Mídias Sociais

23

Mar

Mídias Sociais

Coronavírus: Google Maps emite alerta informativo em rotas para hospitais

Nos últimos dias são notórias as iniciativas de várias empresas em combater à COVID-19. O Google, por exemplo, liberou recentemente um novo doodle para alertar sobre a importância de lavar as mãos. Agora, por meio do Maps, está conscientizando os usuários com suspeita de coronavírus a procurarem ajuda médica à distância antes de irem diretamente para um hospital.

Segundo informações do The Verge, o alerta aparece nos Estados Unidos orientando que, em caso de suspeita de COVID-19, o usuário entre em contato com um médico de confiança antes de seguir para um hospital ou clínica, evitando assim que pessoas não infectadas fiquem juntas de outras diagnosticadas.

Ao clicar no aviso o usuário é direcionado ao site do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). O alerta é exibido tanto no Android, que aparece nos resultados da pesquisa, quanto no iOS, mostrado na lista de cada local.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/saude/coronavirus-google-maps-emite-alerta-antes-de-ir-procurar-um-hospital-162198/

23

Mar

Mídias Sociais

Google e YouTube lançam novos recursos para ensino em casa

O Google e o YouTube divulgaram novos recursos para ajudar professores e famílias a continuarem ensinando os alunos que estão em casa devido à pandemia do coronavírus. A página do Google, chamada Teach From Home (https://teachfromhome.google/intl/en/), oferece recomendações sobre como os professores podem ensinar remotamente usando os produtos do Google.

O conteúdo apresenta ideias de como fazer uma vídeochamada com uma turma usando o Hangouts ou criar um questionário online usando o Formulários Google. Segundo a empresa, a página “continuará evoluindo”, e também oferece um kit de ferramentas de “como ensinar em casa”, com recursos sobre como ensinar de forma remota organizados em uma série de slides.

No momento, o Teach from Home está disponível apenas em inglês, mas os kits de ferramentas para download estão disponíveis em dinamarquês, alemão, espanhol, francês, italiano e polonês, e o Google diz que mais idiomas estão “chegando em breve”. Já o recurso do YouTube, o Learn@Home (https://learnathome.withyoutube.com/), destaca os canais educacionais da plataforma que podem ser usadas pelos alunos para estudar em casa.

A página categoriza os canais recomendados para famílias com crianças de 13 anos ou mais, famílias com crianças de 5 anos ou mais e famílias com crianças em idade pré-escolar. Alguns dos canais são CrashCourse, Discovery Education, Cool School, PBS Kids e Sesame Street. O Learn@Home está disponível agora em inglês e também terá versões em italiano, francês, coreano, espanhol, japonês e muito mais “nos próximos dias”, de acordo com o YouTube.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/123369/google-e-youtube-lancam-novos-recursos-para-ensino-em-casa/

23

Mar

Mídias Sociais

Instagram lança figurinha para entreter usuários em quarentena; saiba como usar

Com o isolamento social como forma de evitar a propagação do coronavírus, o uso das redes sociais e serviços de streaming se intensificou nos últimos dias. Para incentivar seus usuários a não saírem de casa, o Instagram lançou no último sábado (21) uma nova figurinha chamada “Em casa”.

O recurso funciona de forma simples. Ao fotografar ou gravar um story e adicionar o adesivo, a postagem é exibida em destaque no feed, sendo agrupada com outras imagens ou vídeos de usuários que também utilizaram o mesmo selo.

Tutorial para adicionar figurinha "Em casa" no Instagram:

Passo 1: Abra o Instagram, tire uma foto ou grave um vídeo;

Passo 2: Em seguida, clique no ícone de adesivos (se assemelha a uma carinha quadrada sorridente) e depois aperte em cima do emblema “Em casa”;

Passo 3: Clicando em cima da figurinha é possível alternar entre dois modelos diferentes;

Passo 4: Cole na sua foto ou vídeo e publique no seu story;

Passo 5: Para ver a publicação, basta retornar a página inicial do seu Instagram e esperar o feed atualizar.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/redes-sociais/instagram-nova-figurinha-em-casa-para-usuarios-quarentena-162203/

20

Mar

Mídias Sociais

Instagram começa a testar mensagens autodestrutivas

O Instagram pode ser o próximo aplicativo a ganhar um recurso de mensagens "autodestrutivas". A companhia está testando de forma interna essa forma de bate-papo secreto, com recados que são apagados imediatamente após você fechar a janela com o seu contato.Quem descobriu a novidade foi a programada Jane Manchum Wong, acostumada a desvendar segredos em mensageiros e redes sociais a partir de engenharia reversa. Ela postou o resultado em forma de GIF em seu perfil no Twitter, avisando que a novidade ainda está em fase bem inicial de criação.

Como é possível notar, o recurso só é ativado dentro de um Modo Escuro do chat e de fato não deixa qualquer histórico da conversa anterior — um funcionamento parecido com o Modo Anônimo de navegadores, por exemplo. O objetivo aqui parece ser o de deixar conversas efêmeras entre dois usuários do Instagram ainda mais privadas e impossíveis de serem lidas mais tarde. Vale lembrar que o WhatsApp, que também pertence ao Facebook, voltou a testar o recurso de "autodestruição" de chats — porém, no caso do mensageiro, é o usuário que define quanto tempo o recado fica no ar.

Em resposta ao tweet de Wong, o Instagram informou a sua declaração padrão de que a função de fato existe em Beta, o que não significa que ela será lançada comercialmente. "Nós estamos sempre explorando novos recursos para melhorar a sua experiência de mensagens. Essa função ainda está em fase inicial de desenvolvimento e não testaremos externamente por enquanto", afirmou o porta-voz da empresa.

Fonte: Tecmundo, disponível em: https://www.tecmundo.com.br/redes-sociais/151242-instagram-comeca-testar-mensagens-autodestrutivas.htm

20

Mar

Mídias Sociais

Google quer usar geolocalização de usuários para retardar COVID-19

O Google está explorando formas de usar informação de localização dos usuários para retardar o avanço do coronavírus, por exemplo, por meio da determinação da efetividade do distanciamento social. O senador dos Estados Unidos Ed Markey, que defende há tempos o direito das pessoas à privacidade, pediu cautela nos esforços do governo de se aliar a grandes companhias de tecnologia para acompanhar o ritmo do coronavírus.

Em carta para Michael Kratsios, o secretário de Tecnologia da Casa Branca, Markey citou reportagem do Washington Post que afirma que o governo Trump teve discussões com Amazon.com, Apple, Facebook, Google, IBM e outras companhias de tecnologia para discutir a possibilidade de usar dados de localização dos smartphones como ferramenta de pesquisa sobre a disseminação da epidemia nos EUA.

"Precisamos de garantias de que a coleta e o processamento destes tipos de informação, mesmo que de forma anônima, não representem riscos à segurança e privacidade dos indivíduos", disse Markey. O Facebook afirmou que não há acordo para compartilhar dados de localização de usuários com o governo norte-americano. A Apple comentou que não monitora a localização dos usuários. A empresa citou que participou de reuniões da força-tarefa sobre coronavírus na Casa Branca, mas que é focada em telemedicina e ensino a distância.

Fonte: Agência Brasil

20

Mar

Mídias Sociais

Facebook vai colocar no topo da linha do tempo notícias sobre o novo coronavírus

Informações sobre o novo coronavírus passarão a ser prioridade no Facebook. Mark Zuckerberg, CEO da empresa, anunciou que desde ontem (19) usuários de diversos países começarão a ver conteúdo oficial da Organização Mundial da Saúde e do Centro de Controle e Prevenção de Doenças no topo da linha do tempo.

O Facebook também já começou a promover, por conta própria, publicações das mesmas fontes na rede social e no Instagram, além de priorizá-las nos resultados de buscas pelos termos "coronavírus" e "COVID-19". Já conhecida por escândalos de desinformação, a empresa desta vez busca medidas de fazer com que seus usuários voltem a confiar em seu conteúdo.

Outra medida anunciada nesta semana pelo Facebook é a disponibilização da versão paga do Workplace, permitindo que governos e serviços de emergências tenham acesso gratuito às ferramentas do recurso durante um ano. Zuckerberg ainda afirmou que vários de seus funcionários estão trabalhando de casa para evitar a pandemia, inclusive ele próprio.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/redes-sociais/facebook-vai-colocar-no-topo-da-linha-do-tempo-noticias-sobre-o-novo-coronavirus-162063/

19

Mar

Mídias Sociais

TikTok forma conselho de especialistas para remodelar políticas de conteúdo

Além dos vídeos de conscientização do coronavírus, os tempos no TikTok são de crise na política de conteúdo. Só nos últimos meses a rede social da ByteDance foi acusada de censurar conteúdos e restringir o alcance de publicações, além de (mais grave) buscar ocultar um suicídio transmitido ao vivo na plataforma antes de contatar as autoridades. A companhia, claro, já vem estruturando medidas para equilibrar a balança no tópico.

Isso inclui a formação de um novo comitê de especialista de fora para ajudar a bolar novas políticas de conteúdo e moderação. Anunciado nesta quarta (18) no blog oficial do aplicativo, o conselho intitulado oficialmente TikTok Content Advisory Council é parte de uma iniciativa que a rede social anunciou em outubro do ano passado e que inclui ainda comitivas dedicadas a tópicos como segurança do público infantil, discursos de ódio, bullying, desinformação e outros problemas do tipo.

O comitê é presidido por Dawn Nunziato, professora da faculdade de direito da Universidade George Washington e co-diretora do Global Internet Freedom Project, e conta ainda com os membros Rob Atkinson (Information Technology and Innovation Foundation), Hany Farid (faculdade de engenharia elétrica e computação da Universidade da Califórnia), Mary Anne Franks (faculdade de direito da Universidade de Miami), Vicki Harrison (Centro Psiquiátrico de Stanford), David Ryan Polgar (All Tech Is Human) e Dan Schnur (Universidade do Sul da Califórnia).

Segundo a empresa no anúncio, o comitê ajudará a plataforma a “desenvolver políticas progressistas que não apenas lidam com os desafios de hoje, mas também pensam os desafios que a nossa indústria deve lidar no futuro” junto a líderes norte-americanos. Tópicos como desinformação e interferência nas eleições estão previstas no debate.

O conselho é formado num momento crítico do TikTok nos EUA, onde o aplicativo passa por uma avaliação do governo federal e o departamento de segurança nacional considera bloquear a plataforma no país. Ele também não é a única medida da empresa, que recentemente atualizou as políticas da comunidade e abriu uma central de transparência para permitir que especialistas tenham acesso a seu código-fonte e às estratégias de privacidade, segurança e conteúdo no app.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/123168/tiktok-forma-conselho-de-especialistas-para-remodelar-politicas-de-conteudo/

19

Mar

Mídias Sociais

Facebook, Twitter, Google e outras gigantes anunciam parceria contra coronavírus

As grandes empresas de redes sociais estão se juntando para trabalhar contra a desinformação relacionada à COVID-19. Facebook, Google, LinkedIn, Microsoft, Reddit, Twitter e YouTube publicaram um comunicado conjunto em que se comprometem a se unir para colaborar com informações sobre a doença.

Segundo reportagem do Washington Post, representantes das companhias se reuniram com a Casa Branca na última semana, quando o governo pediu ajuda das gigantes de tecnologia para combater a doença. Na reunião, estavam representantes do Google, Facebook, Amazon, Microsoft, Apple, IBM, Cisco e Twitter.

No site do Facebook, Kang-Xing Jin, líder de saúde da empresa, explicou quais são as principais medidas: a primeira é evitar a difusão de conteúdos errados e prejudiciais sobre a COVID-19. Junto disso, direcionar os usuários para fontes oficiais, como a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A empresa agora também conta com restrições de anúncios. Ela derruba qualquer publicidade relacionada a pânico e produtos que prometem cura ou prevenção da doença. Também não é possível fazer anúncios de vendas de máscaras na plataforma.

Por outro lado, ela está oferecendo publicidade para a OMS. “Direcionamos US$ 20 milhões em doações para apoiar ações de apoio à COVID-19 e oferecemos à OMS a quantia que for necessária de publicidade para comunicação”, disse o Facebook. Pelo Instagram, usuários também estão recebendo notificações que levam para o site oficial da OMS.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/redes-sociais/facebook-twitter-google-e-outras-gigantes-anunciam-parceria-contra-covid-19-161935/

18

Mar

Mídias Sociais

WhatsApp lança site com informações e dicas sobre Coronavírus

O WhatsApp lançou recentemente uma página dedicada em seu site com informações e dicas sobre o Coronavírus. A empresa oferece detalhes sobre como usar o aplicativo durante a pandemia e exemplos de como a ferramenta pode ser útil para usuários comuns e também profissionais.

O site do WhatsApp (https://www.whatsapp.com/coronavirus)  diz que os usuários devem manter contato com parentes, amigos e familiares de maneira virtual. O aplicativo recomenda o uso de recursos que vão além do chat de texto, como chamadas de voz e vídeo, que são gratuitas quando utilizadas com rede Wi-Fi.

O site também inclui dicas para prestadores de serviços, como profissionais de saúde, educadores e empresários. A iniciativa do WhatsApp inclui páginas com informações de como lidar com público durante a pandemia e também exemplos de uso do aplicativo para comunicação durante o período de quarentena.

Fonte: Tecmundo, disponível em: https://www.tecmundo.com.br/software/151156-whatsapp-lanca-site-informacoes-dicas-coronavirus.htm

12

Mar

Mídias Sociais

Maxmeio tem dois profissionais de mídias sociais concorrendo ao principal prêmio nacional do universo digital

Dois profissionais de mídias sociais da Maxmeio Tecnologia – uma das principais agências de comunicação digital do Nordeste – estão concorrendo na mais importante premiação nacional da área: o Prêmio Abradi Profissional Digital 2020. A social media Raíssa Medeiros é indicada para melhor profissional da categoria Redes Sociais e seu colega Alex Andrade é indicado como o melhor profissional da categoria Mídia.

Os dois social media da Maxmeio estão entre os três únicos representantes de todo o Nordeste, em meio a dezenas de indicados em várias áreas. A Abradi – Associação Brasileira dos Agentes Digitais reúne profissionais de todo o país e realiza votação pública para escolher, anualmente, os melhores profissionais entre os que criam e desenvolvem no mundo digital. Esta é a quinta edição do prêmio, e reúne 13 categorias. A votação popular está aberta no endereço eletrônico www.premioabradi.com.br até o dia 31 de março de 2020. A premiação será entregue no dia 04 de abril, no #404DigitalDay, Dia do Profissional Digital.

Para estarem entre os indicados, os profissionais da Maxmeio desenvolveram projetos criativos para clientes da agência que alcançaram destaque nacional. No caso de Raíssa, única mulher do Nordeste a concorrer nesta edição do prêmio Abradi, o case foi uma ação de mídias sociais desenvolvida para o cliente Chevrolet – Grupo Dão Silveira. Já Alex Andrade se destacou com o planejamento estratégico de anúncios e conteúdo para a faculdade paraibana FTB, o Midway Mall, a Rede Mais e o aplicativo Soulphia.

Única agência com dois indicados

A Maxmeio comemora ainda o fato de ser a única agência com dois profissionais entre os finalistas e os dois indicados, por sua vez, celebram a repercussão do trabalho realizado. “Sempre quis trabalhar com criatividade e acho incrível o poder que a publicidade tem de impactar a vida das pessoas, de influenciar comportamentos, necessidades, de envolver o comportamento humano”, comenta Raíssa, que é publicitária e tem 23 anos.

Já Alex, publicitário de 33 anos com pós em Gestão de Marcas, destaca a alegria de ser uma das três pessoas do Nordeste a concorrer ao maior e principal prêmio do mercado digital do país. “Me sinto, como nordestino, dando voz aos profissionais do digital da nossa região, em um mercado onde 90% de tudo que se destaca no digital vem de São Paulo”, afirma.

O diretor da Maxmeio, Flávio Sales, convida potiguares e nordestinos para votarem na eleição dos profissionais da nossa terra entre os melhores de todo o país. “Para votar basta acessar www.premioabradi.com.br e colaborar com esse reconhecimento importante do grande trabalho que é desenvolvido no Nordeste, que não fica atrás de nenhuma grande agência do Sudeste do país”, afirma.

 

 

 

12

Mar

Mídias Sociais

Minuto da Câmara - Ações de Saúde

Em Sessão Ordinária, os vereadores recebem o Secretário de Saúde de Natal. George Antunes afirmou que o município está desenvolvendo ações de combate ao coronavírus e se for necessário haverá o aluguel de leitos de UTI da rede privada. E com o avanço da Covid-19, o presidente da casa, vereador Paulinho Freire (PSDB) com o apoio dos parlamentares da casa, decidiu suspender todas as atividades pelos próximos quinze dias. Essas e outras notícias, você acompanha no Minuto da Câmara, o seu resumo semanal do trabalho realizado no Legislativo Municipal de Natal. Acompanhe:

12

Mar

Mídias Sociais

Twitter disponibiliza seleção de tópicos para usuários brasileiros

Um dos recursos mais aguardados do Twitter, a Seleção de Tópicos agora está disponível para todos os usuários — incluindo os brasileiros. Agora é possível selecionar temas específicos para rechear o seu feed, além daqueles que você acompanha por meio dos perfis que segue. Antes dessa atualização, só era possível seguir tópicos na área de buscas ou se essa sugestão aparecesse na Página Inicial.

De acordo com o Twitter, será possível escolher tópicos em até cinco idiomas: japonês, coreano, árabe, português e espanhol. No menu, você pode encontrar todos os temas disponíveis nos cinco idiomas, divididos entre as categorias Entretenimento, Esportes, Gaming, Hobbies e Interesses e Música e Rádio. 

Na Página Inicial, clique na sua foto de perfil > Tópicos > Siga alguns Tópicos. Depois clique em “... Mais” na lateral esquerda da Página Inicial > Tópicos > Siga alguns Tópicos. Lembrando que, em breve, também é possível criar timelines alternativas para acompanhar os temas escolhidos separadamente.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/redes-sociais/twitter-disponibiliza-selecao-de-topicos-para-usuarios-brasileiros-161676/

11

Mar

Mídias Sociais

Orkut criado por fã ganha aplicativo para Android

Fundado em 2004 pelo engenheiro turco Orkut Buyukkokten, o Orkut conquistou o coração de milhões de pessoas espalhadas pelo mundo, mas foi descontinuado pelo Google, ao qual era afiliado, em 2014. Entretanto, no último final de semana — para a alegria de muitos fãs da plataforma –, “a volta do Orkut” foi um dos assuntos mais comentados do Twitter, após uma versão da rede social aparecer na loja de aplicativos do sistema operacional Android.

Porém, apesar de similar, a rede social não é mesma criada por Orkut, engenheiro do Google (e por isso a rede pertencia à empresa), e sim uma versão para smartphones da réplica do Orkut, desenvolvida em 2017 por um fã. Logo ao baixar o aplicativo, os usuários encontraram o seguinte esclarecimento por parte dos desenvolvedores do app: “Orkut.br não tem vínculo com o Google e não é o mesmo site que o Orkut.com. Caso sua intenção seja acessar a antiga rede social filiada ao Google, pedimos desculpas, mas não será possível. Infelizmente, o Orkut.com encerrou suas atividades em 2014. O Orkut.br está sendo desenvolvido por um fã da rede social que, em sua homenagem, está recriando o Orkut do zero, buscando utilizar as mesmas ferramentas e design do site original”.

Apesar de muitos usuários antigos do Orkut original ficarem felizes com o layout — o aplicativo já conta com mais de 500 mil downloads –, ainda não se sabe muito sobre a plataforma. Como, por exemplo, por quanto tempo ficará no ar, principalmente por questões de direito de uso de marca e de dados dos usuários. Porém, não foi apenas a réplica do fã que ganhou novos usuários.

Fonte: Portal Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2020/03/10/orkut-criado-por-fa-ganha-aplicativo-para-android.html

6

Mar

Mídias Sociais

Coronavírus: Google lança página para tirar dúvidas sobre a doença COVID-19

Confirmados os primeiros casos brasileiros da doença COVID-19, causada pelo novo coronavírus, o Google lançou nesta quinta-feira (5) uma página especial trazendo as principais dúvidas dos brasileiros sobre o SARS-CoV-2, incluindo como se proteger da contaminação e outros insights a partir do que vem sendo mais pesquisado por lá.

A página traz importantes informações como o fato de que o novo coronavírus foi reportado pela primeira vez em Wuhan, na China, e que, desde então, se espalhou para diversos países em todo o mundo. O visitante da página também acessa o dia em que o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso positivo da doença no Brasil, e pode inclusive ter uma noção de como os brasileiros estão tentando se informar sobre a epidemia.

Com isso, a nova página do Google traz questões como o surgimento do coronavírus, quais são os sintomas da doença causada por ele, como se prevenir, se a doença tem cura, como evitar a transmissão, como lidar com possíveis sintomas e, ainda, o que fazer caso haja uma suspeita real de infecção.

Cada uma das questões abre uma página do mecanismo de buscas para ajudar o usuário a sanar essas dúvidas. Vale notar, também, que essa página chega até a fornecer um acompanhamento em tempo real das buscas pelo coronavírus no Brasil, e quais países estão fazendo mais pesquisas com o tema em questão. O link para acesso é o https://trends.google.com/trends/story/US_cu_4Rjdh3ABAABMHM_en_pt-BR.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/internet/coronavirus-google-lanca-pagina-para-tirar-duvidas-sobre-a-doenca-covid-19-161437/

5

Mar

Mídias Sociais

Coronavírus: Facebook divulga anúncios da OMS no combate à desinformação

O Facebook vai fornecer aos seus utilizadores anúncios gratuitos da Organização Mundial de Saúde (OMS), para combater a desinformação existente em torno do novo coronavírus. O objetivo é garantir que as pessoas sejam corretamente informadas dos riscos que correm e do modo como devem reagir à epidemia. “Nós estamos dando à OMS a oportunidade de divulgar seus anúncios de forma gratuita, tal como ela necessita, para dar resposta ao coronavírus, juntamente com outros apoios do gênero”, garantiu o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, na terça-feira (3).

Os utilizadores que fizerem pesquisa sobre o vírus no Facebook vão ser direcionados, através de um pop-up, para a OMS ou para a autoridade de saúde local. A ligação ocorre de forma automática e fornece aos leitores as informações mais recentes, explica ainda o fundador da plataforma digital. Caso os utilizadores vivam num país onde foram confirmados casos de contágio, a plataforma passa a enviar para os seus feeds notícias com atualizações sobre os infectados.

A empresa pretende também remover todas as alegações e teorias falsas sobre o tema dos seus conteúdos. Para tal, o Facebook está sendo ajudado por especialistas de saúde e deverá também dar apoio a outras organizações mundiais. No mês passado, a empresa proibiu anúncios de produtos alusivos à cura ou prevenção do vírus.

Outras plataformas digitais estão também tomando medidas em relação à desinformação sobre a epidemia. Pesquisas realizadas no Pinterest por “coronavírus” são encaminhadas para uma página com informação fidedigna do vírus. Na semana passada, a OMS criou também uma conta na aplicação TikTok no combate à desinformação.,

Fonte: Agência Brasil