Educação

17

Set

IMD abre inscrições para especialização em Dispositivos Móveis

O Instituto Metrópole Digital (IMD), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), abriu hoje, 16, as inscrições para o seu novo curso de Especialização em Desenvolvimento para Dispositivos Móveis. São oferecidas 70 vagas para público externo e sete para demanda interna da UFRN. As inscrições podem ser feitas até o dia 6 de outubro, por meio da página do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa), em sua seção de processos seletivos, mediante pagamento de uma taxa de R$ 50. As aulas estão previstas para começar no dia 22 de outubro.

Com carga horária total de 360 horas e 15 meses de duração, o curso de especialização foi criado com o objetivo de qualificar profissionais para o desenvolvimento de soluções de software para dispositivos móveis, trabalhando, para isso, técnicas, tecnologias e fundamentos pertinentes à área.

Segundo o professor do IMD Itamir Barroca, coordenador da especialização, a expectativa do Instituto é possibilitar que cada vez mais profissionais e empreendedores se capacitem nessa área de conhecimento e fomentem a criação de novos negócios especializados.

“Trata-se de uma tecnologia muito utilizada em diversas áreas, como Saúde, Logística, Ensino e várias outras. Dada essa realidade, é uma pós-graduação que já há algum tempo tem sido demandada e hoje abrimos essa oportunidade”, comenta o coordenador.

Dentre os componentes curriculares da especialização, destacam-se disciplinas nas quais serão ensinados assuntos como desenvolvimento prático de aplicativos, tecnologias Cross-Platform, arquitetura de software, usabilidade dos dispositivos, entre outros.

Processo seletivo

Para a formação da nova turma, o processo seletivo da especialização consistirá na análise de dois pontos: experiência profissional relacionada à Tecnologia da Informação (TI), comprovada por meio do currículo e documentação, e histórico escolar assinado pela respectiva instituição de ensino.

O resultado final está previsto para ser divulgado no dia 11 de outubro e o período de matrícula acontecerá entre os dias 14 e 19 do mesmo mês. O investimento necessário para a realização do curso corresponde à mensalidade de R$ 550, em 15 parcelas.

17

Set

Alunos da EAJ conquistam medalha em olimpíada de robótica

Na última terça-feira, 14, a Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) publicou a nota de corte utilizada para determinar os participantes que receberam as medalhas de ouro, prata e bronze na modalidade teórica da competição. A modalidade teórica é dividida em duas fases que buscam apresentar problemas envolvendo o universo da robótica, os quais possam ser solucionados por meio de ensinamentos compreendidos no currículo escolar básico. A primeira fase aconteceu no dia 11 de junho e a segunda no dia 25 de agosto, ambas aplicadas no formato remoto.

Os alunos da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ/UFRN) Miller Matheus Lima Anacleto, do 3° ano, e Jonata de Andrade dos Santos, do 2° ano, ambos discentes do ensino médio integrado ao Curso Técnico em Informática, foram medalhistas na competição e conquistaram o bronze nacional. Miller participa da competição desde 2019, quando participou do pódio com medalha de prata, e Jonata estreou na OBR este ano, já conquistando a medalha de bronze.

Apesar de não objetivar a medalha, Miller acredita que faz parte recebê-la por todo o esforço dedicado à competição. “A medalha nunca é o foco e, sim, uma consequência de um trabalho. Então é mais um sentimento de reconhecimento pelo que você já fez”, afirma. Jonata, por outro lado, já planeja as próximas conquistas nas Olimpíadas. “No próximo ano, é evidente a minha participação. Apesar de ter feito o possível, vou trabalhar mais e, ano que vem, vou tentar conseguir outra medalha na OBR”, conta.

Além da medalha de bronze na OBR, os alunos Miller Matheus Lima Anacleto e Jonata de Andrade dos Santos também conquistaram, ainda neste ano, medalhas de ouro, bronze e prata na Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA) e na Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG).

Com a conquista, a EAJ-UFRN agora acumula 5 medalhas em suas participações na OBR: prata em 2019, duas medalhas de bronze em 2020 e, com as conquistas de Miller e Jonata, duas medalhas de bronze em 2021.

17

Set

MEC estuda criação da primeira universidade federal digital do país

O Ministério da Educação (MEC) planeja criar uma universidade federal digital para, segundo o ministro Milton Ribeiro, ampliar o acesso dos estudantes de todo o país à rede pública federal de ensino.

“Queremos criar a primeira universidade federal digital no país e ampliar o acesso a todos”, disse o ministro ao participar, ontem (16), de audiência pública na Comissão de Educação do Senado.

Um documento preliminar do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, de maio deste ano, cita a avaliação de viabilidade da iniciativa entre as metas da Secretaria de Educação Superior (Sesu-MEC) para promover a educação à distância nas instituições federais de ensino superior por meio do programa Reuni Digital.

Hoje, no Senado, o ministro Milton Ribeiro disse que a iniciativa segue o modelo já implementado por outros países e respeita as diretrizes, metas e estratégias definidas no Plano Nacional de Educação (PNE). De acordo com o ministro, o uso das modernas tecnologias de informação podem baratear os custos do ensino de qualidade.

“É isso que temos visto em grandes países que estão desenvolvendo essa ferramenta. Vamos começar com alguns cursos e todos vão poder ter acesso, pois com 400, 500 professores, eu posso atingir a milhões de alunos no país todo, obedecendo às premissas do PNE”, disse o ministro.

O ministro lembrou que, nos últimos anos, o orçamento das universidades federais foi impactado pela crise econômica e, principalmente, pela pandemia da covid-19.

“Quando falamos em diminuição das verbas para as universidades federais, eu concordo plenamente. Vejo que, em um passado não tão distante, o orçamento do ensino federal era muito grande, muito maior do que o que temos hoje”, disse Ribeiro

“Vale dizer que vivemos tempo de guerra, de pandemia”, acrescentou o ministro, enfatizando que, na proposta orçamentária para 2022, o ministério pede ao Congresso Nacional que autorize um aumento de recursos para a pasta.

“A proposta que o Parlamento vai apreciar fala em um aumento mínimo de cerca de 17% para as universidades federais, e de 28% para os institutos federais. Por que isso? Porque temos 69 universidades federais com 281 campi. E 38 institutos, Cetecs [centros educacionais técnicos], além do Dom Pedro II. E esses, juntos, somam 670 campi. Então, além da visão política de dar mais oportunidade à [formação] de mão de obra técnica, o número de campi [do segundo grupo] é muito maior”, comentou Ribeiro.

Fonte: Agência Brasil

16

Set

IFRN lança 3192 vagas em Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio; confira edital

A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (Proen/IFRN) divulgou, nesta sexta-feira, 10 de setembro, o Edital nº 41/2021, que anuncia o processo seletivo para Cursos Técnicos de Nível Médio na modalidade Integrada. O processo seletivo é conhecido como Exame de Seleção.

Ao todo, são ofertadas 3192 vagas, distribuídas pelos 20 campi do Instituto, com ingresso no primeiro semestre letivo de 2022. A execução das etapas do processo seletivo ficará sob a responsabilidade da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern).

Processo seletivo

O processo seletivo é aberto a portadores de certificado de conclusão do Ensino Fundamental ou curso equivalente e abrangerá conhecimentos de Língua Portuguesa, Matemática e produção textual.

A seleção será realizada através da aplicação de provas presenciais. O Edital, porém, explica que, em caso de inviabilidade da aplicação das provas presenciais, dadas as condições sanitárias causadas pela pandemia da Covid-19, a seleção poderá ocorrer através da análise do histórico escolar do Ensino Fundamental dos candidatos.

Inscrições

As inscrições devem ser realizadas exclusivamente de forma on-line, na Área do Candidato, por meio do endereço eletrônico https://inscricoes.funcern.org, no período das 14h do dia 15 de setembro até o dia 21 de outubro. No formulário de inscrição, os interessados deverão informar o número do documento de identificação oficial com foto e do Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Serão considerados documentos de identificação: Carteira de Identidade, Carteira Profissional, Passaporte ou Carteira de Habilitação na forma da Lei nº 9.503/97. O documento destaca que os candidatos com Carteira de Identidade Infantil serão submetidos à identificação especial, na qual será realizada identificação por escrita.

Os candidatos deverão efetuar o pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 30, até o dia 22 de outubro de 2021. Para gerar o Boleto de Pagamento, será necessário acessar a Área do Candidato e selecionar a opção “Boleto”, que irá gerar o boleto bancário em formato PDF.

O período para requerimento da isenção da taxa vai de 15 de setembro a 3 de outubro deste ano. Para realizá-lo, o candidato deve acessar a Área do Candidato e preencher o formulário de Requerimento de Isenção, informando o número do NIS no cadastro no CadÚnico (com 11 dígitos). O resultado preliminar do requerimento será divulgado no dia 7 de outubro. Já o resultado final será anunciado no dia 14 do mesmo mês.

Os estudantes com inscrição homologada no ProITEC 2021 são isentos da taxa de inscrição, mas devem se inscrever como os demais.

Resultados

O resultado das provas de múltipla escola (Língua Portuguesa e Matemática) será divulgado no sítio do IFRN e no da Funcern, no dia 27 de dezembro de 2021. No dia seguinte, 28 de dezembro, serão divulgados os candidatos que terão sua produção textual corrigida. O resultado final do processo seletivo será anunciado no dia 24 de janeiro de 2022.

16

Set

Mestrado em Ciência, Tecnologia e Inovação da UFRN inscreve até este sábado

As inscrições para o Mestrado Profissional em Ciência, Tecnologia e Inovação, que tiveram início no dia 15 de agosto, terminam em 18 de setembro, próximo sábado, e devem ser feitas exclusivamente via internet, na página de Processo Seletivo da UFRN Stricto Sensu.

O edital divulgado pela coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Inovação (PPgCTI) oferece vinte vagas de ampla concorrência e duas para servidores da UFRN. Podem solicitar inscrição no processo seletivo portadores de diploma de graduação emitido por Instituição de Ensino Superior (IES) reconhecida pelo MEC ou de declaração de conclusão de curso superior, emitida pela Instituição do referido curso de graduação.

Concentrado na área da Gestão da Inovação e da Informação, os candidatos podem atuar em uma das duas linhas de pesquisa: Desenvolvimento de Tecnologias Para a Inovação e Gestão da Inovação.

O Mestrado Profissional do PPgCTI tem como objetivo produzir conhecimento e formar recursos humanos qualificados nas conexões Ciência, Tecnologia e Inovação, destacando o esforço de aplicar ciência empreendedora e de transferir conhecimento e tecnologia.

Para mais informações, consulte o edital.

16

Set

Enem 2021: inscrições para pessoas privadas de liberdade acabam amanhã

Estão abertas, até esta sexta-feira (17), as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade, o Enem PPL 2021. As inscrições devem ser feitas pelo responsável pedagógico da unidade prisional ou socioeducativa, por meio do sistema do exame.

O responsável pedagógico é o encarregado por acompanhar todas as etapas do exame até a divulgação dos resultados. Entre as obrigações estão solicitar atendimento especializado e tratamento pelo nome social para os participantes que precisarem, indicar as salas de provas e divulgar as informações aos participantes.

Também cabe a ele manter, sob sua guarda e sigilo, a senha de acesso ao sistema e os números de inscrição e de Cadastro de Pessoa Física (CPF) dos participantes. Os dados são indispensáveis para o acompanhamento do processo de inscrição e a obtenção dos resultados individuais.

O prazo de inscrição do Enem PPL começou no dia 6 de setembro. As provas serão aplicadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nos dias 11 e 12 de janeiro de 2022.

O Enem PPL têm o mesmo nível de dificuldade do Enem regular. A única diferença está na aplicação, que ocorre dentro de unidades prisionais e socioeducativas indicadas pelos órgãos de administração de cada estado e Distrito Federal.

O Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica e é a principal porta de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Universidades privadas também utilizam o Enem para selecionar estudantes, bem como algumas instituições de Portugal que têm convênio com o Inep para aceitarem as notas do exame.

Fonte: Agência Brasil

15

Set

Inscrições abertas para o VII Simpósio de Neuroengenharia do IIN-ELS

O Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN-ELS) realizará, entre os dias 18 e 20 de outubro de 2021, a sétima edição do Simpósio Internacional de Neuroengenharia. A edição será a primeira desde a chegada da pandemia da covid-19 ao Brasil, e acontecerá em formato completamente virtual, com palestrantes vinculados à instituições de seis países. As inscrições para o evento, que também vai permitir a submissão de trabalhos para apresentação, já estão abertas e seguem até o dia 18 de outubro.

O Simpósio de Neuroengenharia foi lançado no ano 2015 pelo Instituto Santos Dumont (ISD), com o objetivo de complementar a formação de futuros pesquisadores e alunos, criando um ambiente estimulante para o compartilhamento e geração de novos conhecimentos a partir da pesquisa científica. 

O gerente do IIN-ELS, Edgard Morya, afirma que a sétima edição do evento vai aproveitar o formato online para se internacionalizar ainda mais, trazendo pesquisadores com abordagens diversas que possam contribuir com temas relacionados à neuroengenharia. “A ideia dessa edição é trazer ainda mais pesquisadores de fora do Brasil, com abordagens e visões diferentes, a fim de enriquecer e expandir a visão dos participantes sobre a neuroengenharia”.

Entre os palestrantes, estão professores e pesquisadores de instituições como as universidades de Oxford e Birmingham, no Reino Unido; a Universidade de Buenos Aires, na Argentina; a universidade Aix-Marseille e o Institut des Neurosciences Paris‑Saclay, na França; da Escola Politécnica Federal de Lausanne, na Suíça e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). 

Além das palestras, os participantes vão contar também com tutoriais ofertados por professores-pesquisadores do IIN-ELS, com temas como técnicas de microscopia; eletrofisiologia e neuromodulação para roedores; inteligência artificial (I.A.) para neuroengenharia e cirurgia em modelos animais. 

O coordenador do programa de Pós-Graduação do IIN-ELS, Abner Rodrigues, destaca que a edição deverá ser maior do que a de anos anteriores. “É a primeira vez que fazemos o Simpósio desde o começo da pandemia, e a nossa expectativa é que ele seja maior ainda do que em anos anteriores, com muitos convidados, palestras e atividades confirmadas. Além disso, o fato dele ser online e gratuito vai permitir atrair participantes de todo país”. O evento tem apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação e do Consulado Geral da França em Recife.

Trabalhos

Estudantes de graduação, pós-graduação e pesquisadores poderão submeter trabalhos para o VII Simpósio de Neuroengenharia. Os temas aceitos englobam sete  eixos: Interface Cérebro-Máquina e Interface Homem-Máquina (ICM/IHM); Processamento e Análise de dados; Neurofisiologia e Eletrofisiologia; Neuromodulação; Tecnologia assistiva/Reabilitação/Inovação em Saúde; Neuroanatomia e análise de imagens; Engenharia Biomédica, Neuroengenharia e Neurociências. 

Os trabalhos serão avaliados pela Comissão Científica do Simpósio, composta por professores do IIN-ELS e pesquisadores convidados. Os seis trabalhos mais bem avaliados pela comissão serão selecionados para fazer uma apresentação oral no Simpósio, e receberão um certificado especial de apresentação de trabalhos. 

Certificados e inscrições

As inscrições são gratuitas e já estão abertas. O evento vai contar também com um certificado de participação de 24 horas para aqueles que comparecerem a pelo menos 70% das atividades do Simpósio. 

15

Set

Colégio Porto envolve estudantes e professores em maratona de soluções criativas para ajudar refugiados em Natal

Já está rolando a maratona de 72 horas de programação, inovação e criatividade em busca de soluções para um problema: é o primeiro Hackaton do Colégio Porto, que acontece em parceria com a Google For Education e vai até o próximo dia 18. O desafio já foi lançado e os estudantes terão que buscar uma saída para a falta de integração e auxílio para os refugiados que vivem em Natal. O tema foi escolhido pela escola. 

Com o desafio em mãos, agora, as 15 equipes, formadas por alunos do 8º ano do ensino fundamental até a 2ª série do ensino médio, vão se aprofundar no conteúdo teórico e analítico. Eles vão buscar informações e fazer um protótipo de um jogo na tentativa de resolver o problema proposto. Depois, acontece a programação desse jogo e, ao final, os estudantes defendem o projeto para uma banca avaliadora, formada por professores de todo o Brasil convidados pela Google For Education. A avaliação acontece de forma virtual.  

A maratona proposta pelo Hackathon favorece o desenvolvimento de diferentes habilidades, além da consolidação do conhecimento formal e multidisciplinar. O tema dos refugiados vai exigir que os alunos mobilizem recursos de diferentes áreas de conhecimento a fim de entender profundamente a problemática e estruturar soluções assertivas. A coordenadora do programa Hackaton na Google For Education, Sabrina Gonçalves, está com uma excelente expectativa em relação à maratona. Segundo ela, o Colégio Porto se preparou bastante para o momento e espera que os alunos entreguem jogos muito criativos. 

“O tema dos refugiados é muito atual e relevante. Nós acreditamos que as soluções desenvolvidas pelos alunos tenham um alto impacto na comunidade de Natal, além de deixar um legado pedagógico importante, já que a escola tem um perfil muito inovador. Isso deve trazer o rompimento de paradigmas na forma de se aprender e o Colégio Porto deve se tornar uma referência na forma de fazer o Hackaton educacional”, elogiou. 

O professor do Colégio Porto, Roberto Oliveira, que compõe a equipe da maratona, justificou a escolha da temática dos refugiados. “O objetivo é trabalhar o socioemocional dos alunos sobre as problemáticas atuais, tendo em vista o grande número de pessoas nesta situação em nossa cidade. Assim, ampliamos o conhecimento de mundo e possibilitamos a criação de habilidades e competências para resolução de problemas alinhados à BNCC. Outro objetivo é a sensibilização da comunidade educacional, por meio da gameficação e utilizando de tecnologias educacionais, como uma forma de acolher e minimizar os impactos sofridos por essas pessoas”. 

No próximo sábado (18), ao fim da maratona, as equipes terão 1 minuto para a comunicação e persuasão dos avaliadores externos sobre os jogos desenvolvidos. Os jurados vão avaliar desde o processo criativo até o projeto final de cada grupo. A equipe campeã é premiada pelo Colégio Porto.

15

Set

Editora IFRN lança edital para seleção de obras

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação do IFRN (Propi/IFRN) está com inscrições abertas para seleção de 11 obras originais e inéditas, de autoria individual ou coletiva, para publicação pela Editora IFRN, no ano de 2022. É direcionada não só para servidores e estudantes do IFRN, mas para o público em geral.

edital da seleção tem como objetivo promover a democratização do acesso e apoio institucional para publicações de livros. De acordo com a Coordenadora da Editora IFRN, Gabriela Raulino, "o edital visa a promover a produção e difusão técnico-científica nas diferentes áreas do saber, cumprindo nosso compromisso com a socialização do conhecimento, e executando a nossa política editorial". As obras serão submetidas à avaliação e aprovação do Conselho Editorial da Editora IFRN

Submissão das obras 

Os interessados deverão submeter a obra pelo Sistema Unificado de Administração Pública (Suap) até o dia a 12 de novembro de 2021. Apenas autor(es) e organizador(es) da obra estão aptos a submetê-la via Suap, não sendo permitido que coautores o façam, sob pena de exclusão da obra do processo seletivo. Os participantes externos à instituição devem ser previamente inscritos no Suap, pela Editora IFRN, até 17 de outubro, para que estejam aptos a submeterem obras. Desse modo, os interessados devem preencher o formulário de submissão de proposta para publicação de participantes externos ao IFRN.

14

Set

Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da UFRN seleciona pesquisador para projeto de pesquisa

O Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) abre as inscrições para a seleção de pesquisador no projeto Pesquisa aplicada para integração inteligente orientada ao fortalecimento das redes de atenção para resposta rápida à sífilis. As inscrições iniciam nesta quarta, 15, e podem ser feitas até o dia 19 de setembro. O edital já está disponível. 

O processo visa à seleção de pesquisadores com doutorado nas áreas de Engenharia Mecânica, Automação, Computação ou áreas afins, e com estágio pós-doutoral em Neurociências. Os candidatos convocados deverão, no âmbito do projeto, desenvolver atividades de pesquisa com foco no desenvolvimento de sistemas inteligentes utilizando técnicas de inteligência artificial. 

Os candidatos aprovados no processo seletivo comporão uma lista de cadastro de reserva, sendo então convocados conforme a ordem do resultado final deste certame, a disponibilidade de eventuais vagas e a sua validade. Todas as informações relacionadas ao processo seletivo serão publicadas no site do LAIS, e quaisquer dúvidas poderão ser sanadas por meio do e-mail editais@lais.huol.ufrn.br.

14

Set

Reabertas inscrições do Enem para isentos ausentes no exame de 2020

As inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 começam hoje (14) para os estudantes de baixa renda que tiveram isenção de taxa na edição do exame em 2020 e não compareceram às provas. Elas podem ser feitas na Página do Participante, sem que seja necessário justificar a ausência no Enem 2020 ou pagar a taxa de inscrição.

O prazo vai até 26 de setembro e as inscrições são exclusivas para o Enem impresso. Os isentos ausentes no Enem 2020 também poderão solicitar, até 27 de setembro, o atendimento especializado e tratamento pelo nome social.

Para esse público, as provas do Enem 2021 serão aplicadas em 9 e 16 de janeiro de 2022, mesma data da realização do Enem para Pessoas Privadas de Liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL).

A aplicação das provas nos dias 21 e 28 de novembro de 2021 está mantida para todos os participantes que já tiveram a inscrição confirmada no exame, conforme previsto no edital regular. Ao todo, 3.109.762 pessoas foram confirmadas para o Enem 2021, nas duas versões do exame, impressa e digital. Esse foi o menor número de inscrições desde 2005.

Decisão do STF

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) reabriu o prazo de inscrição para os isentos ausentes no Enem 2020 em cumprimento a uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). A medida foi formalizada hoje (14) em edital complementar publicado no Diário Oficial da União.

O valor da taxa de inscrição no Enem é de R$ 85 e, pelas regras do primeiro edital, quem teve direito à isenção no Enem 2020, mas faltou à prova, só poderia obter nova gratuidade no Enem 2021 se conseguisse justificar a ausência. As justificativas precisavam ser comprovadas documentalmente, bem como se encaixar nas hipóteses previstas, que incluíam situações como acidentes de trânsito, morte de familiar, emergências médicas e assaltos, entre outras.

Entretanto, o STF entendeu que, em razão da pandemia de covid-19, as provas do ano passado foram aplicadas em um contexto de anormalidade, e a exigência de comprovação documental para os ausentes viola diversos preceitos fundamentais, entre eles o do acesso à educação e o de erradicação da pobreza. Além disso, a obrigação imposta pelo edital penaliza os estudantes que fizeram a “difícil escolha” de faltar às provas para atender às recomendações das autoridades sanitárias de evitar aglomerações.

Quem estivesse com covid-19 ou tivesse contato com alguém infectado também poderia apresentar essa justificativa. Mas o candidato que faltou somente pelo medo de contaminação, por exemplo, ou que não pudesse comprovar com documentos nenhuma outra razão para a falta, não estaria coberto pela gratuidade na edição do exame deste ano.

Quem tem direito à isenção?

O novo prazo para inscrição com isenção da taxa vale para aqueles que comprovarem ter direito à gratuidade, mas sem que precisem justificar falta em edição anterior do exame.

Pessoas que cursaram todo o ensino médio em escola pública ou que foram bolsistas integrais durante toda a etapa em escolas particulares têm direito à gratuidade na inscrição do exame. Alunos que estão cursando a última série do ensino médio na rede pública, no ano de 2021, também podem pedir a isenção.

O mesmo vale para quem está em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda. Nesse caso, é preciso comprovar a inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Fonte: Agência Brasil

14

Set

Comperve abre vaga para bolsista de TI; saiba como participar

O Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) está selecionando um bolsista de apoio técnico para dar suporte às atividades desenvolvidas no setor de Tecnologia da Informação (TI). Para participar da seleção, o candidato deverá enviar o currículo Lattes e histórico em PDF para o e-mail informatica@comperve.ufrn.br entre os dias 13 e 27 de setembro de 2021.

Para se candidatar à bolsa, o estudante deve estar regularmente matriculado em curso de graduação, não ter trancado o curso nos dois últimos semestres, não estar cursando os dois últimos semestres do curso, mas ter cursado pelo menos um semestre do curso. Ter cursado alguma disciplina de programação no curso de graduação, além de ter noção de lógica de programação. 

A seleção será feita em duas etapas, ambas eliminatórias. A primeira será por análise curricular e a segunda por entrevista. O candidato deve manifestar o interesse na oportunidade de bolsa (SIGAA) e enviar a documentação conforme as orientações. Os candidatos que não manifestarem seu interesse no SIGAA não terão seus e-mails considerados. O não envio ou envio incompleto dos documentos acima implicará desclassificação do aluno na seleção. Também não serão aceitos e-mails enviados fora do período especificado acima. 

O histórico escolar valerá 10 pontos, sendo subtraído um ponto para cada reprovação e meio ponto para cada trancamento de disciplina. Serão classificados para a entrevista, no máximo, dez candidatos. Aqueles que estiverem empatados nas últimas posições classificadas também serão considerados classificados. Os candidatos aprovados para a entrevista serão convocados por e-mail

As entrevistas serão realizadas, provavelmente, nos dias 29 e 30 de setembro, em horário a ser definido. Será atribuída uma nota entre zero e dez para o aluno na etapa da entrevista. A nota final será calculada por meio de média ponderada entre as notas do histórico escolar (peso 3) e entrevista (peso 7). 

Os alunos classificados serão convidados por ordem decrescente da nota final. Havendo empate, será dada preferência ao aluno carente e o aluno de maior idade, nessa ordem. O resultado da seleção será divulgado no dia 4 de outubro no site da Comperve.

14

Set

Instituto Internacional de Física da UFRN realiza seminário virtual

Nesta quarta-feira, 15, o Instituto Internacional de Física (IIF/UFRN) realiza o seminário virtual The many uses of Wilson Loops, apresentado pelo professor Diego Trancanelli, pesquisador da Universidade de Modena (Itália). O evento terá transmissão ao vivo pelo YouTube, no canal do IIF, com início marcado para as 13h.

Diego Trancanelli é também professor associado no Departamento de Física Matemática do Instituto de Física da Universidade de São Paulo e membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências (2015-2019). Sua experiência profissional está na área de física matemática, com ênfase em teoria de cordas, gravidade e teoria geral de partículas e campos.

Na apresentação, ele ilustra os usos dos loops de Wilson na física, especialmente no contexto das teorias de calibre supersimétrico e dualidades holográficas, os quais estão associados a objetos duais como superfícies mínimas, D-branas e geometrias mais complicadas.

Os interessados também podem participar do evento a partir da sala virtual do Zoom, de onde o seminário será transmitido, para fazerem perguntas ao palestrante. As inscrições devem ser feitas no site do IIF, até as 9h do dia da apresentação.

14

Set

Enem 2021: inscrições para pessoas privadas de liberdade acabam dia 17

Estão abertas, até sexta-feira (17), as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade, o Enem PPL 2021. As inscrições devem ser feitas pelo responsável pedagógico da unidade prisional ou socioeducativa, por meio do sistema do exame.

O responsável pedagógico é o encarregado por acompanhar todas as etapas do exame até a divulgação dos resultados. Entre as obrigações estão solicitar atendimento especializado e tratamento pelo nome social para os participantes que precisarem, indicar as salas de provas e divulgar as informações aos participantes.

Também cabe a ele manter, sob sua guarda e sigilo, a senha de acesso ao sistema e os números de inscrição e de Cadastro de Pessoa Física (CPF) dos participantes. Os dados são indispensáveis para o acompanhamento do processo de inscrição e a obtenção dos resultados individuais.

Exame Nacional do Ensino Médio,Enem

O prazo de inscrição do Enem PPL começou no dia 6 de setembro. As provas serão aplicadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nos dias 11 e 12 de janeiro de 2022.

O Enem PPL têm o mesmo nível de dificuldade do Enem regular. A única diferença está na aplicação, que ocorre dentro de unidades prisionais e socioeducativas indicadas pelos órgãos de administração de cada estado e Distrito Federal.

O Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica e é a principal porta de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Universidades privadas também utilizam o Enem para selecionar estudantes, bem como algumas instituições de Portugal que têm convênio com o Inep para aceitarem as notas do exame.

Fonte: Agência Brasil/ Foto: Marcello Casal Jr.

13

Set

Aulas de musicalização ampliam desenvolvimento de crianças desde os primeiros anos na escola

A musicalização, que é o processo de construção do conhecimento musical, traz diversos benefícios para as crianças. Pensando nisso, a Maple Bear Natal oferece esse ensinamento aos alunos desde os primeiros anos de idade. Os resultados são percebidos logo no desenvolvimento da fala, noção das propriedades do som (grave e agudo, forte e fraco, longo e curto), até questões de fôlego, projeção vocal e afinação.

As aulas têm diferentes níveis de desenvolvimento a depender da idade das crianças da turma. No Early Toddler e Toddler o foco maior é desenvolver a fala por meio de canções infantis e do cotidiano escolar, além de apresentar instrumentos e trabalhar o ritmo.

Já a partir do Nursery é trabalhado o desenvolvimento rítmico, a audição - através da ecologia acústica (paisagem sonora) -, a apreciação musical e a técnica vocal, conhecendo também alguns instrumentos e a ideia de corpo como instrumento, por meio da percussão corporal. Participam desses momentos todos os alunos e os professores de cada turma.

Na musicalização são trabalhadas algumas questões musicais complexas por meio de brincadeiras, como o jogo de caras e bocas, que faz parte do aquecimento vocal. Ela consiste em realizar caretas representativas como o objetivo de aquecer a musculatura da face e a parte responsável pelo aparelho respiratório. Em outras atividades, o diafragma é preparado para potencializar a emissão vocal, usando uma brincadeira de encher uma bexiga imaginária, por exemplo.

"Atualmente estamos fazendo uma 'viagem pelo mundo' da música. Cantando várias canções em diversas línguas (português, inglês, japonês, espanhol, francês e até um dialeto da Tanzânia,). Então toda aula eles me perguntam para aonde a gente vai viajar", diz a professora de musicalização Kalinka Cordeiro.

"Hoje, por exemplo, uma aluna de um aninho começou a reconhecer as canções do repertório e a fazer os gestos para pedir as canções. Ela ainda não fala, mas já reconhece as melodias", completa a professora Kalinka.

O funcionário público Pedro Xavier, que é pai do aluno Oliver, do Early Toddler, conta que ficou surpreso ao ver o filho já cantarolando as notas musicais e reconhecendo a imagem destas antes mesmo de completar os dois anos. Além disso, Oliver sabe os nomes dos instrumentos musicais e uma de suas brincadeiras preferidas é usar um violão de brinquedo para cantar – ao seu modo – as músicas trabalhadas na aula da professora Kalinka. “Além do contato desde cedo com a música, a gente percebe nele alegria e envolvimento com o que é trabalhado na escola”, comenta o pai.

Metodologia privilegia a criatividade

A Maple Bear Natal utiliza um modelo de educação em que os alunos são estimulados a exercerem a criatividade, a curiosidade e estão abertos à experimentação. A metodologia canadense, reconhecida como uma das melhores do mundo, prepara os estudantes para serem protagonistas de suas próprias trajetórias e para buscar soluções. E mais: com um ensino verdadeiramente bilíngue. 

A escola, que funciona há 12 anos na capital potiguar, oferece turmas de educação infantil, a partir de 1 ano de idade, até o ensino fundamental. Na educação infantil, o programa da escola oferece uma grade de ensino completa e abrangente em todos os sentidos. De 1 até os 4 anos de idade, 100% das aulas são ministradas em inglês. Na última série da educação infantil, 25% do conteúdo é repassado em português, com o início da alfabetização nas duas línguas. Já no ensino fundamental, as crianças desenvolvem todas as competências de comunicação em português e inglês, incluindo compreensão, fala, leitura, escrita, visualização e representação. As aulas acontecem 50% em inglês e 50% em português.