Comunicação

28

Abr

Comunicação

Assembleia Legislativa do RN prorroga suspensão de atividades e adota regime emergencial

Em função da pandemia do coronavírus e dos números da Covid-19 no Rio Grande do Norte, a Assembleia Legislativa prorrogou a suspensão das atividades até o dia 29 de maio e está adotando uma série de medidas administrativas restritivas com vistas à eficiência e economicidade em função do decreto de calamidade pública no RN. A Casa continuará realizando as sessões remotas para votação e apreciação de matérias.

“Continuaremos com sessões remotas, sem nenhum prejuízo para os trabalhos legislativos e as matérias dos deputados serão lidas e encaminhadas para a Comissão de Constituição e Justiça”, afirmou o presidente do Legislativo do RN, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB). O presidente informou a medida não traz prejuízo a uma nova avaliação do quadro epidemiológico durante esse período.

A resolução redigida pela Diretoria Geral com apoio dos setores de Recursos Humanos e Procuradoria Geral - com iniciativa da Mesa Diretora da Casa - e aval dos demais parlamentares, foi aprovada na sessão remota desta terça-feira (28). A iniciativa vai de encontro ao esforço fiscal que vem sendo empreendidos pelos três Poderes em razão da frustração da receita orçamentária no exercício de 2020.

De forma pioneira, os deputados potiguares contam com o Sistema de Deliberação Remota, o novo aplicativo que permite a votação das matérias, projetos de lei e requerimentos em tramitação.

A criação do sistema e-legis SDR foi mais uma iniciativa que se somou às medidas de proteção que já vinham sendo adotadas pela Casa em razão da pandemia da Covid-19. O aplicativo permite que as matérias tenham a sua tramitação normal e votação sem a necessidade de presença física dos parlamentares.

De forma segura, o deputado faz seu login de acesso e conta com três métodos de validação do voto: a senha do e-legis, a senha do aparelho ou biometria e o reconhecimento facial. Além da ordem do dia, o sistema conta com a lista de presença e ao final, um resumo das matérias votadas durante a sessão. O novo sistema foi criado pela diretoria de Gestão Tecnológica da Casa e já está sendo usado como exemplo para as demais casas legislativas do país.

Medidas

Entre as medidas, fica suspensa a recomposição inflacionária de acordo com a lei, mantendo os vencimentos dos servidores no atual padrão remuneratório; mantém o não pagamento de horas extras e outras vantagens como licença-prêmio indenizada, férias e novas vantagens pessoais.

A resolução também suspende a implantação financeira de novas vantagens pessoais que venham impactar a folha de pagamento, como promoção, progressão funcional, adicional de qualificação, anuênio, abono de permanência e outros.

A medida suspende viagens a serviço da Casa e o pagamento de diárias e a realização de todos os cursos presenciais da Escola da Assembleia, mantendo apenas aqueles ministrados por Educação à Distância (EAD). Também suspende todos os processos licitatórios que não se refiram a bens e serviços emergenciais à prestação do serviço público e determina a avaliação dos contratos administrativos vigentes quanto à necessidade de manutenção ou repactuação para eventual redução de valores.

A resolução também suspende a realização de eventos e atividades externas sob a coordenação da Diretoria de Políticas Complementares.

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte reitera o compromisso com a população e se adequa ao momento de crise provocado pandemia do novo coronavírus.

28

Abr

Comunicação

Estudo: geração Z é cética em relação a informações, marcas e poder

Nascidos em um mundo já conectado, os membros da geração Z formam o grupo etário sempre associado à força da comunicação nas redes sociais. O report “Geração Z: O poder da disrupção: Como a nova geração está ressignificando o que é poder”, realizado pela ViacomCBS, comprova tal relação. Baseado em uma pesquisa feita com 11 mil entrevistados, de 13 a 53 anos, residentes de dez países – com o complemento de discussões qualitativas online realizada com entrevistados de oito países – o estudo mostrou que, para 74% do público da geração Z no Brasil, as redes sociais são ferramentas que dão voz ao que importa para eles. O percentual é maior do que o apresentado na média global (62%).

Cerca de 78% dos brasileiros da Geração Z afirmaram seguir algumas pessoas e marcas nas redes sociais somente para se manter informados; 77% buscam por mais educação e informações do que têm acesso nas instituições de ensino e 71% procuram por conteúdos que reflitam opiniões diferentes das suas. Isso não significa, no entanto, total confiança neste mesmo conteúdo. Dos brasileiros, 35% não confiam nas fontes de informação atuais. Nesse quesito, os jovens do País ficam atrás apenas dos Estados Unidos, onde o número é 37%. A média global é 28%. De acordo com Mariana Saes, senior manager de Business Intelligence da ViacomCBS, pessoas da geração Z são as que menos compartilham notícias sem checar a veracidade.

A desconfiança é uma característica que essa geração leva para diversos setores da sociedade. Eles não se veem representados em instituições políticas, de poder e na comunicação de diversas marcas. Metade dos entrevistados pontuam que a representação de pessoas como eles faz com que eles se sintam mais poderosos. A desconfiança nas instituições também recai sobre grandes empresas. Cerca de 60% dizem que o Facebook, a Amazon e o Google são grandes e poderosas demais.

As marcas também têm o poder de conectar pessoas com causas diversas, apoiar causas que se alinham aos seus valores e desempenhar um papel unificador, mostrando que o público tem mais semelhanças do que diferenças. Apesar de serem céticos sobre a autenticidade de algumas ações de marcas, a geração Z aceita que as marcas se retratem caso façam algo incoerente. “Posicionamentos claros e ações condizentes ajudam a evitar ceticismo e boicote, mas essa geração é fluida, permite retratações e reposicionamentos. Eles entendem como as coisas funcionam e que as marcas tem formas diferentes de se posicionar em diferentes canais”, complementa André Furtado, diretor de trade marketing da empresa.

Fonte: Portal Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2020/04/27/geracao-z-e-cetica-em-relacao-a-informacoes-marcas-e-poder.html

24

Abr

Comunicação

Líderes debatem votação de projeto que disciplina plenário virtual

Os deputados estaduais que são líderes de blocos e partidos na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte fizeram nesta quinta-feira (23) mais uma reunião para debater questões administrativas e legislativas.

Desta vez, a pauta da reunião foi direcionada ao projeto de lei que institui o “Plenário Virtual” durante a pandemia do coronavírus e a situação de calamidade pública - reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) - que será votada na próxima sessão.

“O legislativo potiguar avança com o Sistema de Deliberação Remota e adoção de medidas preventivas para garantir a continuidade do funcionamento do Poder Legislativo enquanto perdurar a condição de calamidade pública”, destaca o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira (PSDB).

Durante a reunião, os deputados Kelps Lima (SDD); Gustavo Carvalho (PSDB); Souza (PSB); Isolda Dantas (PT); Dr. Bernardo Amorim (Avante); George Soares (PL); Coronel Azevedo (PSC) sugeriram ações legislativas ao presidente Ezequiel que acatou os encaminhamentos.

As novas regras do Plenário Virtual seguem modelo adotado pelo Senado Federal, Câmara dos Deputados e outras Assembleias Legislativas em todo o Brasil.

24

Abr

Comunicação

Aluno de Contábeis da UFRN desenvolve plataforma para ajudar pequenos negócios

Os números divulgados pela Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN) no início desta semana apontam uma redução de 32,2% na transação de compra e venda em nosso estado e revelam que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) gera grande impacto na economia potiguar. Pensando em ajudar na saúde financeira das empresas locais e garantir a segurança das pessoas, o estudante Luiz Brito, do curso de Ciências Contábeis da UFRN, desenvolveu um sistema para que microempreendedores possam criar lojas virtuais, gratuitamente.

O site www.tivendo.com.br funciona como um shopping virtual, proporcionando ao cliente acesso a diversas lojas em segmentos variados. Os empresários só precisam se cadastrar na plataforma e podem personalizar suas páginas com marca, cores da loja, endereço e dados de contato. A partir daí, podem cadastrar os produtos ou serviços e divulgar sua própria loja onde quiser. Já os consumidores podem acessar o link geral da plataforma e consultar os produtos de todos os estabelecimentos cadastrados.

Para Luiz Brito, que já trabalha como desenvolvedor, a ideia é ajudar os pequenos comerciantes e autônomos nesse momento em que se deve evitar aglomerações. “Estive recebendo muitos contatos de pessoas interessadas em fazer loja online mas, em momento de crise o dinheiro está escasso, acabam não conseguindo tocar o projeto. Então eu pensei em desenvolver essa plataforma para que as pessoas possam ter sua loja online e seus produtos divulgados na internet disponível para mais e mais pessoas”, destaca.

22

Abr

Comunicação

Cartilha da Controladoria Geral do Município oferece orientações para contratações e licitações públicas

Com as mudanças na vida de todos por causa da pandemia causada pelo coronavírus, vários procedimentos também tiveram que ser revisados. Assim, a Prefeitura do Natal, através da Controladoria Geral do Município, Secretaria Municipal de Administração e Secretaria Municipal de Planejamento reuniu, na manhã da última segunda (20), no auditório da Semad, gestores da administração pública municipal para apresentar o manual de orientação para as contratações destinadas ao enfrentamento do coronavírus.

O documento foi formatado por servidores da Controladoria do Município. “Para a elaboração do Manual, sua construção foi feita sob diversas mãos, onde tenho que deixar registrado as fundamentais participações dos servidores da Controladoria Douglifan Queiroz Oliveira, André Henrique de França Specht e Raissa Lorena Macedo Moura Leão. Buscamos inspirações em discussões no fórum do Conaci - Conselho Nacional de Controle Interno - e em documentos semelhantes produzidos pela Secretaria de Controle e Transparência do Estado do Espírito Santo e da Controladoria Geral do Estado de Santa Catarina”, revela o controlador geral, Rodrigo Quidute.

As alterações legais promovidas por mudanças na legislação federal tornaram necessária a composição das orientações, segundo o Controlador. “A ideia surgiu diante da constatação de uma série de mudanças legislativas advindas do governo federal que atingem diretamente as contratações dos municípios, de todos os entes federativos, que impuseram às  controladorias de todo o País orientar para tomadas de decisões ao enfrentamento do coronavírus e o principal objetivo do Manual é uniformizar todo o processo administrativo, com especial propósito de agilizar e trazer segurança aos atos, já que está sendo concebido à luz da lei federal 13.979/2020 e das notas técnicas do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte”, explica Quidute.

O Controlador geral afirma que a intenção é tornarem públicas, e de fácil acesso, informações que são essenciais em um momento tão complexo e difícil da vida do País. “Todo o material está disponível através do link https://coronavirus.natal.rn.gov.br/assets/docs/manual_contratacao_covid19.pdf, onde o público-alvo é, principalmente, os operadores das áreas de planejamento, jurídico, orçamento e finanças de todos os órgãos da administração de qualquer Município e Estado do país.”, concluiu.

Toda a movimentação financeira de despesas e receitas relacionadas ao coronavirus feita pela prefeitura do Natal estará disponível no site www.natal.rn.gov.br/transparencia, na aba Covid-19, que será atualizado diariamente.

22

Abr

Comunicação

Atendimento psicológico online gratuito reabre inscrições até hoje

Após uma primeira etapa de atendimentos, o Serviço Integrado de Psicologia da UnP reabre as inscrições para atendimentos psicológicos online gratuitos. O trabalho é realizado por tutores e professores, sendo oferecido de forma excepcional durante o período de isolamento da pandemia de Covid-19.

Do mesmo modo em que foi realizado no início de abril, o serviço estará disponível apenas para pessoas acima de 18 anos de forma síncrona. Isso quer dizer que a troca de informações entre o profissional e o paciente acontecerá simultaneamente, por meio de audioconferência.

As inscrições podem ser feitas até 22 de abril, através de formulário online disponível clicando aqui. No prazo máximo de 48 horas, um e-mail será enviado com data, horário, orientações e link para realização do atendimento.

22

Abr

Comunicação

Aos seis anos, australiana é a pessoa mais jovem a publicar um artigo científico

Uma australiana de apenas seis anos de idade pode ter se tornado a pessoa mais jovem a publicar um artigo científico na história. O relacionamento de Grace Fulton com a natureza, mais precisamente com corujas, e o incentivo do pai, Graham Fulton (cientista da Universidade de Queensland), foram os ingredientes necessários para que ela desse os primeiros passos no mundo acadêmico.

Até então, este recorde era da canadense Sophia Spencer, que foi coautora de um estudo sobre mídias sociais e o amor pela ciência, em 2017, na época com oito anos. Desde então, nenhum outro registro parecido foi solicitado ou identificado; portanto, é bem possível que Grace Fulton tenha batido essa marca.

Desde os quatro anos acompanhando o pai em seus estudos sobre corujas, Grace acabou colhendo dados de algumas espécies que vivem perto de sua casa, no subúrbio de Brisbane, e os comparou com dos mesmos exemplares que habitam as florestas de Mount Glorious, um pouco mais longe da cidade.

Como resultado dos trabalhos, a jovem identificou que há uma quantidade bem menor de corujas quando nos aproximamos mais da cidade, e que os hábitos dos animais, sobretudo os noturnos, mudam bastante quando comparamos os dois locais.

"Grace e eu estávamos ansiosos para comparar como as corujas da floresta e outras aves noturnas se comportam em áreas urbanas densas, em comparação com locais frondosos e selvagens como o Mount Glorious, e não foi surpresa que houvesse uma nítida falta de corujas na cidade. Realmente precisamos de reservas maiores e com árvores antigas nos subúrbios de Brisbane, que estejam melhor conectadas e possam criar um ambiente melhor para as aves", disse Graham Fulton.

O pai de Grace revela, ainda, que a jovem cientista está se aproximando de outros animais e que, possivelmente, mais artigos e estudos apareçam com autoria da pequena. "Ela está gostando cada vez mais das cobras e não tem medo de tocá-las, por exemplo. Além disso, ela tem se interessado muito pela migração das borboletas e, também, por sanguessugas", revela. 

O estudo, chamado de A comparison of urban and peri-urban/hinterland nocturnal birds at Brisbane, Australiapode ser acessado na íntegra por este link.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/meio-ambiente/aos-seis-anos-australiana-pessoa-mais-jovem-publicar-um-artigo-cientifico-163595/

21

Abr

Comunicação

Dez preciosas dicas de comunicação para se sair bem na Live, Videoconferência ou Webinar

Por Juliska Azevedo

A pandemia do coronavírus trouxe inúmeras mudanças para a rotina profissional de gente do mundo todo, e uma das mais comuns tem sido o uso dos canais digitais para reuniões, aulas, exposições e uma série de outras necessidades de comunicação que antes eram resolvidas presencialmente.

Muita gente que jamais havia feito uma reunião por videoconferência ou concedido uma entrevista via Skype passou a se deparar com esses instrumentos em sua rotina. Diante disso, surgem também as dúvidas sobre como se APRESENTAR BEM e se COMUNICAR BEM nas mídias digitais.

Por outro lado, as Lives e Webinares se tornaram importante ferramenta de comunicação e marketing, podendo atingir a um grande número de pessoas com sua mensagem, gerando interação, empatia e interesse.

Nesse contexto, clientes nossos de assessoria e consultoria de comunicação (aproveita e conhece a www.skacomunicacao.com.br) passaram a demandar essas dicas tanto para a Ska quanto aqui no Blog da Juliska.

São orientações um pouco diferentes das já tradicionais para bom desempenho em entrevistas de televisão, por se tratar de uma outra maneira de aparecer, se posicionar e, consequentemente, de se comunicar, em que a linguagem corporal perde um pouco do seu peso – substituído em partes pelo de “qualidade” da captação da imagem, do som e da luz do ambiente.

Seguem então, aqui, dez dicas preciosas de linguagem, preparo e ambiente para você mandar bem nas suas aparições digitais:

1 – Planeje o ambiente

De repente, os jornais de TV estão cheios de pessoas concedendo entrevistas via Skype – uma grande parte delas com uma estante de livros adornando atrás, já perceberam? Não há nenhum problema nisso: mas mais do que o cenário, é preciso estar atento à iluminação, que será definitiva na qualidade da imagem. Procure uma posição em que a luz esteja à frente do seu rosto, nunca por trás de você. Quanto ao cenário, quanto mais clean, maior será a atenção à sua mensagem – muitos elementos visuais podem puxar o olhar de quem assiste para o que menos interessa, tirando o foco do que você diz.

2 – Tenha cuidado com a altura da tela

Você está olhando para a tela do seu computador, mas isso não significa que tenha que olhar de cima para baixo. Tenho certeza que esse não é seu melhor ângulo, rsrs! Procure posicionar o notebook a uma altura em que seus olhos estejam na linha mediana da tela. Se necessário, use alguns livros abaixo para conseguir essa altura. Olhar de frente torna bem mais agradável a transmissão da sua mensagem.

3 – Prepare-se para aparecer

Não é porque você está concedendo uma entrevista ou participando de uma conferência de casa que não precisa estar bem vestido. Correu o país uma imagem de um desembargador que, desavisado, apareceu numa reunião com seus pares sem camisa – o que, obviamente, não combina em nada com a liturgia do cargo. Uma boa camisa clara, para os homens, e uma blusa neutra, para mulheres, são aquele famoso “não tem erro”. Meninas: evitem produzir demais o cabelo ou exagerarem na maquiagem dos olhos. Não combina com o momento. Simplicidade e elegância são as palavras de ordem.

4 – Faça o preparo técnico

Antes de começar, tenha definida qual a sua mensagem principal. Estude o assunto que será abordado, leia, destaque pontos que você não gostaria de esquecer. Saiba o que quer dizer para o seu público. Pode também fazer anotações em tópicos, em papel, que possa eventualmente ser consultado no caso de “dar um branco”. Mas só em último caso! Sempre é melhor estar com o conteúdo na ponta da língua do que fugir o olhar para consultar o papel.

5 – Treine antes de começar

A grande lição de muitos oradores brilhantes é o treino. Traga para a sua mente que há centenas ou milhares de pessoas lhe assistindo e treine antes de começar pra valer. O seu cérebro vai entender a mensagem como algo que está, de fato, acontecendo, e lhe deixará mais seguro quando for ao ar. Você pode filmar seu desempenho para conferir em seguida.

6 – Invista na sua linguagem verbal

Na maioria dos casos em uma transmissão digital, você estará muito limitado nos gestos. Invista então, numa boa linguagem verbal. Fale pausadamente – mas não lentamente. Pronuncie corretamente todas as palavras, com todas as letras, sem jamais esquecer os plurais. Coloque ênfase nas palavras que quer destacar, pronunciando de forma mais forte ou mais lenta (um bom exemplo disso para você é observar o William Bonner: preste atenção como ele fala no próximo Jornal Nacional).

Tenha cuidado com gírias e vícios de linguagem: evite-os. Da mesma forma, evite o “né”, “tá”, ou “aaahhh”. E mesmo que esteja falando para uma grande audiência, dirija-se ao seu interlocutor como “você” em vez de “vocês”. Gera mais empatia.

7 – Mas também tem a linguagem corporal

Apesar de limitada, a linguagem corporal ainda vai exigir atenção. Por exemplo: evite mexer no cabelo muitas vezes (eu sou uma que sofro com essa regra!). Evite pegar no rosto, esfregar os olhos ou o nariz. Evite apertar os lábios ou fungar com o nariz (ainda mais em tempos de coronavírus).

Mantenha a coluna reta e os ombros abertos. Para facilitar a boa postura, sente bem ao fundo da cadeira e esteja em atenção durante toda a transmissão.

Procure manter um leve sorriso no rosto, especialmente no início e final da sua fala. O sorriso gera conexão com quem lhe assiste.

8 – Transmissão não é espelho

Resista à tentação de ficar se olhando na tela a cada minuto. Não ache que ninguém vai notar. Da mesma forma, evite fugir o olhar da tela ou girar os olhos como se procurasse algo. Quando for dar aquela pausa para pensar, pense olhando para seu interlocutor – que no caso, é a câmera. Os olhos atentos à câmera provocam maior empatia com quem assiste e passam mais segurança.

9 – Domine a sua tecnologia

Se vai fazer a transmissão a partir de um celular, cheque o sinal da internet, verifique antes se o aparelho está com bateria suficiente (lembrar de carregar é o ideal) e procure deixá-lo apoiado em um canto fixo – um tripé, por exemplo, é a melhor solução. Tenha cuidado ao tocar na tela do celular durante a transmissão: em alguns casos ela vira automaticamente e passa a mostrar o outro lado do ambiente. Se vai usar notebook, também é importante manter o carregador já conectado, para não ter más surpresas com a bateria.

10 - Esteja focado

Parece óbvio, mas nem sempre é. Antes de começar sua comunicação digital, procure criar um ambiente favorável em seu entorno. Vá para um local silencioso, feche portas, e se lhe ajudar a se concentrar, utilize um fone de ouvido. Evite usar o celular enquanto outra pessoa está falando, seja na sua Live, Webinar ou conferência. A sua concentração, sua atenção ao momento presente, são FUNDAMENTAIS para o seu bom desempenho. Invista nisso.

Bem, pessoal, essas seriam as minhas principais dicas para esse novo momento da comunicação digital. Quem quiser interagir sobre o assunto, pode deixar abaixo o seu comentário, enviar e-mail aqui para o Blog da Juliska (blogdajuliska.news@gmail.com) ou falar com a gente nos perfis @blogdajuliska e @skacomunicacao no Instagram. Até a próxima!

21

Abr

Comunicação

Pesquisa da FIERN revela detalhes da situação das empresas do RN durante a pandemia do coronavírus

A 'Pesquisa FIERN com industriais do Rio Grande do Norte sobre COVID-19’ lançada, nesta segunda-feira (20), pelo Sistema FIERN no âmbito do Mais RN, traça um panorama de como as empresas industriais do estado estão se comportando diante da pandemia do novo coronavírus e que ações têm adotado para o enfrentamento dos efeitos da COVID-19 na economia. A ideia é que a amostra represente o universo das indústrias do RN (aproximadamente 90% micro e pequenos) com o objetivo de compreender o impacto do COVID-19 nas atividades industriais e sondar qual a situação da indústria potiguar.

O documento foi elaborado pelas equipes técnicas do MAIS RN, das Unidades de Mercado e de Comunicação e Marketing da FIERN, com assessoria do consultor Mardone França e suporte técnico da  empresa Thémata. A pesquisa foi feita com 139 indústrias (micro, pequenas médias e grandes) de várias regiões do estado e vários segmentos produtivos, entre os dias 14 e 15 de abril. O questionário foi aplicado por uma força tarefa coordenada pela equipe de mercado do SESI, por meio de ligações telefônicas.

A sondagem mostra que 53% das indústrias do RN tiveram que parar suas atividades em algum grau e 35% paralisaram mais de 50% de suas atividades (principal setor afetado foi o têxtil e confecções). O público mais afetado foram as micro (51% das empresas que tiveram que parar mais da metade de suas atividades), em 97% houve queda de mais de 50% no seu faturamento e 31% precisou demitir mais de 50% dos seus funcionários.

Quando divididas por porte, 75% das grandes empresas não pararam suas atividades, sendo esse o segmento que mais teve força em continuar nas circunstâncias atuais. Ainda assim 25% teve parada. As médias tiveram dinâmica semelhante às grandes indústrias. Aproximadamente 73% não pararam e 27% tiveram algum tipo de parada; sendo que 17% das indústrias médias pararam mais de 50% de suas atividades. Já nas pequenas empresas a situação diverge dos segmentos anteriores, uma vez que apenas 39% não pararam; 59% tiveram que parar as atividades em algum grau e 37% precisou parar mais da metade da indústria. As micro indústrias refletem os valores globais da pesquisa, pois se observa que 55% precisaram parar; dessas 38% parou mais da metade das atividades, o que faz deste segmento o mais afetado.

O levantamento também apontou que 40% das indústrias do RN suportam somente um mês nas atuais circunstâncias. Especificamente micro e pequenas constituem esse grupamento. Sobre esse grupo de risco, 53% já passou por demissões. No que tange as demissões, 39% das empresas já demitiram. E 12% das indústrias do RN tiveram que demitir mais da metade de seus funcionários. O público que mais sofreu com demissões também foram as micro 80%).

A pesquisa indica que 65% das indústrias precisaram renegociar contratos de trabalho internamente e que dentro dos 35% que não renegociaram seus contratos podem existir empresas que partiram imediatamente para demissões.

Sobre as vendas e faturamento, 56% das indústrias já apresentam quedas, das quais 28% já são maiores de 50% do esperado. Indústrias de todos os tamanhos sofreram esse impacto, especialmente as micro (33%) e médias (43%), dos segmentos de laticínios e derivados de leite, metal mecânica, têxtil, fabricação de doces, artefatos de concreto e gráfica. As empresas veem alternativas como rodada de negócios entre empresas e cursos online para funcionários como boas soluções para este momento; 78% estão com problemas com fornecedores e 57% não buscou apoio em banco. Apenas 4% das indústrias relatam ter tido aumento de faturamento.

A pesquisa revela que um terço dos industriais ouvidos vê como única solução a retomada do comércio. Aproximadamente 40% acham importante ter rodada de negócio com bancos e 37% necessitam de suporte jurídico. No âmbito das iniciativas do Poder Público, 85% observam no governo federal as medidas mais importantes para a economia, 10% vê na prefeitura e 5% no Governo do Estado, segundo a pesquisa.

Sobre contribuições do Sistema Indústria (FIERN, SESI, SENAI e IEL) para auxiliar as indústrias, 65% responderam“Rodada de Negócios com bancos” e “suporte jurídico”. Em defesa de interesses aparecem sugestão de ações como intervir junto aos governantes para as empresas não fecharem; intermediar e exigir medidas do governo federal; fazer uma intermediação entre o setor produtivo e o governo do RN para flexibilizar o pagamento dos impostos, entre outros.

Confira a pesquisa na íntegra: Pesquisa FIERN com industriais do RN COVID-19

 

21

Abr

Comunicação

Instituto Juvino Barreto celebra aniversário de 78 anos com exposição de fotos das idosas

O Instituto Juvino Barreto celebrou 78 anos de sua fundação na manhã de domingo (19). Em época da pandemia do Coronavírus, a celebração de aniversário foi realizada de forma diferente com as fotos da Mostra Beneficente “Mães do Juvino” 2019, a presença das irmãs, três funcionários da equipe de saúde e a assistente social Célia Azevedo, obedecendo a distância entre os participantes, utilização de máscaras e álcool gel.

A irmã Rita de Cássia, diretora administrativa do Abrigo Juvino Barreto proferiu algumas palavras direcionadas aos idosos, funcionários, colaboradores e voluntários. “São 78 anos de muitas vitórias, de sofrimentos e alegrias, mas tudo passa, a resistência dessa instituição no passado levou atualmente contar histórias de todas as cores, tudo isso graças a pessoas abnegadas que confiaram e confiam no trabalho realizado com amor ao próximo. O Instituto acolhe pessoas vindas de todos os continentes, não importa seu credo e nem religião e sim de vidas, assim usamos as palavras chaves:  Amor, Carinho e Paciência. A cada manhã todos nós que fazemos a Instituição olhamos para cada idoso e dizemos “Estamos aqui Deus te ama e nós também”, estendemos nossos votos a todas as pessoas de bom coração que nos ajuda e mantém o Abrigo de pé durante 78 anos”.

 


Há 78 anos nasceu o Juvino Barreto no dia 19 de abril de 1942 para suprir a necessidade de amparar os flagelados da seca e idosos mendigos que viviam ao relento em nossa cidade Natal.Passados todos esses anos a instituição filantrópica luta contra as dificuldades sem perder a liberdade de desenvolver ações voltadas aos mais carentes, sempre com a esperança em dias melhores. Tudo que foi construído até hoje foi viabilizado exclusivamente através de doações, trabalho voluntário e apoio da sociedade. Quem puder ajudar o ABRIGO JUVINO BARRETO, entre em contato com os telefones  (84) 3322-7311 ou  99627-2065.

21

Abr

Comunicação

Em meio ao Covid-19, cursos e mentorias se tornam apostas dos veículos de comunicação

Por Meio & Mensagem

Exame e Globo Condé Nast aproveitam expertise para criar plataformas educativas e de mentoria, sob assinatura. Manter o interesse dos leitores e equilibrar as finanças abaladas pela retração dos investimentos publicitários vêm sendo árduos desafios para os veículos de comunicação, sobretudo aqueles de mídia impressa.

Além de incrementar o conteúdo oferecido em plataformas digitais, alguns publishers também aproveitam a especialidade que possuem em alguns assuntos para oferecer cursos e aprimoramentos aos leitores. A Exame e a Globo Condé Nast são exemplos de publishers que viram na educação a oportunidade de criar uma nova fonte de receitas.

A plataforma Exame Academy, braço de educação de Exame, entrou no ar na semana passada com a proposta de oferecer conhecimento sobre finanças, gestão, negócios, carreiras, empreendedorismo e tecnologia. O serviço é acessível pelo site e aplicativo da Exame e tem conteúdos abertos, como lives, e uma seção de cursos disponíveis no formato pay per use ou por assinatura.

“Ofereceremos desde cursos básicos até mais aprofundados em ações, fundos e opções, com aulas com profissionais de investimentos do mais alto calibre”, explica André Portilho, executivo que irá liderar a Exame Academy. Segundo ele, será feito uso de inteligência de dados para conectar os materiais ao perfil da audiência.

Entre as primeiras atrações estão os cursos “O manual do investidor”, voltado a iniciantes no mercado de capitais e ministrado por André Bona, e “O jeito Barsi de investir”, focado no método de Luiz Barsi Filho, maior investidor pessoa física da bolsa brasileira.

Mentorias
A editora Globo Condé Nast (responsável pela publicação das revistas Vogue, Casa Vogue, Glamour e GQ), também viu no conteúdo educativo uma forma de diversificar suas receitas em tempos de distanciamento social.

A editora aproveitará sua expertise em temas como moda, estilo e comportamento e oferecerá cursos variados, ministrados por especialistas. Entre os conteúdos estarão estratégias para a busca por emprego e para a construção de perfis engajados nas redes sociais.

Os cursos são ministrados por meio da plataforma Eventbrite e custam a partir de R$ 68. Além disso, a editora também dá início a uma série de lives intituladas O Futuro da Moda, que contarão com participação de estilistas e especialistas desse universo. O objetivo é apontar os caminhos que a indústria deve seguir após o término da pandemia.

Fonte: Meio & Mensagem, disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2020/04/20/cursos-e-mentorias-se-tornam-apostas-dos-veiculos.html

17

Abr

Comunicação

Auxílio emergencial: tira-dúvidas on-line atende beneficiados no RN

Trabalhadores informais, desempregados, contribuintes individuais do INSS e MEIs do Rio Grande do Norte, com direito ao auxílio emergencial do Governo Federal, receberão apoio de professores e estudantes de Ciências Contábeis para tirarem suas dúvidas. Todo o atendimento será feito de forma remota e agendado via formulário on-line.

O serviço, oferecido pela Universidade Potiguar - integrante da rede Laureate, estará disponível para pessoas de Natal, Mossoró, Caicó, Pau dos Ferros e Currais Novos. Apoiando a iniciativa, estão os alunos da Empresa Júnior do Curso, GINGA Soluções Contábeis.

Para se inscrever, basta preencher os dados no formulário e aguardar o contato da equipe:

No Brasil, a Caixa prevê a criação de 30 milhões de poupanças sociais digitais para o recebimento do benefício.

17

Abr

Comunicação

Assembleia Legislativa do RN sugere medidas de prevenção a acidentes durante o teletrabalho

Com a pandemia do Coronavírus e a suspensão dos trabalhos presenciais na Assembleia Legislativa até o próximo dia 30 de abril, o teletrabalho se tornou uma opção para deputados e servidores. Dessa forma, a Casa adaptou a Campanha Abril Verde – que visa melhores condições de trabalho para os colaboradores - e sugeriu medidas de prevenção de acidente para quem tá praticando o isolamento social, prevenindo também de acidentes domésticos.

A Coordenadoria de Gestão de Pessoas fez as adaptações com o objetivo de contribuir com a segurança das famílias e propõe medidas e orientações de ergonomia e de prevenção aos acidentes domésticos, que podem acontecer com mais frequência devido o maior tempo em que as pessoas têm ficado em casa.

“O objetivo principal da campanha é prevenir. Nesse caso, como os servidores da Assembleia Legislativa e demais trabalhadores estão exercendo suas atividades em casa, vimos a necessidade de fazer uma adaptação à campanha. Já que as pessoas estão em casa, ajustamos no sentido de prevenir quanto aos acidentes domésticos”, explicou o Coordenador de Gestão Pessoas da ALRN, Thyago Cortez.

Thyago Cortez também explicou que os servidores da Coordenadoria de Gestão de Pessoas estão trabalhando em casa, por meio de teletrabalho e comunicação via aplicativos de celular para promover a campanha. De acordo com ele, o objetivo maior é evitar que os acidentes ocorram, mas, em ocorrendo, a campanha também orienta como proceder para minimizar os efeitos.

Nesse sentido, a primeira orientação é ligar para os telefones de emergência do Corpo de Bombeiros (193), SAMU (192) e Polícia Militar (190), antes de realizar qualquer procedimento. Em caso de necessidade, a campanha disponibiliza orientações de como proceder e realizar primeiros socorros em casos de engasgo e asfixia de adultos, crianças e bebês; queimaduras; intoxicação; escoriações; fraturas; hemorragia; desmaios; convulsões; choque elétrico; ataques de animais peçonhentos; entre outras complicações.

Quanto à ergonomia, é importante definir um lugar para o trabalho, observando se o ambiente oferece algum ruído que possa atrapalhar a concentração. A luminosidade e a ventilação também devem ser levadas em consideração, assim como os horários de pausas.

A posição do corpo deve ser observada para que, ao sentar em frente à mesa, os joelhos, quadris e cotovelos fiquem em um ângulo de aproximadamente 90º em relação aos apoios.

Esses são alguns cuidados para quem não está acostumado a trabalhar de forma remota não prejudicar a saúde. Realizar alongamentos simples e aplicar a ergonomia de forma correta podem fazer uma grande diferença no dia a dia, tanto para movimentar o corpo quanto para garantir uma boa circulação sanguínea.

17

Abr

Comunicação

Diário Oficial será publicado somente online enquanto perdurar a pandemia

O Departamento Estadual de Imprensa (DEI) vai deixar de produzir a versão impressa do Diário Oficial do Estado (DOE) a partir da próxima semana. A decisão foi publicada em decreto, nesta sexta-feira (17), pelo Governo do Rio Grande do Norte, e valerá, excepcionalmente, enquanto perdurar o estado de calamidade pública provocado em razão da crise de saúde pública decorrente da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Durante esse período, o DOE será disponibilizado, unicamente, online no site http://www.diariooficial.rn.gov.br, de acesso gratuito. Apesar da mudança, as publicações continuarão atendendo aos requisitos de autenticidade, integridade, validade jurídica e interoperabilidade da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil). Conforme decreto nº 29.534, o DEI também se encarregará de imprimir e manter em arquivo, no mínimo, um exemplar de cada edição do Diário Oficial do Estado. Confira o Decreto Nº 29.625 - Aqui.

15

Abr

Comunicação

TV Câmara Natal transmite coletivas do Governo do RN sobre o coronavírus

A TV Câmara Natal começou a transmitir, a partir desta quarta-feira (15), as entrevistas coletivas do Governo do Rio Grande do Norte com a atualização de informações sobre casos, ações e orientações a respeito do novo coronavírus (COVID-19). As transmissões pela TV legislativa de Natal podem ser acompanhadas pelos canais 51.4 (digital aberto) e 10 ou 110 (Cabo).

A medida é mais uma iniciativa do Legislativo natalense que busca contribuir para o enfrentamento à pandemia. "As autoridades de saúde trazem, nestas coletivas, informações importantes sobre a circulação do vírus no estado, e a Câmara, mesmo com as atividades suspensas, tem colaborado com o município de Natal durante essa pandemia. Estamos discutindo e aprovando projetos importantes no combate à doença, promovendo uma campanha educativa sobre a importância da prevenção e, agora, mais esse serviço de informar à população em tempo real, demonstrando que esse é um momento de unirmos forças", destaca o presidente da Casa, vereador Paulinho Freire (PDT).

As coletivas do Governo do Estado acontecem, diariamente, às 11h, ocasião na qual profissionais da imprensa fazem seus questionamentos sobre o assunto às autoridades presentes. É o momento em que é apresentado o balanço oficial com os números de casos suspeitos, confirmados, descartados e de óbitos, além do esclarecimento de dúvidas sobre situações relacionadas ao assunto. Nos dias em que ocorrerem sessões plenárias no mesmo horário, a prioridade será para a transmissão das sessões e a coletiva será gravada e transmitida logo em seguida.

"A parceria com o Executivo estadual reforça o compromisso da Câmara de Natal na luta contra a disseminação da Covid-19 e vai deixar a população atualizada com informações oficiais, além de ajudar na conscientização sobre a importância da prevenção contra o coronavírus", ressalta o diretor do Núcleo de Comunicação Integrada da Câmara Municipal de Natal, Erick Gurgel.

Foto: Elisa Elsie/ Governo do RN