Comunicação

7

Set

Comunicação

“Empoderamento feminino” é debatido entre alunos e colaboradores da Atitude Cooperação

Durante a primeira quinzena do mês de setembro, colaboradores da Atitude Cooperação – instituição não governamental atuante na Zona Leste de Natal -, discutem junto aos alunos o tema “Empoderamento Feminino”. O intuito da ação em torno desse assunto tão relevante e necessário, é fazer todos refletirem sobre: igualdade, liberdade, sororidade e representatividade. Afinal, são essas as palavras que mais definem o que é o empoderamento feminino e, o que se deseja alcançar em nossa sociedade através dele.  Todas as atividades desta ação, assim como aulas e demais exercícios, continuam sendo executados a distância, cada um da sua casa.

Um dos primeiros resultados de tal abordagem foi a composição de um rap e a edição de um vídeo, trabalho feito por jovens integrantes do projeto Encena (Teatro). A canção do clipe tem composição de Erica Belizia que contou com a participação de Adriele Silva, Lívia Oliveira, Renata Gleysse, Sabrina Gomes, Talita Camila, Taranara Spyller. A direção e a edição são de Alisson Lima, também do projeto Encena.

Veja o clipe completo aqui “Mulher através dos séculos” https://jmp.sh/Z5ow36v

Atitude Cooperação

A Atitude foi criada em 12 de setembro de 2006, a partir da iniciativa da cooperativa médica Unimed Natal. A organização atua nos bairros Bom Pastor e Felipe Camarão, localizados na zona Oeste da capital potiguar, promovendo ações e programas assistenciais que transformam a vida de centenas de crianças, jovens e suas respectivas famílias. 

A Instituição promove a inclusão, a cidadania e o enfrentamento das desigualdades sociais, por meio de projetos nas áreas da saúde, esporte, educação e cultura, voltados prioritariamente para crianças e adolescentes que se encontrem em situação de risco e vulnerabilidade, especialmente dessas regiões.

7

Set

Comunicação

Festival internacional debaterá diferentes vertentes do empreendedorismo no Brasil

O empreendedorismo brasileiro, nas mais diferentes facetas, será um dos destaques do 1º Festival Internacional Santista de Criatividade, Inovação e Sociedade. Com transmissão em plataformas de streaming a partir de Santos, o CriAtivar reunirá mais de 40 atividades gratuitas, divididas em quatro eixos temáticos. Especialistas nacionais e internacionais, como Brian Solis e Domenico De Masi, debaterão temas como economia criativa, inovação, construção de uma nova sociedade e novos paradigmas da economia local e mundial. Destaque para mesas com debates sobre o empreendedorismo feminino; negócios criativos e requalificação urbana; cidade criativa para além do empreendedorismo branco; desafios das mulheres no empreendedorismo; economia prateada: a revolução da longevidade; empreendedorismo trans; cannabusiness; e empreendendo na música.

 O evento CriAtivar surge como uma convergência com a Santos Criativa – selo adotado pela cidade em 2015, quando passou a integrar a Rede de Cidades Criativas da Unesco, na categoria Cinema. Em 2020, a cidade realizaria, pela primeira vez na América Latina, o Encontro Anual da Rede de Cidades Criativas das Organizações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Diante da pandemia, que demandou o cancelamento de atividades presenciais, o 1º Festival Internacional Santista de Criatividade, Inovação e Sociedade se estabelece como alternativa qualificada e disruptiva, muito alinhada ao vanguardismo de Santos. O festival é organizado pela DCovas Projetos Culturais e Corporativos, LAB 4D e Zopp Criativa; a curadoria é do Atelier do Futuro e realização do Governo do Estado de São Paulo, via PROAC. 

Para Denise Covas, uma das organizadoras do evento, Santos sempre foi marcada pela vanguarda por ser aberta para o mundo. “A cidade sempre acolheu pessoas de diferentes nacionalidades, que buscavam oportunidades para empreender a própria vida e criar negócios. Ao longo da história, está no DNA de Santos ser disruptiva nos temas e nos costumes. O CriAtivar vai explorar exatamente essas possibilidades santistas. Olhando e integrando o mundo; reconhecendo as próprias potencialidades, queremos provocar reflexões, sobretudo, associadas à economia criativa e à inovação. Esse olhar para dentro e para fora é essencial para repensar novos caminhos para a sociedade; e, nesse contexto, está o empreendedorismo”, afirma Denise.

De acordo com a executiva, a ênfase na economia criativa está baseada no potencial de negócios do setor.  O mapeamento Indústria Criativa no Brasil mostra que o PIB Criativo totalizou R$ 171,5 bilhões, em 2017, representando 2,61% de toda a riqueza produzida no território nacional e contando com mais de 800 mil trabalhadores formais no período. “Essa pesquisa da Firjan Senai comprova que estamos diante de um setor com grande potencial de contribuir com a economia e gerar empregos”, afirma. 

Danilo Tavares, fundador da Zopp Criativa, avalia que o Criativar será uma oportunidade de trocar experiências com iniciativas inovadoras e disruptivas – seja nas periferias ou nos centros econômicos nacionais e internacionais, nos festivais ou no cinema, nas startups ou nas usinas criativas ou nos empreendimentos solidários, na arquitetura ou no design. slogan Expanda a sua visão de futuro é um convite para acreditar no poder da criatividade e do diálogo para a construção de novas possibilidades de relacionamentos de consumo, de trabalho e renda, de negócios e de mundo. Esse é o momento para sonharmos e desenharmos o futuro”, pontua.

O evento tem a cocuradoria de Mariana Nobre, gestora do Atelier do Futuro. Santista – especialista em novos cenários culturais, inovação em tendências –, ela lembra que é importante evidenciar o que fez Santos conquistar o posto de Cidade Criativa para sediar o Encontro Anual da Rede de Cidades Criativas da Unesco. “A proposta da cidade tem como tema ‘Criatividade, caminho para a Igualdade’, com o objetivo de demonstrar o poder da criatividade e da cultura como fatores de desenvolvimento social, urbano e econômico sustentável para a redução das desigualdades no mundo. Esse é um tema de extrema importância para a reconstrução econômica da cidade em um cenário pós-pandemia; por isso, está em total consonância com a proposta do Criativar”, reforça. Mais informações: https://www.festivalcriativar.com.br/

7

Set

Comunicação

Entrega de kits da maratona da cidade do Natal Virtual

Está chegando a hora da terceira edição da  Maratona da Cidade do Natal que esse ano tem o formato virtual por causa da pandemia do novo corona vírus.  Os corredores que garantiram a inscrição já podem anotar a data para receber o kit que também será entregue no sistema drive thru.  Quem ainda não garantiu, pode se inscrever até o dia 10/09.

Na Maratona virtual, o atleta escolhe o percurso a fazer: 1k, 3km, 5km, 10km, 15km, 21km e 42km. Outra vantagem é escolher o trajeto: Na rua, em casa, na praia, sem sair da sua cidade ou país, o atleta vai poder participar. "O mais importante é garantir que o atleta mantenha o foco nos treinos, não deixe de fazer a atividade física. Ou seja, estamos promovendo além de uma prova de atletismo, qualidade de vida e  saúde", afirma Liz Britto, organizadora do evento.

O atleta que for fazer a prova deve executar a atividade entre os dias 20 e 25 de Setembro e fazer a validação enviando uma foto do relógio, aplicativo de corrida ou esteira. Após enviar a imagem para a plataforma indicada pela organização, basta aguardar o e-mail de confirmação de validação do resultado.

Inscrições para o evento: Até o dia 10/09, pelo site maratonadonatal.com.br/site/maratonavirtual
Entrega do kit: Dia 12/09, das 11h às 14h e das 17h às 20h, no estacionamento da unidade Nordestão da Salgado Filho, piso G3, em frente ao acesso a loja.

5

Set

Comunicação

A cultura do cancelamento também deve ser tratada juridicamente

Quem usa redes sociais há muito tempo, principalmente aquelas mais informais, como o Twitter, com certeza já deve ter se preocupado com postagens antigas. Desde 2017, com a repercussão do Movimento #MeToo, a cultura do cancelamento ganhou força na internet, principalmente entre os mais jovens.

O que começou como uma forma de conscientizar sobre certas falas e comportamentos que desrespeitam determinados grupos, se tornou um mecanismo para deslegitimar a presença de pessoas ou empresas no debate público, muitas vezes, simplesmente por demonstrarem pensamentos impopulares. “Cancelar” uma pessoa, tanto física quanto jurídica, costuma significar descredibilizar suas ações, falas e trabalho, deixando de segui-la nas redes sociais e influenciando outros a fazerem o mesmo.

Esse comportamento revela uma sociedade que não está muito aberta e interessada em ouvir argumentos e entrar em debates civilizados, buscando apenas declarações diretas e posicionamentos concisos, como “sou a favor” ou “sou contra”. Para a advogada Caroline Cavet, do escritório Caroline Cavet Advocacia, é preciso ficar atento às consequências desse cancelamento fora da internet. “O policiamento, por um lado, é positivo, pois nos obriga a tomarmos cuidado com o que postamos e como nos posicionamos, entretanto, o que está acontecendo atualmente vai de encontro ao conceito de empatia, tão difundido no mundo virtual. A internet, de fato, nos dá mais liberdade para emitirmos nossas opiniões, mas não devemos esquecer que as atitudes online têm efeitos no âmbito real, podendo ser consideradas como injúria e difamação. Vale lembrar que a imagem é atributo proeminente na internet e está diretamente ligada a remuneração e monetização de marcas”.

No tribunal da internet não existe espaço para retratação, mas no Direito, há. Muitas vezes, o cancelado, por não encontrar maneiras de se justificar ou até mesmo por não obter o alcance necessário para sua defesa, acaba recorrendo a medidas judiciais contra os que disseminaram ofensas ou informações falsas a seu respeito, visando a reparação de sua imagem. “Devemos ter sempre em mente o dever da reparação que pode incidir aos que publicam esse tipo de conteúdo sem sensatez. Entretanto, não é qualquer abordagem mais ostensiva que gera o dever de reparar, para este é necessário a comprovação de um ato ilícito, o dano e uma ligação entre estes, o dito nexo casual. Isso porque há uma linha tênue entre o direito à liberdade de expressão e o direito à privacidade/intimidade”, diz Cavet.

Em um universo onde o número de seguidores afeta diretamente a monetização de pessoas que utilizam a internet como ferramenta de trabalho, como produtores de conteúdo e influenciadores digitais, esse tipo de comportamento pode gerar sérios prejuízos que vão além da honra e da imagem da pessoa. “Necessitamos, nesses casos, nos colocarmos no lugar do outro e termos a empatia como farol”, finaliza a advogada.

4

Set

Comunicação

Estudo: brasileiros são a favor de a Justiça obter dados de quem divulga fake news

Pesquisa realizada pelo site Mobile Time revela que 76% dos brasileiros apoiam que o WhatsApp compartilhe dados com a Justiça sobre quem dissemina fake news. O dado é uma das revelações do Panorama Mobile Time/Opinion Box, que identificou ainda que os principais aplicativos de mensagens ganharam usuários no país, exceto o Facebook Messenger.

Em julho, a pesquisa entrevistou 2.046 brasileiros que possuem celular e acessam a internet. O tema da consulta foi os aplicativos de mensagens, com destaque para o WhatsApp, Facebook Messenger, Instagram e Telegram.

Queridinho dos brasileiros, o WhatsApp está instalado em 99% dos celulares dos entrevistados, um crescimento de um ponto percentual em relação ao mesmo mês de 2019. O Instagram deixou o Facebook Messenger para trás, registrando presença em 81% dos aparelhos, contra 79% do app da rede social.

O aplicativo que mais cresceu em participação no Brasil no último ano foi o Telegram, que registrava uma penetração de 19% em 2019 e foi para 35% neste ano.

O sucesso do WhatsApp — e a indiferença com relação ao Messenger — pode ser medido na frequência de uso dos aplicativos. 95% dos entrevistados com o WhatsApp instalado responderam que usam o programa quase todos os dias, número que cai para 59% entre os usuários do Messenger.

Mesmo entre os usuários que quase nunca ou nunca usam o WhatsApp, o risco de desinstalação do aplicativo foi de 0%, destacando a importância do "Zap" mesmo para quem não o utiliza com afinco.

Fake News
A pesquisa abordou também a disseminação de informações falsas nos aplicativos, incentivada pelo ano eleitoral e pelo projeto de lei para combater a divulgação de fake news em apps e redes sociais.

Enquanto 88% dos entrevistados afirmaram ter recebido publicações falsas no WhatsApp, 33% admitiram que encaminharam notícias pelo aplicativo sem verificar se eram verdadeiras, sendo que a proporção aumenta conforme a faixa etária.

Entre os entrevistados, 76% concordaram ao serem perguntados se o WhatsApp deveria fornecer à Justiça informações de quem divulga fake news no aplicativo. A proporção variou consideravelmente entre homens e mulheres, que concordaram 72% e 80%, respectivamente.

SMS em queda
A pesquisa da Mobile Time revelou ainda que o uso do SMS está em queda entre os brasileiros, com apenas 17% dos entrevistados afirmando que enviam mensagens com o sistema quase todos os dias. O número, que era de 24% no começo do ano, mostra o quanto os aplicativos tomaram o lugar do antigo sistema, que deve ser gradualmente substituído pela tecnologia RCS.

A pesquisa completa pode ser acessada no site do Panorama Mobile Time/Opinion Box após cadastro.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/apps/brasileiros-sao-a-favor-de-a-justica-obter-dados-de-quem-divulga-fake-news-171078/

3

Set

Comunicação

ONG Avoante e Ação da Cidadania distribuem cestas básicas em Natal

A pandemia não passou, e as dificuldades continuam para muitos potiguares. Até mesmo para necessidades mais básicas, como a alimentação. A crise econômica decorrente do afastamento social, imprescindível para o controle da pandemia, agravou a situação de famílias que já viviam essa realidade e levou inúmeras outras a padecerem da mesma situação.

Esta semana, a ONG Avoante, em parceria com a Ação da Cidadania do Rio de Janeiro está distribuindo mil cestas básicas e kit’s de higiene às comunidades pré-cadastradas pela instituição. São famílias que se encontram em situação de fragilidade social e insegurança alimentar, agravadas pela pandemia.

“Essa remessa de mais mil cestas significa, aproximadamente, mais 12 toneladas de alimentos. Apesar de parecer muito, rapidamente é distribuída e deixa ainda muitas famílias em situação de necessidade. Por isso, cabe à sociedade civil, aos cidadãos que ainda estejam minimamente estruturados, social, psicológica e economicamente, serem empáticos e contribuírem, seja de que forma for, para mitigar a situação de quem está lutando para sobreviver”, diz Carlos Freire, diretor da ONG Avoante.

A ONG Avoante, sediada em Natal, está negociando localmente para implantar um projeto de arrecadação de alimentos. Mas no momento, vem trabalhando em parceria com a Ação da Cidadania, que tem sua base no RJ e vem atuando desde o início da pandemia em todos os 23 estados em que mantém comitês.

Desde o surgimento do novo Coronavírus, aqui no RN já foram distribuídas 1.650 cestas básicas e kit’s de higiene, um total de 25 toneladas de alimentos. Importante ressaltar que toda a operação de recebimento e entrega das doações segue os critérios de segurança sanitária exigidos, movimentando o menor número de pessoas possível.

3

Set

Comunicação

Assembleia do RN disponibiliza sistema Legis RH para Legislativo de São Paulo

O presidente da Assembleia Legislativa do RN, deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), oficializou na manhã da última quarta-feira (2) a disponibilização e implantação do sistema de gestão de RH da ALRN, o Legis RH para a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP). A cooperação entre as casas legislativas representa uma economia de aproximadamente R$ 20 milhões para a Casa paulista, de acordo com o presidente da ALESP, Cauê Macris (PSDB). O diretor geral da ALRN, Dr. Augusto Carlos Viveiros Garcia e o diretor de Gestão Tecnológica da ALRN, Mário Sérgio Gurgel, também participaram da reunião.

“É uma satisfação poder contribuir com a ALESP. As assembleias precisam estar irmanadas com o que a gente tem de melhor para buscar a eficiência tão necessária na administração pública, que é também o que busco a frente da ALRN. Nesta oportunidade, quero renovar o convite para o senhor presidente vir conhecer nossa história, nossas belezas, nosso litoral e a interiorização do turismo. Aqui temos também o turismo religioso e uma excelente culinária no interior do estado. O turismo é mola propulsora da nossa economia. E convido também para conhecer o que temos de mais valioso: o nosso povo”, afirmou Ezequiel Ferreira.

Desde fevereiro que os servidores da Diretoria de Gestão Tecnológica e a Coordenadoria de Gestão de Pessoas da ALRN organizam os processos do termo de cooperação técnica. “Esse é um passo histórico de cooperação entre os legislativos estaduais. Hoje o RN fornece a tecnologia da gestão de RH para a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Por isso, a ALRN está de parabéns”, destacou o presidente da ALESP, Cauê Macris.

A cooperação foi firmada através de dois documentos: o Convênio do Projeto de Modernização, assinado pelo diretor geral da ALRN, Dr. Augusto Carlos Viveiros Garcia e pelo diretor de gestão tecnológica, Mário Sérgio Gurgel, e o Termo de Cooperação Técnica, assinado pelos presidentes da ALRN e ALESP. “É uma satisfação muito grande assinar como gestor desse convênio ao lado de Dr. Mário Sergio”, disse Augusto Carlos Viveiros Garcia.

O Legis RH, desenvolvido pela Diretoria de Gestão Tecnológica da ALRN, é referência nacional. A plataforma utilizada no setor de Recursos Humanos e folha de pagamento da ALRN foi vencedor do Prêmio Assembleia Cidadã da Unale (União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais) na categoria “Gestão”. O desempenho da plataforma despertou o interesse das casas legislativas da Bahia, Rio de Janeiro, Pernambuco e Mato Grosso.

“Quero aproveitar para agradecer a cordialidade com que fomos recebidos por toda equipe da Assembleia de São Paulo e dizer que é um prazer essa troca de experiência. Não só ensinando, mas tivemos a oportunidade de aprender muito sobre a rotina da Casa paulista”, ressaltou o diretor de Gestão Tecnológica da ALRN, Mário Sérgio Gurgel.

O sistema Legis RH estava contemplado no Planejamento Estratégico da ALRN e terá novas etapas no horizonte 2023 com macrodesafios (objetivos estratégicos) que nortearão as ações da Assembleia Legislativa no próximo quadriênio.

3

Set

Comunicação

DNA Center firma parceria com Liga Contra o Câncer

A partir do mês de outubro, os laboratórios das três unidades da Liga Contra o Câncer, em Natal, passam a ser gerenciados pelo DNA Center. A parceria foi firmada nesta quarta-feira (02). Terão o selo do laboratório, as unidades do Hospital Dr. Luiz Antônio, no bairro das Quintas; o Centro Avançado de Oncologia (CECAN), no bairro Dix-Sept Rosado; e a Policlínica, localizada no bairro do Alecrim. 

O DNA Center está há 20 anos no mercado potiguar oferecendo um serviço de excelência, com tecnologia de ponta, que garante resultados confiáveis e de qualidade.

2

Set

Comunicação

Instituto do Bem lança campanha Setembro Verde de conscientização sobre doação de órgãos

O Instituto do Bem promove neste mês a campanha "Setembro Verde" com o objetivo de alertar as pessoas sobre a importância da doação de órgão e esclarecer dúvidas relacionadas ao assunto. Com o tema "A Escolha do Bem", toda a campanha gira em torno do Dia Nacional de Conscientização Sobre a Doação de Órgãos, celebrado no dia 27 de setembro.

A ideia é ampliar o debate com ações que incentivem as pessoas a conversarem com familiares e amigos sobre a escolha de se tornar um doador de órgãos. Na legislação brasileira, não há nada que possa ser deixado em escrito em vida pelo potencial doador que autorize a retirada de órgãos para o transplante.

Por causa da pandemia de Covid-19, as ações da campanha "Setembro Verde" serão concentradas nas redes sociais da ONG com publicações informativas e histórias de pessoas que foram salvas por causa do gesto de solidariedade. A causa também pode ser apoiada com a compra de uma camiseta por R$ 35, cujo valor arrecadado será revertido para o pagamento de exames de pacientes que estão na fila de espera para doação. Todas as informações sobre como aderir à campanha estarão disponíveis nos perfis @institutodobem no Instagram e no Facebook.

"É importante falarmos sobre isso para esclarecer vários mitos que existem sobre a doação de órgãos. As pessoas não falam sobre transplante para não tocar em um assunto delicado que é a morte. Assim o tema não é discutido e as pessoas não expressam suas vontades em vida. Por isso, se a pessoa quiser se tornar um doador é preciso deixar claro para os familiares", explica a assistente social do Ibem Brenda Cirne.

2

Set

Comunicação

Natal participará de evento internacional sobre cidades e mobilidade inteligentes

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), é um dos destaques do evento internacional Connected Smart Mobility Digital Xperience 2020, que acontecerá entre os dias 9 e 10 de setembro. O case da capital potiguar faz parte do estudo desenvolvido pelo filósofo, educador e especialista em filosofia clínica, Guto Castro, e vai falar sobre o tema Ética, mobilidade e pandemia: Quais os caminhos para uma cultura de combate a necropolítica nas cidades e no trânsito?

A plataforma City Inteligentes e Connected Smart Mobility Xperience online vai proporcionar uma imersão sobre o tema envolvendo diversos atores e pesquisadores do mundo inteiro para discutir a revolução da mobilidade através de investimentos, tecnologia e inovação com foco na necessidade das pessoas em todo planeta. Também vai debater a ideia de como sair da caixa do modelo tradicional de pensar mobilidade em grandes centros para conceitos mais modernos de planejamento e quais as tecnologias e inovações que vão revolucionar a mobilidade urbana a partir do cenário atual, entre outros temas.

Castro vai apresentar a tese que sem uma educação para um trânsito mais humano o mundo continuará ferindo e matando as pessoas. Vai apresentar também algumas campanhas realizadas pela STTU nos últimos anos – com ênfase nos cases “Nós Somos o Trânsito”, finalista do Desafio Publicitário 2018 do Maio Amarelo e a Campanha de conscientização contra a Covid-19 e o elevado número de acidentes com vítimas fatais no trânsito, projetado nos Reis Magos e com a ideia de “Perceba os riscos. Proteja a vida!”.

“Foram duas campanhas que receberam reconhecimento nacional. Essa última, prova que o vírus não viaja sozinho e que as fronteiras não existem para ele, já que anda de carona nas pessoas que se movimentam. E, é nesta perspectiva, que ele passa a ser um desafio para mobilidade também”. Com esse argumento, Guto de Castro trouxe o debate sobre a importância da mobilidade na luta contra o Covid-19 e criou o cenário dos Reis Magos com máscaras dentro de uma campanha que trabalha a luta contra o Coronavírus e os acidentes fatais com vítimas no trânsito, no Maio Amarelo.

De acordo com o pensador, o vírus fez o planeta recuar em termos de uma mobilidade livre, entre os países, os estados e até mesmos entre as cidades dentro de uma única nação. Não temos mais a ideia de fronteiras livres em continentes e blocos econômicos, países e até mesmo entre municípios dentro de uma mesma região.

“Isso é um retrocesso na ideia de um mundo sem fronteiras e uma ética planetária. Pois, de fato, está provado que os problemas que acontecem na China, na Itália, nos Estados Unidos também acontecem aqui e acontecerão na África, na Índia e no Japão. E esses problemas precisam ser objetos de estudos da ciência, da filosofia e da mobilidade”, destaca o pensador. “Como filósofo, tenho o dever moral de provocar o tema, construir apórias, perguntas para que possamos apontar os caminhos deste novo mundo. Mas, sem retrocesso”, concluí o pensador.

31

Ago

Comunicação

Evento online oferece palestras sobre LGPD, gestão de crise, transformação digital e Cibersegurança

O Grupo Daryus, empresa de consultoria e educação no tema gestão de riscos, promove há 15 anos o Global Risk Meeting (GRM), que tem como foco debater tendências e riscos de forma holística. O evento acontece no dia 11 de setembro, das 8h45 às 18h, e pela primeira vez será 100% online.

O encontro possibilita que empresas e líderes empresarias acompanhem riscos latentes e emergentes, como a crise da COVID-19, a necessidade da transformação digital para alavancar negócios, mudanças do setor financeiro e, principalmente, a continuidade de negócios com foco no ser humano e no propósito empresarial.  

“O mundo está vivendo uma nova realidade e não podíamos deixar de acompanhar este momento e adaptar o Global Risk Meeting para a versão online. Há 15 anos estávamos discutindo o fatídico 11 de setembro de 2001 e a partir deste momento temos que repensar empregos, questões sanitárias, governos, impactos disruptivos da tecnologia no mercado financeiro, transportes, saúde e educação. Agora, é pivotar para sobreviver ou deixar de existir. A COVID-19 não é o único inimigo”, comenta Jeferson D’Addario, CEO do Grupo Daryus.  

Dentre os nomes que confirmaram presença nos nove painéis que compõem o evento estão: Ney Neto, Diretor da MCI Brasil (especialista e experiente mentor em grandes eventos como o Campus Party); Kleber Fernandes, Head of Quality and Management da AGV / Solistica (especialista em Logística); Marco Carnut, Chief Technology Officer do ZRO Bank (especialista em Blockchain e tecnologias disruptivas);  Victor Oliveira, CFO América Latina GSK Farmacêutica (visionário e experiente executivo de finanças); Ricardo Tavares, Professor e Coordenador de pós-graduação em Cibersegurança (Expert em Cibersegurança para setor de energia e indústria 4.0).

Além de Hélio Cordeiro, Sócio-Diretor na Daryus Consultoria e líder de LGPD (expert em proteção de dados e digital); Dr. Fabricio da Mota, Representante do Senado no Conselho de Proteção de Dados -LGPD- (um dos nomes mais respeitados no tema LGPD no Brasil); Thomas Khalil, CFO e CHR na LG - lugar de gente (empresa brasileira líder em tecnologia para gestão de RH); Jeferson D’Addario, CEO do Grupo Daryus (expert em Gestão de Continuidade e Riscos).  

Os temas abordados focam de uma forma leve, não técnica, em negócios e traz importantes reflexões como a necessidade de transformação digital, impactos da LGPD, propósito empresarial, troca de experiências com a gestão de crises da COVID-19 e, principalmente, como as empresas podem melhorar sua resiliência para as próximas décadas. O Global Risk Meeting tem como público-alvo executivos, gestores, líderes e consultores.  

O evento, que tem vagas limitadas, também pode ser uma oportunidade para profissionais que queiram se atualizar, identificar oportunidades de negócios e de novos empregos. Serão mais de nove horas de troca de experiências e conhecimento. Os interessados devem se inscrever pelo site https://www.sympla.com.br/global-risk-meeting-2020__949267 . Após a inscrição, os participantes receberão todas as instruções por e-mail.   

31

Ago

Comunicação

Eventualidade na conexão da internet: como resolver

Estar conectado é um dos requisitos básicos de hoje. Informações, trabalho, diversão, tudo acontece no mundo virtual e, por isso, uma queda na rede ou uma simples lentidão na conexão já é motivo de apreensão entre os usuários. Ainda mais com a pandemia, quando aumentou a demanda com o home office, aulas online, e acesso a outras opções de lazer via internet.

Na busca para tentar resolver os problemas, a solução pensada pela maioria dos internautas é aumentar a velocidade da internet contratada, o que nem sempre é o que vai mudar o cenário e garantir uma boa navegação.

“Aumentar a velocidade só faz sentido se a atual contratada não estiver sendo compatível com a utilização”, afirma Carlos Siqueira, coordenador de atendimento técnico. O especialista explica que na maioria das vezes, para o uso comum de redes sociais ou utilizações triviais, não é necessária uma velocidade muito alta, o que é ideal para outras demandas maiores. Ou seja, nem sempre a velocidade é a culpada pela lentidão da conexão.

O fato é que, o especialista explica, o comportamento dos usuários mudou bastante nos últimos anos: antes, a conexão que era realizada por meio de computadores de mesa e cabos, hoje em dia é prioritariamente via rede sem fio, o famoso Wi-Fi. De acordo com a pesquisa TIC Domicílios, 79% dos domicílios possuem essa tecnologia e 97% dos usuários utilizam o celular para se conectarem. Além disso, não são mais apenas computadores e smartphones conectados à rede Wi-Fi: mais equipamentos se agregam à internet, como TVs e até geladeiras.

“Outra questão é que muitos dispositivos de transmissão não acompanharam a mudança comportamental dos usuários e alguns modelos de modens não comportam as altas velocidades para a conexão Wi-Fi. E é aí que reside a maioria dos problemas no sinal da internet”, comenta Siqueira.

Há ainda mais uma circunstância que pode ser causadora de transtornos entre os usuários com a internet: o próprio aparelho usado para conectar. Alguns computadores e smartphones não comportam toda a velocidade contratada pelo internauta e isso pode gerar lentidão. “Contar com uma alta velocidade e um aparelho que não suporta a rede sem fio é como ter uma Ferrari e tentar pilotá-la em uma estrada repleta de buracos”, compara Siqueira.

Estes detalhes, pouco conhecidos, são alguns dos responsáveis pela maioria dos problemas detectados nas casas dos usuários. Para identificar essas situações, o indicado é agendar uma visita de um técnico especializado para analisar as condições dos aparelhos, a fim de diagnosticar quais são as melhores soluções para cada caso e fazer com que o sinal da internet chegue aos aparelhos sem empecilhos, seja por cabo ou Wi-Fi.

Algumas providências básicas

Alguns ajustes em casa podem auxiliar no desempenho da internet: uma das medidas é a localização do roteador. “O equipamento deve estar instalado no ponto mais central da residência, onde consiga abranger de uma forma mais eficaz o espectro do Wi-Fi. É importante não colocar nenhum objeto perto dele, como livros, telefone ou aquário, para que fique totalmente livre de interferências”, explica Marcelo Barbosa, coordenador técnico da Cabo Telecom.

Além da localização do equipamento, o especialista esclarece ainda que é recomendável utilizar canais do modem estáveis, ou seja, que não estejam sendo compartilhados por vizinhos, por exemplo. Para realizar isso automaticamente, é necessário apenas desligar e ligar o modem, para que realize essa busca e evite interferências no sinal.

Outro ponto importante é diminuir o número de aparelhos que utilizam o Wi-Fi, para melhorar a sua eficiência. “A nossa recomendação é passar um cabo de rede do modem até a televisão, videogame, desktop, enfim, todos os equipamentos possíveis. Assim, as interferências são evitadas, já que quanto menos equipamentos dependerem do Wi-Fi, melhor será seu desempenho”, aconselha Marcelo.

 

31

Ago

Comunicação

Encontro de práticas educativas digitais começa dia 2 de setembro

As tecnologias em tempos de #fiqueemcasa (se puder) é o tema do III Encontro de Práticas Educativas Digitais (III e-PED), que o Centro de Educação (CE) da UFRN promove entre os dias 2 e 4 de setembro. O evento tem como objetivo compartilhar experiências de uso crítico, criativo, dialógico, dialético das tecnologias educacionais, como também, aproximar os profissionais da Educação Básica do espaço acadêmico. 

O encontro, aberto ao público em geral, será transmitido por meio do Facebook do LTE. A programação consta de apresentações de trabalhos, apresentação cultural, oficinas e mesas de diálogos.

Os trabalhos serão apresentados na forma escolhida pelos autores (painel virtual, slides, infográficos, animações, imagens, vídeos). Se o trabalho tiver mais de um autor, somente um poderá participar da transmissão ao vivo, por motivo do isolamento físico, em razão do novo coronavírus. As transmissões acontecem pela plataforma StreamYard que será enviado o link, diretamente aos apresentadores.

As apresentações culturais vão acontecer no decorrer do evento. O artista escolhe uma das redes sociais: instagram, Facebook e Youtube, para a sua apresentação e em seguida disponibiliza o link para a transmissão on line. Na programação já estão confirmados vários artistas, como: Alan Persa (músico), Alexandre Américo (artista), Clara (cantora), Felipe Nunes (cantor e compositor), Folia de Rua Potiguar  e o Grupo Fuxico de Feira, composto pelos músicos Fernandinho Régis, Felipe Erick, Abner Moabe e Valério Felipe. 

A coordenação geral do evento é dos professores Cibele Amorim Martins e João Tadeu Weck, do CE, e organizado por professores, alunos da UFRN e profissionais da educação. Também participam da ação integrantes do Grupo de Estudos e Pesquisas em Meios de Comunicação e Educação (COMBASE).

De acordo com a organização, várias revoluções tecnológicas que marcaram os tempos são resultado das ações humanas no mundo. “Assim, acreditamos que é através da educação que podemos revolucionar o uso das tecnologias. A pandemia mostrou que as tecnologias como produção humana são meios para buscarmos os mais diferentes caminhos no acesso à educação pública, gratuita, inclusiva e de qualidade”.

No último dia, para encerrar a programação, o tema a ser discutido na mesa de diálogo é sobre Caminhos possíveis para o tempos presente e futuro, com a participação de Daniela da Costa Brito, da Universidade Federal de Goiás (UFG) e Alexandre da Silva, da Secretaria da Educação e da Cultura do RN (SEEC/RN), e mediação da professora Cibele Martins, do CE. 

Receberão certificados de participação e apresentação de trabalho apenas os inscritos no evento. Para saber toda a programação do encontro, basta acessar o  link.

28

Ago

Comunicação

Band estreia programa de entretenimento, sob o comando da apresentadora KellyVieira

A Band Natal estreia nesta sexta-feira, 28, às 16 horas, a sua melhor prévia para final de semana: Trata-se do programa “#SextouNaBand”, que entra em cena sob o comando da apresentadora Kelly Vieira, com retransmissão para o estado de Alagoas. Segundo o diretor geral da Emissora, Carlo Bastos, a nova atração vem preencher a lacuna de programa de entretenimento, até então ausente na grade de programação local.

“Com isso, a nossa grade fica completa, onde temos jornalismo, notícias, entretenimento, esporte, variedades, atingido todos os públicos – feminino, masculino, jovem, adultos e crianças. O “#SextouNaBand” é um programa de muita interatividade e a Kelly Viera é uma apresentadora já reconhecida pelo público, que faz inclusive o Carnatal, o nosso verão e projetos especiais”, destaca Bastos.

O “#SextouNaBand” tem a proposta de unir conteúdos da internet, com a produção e dinamismo da TV ao vivo, tornando-o uma alternativa diferenciada dentro do entretenimento, revela Kelly Vieira. 

O programa levará aos telespectadores informações sobre os lançamentos de séries, filmes, lives e eventos, ajudando ao público a identificar as opções ideias para o seu final de semana. A nova atraçãoa da BAND NATAL ainda traz entrevistas com artistas, promoções, sorteios e muita interatividade com o público, que vai poder não só opinar sobre temas relevantes a serem discutidos, como também enviar vídeos e fotos através do whatsapp, ou postar usando a “#” SextouNaBand! 

“Independente de estilo e gosto, o objetivo é ser a melhor prévia possível para o fim de semana, fazendo com que, os dias leves e cheios de boas energias, sejam curtidos, compartilhados e principalmente vividos”, comemora Kelly.
 

28

Ago

Comunicação

TV Assembleia passa a ser transmitida no Canal 10 em sinal aberto de televisão

A mudança no canal da TV Assembleia no Rio Grande do Norte para a frequência televisiva 10 será feita a partir deste sábado (29) no sinal aberto de televisão.

A conquista do novo canal da TV Assembleia foi comemorada pelo presidente da Assembleia, Legislativo Estadual. “Com a modificação estaremos próximos aos canais de maior audiência da TV aberta. Temos hoje um legislativo transparente, atuante e com programação ao vivo, garantindo a acesso do cidadão ao rito legislativo e ainda levando informação de qualidade para a população”, destaca o presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira (PSDB).

A mudança só foi possível graças à atuação do ministro das Comunicações, o potiguar Fábio Faria, que garantiu a rápida alteração, possibilitando mais um legado de pioneirismo para a TV Assembleia do RN. “Os avanços em tecnologia permitem novas conquistas como a democratização da comunicação. E uma das nossas metas no Ministério das Comunicações é garantir o fortalecimento dos canais legislativos em todo o Brasil e principalmente, no Nordeste e em especial, no Rio Grande do Norte oportunizando a livre escolha da população com acesso mais próximo aos canais de maior audiência, garantindo que também a notícia de qualidade produzida na TV Assembleia chegue a todos, com isonomia”, destaca.

A TV Assembleia é pioneira no Brasil como integrante da Rede Legislativa. Uma das primeiras a ser inaugurada no País, ainda em 2003 e faz história até hoje também no Rio Grande do Norte. “Com o incentivo do ministro Fábio Faria, voltamos à posição de destaque no Brasil, exemplo quando o assunto é a linha editorial com prioridade para as coberturas de atividades legislativas, mas também diversificando a programação”, argumenta o diretor da TV Assembleia, Bruno Giovanni.

O crescimento da TV Assembleia nos últimos cinco anos também foi comentado pelo diretor. “Temos hoje o maior tempo de grade com programação local, exibição gratuita e em canal aberto. Estamos presentes em mais de 90% do território do Rio Grande do Norte. Conquistas possíveis graças a parcerias que construímos ao longo dos anos, agregando novos formatos, programas e apresentadores”, comemora Bruno Giovanni, anunciando novidades para disputar atenção dos telespectadores com os líderes do Ibope. “Estamos próximos dos 18 anos de canal legislativo e vamos deixar um legado importante na comunicação do Estado”, destaca.

Com a mudança, a sintonia será feita automaticamente pelo aparelho de televisão, sem que seja necessário qualquer procedimento. Caso não ocorra de maneira automática, o telespectador pode executá-la no controle remoto na função de "busca ou sintonia de canais" do aparelho; confirma no canal 10.3 e estará concluída a mudança na transmissão da TV Assembleia.

Rede Legislativa – A coordenação da mudança nos canais é feita pela Rede Legislativa - que integra a Câmara Federal, Senado, Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais - com objetivo de tornar as emissoras legislativas mais acessíveis aos telespectadores, onde se concentram outras emissoras de TV. “O objetivo é popularizar as programações das TVs legislativas, aumentando a audiência das sessões plenárias; votações; reuniões; audiências públicas; debates; entrevistas e programas jornalísticos dentro e fora dos plenários”, frisa a coordenadora da Rede Legislativa da Câmara Federal e vice-presidente da Astral, Evelin Maciel.

A Rede Legislativa de TV, além de alterar a numeração dos canais no ar, continua sua expansão pelo Brasil e já tem sinal aberto de televisão em 59 cidades, com alcance de 250 municípios. Fazem parte da Rede, atualmente, 65 emissoras legislativas.