Comunicação

24

Ago

Comunicação

Espacial Veículos realiza ação em parceria com Hemonorte para incentivar doação de sangue de colaboradores e clientes

Nesta terça (25) e quarta-feira (26), de 8h às 17h, a Espacial Veículos realiza uma campanha para estimular doação de sangue em favor dos estoques reduzidos pela pandemia. A iniciativa, em parceria com o Hemonorte, está convidando colaboradores e clientes para que possam participar e ajudar a repor os estoque no banco de sangue. A ação acontece em um veículo do Hemonorte que ficará em espaço disponibilizado pela empresa, na Espacial Auto Peças, localizado na Av. Nascimento de Castro, 1884, em Lagoa Nova.

Podem doar sangue pessoas entre 16 e 69 anos e que estejam pesando mais de 50kg. Além disso, é preciso apresentar documento oficial com foto e menores de 18 anos só podem doar com consentimento formal dos responsáveis. Pessoas com febre, gripe ou resfriado, diarreia recente, grávidas e mulheres no pós-parto não podem doar temporariamente. Mais de 100 pessoas, entre colaboradores e clientes da Espacial, já se cadastraram para doar nesta terça e quarta. 

O procedimento para doação de sangue é simples, rápido e totalmente seguro. Não há riscos para o doador, porque nenhum material usado na coleta é reutilizado, o que elimina qualquer possibilidade de contaminação. A iniciativa que busca reverter a queda drástica nos estoques do Hemonorte seguirá todas as medidas de segurança necessárias para manter os doadores fora de risco.

24

Ago

Comunicação

Sebrae abre inscrições para mapeamento da economia criativa

Traçar um raio-x dos empreendedores que atuam na área da cultura e das manifestações artísticas e populares do Nordeste. Isso é o que pretende o Sebrae com lançamento do Mapeamento Sebrae de Economia Criativa do Nordeste, um levantamento inédito desse segmento para estimular a economia criativa regiao e apoiar soluções inovadoras para o setor.

O projeto vai mapear e impulsionar o potencial de negócios de inovação que utilizam a criatividade como ferramenta, meio, produto ou matéria-prima para soluções. A iniciativa é realizada pelo Sebrae, em parceria com o Impacta Nordeste, com busca e seleção da Pipe.Social. As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 8 de outubro no site http://www.impactanordeste.com.br/economiacriativa

A ideia é estruturar um perfil dos negócios criativos nordestinos e elaborar ações de fomento ao desenvolvimento do setor, que movimenta cerca de R$ 171 bilhões por ano no Brasil. Os participantes do estudo concorrem a premiação em dinheiro, capacitações e passam a integrar a rede de economia criativa do Sebrae.  

A chamada é voltada para Microempreendedores Individuais (MEI), microempresas e empresas de pequeno porte. Podem participar do projeto empreendedores que atuam em quatro eixos: patrimônio, artes, mídia e criações funcionais. Isso engloba setores como Expressões Culturais Tradicionais (artesanatos, festivais e celebrações), Sítios Culturais (sítios arqueológicos, museus, bibliotecas), Artes Visuais (pinturas, esculturas, fotografias), Artes Dramáticas (música, teatro, dança, ópera, circo, marionetes), Publicidade e Mídia Impressa (livros, imprensa e publicações), Audiovisual (cinema, televisão, rádios), Design (de interiores, de gráfico, moda, joias e brinquedos), Novas Mídias (softwares, jogos e conteúdo digital) e Serviços Criativos (arquitetura, propaganda, P&D, cultura e recreação). 

Além de participar da radiografia do setor, os participantes vão concorrer à premiação em dinheiro, capacitação de 20h e conexão na rede de economia criativa do Sebrae. Serão até 8 negócios para a etapa final, mas somente 4 deles serão os grandes vencedores a receber o prêmio de 2 mil reais, por negócio, em cada uma das categorias da economia criativa: Consumo, Cultura, Mídias e Tecnologia.  

"Esse levantamento vai permitir conhecer mais a realidade dos negócios criativos do Rio Grande do Norte, assim como de toda a região, gerando uma aproximação maior entre o Sebrae e o setor. Com esse mapeamento, poderemos oferecer soluções mais personalizadas e também estruturar projetos que atendam às necessidades do segmento”, explica a gestora do projeto de Economia Criativa do Sebrae-RN, Ana Ubarana. 

Já Marcello Santo, CEO do Impacta Nordeste, acredita que a chamada vai apoiar projetos de inovação em empreendimentos de economia criativa nos estados da região. “O mapeamento é um importante passo para entendermos melhor o  panorama da economia criativa na região. Com esses dados, será possível desenvolver outras iniciativas para fomentar os criativos e ajudar a fomentar esse ecossistema”. 

Impacta Nordeste é uma plataforma que une quem faz e ajuda quem quer fazer na área de empreendedorismo social no Nordeste, criando um espaço para conectar, capacitar, divulgar e fomentar  o ecossistema de iniciativas sociais do Nordeste. Já a Pipe.Social é consideado o maior banco de dados e estudos de negócios de impacto socioambiental do país.

A empresa mapeia negócios alinhados aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS) e com uma base de mais de 4 mil negócios, a Pipe.Social estuda o setor, expõe oportunidades e benchmarks, promove matchings no ecossistema e experiências de inovação com marcas e empresas que desejam se aproximar deste mercado.

23

Ago

Comunicação

Saiba como comunicar de forma assertiva nos canais digitais

Com todas as mudanças causadas pela pandemia, os negócios e serviços digitais estiveram em destaque e devem permanecer resolvendo as demandas do ‘novo normal’. Algumas empresas já estavam integradas no online, outras tiveram que se adaptar rapidamente e buscar soluções. A comunicação nesses canais pode ajudar ou atrapalhar a reputação dos negócios, por isso a necessidade de investir nessa área, treinar a equipe e criar uma postura de acordo com o público alvo.

“Tratar pessoas como pessoas, sempre. Seja no B2B, B2C, em atendimentos presenciais ou digitais. Se tratamos pessoas como pessoas, todos os cuidados se tornam mais fáceis de serem praticados”, é o que destaca Matheus Jacob, economista com formação internacional em Liderança, Comunicação, Retórica e Persuasão. Para ele, alguns cuidados essenciais devem ser levados em consideração na hora de se comunicar com a audiência, já que tudo comunica, como por exemplo:

- Evitar erros de ortografia, falta de pontuação e abreviações desnecessárias;

- Organizar os atendimentos para preservar a agilidade, diminuindo as longas esperas;

- Fugir dos excessos, seja de informalidade e até de intimidade;

- Não confundir casual ou informal com amadorismo.

“Carisma e excelência na comunicação, essas são as bases do atendimento humanizado, não importa a plataforma. Hoje, todos os negócios são o que chamamos de H2H (human to human), ou seja, de pessoas para pessoas. É fundamental sabermos ser atenciosos, respeitosos e inclusivos em todos os contatos com os clientes”, explica Jacob. Nesse sentido, conhecer à fundo o público, para quem está comunicando, é de extrema importância para uma comunicação eficiente.

Outro ponto indispensável é disponibilizar continuamente treinamentos e atualizações para a equipe, visando estabelecer a linguagem e a linearidade da comunicação do negócio. “A base da educação corporativa passa pela teoria e pela prática. Por isso, mostrar para os colaboradores os principais erros e acertos cometidos (sem necessariamente identificar o colaborador), trazer formas adequadas de agir e ter tempo para praticar, são os pontos fundamentais para treiná-los”.

Com essas práticas em dia, é possível amenizar ou até erradicar os erros de comunicação nos canais online, pois em alguns casos pode ser fatal e causar grandes problemas organizacionais. “Nós deixamos de frequentar ou consumir em estabelecimentos onde somos mal atendidos, isso vale também para as plataformas digitais”, finaliza.

21

Ago

Comunicação

GO!RN: evento digital pretende reunir startups e ecossistema potiguar de inovação

A comunidade de startups e o ecossistema inovador do Rio Grande do Norte promovem um evento digital para fortalecer e incentivar esse segmento, reunindo geeks, instituições, empreendedores digitais e empresários tradicionais para a capacitação, troca de conhecimento e a geração de soluções criativas e negócios inovadores. Essa é a proposta do GO!RN 2020, que antes levava o nome de Startup Day e já está sendo considerado um dos maiores eventos dessa área no Norte e Nordeste.

O evento é totalmente gratuito e será realizado nos dias 11 e 12 de setembro, com a participação de grandes nomes da área de inovação tecnológica do país e também do cenário global. Entre palestras, minicursos, painéis e bate-papo com CEO de plataformas de sucesso, a programação oficial consta de plenárias, cuja maioria é internacional. As inscrições estão sendo feitas pelo link http://bit.ly/gorn2020 e o evento vai ocorrer via plataforma EventMobi.

Durante os dois dias, estão programadas atividades simultâneas em seis palcos, totalizando 114 palestras, painéis e minicursos. Todo o conteúdo será transmitido com tradução em libras. Das quatro plenárias que vão ocorrer dentro da programação do GO!RN, três delas são internacionais, reunindo líderes do mercado de inovação do mundo, sendo uma delas “A Global Vision of the Future”.

Exposição de startups

As personalidades que estarão nas telas do evento são diversas, mas vale destacar o professor da Universidade da Califórnia em Berkeley (Estados Unidos), Clark Kellogg, que é reconhecido pelo seu conhecimento aprofundado nas áreas de design thinking, criatividade e inovação, e a diretora sênior de gerenciamento de produtos, serviços financeiros ao consumidor e mercados emergentes do PayPal, Prashanthi Ravanavarapu. Também estão na lista o co-fundador e CEO da americana Flourish Savings, Pedro Moura, e o CEO e presidente do Bank of America Merrill Lynch Brasil até 2017, Rodrigo Guedes Xavier, entre muitos outros nomes.

Além da grade de capacitação, o evento também terá estandes virtuais no espaço de Exposição de startups e de empresas inovadoras. Na área dos patrocinadores, com vídeo, os participantes terão acesso em tempo real a promotores. Haverá ainda espaços para reuniões exclusivas, desafios e gameficação com ranking em tempo real, salas de reunião, chats exclusivos com especialistas, interação em tempo real com palestrantes e convidados, grupos de discussão, mural de postagens em redes sociais e agenda personalizada. Durante o GO!RN será apresentado o mapeamento do ecossistema de inovação do Rio Grande do Norte.

O GO!RN 2020 Online é o evento do ecossistema de empreendedorismo inovador, startups, tecnologia e transformação digital do RN e passa a se chamar assim porque é coconstruído e correalizado com todas as instituições, grupos e comunidades que compõem o ecossistema de inovação do Rio Grande do Norte. São mais de 30 instituições, comunidades e grupos envolvidos.

De acordo com o coordenador do evento e analista técnico do Sebrae-RN, Carlos von Sohsten, o GO!RN é voltado para um público diversificado, em vários estágios de maturidade e que busca conhecimento e recursos para se desenvolver.

"O GO!RN 2020 Online é o evento que vai mostrar para o Brasil a organização e a força do ecossistema de inovação do Rio Grande do Norte. Além de levar conteúdos atuais e relevantes para potenciais empresários e empreendedores de MPEs, principalmente levando em consideração a conjuntura que atravessamos, o evento vai ser importante pelo efeito de multiplicar conexões e gerar sinergia entre os diversos protagonistas, instituições e comunidades de todo o país”, afirma Carlos.

O GO!RN 2020 é uma correalização do Sebrae-RN com a Jerimum Valley, Potiguaras Valley, LEP, CDL Jovem, Salt Valley e Junior Achievement, Parque Instituto Metrópole Digital -  IMD, RN Júnior, Silicon Valley, Prefeitura da Cidade do Natal, OAB/RN, AIESEC, Seahub e SETIRN, PONG, Potilivre, WiE, GDG, Grupy, Pyladies, WebDev, PHP, Darkwaves, Telecom UFRN e Natal JS, Arara Furtacor, Customer Success, Inova Metrópole, ITNC-IFRN, Empreende RN, InPacta e Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte.

18

Ago

Comunicação

Evento debate habilidades profissionais do “Admirável Mundo Novo”; saiba como participar

Sem dúvida, a pandemia de COVID-19 adiantou comportamentos e já provoca alterações nas relações interpessoais e no mercado de trabalho. Para debater essas mudanças, cinco profissionais de diferentes áreas se encontram no próximo dia 19 de agosto, às 19h, no evento on-line “Admirável Mundo Novo: uma nova era profissional”.

A atividade é promovida pela UnP e traz para uma mesa-redonda representantes do Direito, Gestão, Saúde e Exatas para abordar as novas competências e habilidades que serão exigidas no “novo normal”. As discussões serão mediadas pela Jornalista e Professora Cristina Vidal, Coordenadora dos Cursos de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Potiguar.

A atividade é gratuita e está com inscrições abertas em www.unp.br/eventos. Os participantes receberão certificado de 5 horas complementares e terão descontos especiais em Cursos de Pós-Graduação da UnP.

17

Ago

Comunicação

Campanha da Assembleia Legislativa do RN alerta para violência contra idosos

Negligência, abandono, violência física, exploração financeira. Esses são apenas alguns dos péssimos exemplos de como a violência doméstica contra os idosos acontece. Ela é mais comum do que se imagina e é também um dos focos da grande campanha institucional que a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte está realizando e que foi lançada oficialmente no início deste mês, pelo presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), com o apoio de todos os parlamentares.

Com o isolamento social, os números infelizmente apontam para um crescimento da violência no RN, de 258%, dos quais 71% vitimam os idosos. Os dados apontam que, à semelhança do que acontece com as mulheres, a maioria das agressões - mais de 60% - acontece dentro de casa. São maus tratos, insultos, humilhações e em alguns casos, até o cativeiro.

Num dos vídeos da campanha, que já está em todas as mídias, o Legislativo do RN orienta para os sinais de que o idoso está sendo vítima da violência e indica os canais de denúncia, através do número 180 ou por whatsapp (084) 98831 8984.

No Brasil, o dia 15 de junho é marcado como o Dia Mundial da Violência contra a Pessoa Idosa. No mundo, o Dia Mundial da Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa foi oficialmente reconhecido pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 2011, após solicitação da Rede Internacional de Prevenção ao Abuso de Idosos (INPEA), que estabeleceu a comemoração em junho de 2006. É um dia que marca a oposição do mundo inteiro aos abusos e sofrimentos infligidos a algumas de nossas gerações mais velhas.

Em relação à proteção à mulher, além do conjunto de leis que ao longo dos anos vem sendo apresentadas pelos parlamentares para o combate à violência doméstica, a Assembleia Legislativa foi autora do Programa Estadual de orientação, conscientização e combate à violência doméstica no RN. Seu objetivo é instituir medidas de incentivo a ações que estabeleçam apoio às vítimas de violência doméstica no mês de agosto, em alusão ao Agosto Lilás e ao aniversário da Lei Maria da Penha.

Dentro das atividades alusivas ao Agosto Lilás, a Casa está oferecendo atendimento terapêutico online, para auxiliar na promoção da saúde mental e conscientização sobre relacionamentos abusivos e nos casos de violência doméstica.

17

Ago

Comunicação

Cursos técnicos: BAND NATAL iniciou nesta segunda–feira as teleaulas para alunos da rede pública de ensino de Parnamirim

A BAND NATAL inicia nesta segunda-feira a veiculação de teleaulas para alunos da rede pública de ensino de Parnamirim, através do canal 3.3.  O projeto encampado pela prefeitura daquele município tem o foco voltado para alunos no 9º ano, contemplando ainda estudantes do 6º, 7º e 8º ano, que vão ser preparados para ingressar nos cursos técnicos dos Institutos Federais.

A carga horária envolve oito horas de aulas por dia, sendo quatro no período da manhã ( 8 às 12 horas) e quatro no período da tarde (13 às 17 horas), de segunda a sexta-feira. “Trata-se de um grande avanço para o ensino público. Dentro dos próximos dias, a Prefeitura de Natal também estará estreando teleaulas  para os estudantes de sua rede de ensino”, comemora o executivo Carlo Bastos, diretor-geral da BAND NATAL.

Segundo Bastos, as aulas também vão ser disponibilizadas através do You Tube da emissora. Ele revela ainda que os contratos foram fechados até o próximo mês de dezembro, mas uma prorrogação não pode ser descartada. “No primeiro momento, o poder público chegou a pensar a fazer as teleaulas  pela internet, mas nem toda a família tem condições de manter um plano de internet ou adquirir “crédito” pré-pago para assistir aulas. Além disso, o sinal de internet não pega em todo lugar, já a TV aberta chega a todo lugar”, explica o diretor geral.

O projeto das teleaulas  desenvolvido pela BAND NATAL em parceria com as prefeituras de Parnamirim e Natal teve a sua implementação viabilizada graças a uma iniciativa do governo federal. “Com a pandemia, no dia quatro de abril o presidente Bolsonaro editou um decreto, liberando as redes comerciais de Tevês abertas a utilizarem os recursos da multiprogramação, dos multicanais, desde que fossem para a área de educação da rede pública de ensino”, enfatiza Bastos.

15

Ago

Comunicação

Pesquisadores estabelecem nova data de nascimento do rádio no Brasil

Depois do advento da internet comercial, o rádio sofreu uma metamorfose. Ampliaram as possibilidades de produção e escuta. As audiências segmentadas fragmentaram-se em nichos antes não atingidos. Nos sites das emissoras de rádio, os estúdios começaram a ser vistos ao vivo, as reportagens passaram a ser transcritas, ganharam fotos e até imagem em movimento. Na web, qualquer emissora do mundo pode ser ouvida em plataformas dedicadas a isso. 

O rádio na rede pode ser sicrônico (em tempo real) e assincrônico, em reportagens gravadas, como acontece na Radioagência Nacional da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) ou nos milhares de podcasts. Concomitantemente, o rádio continua sendo o veículo eletrônico mais instantâneo, íntimo do ouvinte, que trata por “você”, próximo dos acontecimentos e de menor custo.

Essas propriedades são tema recorrentes do interesse dos pesquisadores de rádio no Brasil que, além do presente e do futuro do veículo, continuam investigando o passado. Na próxima quarta-feira (19), a Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia (Alcar) realiza uma live (a partir das 18h) onde será debatida a nova data de nascimento oficial do rádio no Brasil: 6 de abril de 1919.

No dia seguinte àquela data, o extinto Jornal de Recife deu a seguinte nota:

“Consoante convocação anterior realizou-se ontem, na Escola Superior de Eletricidade, a fundação do Rádio Clube, sob os auspícios de uma plêiade [reunião] de moços que se dedicam ao estudo da eletricidade e da telegrafia sem fio (TSF).”

A notícia foi localizada em uma microfilmagem do Jornal de Recife, durante pesquisa do professor Pedro Serico Vaz Filho, da Universidade Anhembi Morumbi (UAM), que desde o fim dos anos 1990 investiga a história do rádio. A nova data de aniversário foi corroborada por mais notícias localizadas pelo pesquisador em jornais e revistas, publicados dentro e fora de Pernambuco, inclusive sobre o estatuto da nova emissora.

Jovens Curiosos

“Claro que não foi uma rádio com a estrutura que nós temos. Eram jovens estudantes curiosos, que estudavam a radiotelegrafia e resolveram montar uma estação de rádio, [de caráter] bem amador, bem experimental, Mas já deram o título de Rádio Clube de Pernambuco”, disse Vaz Filho em entrevista à Agência Brasil.

Além da investigação em periódicos impressos, o pesquisador reviu a bibliografia a respeito e fez entrevistas com diferentes fontes que testemunharam o funcionamento da Radio Clube ainda na primeira metade do século 20.

“Os preparativos para a fundação da emissora, segundo apuração com o ex-presidente da Rádio, também pesquisador Antonio Camelo, aconteceram na rua das Mangueiras, atualmente rua Leão Coroado, no bairro da Boa Vista”, descreveu à reportagem Vaz Filho. Segundo ele, “a Imprensa Oficial do Estado publicou no dia 7 de abril de 1919, um despacho da prefeitura recifense, doando um pavilhão do Jardim 13 de maio, atualmente Parque 13 de maio para funcionar como sede da Rádio Clube.”

As descobertas de Pedro Vaz Filho sobre a primazia da Rádio Clube confirmam o que o professor, jornalista e radialista, Luiz Maranhão Filho, hoje com 87 anos, sempre defendeu. O pai de Maranhão Filho trabalhou na emissora pioneira. Os dois professores participarão da live organizada pela Alcar.

Data avalizada

Durante um encontro de história da mídia realizado no ano passado na capital do Rio Grande do Norte, os pesquisadores especialistas no assunto assinaram a Carta de Natal, onde “avalizam essa decisão os dados apresentados há mais de três décadas pelo pesquisador Luiz Maranhão Filho (UFPE) e validados, mais recentemente, pelo pesquisador Pedro Serico Vaz (Anhembi Morumbi).”

O novo entendimento sobre o nascimento do rádio no Brasil muda o conteúdo das aulas dos cursos de jornalismo, audiovisual e publicidade nas faculdades de comunicação. Até recentemente, a bibliografia especializada reconhecia que a transmissão radiofônica pregressa havia ocorrido de fato naquela data em Recife, mas que a primeira emissora regular seria a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, a partir de 17 de outubro de 1923.

A Rádio Sociedade foi fundada por acadêmicos como o médico e antropólogo Edgar Roquette-Pinto que via o rádio como um meio estratégico para levar educação à população, então majoritariamente analfabeta. “O TSF [ sistema de telegrafia sem fio] espalha a cultura, as informações, o ensino prático elementar, o civismo, abre campo ao progresso, preparando os tabaréus [pessoa sem instrução] despertando em cada qual o desejo de aprender”, escreveu Roquette-Pinto em artigo publicado em 1927.

De acordo com Vaz Filho, o líder da fundação da Rádio Clube de Pernambuco foi o radiotelegrafista e contabilista Augusto Joaquim Ferreira, também de perfil intelectual, mas não acadêmico. “Ele e outros jovens pensaram naquela possibilidade como meio de comunicação, não exatamente para levar educação às pessoas, o objetivo era outro: levar informações”, como ainda se dá hoje no rádio escutado no dial dos aparelhos à pilha ou na podosfera acessada pelos serviços de streaming.

Fonte: Agência Brasil

13

Ago

Comunicação

Estudo aponta que 81% dos jovens brasileiros da Geração Z deixariam de consumir uma marca que violasse seus dados

No mês de junho, um feito inédito deixou o presidente americano Donald Trump de cabelo em pé. Fãs de K-Pop que utilizam a plataforma TikTok sabotaram um evento eleitoral do candidato à reeleição nos Estados Unidos. Os jovens se inscreveram em massa para participar do evento, mas não compareceram, deixando o local quase deserto. O político chegou a anunciar que mais de um milhão de pessoas haviam confirmado a participação.

O episódio deixou claro o nível de consciência política dos jovens usuários das redes sociais e uma nova forma de como eles se relacionam com a tecnologia. Esse exemplo ilustra alguns dos insights constatados pelo estudo Digital Society Index (DSI), da Dentsu Aegis Network, que ouviu 32 mil pessoas pelo mundo durante o primeiro semestre deste ano e mostrou uma maior consciência dos jovens em relação ao uso da tecnologia.

O estudo mostra que um quinto dos jovens de 18 a 24 anos desativou suas contas na mídia social no ano passado, enquanto um terço está limitando o tempo em seus telefones. Apesar do isolamento social, que levou a um aumento da atividade online, 17% dos Gen-Z’s desativaram suas contas na mídia social nos últimos meses.

Globalmente, um terço, 31%, limitou o tempo que passaram online ou olhando para seu smartphone, e quase metade, 43%, tomou medidas para reduzir a quantidade de dados que estão compartilhando online, tais como limpar seu histórico de busca ou optar por sair dos serviços de geolocalização. No Brasil, 81% dos entrevistados defendem que uma violação de dados faria com que parassem de consumir uma marca. Outros 48% esperam benefícios em troca do uso de seus dados.

“As marcas precisam reavaliar como elas constroem relações com este grupo de uma forma que privilegie a transparência, o empoderamento e uma clara troca de valores ao utilizar os dados dos consumidores. Também precisam garantir que estão usando a tecnologia de uma forma que proporcione um benefício social mais amplo à medida que as expectativas sobre elas aumenta, sobretudo na criação de experiências e soluções úteis”, analisa Eduardo Bicudo, CEO da Dentsu Aegis Network Brasil.

Fonte: Portal Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/2020/08/13/nao-respeitar-privacidade-pode-afetar-vendas.html

13

Ago

Comunicação

Maternidade Escola Januário Cicco é a 4ª instituição pública federal mais elogiada do Brasil

A Maternidade Escola Januário Cicco, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (MEJC-UFRN), vinculada à Rede Ebserh ocupou pelo segundo ano consecutivo o quarto lugar no ranking das instituições federais mais elogiadas do Brasil, por meio da Controladoria Geral da União (CGU), segunda colocação na Rede Ebserh.

No período de 1º de janeiro a 31 de julho de 2020, a administração federal recebeu 4.653 elogios de usuários de serviços públicos de 333 instituições federais, destes 417 elogios foram para a Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), a primeira do ranking, com 9% do total. Na segunda posição figura o Ministério da Economia, com 375 elogios, em terceiro, o Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (HUFMS), com 290 elogios e, na quarta colocação, a MEJC, com 152 manifestações de elogios.

Os principais elogios estão relacionados a satisfação do usuário com o atendimento prestado, a higienização dos ambientes, a assistência hospitalar e ambulatorial, além de agradecimentos aos profissionais de saúde da instituição, colocando a MEJC no patamar das instituições mais bem vistas pelo usuário do SUS.

O resultado é obtido a partir da aferição de manifestações da população junto à Plataforma Integrada de Ouvidorias e Acesso à Informação (Fala.BR). Entre os tipos de manifestações possíveis estão denúncia (comunicar a ocorrência de um ato ilícito), reclamação (insatisfação com o serviço público, fazer críticas, relatar ineficiência), solicitação (espera por atendimento ou prestação de serviço – medicamento ou ação do órgão em questão), sugestão (ideia ou proposta de melhoria), elogio (satisfação com o atendimento), simplifique (solicitação de simplificação de etapas burocráticas no processo).

O usuário ou colaborador realiza sua manifestação na plataforma Fala.BR, e esta é direcionada ao “Painel Resolveu?”. Essa ferramenta reúne informações sobre manifestações de ouvidoria que a Administração Pública recebe diariamente pelo sistema Fala.BR. A aplicação permite pesquisar, examinar e comparar indicadores de forma rápida, dinâmica e interativa. Criado pelo Ministério da Transparência e Controladoria (CGU), o “Painel Resolveu” tem por objetivo dar transparência e fornecer dados que auxiliem gestores e cidadãos no exercício do controle por meio da participação social.

Para saber mais acesse o Fala.BR no link: https://sistema.ouvidorias.gov.br/publico/Manifestacao/SelecionarTipoManifestacao.aspx e Painel Resolveu? pelo site: http://paineis.cgu.gov.br/resolveu/index.htm.

12

Ago

Comunicação

Ministro das Comunicações discute implementação de internet nas praias do país

Nesta quarta-feira (12), o Ministro das Comunicações, Fábio Faria, recebeu o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Manoel Cardoso, juntamente com o representante do Rio Grande do Norte, José Odécio. Na ocasião, eles discutiram sobre a retomada do turismo no país, especialmente no Rio Grande do Norte. 

Fábio Faria reforçou que acompanhará o presidente Jair Bolsonaro em sua visita ao Estado, no fim do mês de agosto. Juntos, eles estarão trabalhando por uma pauta que fortaleça o turismo e a hotelaria no país. “Também estou trabalhando em um projeto para levar internet às praias da região. O Ministério das Comunicações estará buscando melhorias na área”, afirmou. 

Outro ponto discutido foi a questão do aeroporto de São Gonçalo do Amarante. De acordo com os representantes da ABIH, é preciso que haja uma celeridade no processo de concessão. “Precisamos, principalmente, de uma atenção e uma gestão que tenha um compromisso no aeroporto do Rio Grande do Norte”, pontuou José Odécio.

11

Ago

Comunicação

Rede voluntária coordenada pelo SENAI entrega mais de 2 mil respiradores consertados a hospitais

A solidariedade de mais de 700 voluntários de rede coordenada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) fez a diferença na vida de milhares pessoas em todo o Brasil. Desde que a pandemia do novo coronavírus atingiu o país, 2.007 mil ventiladores pulmonares foram consertados gratuitamente e devolvidos a instituições de saúde em 24 estados e no Distrito Federal. No Rio Grande do Norte, já foram devolvidos 13 aparelhos recuperados de Natal e Caicó. A estimativa é cada equipamento possa salvar até dez vidas durante seu prazo de utilização.

O SENAI-RN realizou a manutenção de 131 respiradores e equipamentos hospitalares para 14 instituições de saúde. “Fizemos a manutenção de respiradores e diversos outros equipamentos hospitalares, que em momento crítico acabavam por deixar leitos indisponíveis. E quanto à população carente, na produção com recursos próprios de máscaras de tecido e face Shields para distribuição na capital e no interior”, afirma o diretor regional do SENAI-RN, Emerson Batista.

Emerson explicou que ao longo do período o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI-RN) realizou 22.514 matrículas; produziu diretamente 67 mil máscaras de tecido e 4 mil protetor facial face shield que foram produzidos e distribuídos para 40 instituições beneficiadas. “Durante todo o período de pandemia o SENAI tem dedicado esforços seja para otimizar nosso tempo, mesmo os laboratórios das unidades operacionais escolares estando fechadas, mas deixando todo o ciclo de ensino dentro daquilo que poderia ser realizado, sem as práticas, de forma contínua, com acompanhamento, tutoria e monitoria dos nossos professores, instrutores e gestores de unidades”, afirma.

Ele acrescenta que no aspecto dos serviços tecnológicos nos mantivemos constantemente ativos, e dentro de algumas impossibilidades de atuação junto às indústrias, partimos para a atuação mútua de ajuda à comunidade em geral, especialmente à comunidade hospitalar e população carente. “Isso nos fortalece humanitariamente e mostra que o SENAI está à disposição de todos para o crescimento do Rio Grande do Norte. Todas as ações somaram-se às do SENAI em todo o Brasil”, destaca o diretor.

Respiradores

Os aparelhos, importantes no tratamento de doentes graves da Covid-19, estavam sem uso e foram restaurados graças à união de 28 instituições e empresas. Desde 30 de março, quando a Iniciativa + Manutenção de Respiradores passou a trabalhar, foram recebidos em todo o país 3.989 respiradores em todo o país, dos quais 951 estão em manutenção e 173 passam por calibração, última etapa antes da devolução ao serviço de saúde. A maioria dos equipamentos restaurados precisava de novas peças para voltar a operar.

 

“A iniciativa de consertar esse equipamento hospitalar fundamental para salvar as vidas de quem tem as formas mais graves da doença contribui de forma expressiva para o árduo trabalho que está sendo realizado pelos profissionais da saúde e para reduzir a necessidade de importação do equipamento”, avalia o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade.

Parceria

A iniciativa conta com a participação de unidades do SENAI e dos seguintes parceiros: ArcelorMittal, BMW Group, Fiat Chrysler Automóveis (FCA), Estúdios Globo, Ford, General Motors, Honda, Hyundai Motor Brasil, Instituto Votorantim, Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e POLI-USP, Jaguar Land Rover, Mercedes-Benz do Brasil, Moto Honda, Petrobras, Renault, Scania, Toyota, Troller, Usiminas, Vale, Volkswagen do Brasil e Volvo do Brasil, com o apoio do Ministério da Saúde, do Ministério da Economia, do Ministério da Defesa, da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e da Associação Brasileira de Engenharia Clínica (ABEClin).

Além do SENAI, investiram mais de R$ 4 milhões em aquisição de peças para viabilizar o reparo dos equipamentos a Petrobras, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a Votorantim e a aliança Todos pela Saúde, que conta com recursos do banco Itaú, entre outros doadores.

“Estamos vivendo um ponto de inflexão na história da humanidade e vamos extrair muitas lições. O SENAI se sente muito honrado da parceria construída nesta iniciativa, exemplo de ação cidadã que mobiliza indivíduos, empresas e organizações em prol do bem comum, da afirmação de um projeto de país que nasce no valor à vida”, afirma o diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi.

O SENAI também possui a Iniciativa + Respiradores para ampliar a oferta do número de ventiladores pulmonares por meio da produção nacional. A ação apoia sete empresas que já possuem a capacidade de fabricar mais de 5 mil respiradores por mês. Dois projetos, por exemplo, foram desenvolvidos em tempo recorde, inferior a 120 dias. As indústrias Delta Life e GreyLogix, em parceria com Institutos SENAI de Inovação, já obtiveram a certificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A previsão é que ambas produzam de 700 a 1,1 mil equipamentos mensais, que chegarão ao mercado em preços inferiores aos praticados atualmente. Destaca-se também projeto com as empresas Novitech e Whirpool, que amplia a capacidade produtiva de 10 para 100 ventiladores ao mês.

Em todo o Brasil, o SENAI mobilizou mais de R$ 482 milhões em ações destinadas a prevenir, diagnosticar e tratar os efeitos do Covid-19. A Rede SENAI de Inovação e Tecnologia contra o Coronavírus foi mobilizada a partir da chamada “Missão contra a Covid-19” do Edital de Inovação para a Indústria. Primeira chamada de fomento a projetos inovadores do Brasil, lançada em 18 de março, investiu R$ 29 milhões no financiamento de 34 projetos com rápida implementação e escala nacional. Os recursos foram aplicados pelo SENAI, pela Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) e pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).
A iniciativa + Prevenção, por sua vez, ajudou empresas nacionais a aumentar sua capacidade produtiva de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). O SENAI mobilizou a sua rede em todo o Brasil, assim como 389 indústrias parceiras, para aumentar a fabricação desses equipamentos, totalizando R$ 445 milhões em doações. Foram produzidos 31 milhões de máscaras cirúrgicas; 20,3 milhões de máscaras de uso comum; 601 mil vestimentas hospitalares, como aventais, capotes e toucas; 501,9 mil unidades de máscaras de acetato do tipo faceshield e 641 mil litros de álcool antisséptico.

Já a iniciativa + Diagnósticos apoiou a empresa Hi Technologies a aumentar sua capacidade produtiva, de 10 mil testes rápidos por mês, para mais de cem mil diagnósticos por dia. A empresa já produziu mais de um milhão de testes e unidades do Serviço Social da Indústria (SESI) operam mais de 560 mil. O SENAI estrutura ainda uma rede de Biologia Molecular em parceria com o BNDES, no valor de R$ 25 milhões, que vai elevar a oferta de 1,2 mil para 12 mil exames do tipo PCR por dia.
A rede de Inovação e de Tecnologia do SENAI

Os Institutos do SENAI possuem pesquisadores qualificados, equipamentos e infraestrutura de vanguarda para desenvolvimento de produtos e processos inovadores, assim como para a oferta de serviços de consultoria e metrologia. Desde que a rede de 27 Institutos SENAI de Inovação foi criada, em 2013, mais de R$ 1 bilhão foi aplicado em 1.086 projetos concluídos ou em execução. A estrutura conta com mais de 700 pesquisadores, sendo que cerca de 44% possuem mestrado ou doutorado. Atualmente, 15 centros são unidades Embrapii, e têm verba diferenciada para financiamento de projetos estratégicos de pesquisa e inovação. A rede de 60 Institutos SENAI de Tecnologia possui corpo técnico de cerca de 1.200 especialistas e consultores que prestam serviços buscando melhorar a qualidade de produtos e serviços, a produtividade e a competitividade dos negócios.

11

Ago

Comunicação

Projeto premia iniciativas contra a corrupção; saiba como participar

Seguem abertas até o dia 17, as inscrições para o Prêmio Não Aceito a Corrupção que busca estimular a academia – estudantes e professores – a aprofundar a discussão sobre conceitos e soluções práticas relacionadas à corrupção e seu combate no Brasil. O melhor projeto de cada categoria será premiado com R$ 6 mil, além de menção honrosa. A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) estimula a ação por meio do Movimento Articulado de Combate à Corrupção (MARCCO), do qual faz parte.

Iniciativa conjunta do Instituto Jatobás e do Instituto Não Aceito Corrupção, o prêmio é destinado a estudantes universitários de graduação e pós-graduação que buscam contribuir para a sensibilização, a mobilização e a divulgação dos conceitos relacionados ao tema do combate à corrupção.

Podem participar, individualmente ou em equipes de até 3 integrantes, estudantes maiores de 18 anos, regularmente matriculados durante o ano letivo de 2020 ou formados em 2019 em cursos de graduação ou pós-graduação de instituições de ensino superior brasileiras e estrangeiras. A participação de professores se dá por meio da orientação das equipes inscritas. Não há limite de equipes orientadas.

A atuação dos interessados se dá por meio de três categorias: Acadêmico, voltada para artigos acadêmicos, estudos de caso, pesquisas, ou outro projeto acadêmico; Tecnologia, para quem tem atuação na área de tecnologia e tenha versões executáveis finalizadas de aplicativos móveis disponíveis para Android e iOS; e Comunicação, destinada a peças digitais de comunicação que possam vir a ser veiculadas em diferentes tipos de mídias, entre elas redes sociais. Em todas as categorias, o material dever ser produzido exclusivamente em língua portuguesa.

10

Ago

Comunicação

Imobanco apresenta projeto de lojas virtuais gratuitas para CDL Natal e Fecomércio/RN

No intuito de contribuir com a recuperação da economia potiguar, o Imobanco apresentou para entidades ligadas ao comércio no Rio Grande do Norte o projeto de lojas virtuais gratuitas para micro e pequenos empreendedores. A apresentação aconteceu em reuniões virtuais distintas, com a CDL Natal e com a Fecomércio/RN, nos últimos dias. Representantes das duas entidades ouviram do presidente do Imobanco, Fernando Colares, detalhes sobre a proposta de ampliar o acesso digital para vários tipos de negócios no estado.

A loja virtual do Imobanco é voltada para pequenos e micro empreendedores do ramo do comércio e indústria. O empreendedor recebe a loja personalizada, com sua logomarca e cores, hospedagem, suporte de transações, treinamento, mentoria comercial e de marketing e meios de pagamento ativados. Toda a estrutura é disponibilizada de forma gratuita.

“O objetivo dessa reunião foi para termos a condição de chegarmos ao empreendedor de pequeno porte que está em qualquer lugar do nosso estado. Nós pedimos o apoio da Fecomércio e da CDL nesse sentido, para que a gente possa entregar lojas digitais gratuitamente aos donos desses pequenos negócios e que eles possam conhecer e ingressar nesse mundo do comércio digital”, explicou Fernando Colares.

Participaram da reunião da CDL Natal, o seu presidente, José Lucena, e o diretor financeiro da instituição, João Henrique Moura. Na reunião com a Fecomércio/RN, a federação foi representada pelo seu diretor-executivo, Jaime Mariz. As entidades vão avaliar a proposta apresentada.

Sobre o Imobanco

O Imobanco é uma fintech, empresa que une serviços financeiros e tecnologia, uma instituição de pagamentos inovadora e digital, que oferece uma gama de serviços para a gestão financeira de negócios, englobando recebimentos, pagamentos, cobrança e e-commerce. Como grande diferencial, o Imobanco dispõe de um sistema para recebimentos por meio de boletos, cartões de débito e crédito, de forma totalmente integrada à uma estrutura de cobrança que pode ser contratada de acordo com o desejo do consumidor.

A empresa, que é genuinamente potiguar, também oferece uma conta digital empresarial e uma moderna plataforma de e-commerce para que o empresário possa vender seus produtos ou serviços. Através de sistemas modernos e de fácil utilização, o empresário que precisar, terá em um único lugar, todas as ferramentas para receber ou realizar pagamentos

10

Ago

Comunicação

Livro sobre violência contra a mulher está disponível gratuitamente no site da Câmara dos Deputados

Foi lançado na última sexta-feira (7) o livro "Violência contra a Mulher", que aborda a violência doméstica, tema da Lei Maria da Penha (Lei 11.340/06). A obra, da Edições Câmara, traz informações sobre os tipos de violência, feminicídio, onde buscar ajuda e o contexto histórico de desigualdades entre homens e mulheres.

O livro está disponível em formato digital para download gratuito na Livraria da Câmara.

De autoria dos servidores da Câmara dos Deputados Giovana Dal Bianco Perlin e Luiz Henrique Vogel, juntamente com a defensora pública e coordenadora do Núcleo de Defesa da Mulher Dulcielly Nóbrega de Almeida, o livro foi organizado pela servidora Alessandra Nardoni Watanabe.

Linguagem simples
"Violência contra a mulher" é o primeiro volume da série Lei Fácil, que faz parte da linha editorial Cidadania da Edições Câmara. A série abordará algumas das leis mais populares do País de maneira didática e com linguagem simples, atendendo a um dos propósitos da linha Cidadania de produzir obras que facilitem a compreensão das legislações e do processo legislativo.

A publicação contou com a colaboração do Instituto Maria da Penha; da Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados; da Defensoria Pública do Distrito Federal; da Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres da Presidência da República; da Subsecretaria de Políticas para as Mulheres do Distrito Federal; do Observatório da Mulher contra a Violência; e do Senado Federal.

Fonte: Agência Câmara de Notícias