Para aumentar o poder de enfrentamento à Covid 19, o Instituto Metrópole Digital – IMD – e o  Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde – LAIS  estão convidando profissionais da área de saúde a atuarem, como voluntários, realizando teleatendimentos,  orientando a população do estado sobre a doença e a pandamia.  A iniciativa conta com a parceria do  projeto telessaúde do LAIS no qual já possui a plataforma onde os atendimentos serão realizados. 

A iniciativa foi idealizada pelos professores Anna Giselle Ribeiro, Gustavo Leitão, Isaac Franco e Emerson Alencar, do IMD,  criando a plafatorma  para cadastro de profissionais de saúde que desejam desenvolver o trabalho voluntário. O LAIS, por sua vez, disponibiliza a plataforma onde os atendimentos serão realizados.

Para participar, o profissional da área da saúde precisa se cadastrar no sistema, (covid19.imd.ufrn.br/voluntarios .) informando os horários disponíveis para teleatendimento. Essa disponibilidade pode ser apenas de 1 hora em uma semana, não há necessidade de horários fixos e prolongados. "  Acreditemos que vamos suprir a demanda do estado com a colaboração de inúmeros profissionais", explicou a professora Anna Giselle.