os movimentos dos membros inferiores. Maria teve a perna direita amputada em decorrência de uma catapora. Mas nem as dificuldades impostas pelas deficiências impediram os encontros do casal. Júnior conta que eles treinavam em locais diferentes, e que ao final do treino, percorria, na cadeira de rodas, pouco mais de 3km até o local de treino de Maria, para vê-la.

Depois, Maria passou a treinar na Sadef, o que facilitou os encontros, que aconteciam ao final dos treinos. “Nessa época, ela morava em São José de Mipibu, e o tempo que a gente tinha pra se ver era entre o fim do treino e o horário do ônibus dela. Às vezes meu treino terminava um pouco mais tarde e quando a gente se encontrava, só dava tempo de um beijinho, mas eu ia pra casa feliz”, relembra apaixonado.

Por causa da faculdade de Educação Física, Maria teve que se mudar pra Natal. Foi morar na casa da família de Junior, “oficializando” assim a união. No ano passado, veio a notícia: Maria estava grávida do primeiro filho do casal. “O planejamento foi de Deus. Foi uma mistura de felicidade com um pouquinho de incerteza. A gente estava prestes a viajar para o campeonato brasileiro de Halterofilismo”, conta Maria. 

No dia 3 de junho, Shamuel Levi chegou ao mundo, pesando 3,750kg e cheio de saúde. “Foi um parto diferente do que eu imaginava. Na maternidade, fiquei o tempo todo de máscaras, lavando as mãos, passando álcool em gel. Os mesmos cuidados eu via na equipe médica”, relata Maria. 

A família já está em casa, onde vai comemorar o primeiro Dia dos Namorados a três. “Estamos curtindo muito cada minuto com nosso bebê. Shamuel é tranquilo, mama bem e dorme”, diz a mamãe. Já o papai se preocupa com a missão de educar o filho: “Quero passar pra ele nossos valores, nossos princípios, transmitir pra ele o que eu tenho de bom e fazer dele um homem bom”.

12

Jun

Comunicação

Desembargadores Gilson Barbosa e Claudio Santos serão os dirigentes do TRE/RN no biênio 2020-2022

Os desembargadores do Tribunal de Justiça elegeram os desembargadores que estarão à frente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN) no biênio 2020-2022. Os magistrados de segundo grau escolhidos pela Corte Estadual de Justiça são o desembargador Gilson Barbosa e o desembargador Claudio Santos.

Antes da posse dos desembargadores no Regional Eleitoral, o TRE/RN realizará a eleição para a definir quem será presidente e vice-presidente. Eles substituirão os desembargadores Glauber Rêgo e Cornélio Alves, atuais presidente e vice da Corte Eleitoral potiguar respetivamente, que concluem seus mandatos em 31 de agosto.

Durante a sessão, também foram definidos os desembargadores suplentes. O desembargador Amílcar Maia será suplente do desembargador Gilson Barbosa e o desembargador Ibanez Monteiro será suplente do desembargador Claudio Santos. A eleição, sob a presidência do desembargador João Rebouças, ocorreu à unanimidade.

Ao final da sessão, o desembargador Gilson Barbosa, agradeceu aos demais pares do Pleno do Tribunal de Justiça. "A gratidão não tem dimensão. Sou grato a todos, do mais antigo ao mais jovem na carreira. Lhes prometo que honrarei a qualquer custo esse munus que me é delegado pelo Tribunal de Justiça", frisou.

Por sua vez, o desembargador Claudio Santos também agradeceu aos colegas e destacou que se esforçará para prestar o melhor serviço possível. "Agradeço a posição de todos. Vou prestar o melhor serviço possivel, dentro das minhas limitações. Honrarei a toga e a todos os colegas magistrados do Rio Grande do Norte. Muito obrigado", ressaltou.

O atual presidente do TRE/RN, desembargador Glauber Rêgo, informou aos eleitos que aguarda a apresentação dos nomes indicados pelos dirigentes eleitos para a comissão de transição e que da parte da Corte Eleitoral, começarão os preparativos para a transição, com a nomeação dos representantes da atual administração para trabalhar com os representantes da futura gestão.