A pandemia da Covid-19 tem sido um dos fatores geradores de crises de ansiedade e preocupação no ambiente de trabalho. Uma pesquisa realizada pela startup Pulses, que desenvolve ferramentas para medir o clima organizacional, apontou que 54% dos entrevistados estão tendo níveis de ansiedade médios e altos durante a quarentena. A nova rotina de trabalho, o receio de não dar conta e as dúvidas sobre as futuras configurações de trabalho têm tornado o papel do RH indispensável neste momento, afinal, cuidar das pessoas nunca foi tão necessário. 

Com o home office, muitas empresas estão tendo que reinventar suas ações de RH buscando estratégias online para estreitar a comunicação entre os seus setores. De acordo com Ana Cláudia Medeiros, gerente de Gestão e Gente da Rui Cadete Consultores, “manter ativo o diálogo com cada colaborador, a fim de se inteirar sobre a rotina de adaptação ao home office, a saúde emocional e a produtividade, é uma das formas de gerar interatividade com a empresa”. 

Outra estratégia adotada pelo RH da Rui Cadete, e também pode ser adaptada a outras empresas, é a aplicação de questionários com o propósito de entender essa nova rotina. Segundo a especialista, a partir dos resultados pode-se alinhar as ações que devem ser desenvolvidas em busca das melhorias necessárias no dia a dia do trabalho. 

Essas pesquisas têm o objetivo de apontar dificuldades, algumas delas podem ser facilmente resolvidas pelas instituições e assim contribuir para a adequação do home office. No caso da Rui Cadete Consultores, os questionários apresentaram o desconforto ocasionado pelas cadeiras que estavam sendo utilizadas pelos colaboradores em suas casas. “A partir disso, a empresa fez a entrega das cadeiras específicas para trabalho nas casas de cada um que apresentou a dificuldade”, afirma Ana Cláudia.

A comunicação interna das empresas - por intranet, aplicativo de mensagens e e-mails corporativos - passou a ser uma ponte essencial no relacionamento interno. “Com todas as mudanças que vêm acontecendo, estar mais próximo, mesmo distante, tem sido uma postura institucional na busca por uma ambiente de trabalho saudável e produtivo. O papel do RH é justamente ser ponte de comunicação e de fortalecimento entre os colaboradores, a empresa e os próprios gestores”, concluiu a gestora.