Coronavírus

7

Mai

Coronavírus

Prefeitura presta apoio em ações de instituições contra Covid-19 em Natal

Em tempos de pandemia de Covid-19, a união de todos os setores da sociedade natalense tem contribuído para o enfrentamento da doença. A Prefeitura de Natal tem feito a sua parte em apoio a diversas instituições para ajudar a evitar a propagação do novo coronavírus. Um exemplo disso é o trabalho executado na orientação, organização e controle das filas em agências bancárias, sobretudo, as da Caixa Econômica Federal, por conta do pagamento do auxílio emergencial do governo federal.

Em uma ação integrada das secretarias municipais de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes), Guarda Municipal (GMN), Trabalho e Assistência Social (Semtas), e Mobilidade Urbana (STTU) na parceira com a Caixa, os cidadãos que estão procurando as agências da instituição bancária são orientados a manter o distanciamento de 1,5 metro nas filas, seguindo a demarcação instalada no chão e recebem máscaras descartáveis. Agentes da Guarda Municipal utilizam o sistema de som das viaturas de patrulhamento para orientar as pessoas sobre os procedimentos de segurança para evitar o contágio pelo coronavírus, bem como os agentes de mobilidade fazem o trabalho de organização de trânsito e tráfego no entorno das agências.

Ao todo, a gestão municipal vai distribuir 110 mil máscaras para a população natalense. Esses Equipamentos de Proteção Individual foram doados por instituições e parceiros da iniciativa privada.

Em outra frente, a STTU e a Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana) atuam conjuntamente no trabalho de higienização e desinfecção dos abrigos de passageiros e estações de transferência que têm o maior fluxo de usuários do sistema público de transporte coletivo. Além disso, os veículos das empresas que operam o sistema também passam pelo processo de limpeza para dar mais segurança aos passageiros.

A sociedade também tem se mobilizado para contribuir com o poder público municipal, entendendo a gravidade do momento. Muitas empresas já doaram um total de 10 mil litros de álcool gel que estão sendo utilizados nas unidades de saúde da cidade. O aplicativo de mobilidade de transporte 99 doou um à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) um crédito equivalente a 3.000 vouchers em viagens que estão sendo utilizados no período da pandemia para deslocamento dos servidores que estão atuando na linda de frente contra a doença. O programa 'Corrida Contra o Corona' é uma inciativa da 99 para contribuir com a sociedade junto aos governos no enfrentamento ao coronavírus.

“Essa união de esforços tem sido muito frutífera. Todos os segmentos da sociedade atuando juntos para que a gente possa sair dessa situação o mais rápido possível. Com cada um fazendo a sua parte, atingiremos esse objetivo o quanto antes. A Prefeitura agradece a todos pelas doações e ajudas que chegaram e reforça o pedido para que os cidadãos respeitem as medidas de isolamento social, evitem sair de casa, higienizem constantemente as mãos e contribuam para achatarmos a curva de contaminação”, afirma a secretária municipal de Trabalho e Assistência Social, Andréa Dias, que tem coordenado essas ações em nome do Poder Público municipal.

 

7

Mai

Coronavírus

UFRN lança e-Book sobre nutrição no combate ao Covid-19

A Editora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (EDUFRN/UFRN), em parceria com professores e estudantes  (Nutrição/ UFRN), publicou o e-Book em língua inglesa Nutritional and food safety guidelines to combat Covid-19. Considerando o contexto da pandemia do novo coronavírus, o e-Book oferece orientações no campo nutricional e conhecimento sobre alimentação, abordando vários tópicos de maneira abrangente, construtiva e lúdica. 

Com objetivo de ajudar a sociedade, o trabalho é dividido em três eixos: orientações nutricionais para lidar com a Covid-19, instruções para serviços de entrega de refeições e receitas práticas para lanches divertidos com crianças. Também traz informações sobre vitaminas, minerais, probióticos e antioxidantes, valorizando alimentos saudáveis e frescos acima do consumo excessivo de itens ultraprocessados. O e-Book está disponível para acesso no link.

7

Mai

Coronavírus

Plataforma ensina profissionais a utilizar respiradores mecânicos

Um dos equipamentos médicos mais desejados pelas equipes de saúde que estão na linha de frente contra o novo coronavírus (covid-19) é o respirador mecânico. Graças a ele muitas vidas foram salvas, desde o início da pandemia. Em meio ao aumento de procura e oferta por esses respiradores, tem sido cada vez mais evidente a necessidade de habilitar um maior número de profissionais a lidar com esse equipamento.

Tendo por base essa constatação, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) desenvolveu a plataforma Respir@, por meio da qual ensina, via online, como operar os principais modelos de respiradores mecânicos. A plataforma Respir@ começou a operar ontem (6) no site https://brasilrespira.com.br/.

Segundo a ABDI, o Respir@ reúne “todo o material de educação à distância dos principais fabricantes de ventiladores pulmonares do Brasil”. Disponível em versão web e mobile, a plataforma é dirigida a médicos, enfermeiros e fisioterapeutas que vão operar os equipamentos.

Fonte: Agência Brasil

7

Mai

Coronavírus

UFRN lança tutorial de protetores faciais para recém-nascidos

Em tempos de pandemia, qualquer ideia ou ação capaz de reforçar a segurança da nossa família é bem-vinda e merece ser compartilhada. Afinal, às vezes uma pequena iniciativa pode ser a diferença entre a saúde e a doença. Por conta disso, um grupo voluntário da UFRN preparou um vídeo (que pode ser assistido aqui) que ensina o passo a passo da fabricação de protetores faciais, com moldes cuidadosamente adaptados para o rosto dos recém-nascidos.

baby newborn face shield, ou protetor facial para recém-nascidos, é indicado especialmente para uso em maternidades, para evitar o contágio da criança dentro da unidade de saúde. O material para a montagem é barato e facilmente encontrado na internet: uma folha de acetato transparente, um pedaço de espuma (que pode ser recortada de “macarrão” de piscina) e um pedaço de tecido macio. A fabricação é manual e pode ser feita seguindo os moldes de largura e espessura testados por pediatras e disponibilizados gratuitamente para download aqui.

Um dos membros do grupo Federais do RN contra o Corona, o professor da UFRN Verner Monteiro, explica os cuidados que devem ser tomados. “O corte de espuma e a costura de tecido devem ser observados e a parte que fica em contato com a pele do bebê deve ser acolchoada e de material que não provoque alergias”. O protetor deve seguir as medidas, materiais e especificações indicadas para que se ajuste à cabeça e cubra todo o rosto da criança.

Os face shields tornaram-se uma parte importante dos EPIs normalmente usados por profissionais de saúde para se protegerem de gotículas e aerossóis que podem infectar o rosto. O grupo voluntário formado por professores, servidores e alunos, em parceria com o IFRN, campus São Gonçalo do Amarante, fabrica gratuitamente os protetores em tamanho adulto para uso dos profissionais de saúde da capital e interior do estado. As máscaras para recém-nascido também são montadas e distribuídas, porém em escala menor por demandar mais tempo de confecção.

As unidades de saúde pública que desejam receber os protetores devem enviar os pedidos para o e-mail labmaq.darc.ufrn@gmail.com, com o nome da instituição de destino, CRM do profissional de saúde, a quantidade necessária de máscaras, nome da pessoa que fará a retirada e o telefone de contato. O pedido será analisado e uma data e local de entrega serão agendados. Outras informações podem ser obtidas no Instagram @labmaq_ufrn.

7

Mai

Coronavírus

Campanha da Câmara Municipal de Natal divulga dicas de prevenção

A Câmara Municipal de Natal está divulgando as principais dicas de cuidados para se prevenir contra a contaminação com o coronavírus. Confira o vídeo:

6

Mai

Coronavírus

Escola da Magistratura do RN realiza palestras virtuais sobre temas envolvendo a Covid-19

A Escola da Magistratura do Rio Grande do Norte (Esmarn) realiza nesta quinta-feira (7), às 17h, a primeira palestra do ciclo de lives a serem transmitidas pela Escola em seu canal no YouTube (Esmarn Oficial), e ainda nas plataformas digitais Facebook (Esmarn) e Instagram (Esmarn Oficial). O tema será “Os impactos da Covid-19 no Direito da Saúde”, com a juíza Valéria Lacerda, coordenadora do Comitê Estadual de Demandas da Saúde no RN, que irá tratar sobre os sistemas de saúde mundial; os deveres e direitos na saúde pública e privada do Brasil, e os reflexos no Judiciário. A Esmarn também promoverá palestras nos dias 14, 21 e 28 de maio, sempre às 17h.

No dia 14 de maio, o juiz Deyvis Marques, responsável pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do TJRN, falará sobre os indicadores de violência doméstica e familiar contra as mulheres e também sobre os mecanismos de seu enfrentamento, em âmbito judicial e extrajudicial, com o tema “Enfrentamento à Violência Doméstica em Tempos de Pandemia”.

No dia 21 de maio, a palestra “Pagamento de Precatórios em Tempos de Pandemia” será proferida pelo juiz Bruno Lacerda, responsável pela Divisão de Precatórios do TJRN, que esclarecerá sobre a arrecadação das receitas públicas e o direito constitucional de receber precatórios devidos; as garantias da efetividade à prestação jurisdicional e possibilidade financeira dos entes federativos pagarem sem negligenciar outras políticas públicas essenciais à sociedade.

Por fim, no dia 28 de maio, o juiz José Dantas de Paiva, responsável pela Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude (CEIJ), fará a palestra “Os Direitos da Criança e do Adolescente em Tempos de Covid-19”. O canal do Youtube está aqui

6

Mai

Coronavírus

Faculdade de Natal realiza ação social e distribui lanches para profissionais de saúde no Hospital Walfredo Gurgel

Pensando no bem-estar e em oferecer um pouco de carinho  àqueles que estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus (Covid-19), a UNINASSAU Natal organizou uma ação social onde serão distribuídos lanches para profissionais de saúde. Nesta quinta-feira (07), às 15h, no Hospital Walfredo Gurgel, serão entregues sanduíches e bolos preparados pela equipe de Gastronomia da Instituição, liderada pela coordenadora Áurea Cavalcanti.

“Vivemos um momento delicado e que impõe riscos aos nossos profissionais de saúde, assim, surgiu a ideia de direcionarmos essas doações para hospitais. Os profissionais do Walfredo Gurgel serão agraciados por esse gesto de gratidão”, explica André Lemos, diretor da instituição.

Além dos bolos e sanduíches, serão entregues 200 unidades de iogurtes doados pela Leite Clan e 200 sucos naturais  Brasfruit. " O momento é de solidariedade e empatia com o próximo. “Precisamos reforçar a importância da doação agora e fazer com que as pessoas tenham o comportamento solidário como um hábito”, pontuou Áurea.

6

Mai

Coronavírus

Facebook é a plataforma líder em buscas por notícias sobre o coronavírus

Um estudo veiculado pela empresa de análise de hábitos de consumo Flixed revelou que o Facebook segue sendo a plataforma preferida dos usuários na busca por notícias relacionadas ao novo coronavírus (SARS-CoV-2) e à Covid-19. De acordo com o estudo, que possui um recorte de 1.000 pessoas entrevistadas, a rede social criada por Mark Zuckerberg ocupa a liderança no ranking, com o Reddit aparecendo na segunda colocação.

A informação bate com relatos feitos pelo próprio Facebook, que já declarou internamente ao final de março que o volume de uso da plataforma aumentou em cerca de 50% desde que as ordens governamentais de quarentena e isolamento social começaram, com esse crescimento atribuído quase que inteiramente ao interesse público no novo coronavírus.

O estudo também mostra uma leve mudança de paradigmas, já que o volume de consumo de notícias antes da pandemia era majoritariamente masculino. Homens passavam pouco mais de 30 minutos buscando notícias diariamente, enquanto mulheres chegavam a 28 minutos. Após a Covid-19, porém, mulheres dedicam 53,7 minutos na busca por informações; e os homens, 52,1 minutos.

A geração X também lidera a busca quando o recorte é feito pela idade: pessoas nascidas entre 1960 e 1970 dedicam, em média, 55,7 minutos para ler notícias relacionadas à COVID-19, com outras gerações dedicando de 43 a 53 minutos. O estudo completo está disponível no site da Flixed: https://flixed.io/covid19mediadiet/.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/redes-sociais/facebook-e-a-plataforma-lider-em-buscas-por-noticias-sobre-o-coronavirus-164315/

6

Mai

Coronavírus

Covid-19: WhatsApp e Checadores de Fatos criam robô contra Fake News

O WhatsApp e a Rede Internacional de Checadores de Fatos (IFCN, na sigla em inglês) criaram um serviço de esclarecimento para tirar dúvidas e combater notícias falsas envolvendo a pandemia do novo coronavírus. A iniciativa envolve redes de agências de checagem em 74 países, que já produziram mais de 4,8 mil desmentidos em 43 idiomas.

A disseminação de conteúdos enganosos sobre a covid-19 vem crescendo e gerando preocupação entre autoridades de saúde, bem como medidas por parte das plataformas digitais onde essas mensagens circulam.

O serviço consiste em um robô virtual (ou bot, no termo técnico utilizado). Para tirar dúvidas, basta o usuário de WhatsApp clicar neste link ou enviar a mensagem “hi” para o número +1 (727) 291-2606.

Ao acessar o serviço, é possível buscar checagens por tema, conferir as últimas verificações, obter dicas sobre como não cair em boatos e mensagens falsas e encontrar iniciativas de checagem próximas ao usuário.

Na procura pelas últimas verificações, a informação é oferecida de forma cronológica. Nesta seção, o interessado pode conhecer os últimos conteúdos avaliados e quais são as informações oficiais relativas a ele.

Para buscar uma checagem, o usuário insere uma palavra, assim como ocorre em mecanismos de busca. Por enquanto, esse procedimento funciona apenas em inglês, mas nas próximas semanas o aplicativo deve disponibilizar a busca em outras línguas. Não há previsão para quando o serviço será ofertado em português.

No Brasil, diversas agências trabalham com análise de conteúdos falsos, especialmente neste momento de pandemia. O Ministério da Saúde tem uma página específica para desmentir notícias falsas.

Fonte: Agência Brasil

6

Mai

Coronavírus

Pesquisa: sete em cada dez brasileiros acreditam em Fake News da Covid-19

Cerca de 100 milhões de brasileiros — ou sete em cada dez internautas no país — acreditam em fake news relacionadas à COVID-19 ou ao SARS-CoV-2, o novo coronavírus. Esta é a conclusão atribuída a um novo estudo publicado pela organização de pesquisa e petições online Avaaz, que publicou os resultados de seu levantamento em um comunicado divulgado à imprensa.

Segundo o estudo, o WhatsApp é o principal vetor de desinformação, com sete a cada dez pessoas recebendo matérias falsas e dados errados sobre a doença, bem como supostos métodos de cura e teorias de conspiração, sendo veiculados pelo mensageiro cujo dono é o Facebook. Falando na rede social de Mark Zuckerberg, ela vem em segundo lugar no ranking, com cinco em cada dez usuários recebendo e compartilhando material falso.

"Mais preocupante ainda é que 110 milhões de brasileiros acreditam em ao menos uma notícia falsa que afeta as decisões que as pessoas tomam para se proteger. Isso pode levar cada indivíduo a contagiar centenas de pessoas com o coronavírus, anulando os esforços de médicos e do poder público", disse Laura Moraes, coordenadora de campanhas da Avaaz, no texto divulgado.

A pesquisa da Avaaz também usou dados dos EUA e Itália para fins comparativos, ressaltando que a tendência de fake news serem levadas mais a sério realmente é maior por aqui: cerca de 73% dos brasileiros já acreditaram (e, consequentemente, compartilharam) em alguma informação falsa, contra 65% dos norte-americanos e 59% dos italianos.

O levantamento também aponta que 80% dos entrevistados pela Avaaz responderam que gostariam de ver informações de correção advindas de agências verificadoras de fatos, mas 57% alegam nunca tê-las visto, nem mesmo alertas de conteúdo falso, no Facebook e outras plataformas digitais.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/redes-sociais/sete-em-cada-dez-brasileiros-acreditam-em-fake-news-da-covid-19-alerta-pesquisa-164317/

6

Mai

Coronavírus

Campanha da Câmara Municipal de Natal divulga dicas de prevenção

A Câmara Municipal de Natal está divulgando as principais dicas de cuidados para se prevenir contra a contaminação com o coronavírus. Confira o vídeo:

5

Mai

Coronavírus

UFRN realiza pesquisa sobre impacto socioeconômico da Covid-19

O Núcleo de Economia Aplicada e Conjuntura (NEAC), do Departamento de Economia (Depec), do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), da UFRN, está realizando uma pesquisa intitulada: “Impacto socioeconômico da COVID-19 nos moradores de Natal/RN”, com o objetivo de contribuir para a mensuração do impacto da pandemia no bem-estar da população da cidade do Natal-RN. A pesquisa é voluntária e pode ser respondida a partir deste link.

Para o professor Diego André, coordenador do NEAC, o estudo é importante para compreender como a chegada do coronavírus e as medidas implementadas para combatê-lo afetou a vida da população natalense: “Para isso, estamos interessados em coletar informações sobre como a pandemia afetou o emprego e a renda, além do efeito do isolamento social no deslocamento das pessoas e na saúde emocional”.

Desde o início da Pandemia, a equipe vem produzindo boletins com informações atualizadas e enfoque local que podem ser consultados neste link. Os documentos apresentam dados como distribuição espacial de variáveis como renda, número de agências bancárias, número de respiradores, dentre outros e tem o objetivo de levar informação à sociedade em geral e contribuir para que ações individuais, coletivas e governamentais sejam realizadas em prol da contenção da doença no estado.

Outras informações podem ser consultadas no Instagram e Facebook do Núcleo.  

5

Mai

Coronavírus

RN sobe sete pontos e passa à 9ª posição em ranking de transparência da covid-19

O Rio Grande do Norte subiu sete pontos e entrou para a lista dos dez estados brasileiros com melhor avaliação no Índice de Transparência da Covid-19, iniciativa da Open Knowledge Brasil (OKBR) para avaliar a qualidade dos dados e informações relativos à pandemia do novo coronavírus, publicados pela União e pelos estados brasileiros em seus portais oficiais. O RN alcançou o 9º lugar no ranking, com 74 pontos, ficando à frente de estados de maior potência econômica, como São Paulo e Rio Grande do Sul.

O melhor desempenho é resultado das ações desenvolvidas pelo Governo do Estado em prol da transparência da informação, como as coletivas de imprensa realizadas de segunda a sábado para atualização de assuntos relativos à covid-19. As páginas de internet do Governo do RN, da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e dos demais órgãos estaduais publicam diariamente textos informativos, como o Boletim Epidemiológico emitido pela Sesap. A população também tem fácil acesso aos perfis das redes sociais do Governo e de seus órgãos, onde também são replicadas as ações de combate ao novo coronavírus.

O controlador-Geral do Estado, Pedro Lopes, explica que “é essencial que as informações sobre a Covid-19 cheguem até a população de forma clara e fácil. Ocupar o nono lugar demonstra o esforço que o Governo realiza diariamente para melhorar a qualidade e transparência das nossas informações. Essa semana devemos passar a publicar os dados da covid no Portal da Transparência do RN, concentrando as informações em um só espaço, como os boletins epidemiológico e econômico, e apresentar as compras e serviços realizados para o combate à pandemia. Com essas implementações vamos melhorar nossa nota e posição no ranking”. O endereço do Portal da Transparência do RN é o http://www.transparencia.rn.gov.br/.

5

Mai

Coronavírus

Uber vai usar tecnologia para verificar se motoristas estão com máscara

Uber está desenvolvendo uma tecnologia especial para detectar se os motoristas estão ou não usando máscaras ou coberturas faciais antes de aceitarem viagens.

De acordo com a CNN, a medida vem para garantir que os parceiros cumpram as novas regras da plataforma, que agora exige que motoristas e passageiros usem máscaras ou coberturas faciais enquanto estão nos veículos.

“Nossas equipes estão se preparando para a próxima fase de recuperação, onde todos teremos um papel a desempenhar”, disse Andrew Hasbun, chefe de comunicações de segurança da Uber, em comunicado à CNN. “Continuamos a pedir aos passageiros que fiquem em casa, se puderem, enquanto transportam suprimentos de segurança para os motoristas que estão fazendo viagens essenciais”.

A nova exigência será lançada nas próximas semanas em alguns dos principais mercados da empresa que estão começando a reabertura gradual das atividades, incluindo os Estados Unidos. No Brasil, ainda não há informações sobre quando a novidade será implantada.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/125591/uber-vai-usar-tecnologia-pra-verificar-se-motoristas-estao-com-mascara/

5

Mai

Coronavírus

Campanha da Câmara Municipal de Natal divulga dicas de prevenção

A Câmara Municipal de Natal está divulgando as principais dicas de cuidados para se prevenir contra a contaminação com o coronavírus. Confira o vídeo: