Coronavírus

4

Mai

Coronavírus

Aulão Solidário arrecada doações para tratamento de crianças com câncer em Natal

A mudança na rotina de todos os estudantes exigiu diversas alterações no trabalho pedagógico das instituições de ensino. Para manter a disciplina e, principalmente nesse período de isolamento social, ajudar ao próximo com doações e boas ações, o colégio Salesiano RN realiza nesta terça-feira (5) o Aulão Solidário. A live, aberta para todos os estudantes, será no canal oficial do Salesiano Dom Bosco no Youtube. O encontro começa a partir das 16h30, com o tema “Modificações virais, Covid-19 e suas consequências econômicas”. As doações serão destinadas para o Grupo de Apoio à Criança com Câncer do Rio Grande do Norte (GACC/RN).

Por ser um tema multidisciplinar, o aulão contará com as disciplinas de Biologia, com presença do professor Luciano Ramos; de Geografia, com aula de Everton Brito; e de Redação, com aula da professora Fátima Fonseca. Para acompanhar a live, basta acessar o link: https://www.youtube.com/user/SaleDBParnamirim.

Na última quarta-feira (29), durante a live da Rede Salesiana RN com show de Padre Nunes, intitulada “Em Prol da Vida”, foram arrecadados R$ 8.334,05 em doações, destinados ao Centro Educacional Dom Bosco, no conjunto Gramoré, na Zona Norte de Natal, que atende crianças e adolescentes, dos seis aos 19 anos. Em razão da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), a instituição está fechada e não realiza, temporariamente, os serviços educacionais para o público que necessita de amparo pedagógico e profissionalizante.

4

Mai

Coronavírus

Aplicativo do IMD de combate ao coronavírus tem 5 mil usuários cadastrados

A plataforma Tô de Olho, ferramenta que auxilia autoridades públicas a evitar aglomerações com o objetivo de conter o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), já bateu a marca de 5 mil usuários cadastrados.

Desenvolvida pelo Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) e pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), a tecnologia – que também funciona como aplicativo disponível no Google Play – permite que usuários de todo o estado possam fazer denúncias diretamente ao Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP), caso saibam de ocorrências de concentração de pessoas em locais públicos.



“Ao invés da pessoa ligar para o ‘190’ e denunciar alguma aglomeração, é possível entrar no aplicativo e fazer, lá mesmo, a queixa. O número de pessoas se cadastrando no sistema tem crescido bastante, já sendo, em média, mil por dia”, conta o professor Nélio Cacho, articulador da iniciativa com o IMD. Segundo dados do Ministério Público, a plataforma já registrou mais de 400 denúncias no estado.

Alertas

Outra funcionalidade do sistema são os alertas emitidos caso o usuário tenha se aproximado de alguém diagnosticado com o novo vírus. Isso é possível graças a uma parceria feita com a Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap/RN), que disponibiliza à ferramenta dados de laudos médicos – sem informações pessoais – registrados em todo o estado. Além disso, para que os alertas funcionem a contento, o Tô de Olho faz uso, mediante o consentimento da pessoa, do seu histórico de localização, dado registrado pelos smartphones.

“O algoritmo detecta, mediante o histórico de localização do celular, todo o deslocamento do indivíduo infectado no período de contágio, sem identificar a pessoa, obviamente. Aqueles que tiveram contato com ele são notificadas para reforçar o isolamento”, afirma Nélio Cacho.

O IMD e MPRN também estão atuando no trabalho de conscientização da população quanto ao uso da ferramenta. Para isso, pesquisadores e colaboradores da iniciativa estão entrando em contato com pessoas diagnosticadas com Covid-19 para pedir-lhes que façam uso do Tô de Olho e doem suas geolocalizações, de modo a auxiliar a tecnologia no mapeamento epidemiológico.

Isolamento

Além das denúncias e alertas, a ferramenta também indica, de maneira georreferenciada, os índices de isolamento social de cada município do estado. No sistema, é possível acompanhar, em tempo real, quais municípios têm obedecido a medida de segurança contra o Covid-19. Em Natal (RN), o Tô de Olho também emitiu um ranking dos bairros que mais seguem o isolamento social.

30

Abr

Coronavírus

Natal é a capital nordestina com menor contágio e mortalidade em Covid-19

Natal está entre as capitais do país com o menor número de infectados com o Covid-19 e também de mortes. O prefeito Álvaro Dias atribui o quadro positivo à antecipação, por parte da Prefeitura de Natal, de medidas de controle à pandemia, assim como a eficácia delas.

Segundo dados disponíveis na última quarta-feira, 28/04, no Portal do Ministério da Saúde (com números computados até o dia 23 de abril), Natal é a cidade melhor posicionada na Região Nordeste em relação à letalidade do vírus, com 2,3% de mortes em relação aos casos confirmados e sétima posicionada entre todas as capitais do Brasil. E está entre as 15 melhores em relação aos índices de transmissão, levando em conta os casos confirmados por cada 100 mil habitantes.

“Natal está entre as capitais com menores índices em razão das ações eficientes que a Prefeitura vem adotando em várias áreas para combater a doença. Estamos nessa linha de frente desde o primeiro momento”, destaca o prefeito da cidade, Álvaro Dias.

Entre as principais ações da gestão municipal, estão as interrupções nas aulas desde o início da proliferação da doença no Brasil, com a posterior distribuição de cestas básicas para as famílias dos alunos que ficaram sem o reforço nutricional diário realizado através da merenda escolar.

As ações sociais voltadas para a identificação, atendimento, acolhimento e nutrição de cidadãos em situação de rua também evitou que o vírus se alastrasse entre essa parte da população, assim como várias associações, conselhos comunitários e entidades da sociedade civil organizada que atuam junto às pessoas em vulnerabilidade social estão recebendo cestas básicas para fazer a distribuição aos que necessitam.

Em relação ao atendimento de pacientes contaminados com a Covid-19, a Prefeitura não mediu esforços para ampliar o número de leitos, comprar EPIs e, inclusive, pagou, de forma antecipada, o salário dos profissionais da saúde. O Hospital de Campanha, que está sendo viabilizado em tempo recorde, deve abrir suas portas na próxima semana, no antigo hotel Parque da Costeira. “Esperamos fazer muito mais para que a nossa população possa ter toda a ajuda possível para vencer essa pandemia”, encerrou o prefeito Álvaro Dias.

Atento às necessidades de saúde, mas também compreendendo o temor da população com a questão financeira das famílias, o prefeito Álvaro Dias, em acordo com Ministério Público e sociedade civil organizada, editou decretos com novas normas de funcionamento de setores econômicos na cidade, como as feiras livres.

Em apoio ao cidadão comum e à classe empresarial, afetada diretamente pela pandemia, a Prefeitura de Natal agiu também na área fiscal. Medidas de benefícios fiscais estão beneficiando 82% do universo de contribuintes da capital potiguar. Dentre as medidas tomadas, destaca-se a prorrogação de prazos para o recolhimento do Imposto Sobre Serviços – ISS - incidente sobre a atividade exercida por Profissional Autônomo, da Taxa de Licença de Localização e da Taxa de Vigilância Sanitária. Além disso, por força de Decreto municipal, algumas atividades essenciais tiveram seu direito garantido para abrir as portas.

30

Abr

Coronavírus

Novo Decreto estabelece obrigatoriedade do uso de máscaras em Natal

A Prefeitura do Natal vai publicar, nesta quinta-feira (30), no Diário Oficial do Município, um novo decreto para normatizar o funcionamento do comércio durante a crise provocada pela Covid-19. Dentre as novas normas, está a obrigatoriedade do uso de máscaras em estabelecimentos comerciais, repartições públicas e no transporte coletivo que opera na cidade.

Para o restante da população, a nova regulamentação faz a recomendação da utilização da máscara, “sobretudo quando houver necessidade de contato com outras pessoas, deslocamento em vias públicas ou outras medidas que interrompam o isolamento social”. Para o segmento do comércio, o decreto prevê uma série de determinações específicas.

As lojas e prestadores de serviços em atividade precisarão, por exemplo, higienizar seus ambientes e fazer o controle de entrada de funcionários e clientes.  Além disso, precisarão observar o necessário distanciamento de pessoas em circulação em suas unidades, com o limite mínimo de 2 metros entre cada uma delas, bem como o controle de acesso às suas dependências.

Da mesma forma, precisarão fixar placas informativas com orientações para a prevenção de contágio. As novas medidas adotadas pela Prefeitura seguem regras já estabelecidas em decretos promulgados pelo Governo do Estado, neste mês.

“Após discussão com as assessorias técnicas e jurídicas da Prefeitura e diante da necessidade de continuar normatizando a atividade econômica na cidade, já que o atual decreto do Município vence nesta quinta, tivemos que elaborar essa nova regulamentação. O objetivo é garantir, com muito critério e responsabilidade, a segurança das pessoas que trabalham e que precisam dos produtos e serviços nas unidades comerciais que estarão funcionando durante o estado de calamidade que se prolonga”, detalha o prefeito.

30

Abr

Coronavírus

Pesquisa: compras por aplicativos têm alta de 30% durante pandemia

Durante o primeiro mês de isolamento social devido à pandemia de covid-19, as compras feitas por meio de aplicativos cresceram 30%, no Brasil, de acordo com levantamento do Instituto Locomotiva, divulgado ontem (29). A alta foi significativa em dois grupos populacionais: o de pessoas com mais de 50 anos de idade e o das classes C, D e E, que, somadas, representam mais da metade dos consumidores do país.

Quase metade (49%) das pessoas abordadas pelo instituto declarou que pretende ampliar as compras por aplicativos, após o fim do isolamento social. Além disso, cerca de um terço (32%) pontuou que planeja reduzir as idas a lojas físicas. 

A pesquisa mostra que a mudança de padrão no consumo também se refere aos produtos colocados nos carrinhos. Enquanto 39% dos entrevistados disseram estar comprando mais alimentos, 53% afirmaram ter diminuído a aquisição de itens de lojas de departamento.

Uma parcela das pessoas consultadas pelo instituto passou, inclusive, a lançar mão de plataformas online para obter produtos básicos, como alimentos, os de higiene pessoal e de limpeza. No total, 15% dos entrevistados informaram à entidade que não costumavam solicitar entrega de alimentos. Com a pandemia, porém, começaram a fazer pedidos de produtos dessa categoria. A taxa é a mesma em relação a medicamentos.

Por outro lado,  os percentuais de pessoas que ainda preferem ir a mercados e farmácias permanecem elevados, sendo de 60% e 45%, respectivamente. Segundo o presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles, a expansão do mercado online já era prevista para antes mesmo da pandemia. Ele avalia, contudo, que esse movimento demoraria mais para acontecer, não fosse o contexto da covid-19.

Por isso, avalia que as circunstâncias atuais acabaram se tornando propulsoras do fortalecimento dos aplicativos. A pesquisa foi feita ouvindo 1.131 consumidores com idade igual ou superior a 16 anos. O questionário foi aplicado em 72 cidades de todos os estados brasileiros, nos dias 14 e 15 de abril. 

Delivery de comida

De acordo com a pesquisa, 10% dos entrevistados não faziam pedidos de delivery de comida, mas passaram a fazer com a pandemia; 25% já eram clientes, mas intensificaram os pedidos e 21% mantiveram o mesmo nível de encomendas.

Apenas 15% reduziram o uso dos aplicativos de refeições, o que pode ter ligação com o fato de que muitas pessoas têm demonstrado preocupação com a desproteção dos entregadores. 

Fonte: Agência Brasil

29

Abr

Coronavírus

Fenapro e Abap lançam campanha “Mostre Que Por Trás De Uma Máscara Tem Alguém Legal”

A Associação Brasileira das Agências de Publicidade (ABAP) e a Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro) criaram uma campanha para incentivar o uso de máscaras sociais pela população. A orientação é para que as pessoas continuem em casa, mas que utilizem o acessório caso precisem sair de suas residências. Máscaras sociais não tem finalidade médico-cirúrgica, mas estudos apontam como uma medida eficiente de proteção adicional ao distanciamento social, além, é claro, da higiene das mãos e aos cuidados ao espirrar.

“A utilização das máscaras precisa se tornar um hábito para o brasileiro”, diz Mario D´Andrea, presidente nacional da ABAP.  “Uma das missões da publicidade é informar e orientar sobre medidas que tragam benefícios para a qualidade de vida da população. A publicidade tem essa força multiplicadora e orientadora. Por isso fizemos essa campanha – para atender rapidamente a uma necessidade de saúde pública”.

O enxoval publicitário conta com um filme de 30 segundos, peça para jornal e revista, mídia OOH e Peças digitais para mídia online. A criação da campanha é dos publicitários Mario D´Andrea e Filipe Cuvero e tem o apoio da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT), Associação Nacional de Jornais (ANJ), Associação Nacional das Editores de Revistas (ANER), Associação Brasileira Mídia Out Of Home (ABOOH), Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA), Conselho Executivo das Normas-Padrão (CENP) e Interactive Advertising Bureau (IAB Brasil).

Fonte: ANJ

29

Abr

Coronavírus

Comissão de vereadores confere acolhimento à população de rua de Natal durante pandemia

Vereadores que integram a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Natal estiveram, nesta terça-feira (28), visitando a Escola Municipal Celestino Pimentel, na Cidade da Esperança, zona Oeste, que está funcionando como abrigo provisório que a Prefeitura abriu durante a pandemia do COVID-19 para acolher a população em situação de rua.

Além desta, a Escola Municipal Santos Reis, na zona Leste, também funciona como abrigo provisório oferecendo à população de rua refeições, imunização e outras atividades de convivência, em parceria com outras secretarias, como a de Saúde e a de Esporte e Lazer.

Maurício Gurgel (PV), que também coordena a Frente Parlamentar em Defesa da População de Rua, destacou a necessidade de estender o atendimento para um número maior de pessoas na mesma situação. 

Já para a vereadora Júlia Arruda (PCdoB), "trata-se de pessoas com mais chances de contrair e de disseminar o vírus, por isso, precisa chegar às que ainda estão nas ruas o banho solidário, a conscientização, a imunização”.

A secretária de Assistência Social, Andrea Dias, explicou que logo no início da pandemia houve a prioridade na assistência às pessoas de rua com os dois abrigos nestas escolas, além do Albergue Municipal e Centro POP, que funcionam todo o ano. "A ideia é isolar estas pessoas em locais seguros, dando-lhes todo o atendimento necessário. Por outro lado, continuamos com a central de atendimento para fazer as abordagens nas ruas”, pontuou. 

29

Abr

Coronavírus

Campanha da Câmara Municipal de Natal divulga dicas de prevenção

A Câmara Municipal de Natal está divulgando as principais dicas de cuidados para se prevenir contra a contaminação com o coronavírus. Confira o vídeo:

28

Abr

Coronavírus

Guarda Municipal de Natal se destaca em várias frentes de apoio a prevenção da Covid-19

A Guarda Municipal do Natal (GMN) vem se destacando em várias frentes de apoio à prevenção e ao combate a disseminação da Covid-19 (Coronavírus) na capital potiguar. As operações deflagradas pela Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes), por meio do Comando da GMN, compreendem desde ações de apoio à fiscalização do cumprimento do decreto municipal, sancionado pelo prefeito Álvaro Dias no intuito de prevenir infecções, até ações humanitárias de organização, cadastramento, segurança e distribuição de cestas de alimentos a famílias vulneráveis.

Em praticamente todas as atividades desenvolvidas pelas secretarias municipais, é possível ver a presença das guarnições da GMN apoiando, disciplinando ações de atendimento ao público, fazendo a segurança de servidores e população, inibindo transgressões à lei, orientando a população, e agindo sistematicamente para que todos os procedimentos e missões desenvolvidas pelo município de Natal ocorram dentro da normalidade e segurança desejáveis.

O comandante da GMN, Alberfran Grilo, explicou que as guarnições estão atuando 24 horas em procedimentos que envolvem a segurança do cidadão dentro da cidade e o apoio a medidas humanitárias que estão sendo levadas pela Prefeitura às populações mais carentes. Nessa situação de pandemia, a GMN vem dando suporte em várias frentes distintas, como na distribuição de cestas de alimentos realizadas pelas Secretaria Municipais de Educação (SME) e de Trabalho e Assistência Social (Semtas).

“Há guardas colaborando em todas os pontos de distribuição espalhados nas quatro zonas da capital. Estamos não somente fazendo a segurança propriamente dita, mas também orientando sobre procedimentos de distanciamento social, uso de máscaras e outras informações nessa linha de prevenção”, comentou o subcomandante de Segurança da GMN, Carlo Cruz.

As atividades de fiscalização também estão cada vez mais fortes com o apoio das guarnições da GMN. Com a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), o patrulhamento está percorrendo todas as feiras livres da capital orientando e inibindo transgressões ao decreto municipal. Já com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), o foco da fiscalização está no comércio onde são combatidas ações que ampliam a possibilidade de contágio pelo Covid-19.

Ainda dentro desse cenário, a GMN está sendo um apoio importante para a Caixa Econômica Federal no disciplinamento, orientação e distanciamento das pessoas que vão receber o auxílio pecuniário do Governo Federal.

 

27

Abr

Coronavírus

Prédio da Câmara de Natal recebe serviço de desinfecção contra o coronavírus

O Palácio Frei Miguelinho, sede da Câmara Municipal de Natal, passou por um trabalho de desinfecção de todos os seus setores, inclusive os prédios anexos. O serviço foi realizado neste domingo (26) pelo Comando Conjunto Rio Grande do Norte e Paraíba, composto pela Marinha do Brasil (Comando do 3º Distrito Naval), Exército Brasileiro (7ª Brigada de Infantaria Motorizada) e Força Aérea Brasileira (ALA 10).

O trabalho de desinfecção foi realizado sem a concentração de pessoas no local, facilitando a condução da ação e a aplicação dos produtos químicos de forma segura. "Mesmo de forma virtual, a Câmara tem realizado algumas atividades sem aglomerações para dar andamento aos trabalhos legislativos neste período de pandemia e fazer esse trabalho de desinfecção traz mais segurança e evita a disseminação do coronavírus", pontua o presidente da Casa, vereador Paulinho Freire (PDT).

De acordo com o Comando Conjunto Rio Grande do Norte e Paraíba, a desinfecção da Câmara foi executada por militares, habilitados em Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (NBQR) em Estágios de Capacitação ministrados pela Equipe de Resposta NBQR do Comando do 3º Distrito Naval. Entre as ações realizadas pelo grupo até o momento, estão as desinfecções de locais de grande circulação de pessoas, realizadas pelas equipes, que já atuaram em terminais rodoviários, ferroviários, portuários e aeroportos, além de prédios públicos e delegacias.

27

Abr

Coronavírus

Coronavírus: Robô Ciência e Unifacex produzem e doam 500 protetores faciais para profissionais de saúde da rede pública

A escola Robô Ciência, em parceria com a Unifacex, está produzindo e vai doar cerca de 500 protetores faciais de acetato para profissionais de saúde da rede pública, que estão na linha de frente no combate ao novo Coronavírus. O Equipamento de Proteção Individual (EPI) já está sendo produzido e deve ser entregue a partir da próxima semana.

As máscaras, que são chamadas de Face Shields, estão sendo produzidas e montadas em um Laboratório Maker da Unifacex. O espaço é usado pela universidade  para aulas de robótica e programação. A viseira, onde os profissionais de saúde encaixam o EPI na cabeça, está sendo produzido em impressoras 3D. O acetato, aquele material plástico transparente que fica na frente do rosto, é cortado em uma máquina a laser de alta precisão. Pelo menos 50 Face Shields já estão prontas. Os custos foram divididos entre as duas instituições.



“Somos uma empresa de tecnologia e temos as máquinas que produzem as máscaras. Por isso, resolvemos nos unir e ajudar os profissionais médicos e enfermeiros que estão na linha de frente para combater essa doença. Eles precisam estar protegidos para enfrentar a batalha diária e essa é a nossa contribuição para ajudar no enfrentamento desse momento tão difícil”, disse o professor Alexandre Amaral, diretor da Escola Robô Ciência.

A produção dos cerca de 500 protetores faciais deve ser finalizada na próxima semana e em seguida será feita a entrega em hospitais da rede pública que estão recebendo pacientes com suspeita de Covid-19. O uso de máscaras é fundamental para a proteção dos médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem. A escassez de EPIs, no mundo todo, é um problema enfrentado durante a pandemia do novo Coronavírus.


O protetor facial Face Shield é um equipamento extremamente seguro e pode ser reutilizável. Ele evita o contato com gotículas, salivas e fluidos nasais que possam atingir o rosto, o nariz, a boca e os olhos dos profissionais. Além da proteção, a máscara permite conversar de forma clara, sem ruídos no som da voz.

27

Abr

Coronavírus

Pesquisa: número de empresas com home office deve crescer 30% após pandemia

O modelo de trabalho no mundo ou Brasil será impactado pela pandemia de covid-19 e o número de empresas que pretendem adotar o home office após a crise do novo coronavírus deve crescer 30%. A avaliação é do diretor executivo da Infobase e coordenador do MBA em marketing, inteligência de negócios digitais da Fundação Getulio Vargas (FGV), André Miceli, que realizou o estudo Tendências de Marketing e Tecnologia 2020: Humanidade Redefinida e os Novos Negócios.

O levantamento levou em conta as respostas de tomadores de decisão e gestores de 100 empresas. “Nosso entendimento é que, logo após a abertura, algumas empresas ainda vão precisar manter o home office por uma questão da recomendação de distanciamento social, não do isolamento social como a gente vive hoje, mas, quando as empresas voltarem, vão voltar com áreas de refeitório fechadas, com demanda de espaço entre os funcionários que vai impedir que todo mundo volte ao mesmo tempo”, disse Miceli.

“Na sequência, quando tudo estiver aberto e pronto para voltar a ser, em tese, o que era antes, é que a gente espera esse aumento de 30% nas empresas brasileiras, fazendo pelo menos um dia de home office depois que a pandemia acabar”, acrescentou. Miceli avalia que a pandemia acelerou a tendência do home office e acabou obrigando que ele funcionasse.

“Muitas empresas não testavam. Algumas testavam, mas ficavam com aquela sensação de que não funciona, só que agora precisou funcionar. É claro que nem todas as áreas podem funcionar dessa maneira, é claro que nem toda empresa pode funcionar integralmente assim, mas é um modelo que agora foi posto à prova de uma forma que não havia sido antes”.

De acordo com o estudo, é fundamental que os líderes de negócios entendam que a tecnologia é, cada vez mais, um ativo humano. “Durante muito tempo, a tecnologia estava associada à desumanização, a criar distância entre as pessoas, as pessoas pararam de se olhar e passaram só a digitar umas com as outras, passaram a conversar menos, que tem mil amigos no Facebook mas nenhum amigo na vida real”, explicou.

“Nesse momento de isolamento, a gente tem visto que a tecnologia é uma grande ferramenta de humanização quando a gente precisa que ela seja usada dessa forma. A sociedade está aprendendo a ressignificar o uso que dá para a tecnologia”, disse.

Miceli citou as chamadas lives - aparições ao vivo nas redes sociais - e encontros online não só de equipes de trabalho, mas de amigos e familiares por meio de sites e aplicativos. “Esse comportamento de aproximação e de manutenção dos vínculos sociais, é um comportamento que humaniza. E vai na contramão daquela percepção que muito se dizia até então de que a tecnologia afastou as pessoas”.

Fonte: Agência Brasil

27

Abr

Coronavírus

Campanha da Câmara Municipal de Natal divulga dicas de prevenção

A Câmara Municipal de Natal está divulgando as principais dicas de cuidados para se prevenir contra a contaminação com o coronavírus. Confira o vídeo:

26

Abr

Coronavírus

Campanha da Câmara Municipal de Natal divulga dicas de prevenção

A Câmara Municipal de Natal está divulgando as principais dicas de cuidados para se prevenir contra a contaminação com o coronavírus. Confira o vídeo:

25

Abr

Coronavírus

Campanha da Câmara Municipal de Natal divulga dicas de prevenção

A Câmara Municipal de Natal está divulgando as principais dicas de cuidados para se prevenir contra a contaminação com o coronavírus. Confira o vídeo: